Campeões do “KNOCK OUT” e do ‘Bigbang’ fazem super lutas em Maio no Japão

 

Na tarde desta quarta-feira, ( 14 de abril de 2021 ), foi realizada uma coletiva de imprensa acerca do evento “KNOCK OUT 2021 vol.3” que será realizado em 22 de maio de 2021, no Korakuen Hall, em Tóquio, capital do Japão.
 
Os promotores estão alinhados com todos os protocolos e medidas de segurança para a prevenção contra o novo coronavírus. Além disso, o horário de abertura da competição também foi alterado. Os ingressos já estão esgotados, mas as lutas ainda serão transmitidas ‘ao vivo’ por uma taxa à partir de 3.300 ienes através da TwitCasting TV.
 
O produtor do ‘KNOCK OUT’, Mitsuru Miyata, anunciou que mais duas lutas foram adicionadas ao ‘card’ do “KNOCK OUT 2021 vol.3”.
 
Harusho Yasumoto, campeão do “KNOCK OUT” e Kenichi Takeuchi, campeão do “Bigbang”, farão uma super luta ( 3 Rounds de 3 minutos, mais 1R de extensão ) na categoria peso pena sob as regras ‘KNOCK OUT-RED’, ou seja, com uso de cotovelos.
 
Yasumoto está vindo de uma seqüência de nove vitórias consecutivas. Ele ganhou o MVP 2020 na cerimônia de premiação anual realizada em janeiro deste ano. No torneio de março, ele nocauteou Pet Schiller com um forte chute posterior. Entre as suas conquistas, constam os títulos de promoções como REBELS e INNOVATION. O seu registro profissional é de 19 vitórias ( 9 ‘KO’ ), 1 derrota e 2 empates.
 
Takeuchi, por outro lado, já participou do RIZIN em fevereiro de 2020, quando venceu a sua luta. Ele também conquistou o cinturão de campeão da categoria peso pena no torneio “Bigbang : Road To Unification-38”, realizado em março deste ano, derrotando Ryuto por 2 a 1 na decisão dos juízes. Acumula participações em franquias do porte do Shin Nihon Kickboxing, J-NETWORK, Krush, Shoot Boxing, RISE e NJKF, além do já citado RIZIN. O seu registro é de 25 vitórias ( 8 ‘KO’ ), 10 derrotas e 2 empates.
 
A outra luta será entre o jovem campeão Yusei Shirahata e Yuuto Takahashi, um ex-profissional de boxe no Japão. Esta luta será válida pela categoria de peso super mosca e também será realizada nas regras ‘KNOCK OUT-RED’ ( com uso de cotovelos  ) em 3 Rounds de 3 minutos, mais 1R de extensão.
 
Shirahata já derrotou Takato Oonuma ( P.S.: Revisado para *Ryuto Oinuma ), no torneio REBELS - The Final, em 28 de fevereiro de 2021, quando conquistou o cinturão de campeão dos Super moscas, disputado pelas regras ‘KNOCK OUT-RED’. Em 1º de março, o torneio ‘REBELS’ mudou seu nome para “KNOCK OUT” como uma unificação. Aos 18 anos, esta será a sua primeira luta após terminar o colégio.
 
Já Yuuto tem 28 anos. Após conquistar o título da All Japan Student Kickboxing Federation, enquanto estava na Universidade Kokugakuin, ele se voltou para o boxe em 2014 e conquistou o título de 42º campeão japonês de boxe na categoria de peso super mosca ao derrotar Kenichi Horikawa, já em outubro de 2019. Esta será a primeira luta de Yuuto em seu retorno às competições com chutes.
 
Não custa lembrar que as regras ‘KNOCK OUT-RED’ permitem socos e chutes com cotovelo, enquanto as regras ‘KNOCK OUT-BLACK’ permitem socos e chutes sem cotovelo, de acordo com os padrões adotados pelos torneios do “KNOCK OUT”.
 
Veja como está o ‘card’ do “KNOCK OUT 2021 vol.3” até o momento :
 
KNOCK OUT 2021 vol.3
22 de Maio de 2021
Korakuen Hall
Tóquio, Japão
 
Shintaro Matsukura vs. Kiyoshi Tamura ( 75kg ) KNOCK OUT-BLACK Rules
Chihiro Suzuki vs. Keijiro Miyakoshi ( 65kg ) KNOCK OUT-BLACK Rules
Harusho Yasumoto vs. Kenichi Takeuchi ( 57,5kg) KNOCK OUT-RED Rules
Yusei Shirahata vs. Yuuto Takahashi ( 52kg ) KNOCK OUT-RED Rules
Hiroki Nakajima vs. TBA ( 70 kg ) à definir
 
( *o ‘card’ é sujeito à alterações )
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 14/04/2021
_
Legenda : Harusho Yasumoto venceu Pet Schiller com um forte chute posterior em Março deste ano.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia :  ( C ) KNOCK OUT | ( C ) Gonkaku | Divulgação ).
 
Legenda : Harusho Yasumoto e Kenichi Takeuchi farão o desafio dos eventos “KNOCK OUT” e ‘Bigbang’.
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia :  ( C ) Bigbang Kickboxing |  ( C ) KNOCK OUT | Divulgação ).
 
210414knockout yasumoto takeuchi ad946
 
 

Áreas no Japão iniciam vacinação geral em abril

Ministro notificou municípios com populações de até mil pessoas e comunidades de ilhas para vacinar o público geral junto com os idosos.

Alguns municípios do Japão devem iniciar as vacinações contra coronavírus para o público geral junto com os idosos em 12 de abril.

O plano foi anunciado pelo Ministro da Reforma Regulatória, Taro Kono, que é responsável pelo programa de vacinação contra coronavírus do governo.

Kono disse aos repórteres terça-feira (23) que ele notificou municípios com populações de até mil pessoas e comunidades de ilhas para vacinar o público geral junto com os idosos.

O ministro disse que o governador de Okinawa, Denny Tamaki, afirmou a ele que duas pequenas ilhas na província planejam começar a imunização do público geral no próximo mês.

Kono também se referiu à vacinação de cerca de 14 mil membros de missões diplomáticas estrangeiras e suas famílias sediadas no Japão. Ele indicou que tais pessoas estarão sujeitas a processos de vacinação onde suas missões estão localizadas, com as áreas consideradas seus lugares de residência.

Fonte: NHK

Brasileiro Vitor Toffanelli vence no K-1 World GP 2021 Japan ( K’Festa.4 Day.1 )

No domingo, ( 21 de março de 2021 ), o K-1 Group realizou o K-1 World GP 2021 Japan ( K’Festa.4 Day.1 ). O evento teve lugar no Tokyo Garden Theatre, em Tóquio, Japão. As lutas foram transmitidas ‘ao vivo’ pela Abema TV.
Não custa lembrar que o K-1 recuperou o ‘status’ de “maior evento de ‘lutas em pé’ do mundo”.

O ‘main event’ ( e portanto “evento principal” ) deste ‘card’ nos trouxe Yuuki Egawa defendendo o seu título na categoria de 58 quilos contra Tatsuya Tsubakihara. A dupla já havia se enfrentado em uma luta ( quando o título não estava em jogo ), em setembro do ano passado. Desta feita, Tatsuya Tsubakihara acabou vencendo Yuuki Egawa por decisão dividida dos jurados ( 10-9, 9-10, 10-9 ), após um round extra.

Já no ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) do ‘card’ deste K-1 World GP 2021 Japan ( K’Festa.4 Day.1 ) vimos mais uma disputa de título ( até 65 quilos ) com Hideaki Yamazaki defendendo o seu cinturão de campeão pela primeira vez contra Fukashi Mizutani. Hideaki manteve o título com sucesso ao nocautear Fukashi passados pouco mais de um minuto do round inicial.

O evento também marcou a estréia do sensei Júlio Cesar Mori ( Brazilianthai ) no K-1 diante do japonês Katsuya Jinbo. Foram três rounds de muita “trocação”, do começo ao fim. Júlio perdeu por pontos, mas realizou um sonho ao fazer uma grande estreia no K-1. O atleta mostrou que está no jogo e isso é só o começo.

Outro brasileiro e representante da equipe Brazilianthai, Vítor Toffanelli fez o seu retorno ao K-1 após a sua estréia em novembro passado. Vítor obteve uma grande vitória por nocaute técnico no terceiro round sobre o japonês Suzuki Hayato.

Na entrevista pós luta, Vítor declarou que seu próximo passo é lutar um GP em busca do cinturão do K-1 World GP ou K-1 MAX ( Middleweight Artistic Xtreme ).

Confira os resultados do “K-1 World GP 2021 Japan ( K’Festa.4 Day.1 )” que incluem :

K-1 World GP 2021 Japan ( K’Festa.4 Day.1 )
21 de março de 2021
Tokyo Garden Theatre
Koto, Tóquio, Japão

Tatsuya Tsubakihara venceu Yuuki Egawa por decisão dividida após um round extra ( 10-9, 9-10, 10-9 ) - pelo título até 58 quilos
Hideaki Yamazaki venceu Fukashi Mizutani por nocaute ( ‘jab’ de esquerda ). Round 1, 1:10 - pelo título até 65 quilos
Yuta Murakoshi venceu Ryusei Ashizawa por decisão unânime ( 30-28, 30-29, 30-29 )
Koya Urabe venceu Hikaru Hasumi por decisão unânime ( 30-28, 30-27, 30-29 )
Tatsuki Shinotsuka venceu Kaito Ozawa por decisão dividida após um round extra ( 10-9, 9-10, 10-9 )
Kaisei Kondo venceu Duangsomphong Maki por decisão majoritária ( 29-29, 30-28, 30-28 )
Vitor Toffanelli venceu Hayato Suzuki por “TKO” ( corte ) Round 3, 1:28
Mahmoud Sattari venceu Hisaki Kato por “TKO” ( golpes ) Round 2, 0:26
Seiya Tanigawa venceu Rui Hanazawa por decisão unânime ( 30-27, 30-26, 30-26 )
Miyu Sugawara venceu Nozomi Sigemura por decisão unânime ( 30-27, 30-27, 30-26 )
Gunji Taito venceu Riku Morisaka por decisão unânime ( 30-27, 30-26, 30-26 )
Shuji Kawarada venceu Hisaki Higashimoto por “TKO” ( corte ) Round 1, 1:20
Katsuya Jinbo venceu Júlio Cesar Mori por decisão unânime ( 30-28, 30-28, 29-28 )
Yuta Matsuyama venceu Sora Suizu por nocaute ( joelhada ) Round 1, 1:19
Koji Ikeda venceu Eiki Kurata por nocaute ( direto de direita ) Round 2, 1:55
Mina Daiki venceu Kyosuke Takahashi por nocaute (direto de esquerda ) Round 3, 1:19
Natsuki Kitamura x Koki Akada terminou em empate majoritário (30-29, 29-29, 29-29)

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 23/03/2021
_
Foto : Após vencer a sua luta no domingo, o brasileiro Vitor Toffanelli agora busca o cinturão do K-1 world GP. ( Cortesia | Créditos : AP Vitor Toffanelli | ( C ) K-1 Japan Group | ( C ) M-1 Mídia Esportiva | Divulgação ).

163454386 3705979816183988 8384633788984943734 n 040b9

Vitor Toffanelli recebendo o trofeu de campeão ao lado do Mestre Danilo Zanolini. ( Cortesia | Créditos : AP Vitor Toffanelli | ( C ) K-1 Japan Group | ( C ) M-1 Mídia Esportiva | Divulgação ).

Tradição do dinheiro para as crianças: ‘otoshidama’

Conheça mais essa tradição de Ano Novo do Japão e saiba como se proceder e sobre a quantia em dinheiro.

Com a ocidentalização as famílias costumam trocar presentes no Natal mas não deixam de preservar a antiga tradição do otoshidama (お年玉).

A história mostra que na antiguidade o chefe da família dividia o omochi, aquele bolinho de arroz, entre os familiares, em pedaços para cada um, no Ano Novo. Com o tempo isso foi mudando para moedas – no sentido de dinheiro.

Hoje em dia a tradição continua. São oferecidos dinheiro em espécie dentro dos envelopes (pochibukuro) com a escrita お年玉. Não são compreendidos como presente, mas para seu uso pessoal ou para poupança. O importante é a intenção, pois todas as crianças ficam muito agradecidas pelo gesto.

Se tem filhos ou sobrinhos frequentando a escola japonesa pode ser que fiquem contentes em receber o envelope.

Para cada faixa etária e laços os valores são diferentes. Nesta matéria serão informados os valores médios da sociedade considerando que são crianças, filhos, sobrinhos ou netos, da família. E quando se diz crianças, incluem-se até os estudantes universitários.

Antes de mais nada a recomendação é ir a uma papelaria ou até mesmo na loja de ¥100 para comprar os envelopes. Outra dica é passar no banco e trocar as cédulas já usadas pelas novas.

Otoshidama para os filhos, sobrinhos e netos

De 0 a 2 anos: tem famílias que costumam entregar ¥1.000 mas o comum é uma moeda de ¥500. Convém guardar – muitas vezes na poupança – porque nessa tenra idade pode até nem entender

De 3 a 6 anos: o comum é uma cédula de ¥1.000 mas há quem dê até ¥3.000

Do primeiro ao terceiro ano primário: em geral costuma-se colocar ¥3.000

Do quarto ao sexto ano primário: ¥3.000 ou ¥5.000, mas jamais ¥4.000 porque não é um bom número no Japão

Ginasial: pelo menos ¥5.000

Colegial: em geral, ¥10.000

Universitário: ¥10.000 ou mais

Otoshidama para filhos de conhecidos

Em geral os valores não mudam muito dos filhos dos parentes. Mas hoje em dia não se costuma oferecer aos universitários.

Etiqueta da entrega

O envelope tem frente e verso. Em geral, na frente se escreve o nome de quem vai receber e no verso o nome de quem oferece, sempre em kanji ou katakana e na vertical. Há envelopes que vêm com o espaço para o destinatário e remetente no verso como os da foto.

Como não se sabe se receberá visitas a recomendação é deixar comprado os envelopes extras e, claro, dinheiro na carteira.

Outro detalhe importante é que mesmo sendo uma cédula nova, se não dobrá-la não caberá no invólucro. A etiqueta recomenda colocar a cédula na sua frente, com o lado direito voltado para cima e dobrar, da esquerda para a direita. 

Na era digital

No momento atual pode-se entregar, no lugar das cédulas, cartões como Quo Card ou do iTunes, Amazon e outros. Desde que não tenha o número 4 na soma, como por exemplo 4 mil, 9 mil ou 14 mil ienes, pois trazem mau agouro.

Fontes: Quo Card e O-Uccino

9 locais sagrados no Japão para bom parto e felicidade dos filhos

O maior desejo das grávidas e suas famílias é orar para que o bebê venha com saúde e segurança. E as famílias querem orar pelos filhos!

A alegria da gestação, a espera pela vinda do bebê, a expectativa de formar uma nova família e a esperança de que venha saudável. Esses sentimentos e emoções são os mesmos para a futura mamãe e para o futuro papai.

Também para os irmãos, avós e tios. Por isso, familiares e gestantes, maridos e companheiros, acompanham a mulher gestante ou a que quer engravidar para orar e pedir a proteção divina desde a hora do parto até a criação do bebê.

Que tal aproveitar o feriado de Ano Novo e fazer uma visita? Vale a pena orar, pedir, agradecer e, quem sabe, comprar um amuleto. Os templos e santuários também protegem as crianças.

*Como este ano o mundo está sofrendo com a pandemia, no Japão também é preciso tomar cuidado com as aglomerações. Evite ir nos 3 primeiros dias do Ano Novo. Ou, se for, procure manter distanciamento social e leve álcool em gel, lembrando de usar máscara.

Templos e santuários para o parto das gestantes, felicidade dos bebês e crianças.

Suitengu, em Tóquio

Suitengu (水天宮) é um dos mais famosos santuários xintoístas, protetor das gestantes, do bom parto e da vinda segura dos bebês. Tanto as gestantes visitam para agradecer pela bênção, quanto o marido ou os familiares da grávida vão comprar o amuleto, em forma de sino, de proteção.

suitengu fc4da

Foto: Suitengu, em Tóquio (HP)

Kishimojindo, em Tóquio

Este é um templo com mais de 700 anos de histórias de proteção e bênçãos. O nome Kishimojindo é o mais popular, mas o verdadeiro é Ikoyamaho Akedera (威光山法明寺). Há várias lendas sobre a deusa que segurou a árvore de gingko para dar à luz, como a da protetora das crianças. Para quem vai ter bebê em breve, para quem quer orar pelos filhos, para a segurança da família, para que os filhos cresçam seguros e para a proteção da saúde, este templo é altamente recomendado.

Amabiki Kannon, Rakuhoji, em Ibaraki

A Amabiki Kannon (deusa) é a protetora do templo Rakuho (楽法寺, lê-se Rakuhoji). O templo é datado do ano 587 e é famoso por proteger o parto e os bebês. É considerado um local sagrado e de forte energia, onde habita o deus da longevidade.

É um templo tombado pelo patrimônio histórico pelo seu valor cultural da humanidade. Fica dentro de uma bela paisagem e tem um famoso jardim de hortênsias no verão. Confira o vídeo.

Ryukoji, em Chiba

Este templo Ryuko (龍湖寺, lê-se Ryukoji), é famoso por abençoar quem deseja ser mãe, a gestante, o parto seguro e a criação dos filhos. As pessoas que vão até lá orar, pedir ou agradecer escrevem nas placas de madeira (絵馬, lê-se ema) para que tudo se concretize. A deusa é representada por uma estátua, coberta com um manto e com olhar gentil, que olha pelas crianças.

Otonashi Jinja, em Shizuoka

Esse santuário xintoísta chamado Otonashi (音無神社, lê-se Otonashi Jinja), tem a Princesa Toyotama como deusa de proteção. Como ela teve um parto suave, as gestantes vão até lá para serem abençoadas por ela. A deusa é conhecida como protetora dos bons partos e das crianças.

Koyasu Jinja, em Gifu

Fica próximo às águas termais Minami Kodakara (みなみ子宝温泉), perto da cidade de Mino. O santuário é simples mas famoso por proteger o parto e receber bem o recém-nascido. De tão famoso, as águas termais que ficam bem próximas, têm o nome que identifica o local sagrado. Toque aqui para abrir o mapa do santuário.

koyasu f1a02

Foto:  Jinja próximo às águas termais, que ficaram famosas por causa do santuário (HP).

Fujisengen Jinja, em Nagoia

Dentro do conhecido bairro Osu, o santuário Fujisengen (富士浅間神社, lê-se Fujisengen Jinja), é um local famoso na região. As mulheres e familiares vão até lá pedir a proteção da deusa, a Princesa Yasuyama, para as bênçãos do parto seguro e fácil, do bebê, do crescimento da criança e zelo para a saúde. Dentro da área também tem um maneki inari, a raposa protetora da sorte e dos negócios.

fujisengen 46c05

Gokonomiya Jinja, em Quioto

Um dos pontos mais famosos pela sua água limpa, Fushimi, é onde tem templos, santuários xintoístas e fábricas de saquê. Também é onde fica esse santuário famosíssimo entre as futuras mamães e famílias. Uma das formas de ler a sorte é o adivinho da água, colocando o papel em imersão para ler a mensagem. É um local sagrado que vale a pena ser visitado.

Gokonomiya a532b

Foto: Fica em Fushimi, Quioto, no local onde as águas são limpas e puras (Wikipedia).

Bandaiji Kannondo, em Hiroshima

Abuta Kannon (阿伏兎観音) é a deusa deste templo, construído sobre uma rocha, de frente para o Mar do Seto. A deusa é famosa e procurada pelas futuras mamães e pelas famílias. Elas escrevem os pedidos na tabuleta de madeira que tem uma imagem de peito. Também compram amuletos para a proteção na hora do parto e receber o amado bebê.

Bandaiji ca75d

Foto:  Famoso templo sobre a rocha no Mar de Seto, em Hiroshima.

Compartilhe esta matéria com casais amigos!

Fontes e fotos: divulgação e Travel

Um novo evento de artes marciais mistas para mulheres será lançado em abril de 2020 no Japão

Atualmente o único evento feminino de artes marciais mistas do Japão, o ‘Deep Jewels’ poderá ter o seu posto ameaçado à partir de abril de 2020, quando acontecerá a edição inaugural de um outro show de MMA exclusivo para mulheres na ‘terra do Sol Nascente’.

O novo evento será realizado por membros da equipe de produção do “Ganryujima” - que está atualmente inativo - e foi inspirado no sucesso do “SEI ☆ ZA” ( Seiza ) - Girl’s Budo Entertainment, uma promoção de artes marciais para mulheres que teve o seu único show realizado em 2017.

As lutas serão disputadas sob o formato das ‘Custom Rules Bout’ ( “lutas com regras personalizadas” ), à semelhança das regras do “Ganryujima”, quando o show era promovido por Sadaharu Tanikawa, um antigo produtor do K-1.

De acordo com as regras do “Ganryujima”, em pé são permitidos golpes de ‘trocação’, tais como chutes e socos, além de técnicas de Wrestling e Sumô, como por exemplo, empurrar o adversário para fora do tatame por três vezes equivale à uma vitória por “Ippon”. No solo só é permitido trabalhar o “Ground and Pound” ( derrubar e bater ) e apenas por 15 segundos. As finalizações são permitidas apenas em pé.

Para o novo evento feminino, no entanto, foram feitas algumas modificações, para diferenciá-lo do “Ganryujima”.

Será aberta uma contagem até 10 quando uma competidora estiver inativa, não será permitido acertar o rosto quando no chão, as finalizações também serão permitidas durante a luta no solo e foi estipulado um tempo de 30 segundos, antes das lutadoras voltarem em pé.

Cotovelos são proibidos em pé e golpes como pontapés, joelhadas e cotoveladas são proibidos no chão.

Diferentemente do “Ganryujima”, será adotada a ‘regra das 3 contagens’ após uma queda ( se você segurar os ombros de sua oponente no chão por 3 segundos, vencerá a luta ).
Além disso, as competidoras usarão um quimono.

A área de luta - logicamente - será um tatame no formato de um círculo plano, semelhante ao utilizado no Sumo, ao invés de um ringue de boxe ou do tradicional ‘cage’ de MMA.
Contudo - assim como no “Ganryujima” - o novo evento feminino terá lutas distribuídas em três rounds de três minutos, mas diferentemente do show promovido por Sadaharu Tanikawa, também contará com lutas com três rounds de cinco minutos e ainda outras com dois rounds de dez minutos.

Além das lutas casadas ( individuais ), haverão disputas por equipes entre adolescentes e outras entre mulheres de 20 e 30 anos, mas também com lutadoras entre 40 e 50 anos ( categoria de ‘lendas’ ), vindas de artes marciais como Karatê, Judô, Sumô, Pro Wrestling, etc ...

Estão sendo feitas chamadas para federações, organizações e dojôs de artes marciais em todo o Japão, mas até agora apenas a Zendokai e as quatro irmãs da equipe DATE de artes marciais ( Hana DATE,  Nao DATE,  Ho DATE e Hualien DATE ) confirmaram a sua participação.

Todas essas regras e novidades foram anunciadas em uma conferência de imprensa em Tóquio, capital do Japão, na quinta-feira, 19 de dezembro de 2019.

O evento de Bushido Feminino que tem o título provisório de “RIN” está programado para ser realizado em Tóquio, em abril de 2020 ( o local está sendo ajustado no momento ).

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 21/12/2019
_
Foto : As irmãs da equipe DATE de artes marciais ( Hana DATE,  Nao DATE,  Ho DATE e Hualien DATE ) já anunciaram sua participação. ( Créditos | Cortesia : Divulgação RIN | Gonkaku ).

Floyd Mayweather anuncia planos grandiosos para o início de 2020 no Japão

Nesta sexta-feira ( 13 de setembro de 2019 ), Floyd Mayweather ( EUA ), campeão profissional de boxe em cinco diferentes categorias de peso,  realizou uma conferência de imprensa em Tóquio, capital do Japão.
O boxeador de 42 anos anunciou que poderá fazer outra “mega-exibição” de artes marciais na terra do Sol Nascente no próximo ‘reveillon’.

-“Estou encantado por estar de volta ao Japão. Estou sempre feliz por vir ao Japão. Eu e minha equipe japonesa temos planos para vários projetos. Vim para o Japão no final do ano passado. A luta de apresentação no RIZIN foi um grande sucesso, então acho que podemos passar para o próximo nível.”-declarou o pugilista.

Mayweather já havia expressado essa sua vontade durante a sua viagem anterior ao Japão em junho deste ano, quando apresentou oficialmente o TMT JAPAN, um ‘braço’ do seu The Money Team Promotions ( Mayweather Promotions ).

Para o Sr. Tetsu Oshiba,  diretor representante do TMT JAPAN, no entanto, a ‘exibição’ de artes marciais no final do ano será sutil, mas ele acredita que o TMT JAPAN poderá fazer “algo grande” no início de 2020.

-“Estamos conversando com a equipe. Isso acontecerá se for o momento certo. Existe uma possibilidade, e acho que poderemos fazer grandes coisas no início de 2020”.-disse ele.

Por sua vez, Kohei Tokuhiro ( CEO do TMT JAPAN ), comentou :
-“Não há possibilidade para este final de ano e o provável adversário não será um lutador japonês. Não posso dizer muito por agora, mas será uma grande luta”.-acrescentou Tokuhiro.

Isso poderia levar vários atletas americanos à competir em lutas no Japão.
“Vocês têm as Olimpíadas de 2020, então estamos ansiosos para trazer nossa equipe aqui e fazer tantas coisas acontecerem. Temos falado em ter mais exposições aqui no Japão. Não apenas eu, mas também alguns outros lutadores sob a bandeira da Mayweather Promotions.”-complementou Floyd.

Ainda na conferência de imprensa, Mayweather entregou o valor de US $ 10.000 ao presidente Tokuhiro. Segundo especulações de alguns veículos da imprensa japonesa, o dinheiro faz parte de uma doação do boxeador para apoiar a reconstrução em Chiba.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 13/09/2019
_
Foto : A nova ‘exibição’ de artes marciais no final do ano será sutil, mas a equipe do pugilista no Japão prepara “algo grande” para o início de 2020. ( Créditos | Cortesia : Acervo pessoal Floyd Mayweather | Instagram ).

Japão: ano fiscal e letivo começam em abril. Por quê?

Se o Ano Novo inicia em 1.º de janeiro, o novo ano fiscal do governo, das empresas, novos contratados e o período letivo, começam em abril, no Japão.

Esse calendário tem início lá atrás.

Para o governo a prestação de contas da entrada e saída de dinheiro começa em 1.º de abril e encerra em 31 de março do ano seguinte. Isso é chamado de ano fiscal. O governo e muitas empresas, cerca de 70%, ainda seguem esse calendário, desde 1886, período Meiji. A história conta que desde 1868 até a fixação desse período, foram realizadas várias mudanças de data, mas não se sabe o motivo real.

O Japão era um país agrícola. Os agricultores faziam a colheita do arroz no outono, para trocar o resultado por dinheiro depois. Após a troca por moedas, eles precisavam pagar os impostos. A maioria não conseguia fazer isso até o final do ano. Por isso, conta a história, que o ano fiscal foi mudado para iniciar em abril. Assim, todos os agricultores conseguiam pagar o que deviam para os cofres públicos até março.

arroz 73c4d

Outra versão é que o país mais avançado economicamente, na época, era a Inglaterra que já praticava o início do ano fiscal em abril. Pode ser que o Japão tenha se inspirado nela.

Em 1962, o então Primeiro-Ministro Kakuei Tanaka tentou mudar para acertar com o calendário gregoriano mas não deu certo.

O fato é que poucos dias antes de primeiro de abril os novos contratados se vestem de ternos ou tailleurs pretos, camisas brancas, para participarem da cerimônia de ingresso na empresa. É o início da carreira profissional para milhares de jovens em todo país.

Ano letivo das escolas

Até o ano 10 do período Meiji as escolas começavam seu ano letivo em datas diferentes. Afinal, as crianças eram as grandes ajudantes do trabalho na lavoura.

Em 1886, por ordem do então Ministério da Educação, determinou que as escolas passassem a realizar a cerimônia de ingresso em abril. A partir daí as escolas mudaram o calendário para unificar a data de início das aulas. Levou tempo para isso ocorrer. Foi só entre 1926 a 1989 que se conseguiu o feito.

Para acompanhar o calendário das escolas de outros países do ocidente, o Japão já cogitou mudar o início do período letivo para setembro.

No entanto, essa cultura já está tão enraizada que o povo não consegue imaginar realizando formaturas em agosto, no auge do verão.

Os países vizinhos como a China e Coreia do Sul iniciam o ano fiscal do país e das empresas no primeiro dia do ano.

Já o ano letivo na China acompanha o da maioria dos países do ocidente, em setembro. Na Coreia do Sul começa em março.

Fontes: JpnCulture, Koyomi e Nikkei

Fotos: Wikimedia e Pixabay

Atleta de MMA do Mato Grosso do Sul conquista título inédito no Japão

A lutadora de MMA Sidy Rocha, natural de Rio Verde de Mato Grosso, e atualmente residindo em Bonito ( cidade que fica a 300 km da capital Campo Grande ), fez bonito e colocou o estado do Mato Grosso do Sul na “rota do MMA mundial” ao conquistar um título inédito para o Brasil.
A atleta de 41 anos conquistou o cinturão da categoria peso mosca feminino ( até 57 kg ) no Pancrase 304, após vencer a japonesa Takayo Hashi, em uma luta duríssima.
O evento foi realizado no domingo ( 14.4.2019 ) e teve lugar no Studio Coast, em Tóquio, no Japão.

Até esse confronto, Sidy mantinha um cartel de 17 lutas ( 10 vitórias, 05 derrotas, 02 empates ).
A atleta é detentora de dois cinturões de MMA, conquistados nos eventos Bonito ECO Fight e Corumbá Fight Combat.

Já Takayo Hashi, também de 41 anos, ostentava um currículo composto por quinze vitórias, seis derrota e um empate na carreira.
A japonesa já enfrentou nomes como Cat Zingano, Roxanne Modafferi, Tara LaRosa e Sarah Kaufman.

O Pancrase é o “evento Japonês de maior tradição na Ásia”.

Em dezembro de 2018, Sidy Rocha e a colega de academia, a atleta Edna Trakinas, participaram do  Pancrase 302, quando Sidy venceu a atleta japonesa Mariya Suzuki por nocaute.
Foi a primeira participação da praticante de Jiu-jitsu no evento e mesmo com o desafio de atingir o peso para a pesagem oficial, ela conseguiu sair vitoriosa.

Sidy Rocha é esposa do também atleta Cláudio Rocha. Eles são os fundadores da equipe Rocha Top Team e ambos mantêm uma academia de MMA em Bonito.
Cláudio já conquistou diversos títulos e em janeiro representou Bonito e o Mato Grosso do Sul na Holanda, onde disputou a luta principal do Z.H.S da Polônia, evento tradicional da modalidade naquele país, enfrentando o atleta da casa, Adrian Zanky, na categoria 84 kg.

Voltando à falar do Pancrase 304, outra atleta brasileira que também lutou foi Mayra Cantuária, que finalizou a experiente japonesa Emiko Raika ainda no primeiro round da luta inserida no ‘card’ principal.
A luta marcou duplamente para Mayra, por ser a sua primeira luta internacional e também a sua estreia na promoção japonesa.

Ainda tivemos mais um lutador brasileiro competindo nesse Pancrase 304.
Tom Santos, representante da equipe Brazilian Thai, capitaneada pelo consagrado lutador Danilo Zanolini.
Infelizmente, dessa vez o baiano de Jequié ( radicado em Araçatuba, no estado de São Paulo ), não conseguiu a vitória, ao contrário das suas duas últimas participações no Pancrase ( nas edições 294 e 296 ), quando venceu os japoneses Yusaku Inoue ( por TKO ) e Kenichiro Togashi ( por KO ), respectivamente.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 15/04/2019
_

Foto : A atleta Sidy Rocha após uma de suas vitórias no Pancrase, em Tóquio, no Japão. ( Cortesia : divulgação ).

Confira os resultados do Deep Jewels 32 realizado no final de semana no Japão

Já faz muito tempo que as lutas femininas são as favoritas do público no Japão e no domingo, 7 de março, o Deep Jewels 32 teve lugar no Korakuen Hall, em Tóquio, capital do país.
As lutas foram transmitidas ‘ao vivo’ às 3h30 ( horário do leste ) para os EUA pelo sistema de “Pay-Per-View”.

Até mesmo o CEO do RIZIN, Nobuyuki Sakakibara, comentou em sua conta oficial no Twitter que a próxima ‘superstar’ do MMA japonês virá do Deep Jewels.

O evento, além de marcar o retorno triunfante da maior promoção feminina de MMA do continente asiático, contou com a primeira rodada do maior GP ( torneio eliminatório ) da categoria peso átomo, programado para esse ano de 2021.

No entanto, o torneio foi incompleto, uma vez que duas lutadoras não conseguiram “bater o peso” e, como resultado, apenas três das lutas programadas para esta fase do GP foram realizadas.

A sul coreana Si Woo Park iniciou agressivamente a sua luta com Mizuki “Nisse” Oshiro, chutando as suas pernas no início do primeiro round. Oshiro devolveu e, após alguma “trocação”, Park foi forçada à defender algumas tentativas de queda até os minutos finais do período inicial.

Park iniciou o segundo round demonstrando uma excelente e forte técnica de boxe. Após um trabalho de ‘clinch’ na grade, Park derruba Oshiro e monta. Ela faz então um jogo de ‘ground and pound’ até o término do round.

Todos os três juízes votaram à favor de Park, que melhora para 5-2 após sua quinta vitória consecutiva. Oshiro cai para 2-3 e é eliminada do torneio.

Na luta final do ‘card’, Saori Oshima venceu a veterana Emi Tomimatsu, ex-campeã da categoria peso palha do Deep Jewels, ainda no minuto inicial. Iniciado o confronto, Oshima não perdeu tempo e derrubou Tomimatsu. Após tentar um mata-leão, ela fez a transição para a chave kimura, chegando à finalização aos 45 segundos.

Oshima melhora para 4-2 após obter a vitória mais impressionante de sua carreira. Por sua vez, Tomimatsu cai para 15-18, tendo perdido as últimas quatro lutas.

Já Yuko Oya ( 9-8 ) não bateu o peso, mas a sua luta nas quartas de final com Shoko Fujita ( 1-0 ) foi em frente de qualquer maneira. A última saiu vitoriosa na decisão dos juízes, com a primeira penalizada com deduções de pontos pela perda de peso, embora o resultado tivesse sido o mesmo.

Outra atleta que não conseguiu bater o peso foi Sakura Mori, mas esta não conseguiu competir depois de ter sido hospitalizada. Como resultado, Aya Murakami foi automaticamente dispensada e lutará nas semifinais.

Na primeira luta das quartas de final do GP do peso átomo, Hikaru Aono ( 7-4 ), destaque do Wrestling amador, derrotou Emi Sato ( 4-6 ) em sua revanche. Ela conquistou a vitória por decisão unânime sobre a veterana de 40 anos, vingando-se da derrota em sua estreia no MMA profissional em 2017.

Em um desafio de ‘Grappling’ ( modalidade de luta “corpo à corpo” ), Seika Izawa finalizou Megumi Sugimoto, da academia AACC, com um mata-leão após 58 segundos.
Enquanto isso, em luta de MMA, Yukari Nabe ( 9-3 ) registrou sua terceira vitória consecutiva ao passar pela lutadora da equipe AACC, Mikiko Shimizu ( 2-1 ), por decisão unânime em sua luta válida pela categoria peso mosca.

Deep Jewels 32
7 de março de 2021
Korakuen Hall
Tóquio, Japão

MMA : Saori Oshima venceu Emi Tomimatsu por finalização ( kimura ) aos 45 segundos do primeiro round
MMA : Si Woo Park venceu Mizuki Oshiro por decisão unânime dos juízes após dois rounds
MMA : Hikaru Aono venceu Emi Sato por decisão unânime dos juízes após dois rounds
Grappling: Seika Izawa venceu Megumi Sugimoto por finalização ( mata-leão ) aos 0:58 do primeiro round
MMA : Yukari Nabe venceu Mikiko Shimizu por decisão unânime dos juízes após dois rounds
MMA : Shoko Fujita venceu Yuko Oya por decisão unânime dos juízes após dois rounds
MMA : Hime venceu Kate Lotus por decisão unânime dos juízes após dois rounds
MMA : Karin Horii venceu Momoka Yoshikawa por decisão dividida dos juízes após dois rounds
Kickboxing : Sara e Rajina empataram após o término do tempo regulamentar

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/03/2021
_
Foto acima :  Si Woo Park  obtém a sua quinta vitória consecutiva no Deep Jewels 32. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

Abaixo : Saori Oshima comemora a vitória sobre Emi Tomimatsu. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

image 1615115771 55bbf

«April 2021»
MonTueWedThuFriSatSun
   1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

DMCA.com Protection Status

Go to top