Resultados do ONE Hero Series 13 e 14 realizados no final de semana em Xangai, na China

O ONE Championship sediou seu primeiro evento ‘ao vivo’ após uma pausa de quatro meses devido a pandemia do novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ), o vírus responsável pela doença Covid-19, que levou a organização a interromper temporariamente os seus shows programados para os meses de março à maio. Mas agora a franquia retornou à ação no coração da China.

Hua Fung Teh, presidente do grupo do ONE Championship na China, ficou encantado ao ver o retorno da organização ao seu país.

Na retomada de suas atividades, a promoção realizou dois ‘cards’ de lutas sem público em Xangai, com o ONE Hero Series 13 acontecendo no sábado à noite ( 20 de junho ), enquanto o ONE Hero Series 14 foi realizado na noite de domingo ( 21 de junho ).

O ‘card’ do ONE Hero Series 13 foi composto por três lutas de MMA e duas lutas de kickboxing do ONE Super Series. Já o ONE Hero Series 14 apresentou três lutas de MMA e duas kickboxing.

Destaque para o ‘main event’ ( ou “evento principal” ) do ONE Hero Series 13 protagonizado pelo nativo de Sichuan, Ze Lang Zha Xi, e o novato no ONE, Liang Hui.

Os dois já haviam lutado algumas vezes em eventos chineses de artes marciais mistas e novamente os atletas da categoria peso médio deram “tudo de si” dentro do ringue.

Após o término do confronto, o lutador Ze Lang Zha Xi obteve uma nova vitória sobre Liang por decisão unânime dos juízes.

Com o resultado, o representante do Enbo Gedou melhorou seu registro nas artes marciais mistas para 13-4-1, enquanto Liang caiu para um recorde profissional de 5-5-1.

Nas demais lutas de MMA da programação, quem brilhou foi Wang Zhen ( 3-5 ), que emergiu triunfante em sua luta na categoria peso mosca contra Zou Jin Bo ( 4-7 ), obtendo a vitória por decisão dividida depois de quase terminar a luta com um mata-leão no último minuto do duelo.

O destaque do kickboxing foi Yang Hua que passou os três rounds da sua luta com Wei Zi Qin em uma “trocação” franca de socos e chutes para obter a vitória por decisão dividida dos juízes.

Ao término da programação, as palavras de Hua Fung Teh mostravam otimismo :
-“Nós do ONE Championship temos o prazer de receber novamente os mais emocionantes eventos de artes marciais do mundo. Gostaria de agradecer pessoalmente a todos os fãs pelo apoio contínuo à nossa organização e aos nossos atletas. Xangai serviu como pano de fundo perfeito para o retorno do prestigiado ONE Hero Series, que visa mostrar o melhor dos jovens talentos de artes marciais da China. Ao impor rigorosas medidas sanitárias e de segurança, garantimos a prioridade à saúde e ao bem-estar de todos que fizeram desses eventos consecutivos um enorme sucesso.”-analisou o presidente do grupo do ONE Championship na China.

As lutas foram transmitidas nas plataformas de vídeo : Toutiao / Xigua da ByteDance, bem como no Douyin. A Qinghai TV e a Shenzhen TV5 também transmitiram os dois eventos de lutas, mas ambas as redes televisivas exibiram os dois ‘cards’ apenas na China.

O próximo evento do ONE já foi batizado de “Fists of Fury” e está programado para o dia 03 de julho.
O mesmo deverá ser realizado no Singapore Indoor Stadium, em Singapura.

Resultados do ONE Hero Series 13 :

MMA : Ze Lang Zha Xi venceu Liang Hui por decisão unânime
Kickboxing: Luo Chao venceu Zhao Jun Chen por decisão dividida
Kickboxing: Yang Hua venceu Wei Zi Qin por decisão dividida
MMA : Wang Zhen venceu Zou Jin Bo por decisão dividida
MMA : Fu Kang Kang venceu Wang Hu por finalização ( mata-leão ) aos 3:29 minutos do segundo round

Resultados do ONE Hero Series 14 :

Kickboxing : Xu Liu venceu Zhao Xiao Yu por decisão unânime
MMA : Zhu Kang Jie venceu Ayijiake Akenbieke por decisão unânime após três rounds
Kickboxing : Fu Qing Nan venceu Yuan Peng Bin por decisão dividida
MMA : Zhang Ze Hao venceu Gao Bo por nocaute aos 3:43 minutos do primeiro round
MMA : Li Zhe venceu Mo Hao Xiong por finalização ( mata-leão ) aos 3:16 minutos do primeiro round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/06/2020
_
Foto : Ze Lang Zha Xi superou Liang Hui no ONE Hero Series 13. ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Divulgação ).

Promoção de lutas Wu Lin Feng retorna à China com novos ‘cards’ no mês de Maio

As medidas anti-epidêmicas aplicadas ativamente na China mostraram-se eficazes e promoveram a retomada da produção no país.
Agora, em meio à propagação da epidemia global foi anunciado que a promoção chinesa Wu Lin Feng será reiniciada a partir do mês de maio.

O Wu Lin Feng é o show de artes marciais mais antigo da China, tendo sido criado em 2003 e atualmente o programa é televisionado pela Henan TV.

Desde 2007, a competição se tornou mais internacional, trazendo novos desafiantes de outros países e realizando filmagens no exterior, inclusive na Holanda, Alemanha, Reino Unido, Portugal, Romênia, Rússia, Nova Zelândia, Tailândia, Laos, Emirados Árabes Unidos, Canadá e Estados Unidos. Os participantes incluem lutadores de K-1, profissionais de artes marciais mistas, lutadores de Muay Thai e praticantes de Wushu ( Kung Fu ) e Sanda ( Boxe Chinês ). Em 2013, o show foi classificado entre os 100 principais programas de televisão por satélite e cabo mais vistos na China.

Apesar de ser uma promoção de Kickboxing, o WLF também realiza esporadicamente algumas lutas de MMA, em eventos sob o nome “EPIC”. Em 2017 os eventos foram renomeados para ‘WARS’.

O Wu Lin Feng também lançou um novo evento chamado ‘New Generation’ ainda 2015.

Uma das primeiras edições internacionais listadas da franquia foi batizada de “Wu Lin Feng 2009 - EUA vs China” e teve lugar no LV Hilton Hotel & Casino, em Las Vegas, Nevada, EUA, em 30 de agosto de 2009.
Já o show mais recente foi o “WLF W.A.R.S. 41” que teve o sub-título ‘Zheng vs Freitas’ e foi realizado em Zhengzhou, Henan ( região da China ) em 03 de janeiro de 2020.

Para esse seu retorno, o WLF lançará o mais forte “Chinese King Championship” para criar uma nova geração de estrelas das lutas enquanto os confrontos internacionais ainda não podem ser promovidos nos eventos.

Assim sendo, à partir desse mês de maio, a WLF realizará a ‘China Supreme Kings Battle’, que selecionará oito atletas talentosos e atrativos para o mercado com vistas à tornarem-se estrelas da China e que competirão por dois cintos supremos nacionais de ouro.

Os lutadores disputarão em lutas válidas pela liga por 4 meses até a final do campeonato no mês de agosto e as disputas serão compostas por lutadores multiétnicos vindos de todas as regiões da China para reunir a mais forte linha de lutadores chineses.

Com esse intuito, o WLF realizará torneios eliminatórios em quatro categorias distintas de peso : 60 kg, 63 kg, 65 kg, 70 kg.

O novato Wang Jin está focado em manter o cinto da competição entre os 32 jovens talentosos com maior potencial de desenvolvimento hoje, que lutarão na forma de disputa em grupo e eliminação cruzada para competir nos quatro níveis pelo novo cinto da competição.

Também serão realizadas algumas lutas casadas e alguns nomes com experiência em promoções do porte do K-1, Krush, Enfusion e no próprio WLF já estão confirmados, segundo produtor do evento, Wu Lin Yu.

O WLF voltará à ser transmitido pela Henan TV a partir do dia 2 de maio e o horário de transmissão será às 19:30 ( horário local ) todos os sábados.

<< Resumo do evento >> Nome: WLF2020 China Super Champion League
Data : sexta-feira, 15 de maio de 2020

<início> Local: cidade de Zhengzhou, província de Henan, China
Direto da Henan Television Special Studio

Datas: 15 de maio, 5 de junho, 3 de julho, 31 de julho e 29 de agosto ( final ).

Lutadores selecionados :

Time A
Jao Chung Yang ( Campeão Mundial do Enfusion de 2019 na categoria 60 kg )
Ju Shuai ( Campeão do WLF pela categoria de 60 kg em 2016 )
Fan Fader ( Campeão do WLF pela categoria de 63 kg em 2016 / 2017 e Campeão do WCF World Kung Fu King )
Jin Yin ( Estreante no WLF pela categoria de 60 kg em 2015 )

Time B
Jar Ao Chi ( Campeão da Copa do Mundo do WLF em 2019 )
Wei Lui ( Campeão intercontinental da WLF pela categoria 63kg em 2014 / ex-campeão leve do K-1 )
Wang Pong Fei ( Campeão do WLF pela categoria 65kg em 2019 )
Ryu Shan Min ( Campeão do peso médio no 70º aniversário do torneio )

<< Resumo do evento >> Nome: WLF2020 China Super Rookie Champion League
Data : sexta-feira, 15 de maio de 2020

<início> Local: cidade de Zhengzhou, província de Henan, China
Direto da Henan Television Special Studio

Datas : 15 de Maio, 5 de Junho, 3 de Julho <semi-finais> em 31 de julho <final do torneio>29 de Agosto de 2020

Categorias de peso : 60 kg, 63 kg, 65 kg, 70 kg. Sendo 8 atletas para cada categoria de peso em um total de 32 lutadores.

Categoria de peso 60 kg
Lee Yuen Kun, Shwe Sheng Jen e 6 outros

Categoria de peso 63 kg
One Ji Wei, Jen Feng e 6 outros

Categoria de peso 65 kg
Pan Ja Yun, Jao Chuan Lin e 6 outros

Categoria de peso 70 kg
Jishan, Song Xiao Chu e 6 outros

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 30/04/2020
_
Foto : O Wu Lin Feng voltará à ser transmitido pela Henan TV a partir de 2 de maio e o horário de transmissão será às 19:30 ( horário local )  todos os sábados. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Wu Lin Feng | WLF | Henan TV | Divulgação ).

Confira os resultados da 1ª fase do Wu Lin Feng 2021: World Contender League realizado na China

 Criado em 2003, o Wu Lin Feng é o show de artes marciais mistas ( MMA, na sigla em inglês para Mixed Martial Arts ) e “trocação” ( termo que designa todos os estilos de ‘lutas em pé’ ) mais antigo da China e carrega as memórias juvenis de uma geração de fãs de lutas em geral. A promoção tornou-se mais internacional à partir de 2007, quando resolver trazer novos desafiantes de outros países e iniciou filmagens no exterior, inclusive na Holanda, Alemanha, Reino Unido, Portugal, Romênia, Rússia, Nova Zelândia, Tailândia, Laos, Emirados Árabes Unidos, Canadá e Estados Unidos.

O perfil dos participantes dos shows do Wu Lin Feng incluem lutadores de K-1, profissionais de MMA e lutadores de Muay Thai, além de praticantes de Wushu ( Kung Fu ) e Sanda ( Boxe Chinês ).

Já em 2013, a promoção foi classificada entre os 100 programas ‘mais vistos na China’ com transmissão de televisão por satélite e cabo.

Apesar de promover mais as lutas de Kickboxing, o WLF também realizava esporadicamente algumas lutas de MMA, em eventos sob o nome “EPIC”, que significava ‘Elimination Power In Cage’.
Em 2017 tais eventos foram renomeados para ‘WARS’ ( ou “Warriors Arena of Ruthless Submission” ).
O mais recente show do “braço” de MMA da franquia, o WLF MMA 50 foi realizado em 14 de janeiro deste ano.

No sábado, 27 de março de 2021, Zhengzhou ( capital e maior cidade da província de Henan ), recebeu o Wu Lin Feng 2021: World Contender League ( 1ª fase ).
O evento foi transmitido ‘ao vivo’ pela Henan TV às 7 horas da manhã, ( horário do leste dos EUA ).

A “atração principal” e portanto ‘main event’ deste WLF foi a disputa entre Wei Rui - listado por alguns sites especializados como um dos melhores ‘lutadores peso por peso’ do planeta - diante do seu compatriota Liu Wei, em uma competição até 64 Kg.

Já no ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) vimos Feng OuYang e Wenbao Han que lutaram pelo título de melhor lutador da China até 70 kg.

Os resultados da transmissão da TV chinesa estão abaixo. Houveram lutas adicionais no ‘card’ deste WLF, mas estas não foram incluídas na transmissão.

Wu Lin Feng 2021: World Contender League ( 1ª fase )
27 de Março de 2021
Zhengzhou, Henan
China

Wei Rui venceu Liu Wei por decisão após round extra
Ouyang Feng venceu Han Wenbao por decisão - até 70 kg
Yi Yuxuan venceu Zhang Jun por decisão
Zhu Shuai venceu Wei Weiyang por decisão unânime - até 63 Kgs
Yang Yang venceu Guo Chengru por decisão
Jin Ying venceu Shun Li por decisão - Válido pelo World Contender League até 63 Kgs
Zheng Jungfeng venceu Wang Zhiwei por decisão após round extra - até 63 quilos
Xu Yuanqing venceu Cheng Jungfeng por decisão unânime

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 29/03/2021
_
Legenda : O WLF é a promoção de Kickboxing e MMA mais antiga da China.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Wu Lin Feng | ( C ) WLF | ( C ) Henan TV | Divulgação ).

Legenda : As mulheres estão conquistando cada vez mais espaço nas competições de artes marciais e esportes de contato na China.
Foto abaixo: ( Créditos | Cortesia : ( C ) Wu Lin Feng | ( C ) WLF | ( C ) Henan TV | Divulgação ).

166409302 494160708629350 7746090874206322960 n 14d6a

Após alguns adiamentos JUST MMA retorna com a sua 4ª edição em Hong Kong

A promoção JUST MMA baseada em Hong Kong retornará em sua 4ª edição para o estádio Southorn no dia 13 de março ( sexta-feira ). Será o primeiro evento da franquia em um ano após o adiamento de datas anteriores devido à agitação política em toda a cidade.

Uma luta na categoria peso galo já foi adicionada à programação. O prospecto de Hong Kong, Max Leali, deve enfrentar o japonês Hiroki Yamashita.

Leali ( 3-1-1 ) competiu pela última vez no MMA em setembro de 2018, onde conquistou uma vitória sobre Roberto Medalla no JUST MMA Hong Kong 3.

Uma lesão no joelho o manteve à margem por 11 meses, mas ele se recuperou e vem participando de algumas competições.

Em outubro passado, Leali venceu uma luta de boxe amador no DEF Boxing, antes de ir para a Europa para competições consecutivas de Jiu-Jítsu, onde conquistou a prata no Paris Open Gi e No-Gi.

Leali descreveu 2019 como um “ano turbulento” e disse que estava animado para voltar ao MMA.

-“Eu quero me concentrar e focar no MMA por enquanto. Agora, voltar à minha carreira é minha principal prioridade. Sinceramente, tenho sorte de ter o time que tenho”.-disse ele, creditando sua equipe por ajudá-lo nos tempos difíceis.

No JUST MMA Hong Kong 4, Leali estará vindo de duas vitórias consecutivas.

Seu oponente, o japonês Hiroki Yamashita, tem um recorde de 7-7 no MMA, tendo competido em promoções do porte do Pancrase, Hex Fight, DEEP e mais recentemente no Grachan. Em dezembro passado, ele fez três lutas para conseguir uma vitória na final contra Kaito Sakamaki no GRACHAN 42.

Espera-se que mais atletas “em ascensão estejam” no ‘card’, incluindo Andy Tang, jovem com um futuro promissor no MMA, que mais recentemente competiu no ‘card’ do ‘GRACHAN 42 x GLADIATOR 011’, em Tóquio.

Tang ( 2-0 ) irá encarar Natthatorn Tampiyanan, que lutava sob a bandeira do Full Metal Dojo, na categoria peso pena, enquanto Narek Arutiunian, da Ucrânia, terá pela frente Rasul Tezekbaev.

Arutiunian vs Tezekbaev será uma luta intrigante. Arutiunian é um especialista em finalizações e permanece invicto, enquanto Tezekbaev é ex-campeão asiático e do ADCC na Oceania.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/01/2020
_
Foto : Just MMA promete voltar com força total no Southorn Stadium em Wan Chai, no mês de março. Os ingressos já estão disponíveis no https://www.ticketflap.com/justmmahk4 ( Créditos | Cortesia : JUST MMA | Divulgação ).

Globo negocia transmissão da luta de Esquiva Falcão direto da China

Boxe em alta e MMA em baixa. Esta é a tendência atual na maioria dos países pelo mundo e tentar negar essa realidade é, no mínimo, uma ingenuidade.

Algumas edições do Ultimate Fighting Championship - maior organização de MMA na atualidade - realmente geram mais lucros que o boxe nos EUA, mas paradoxalmente, os campeões de boxe ainda ganham mais dinheiro do que os campeões de MMA.
Este é um dos motivos que levaram os lutadores a parar um pouco de migrar para o MMA, já que viram que podem sobreviver com o boxe.

Inclusive, o próprio Dana White - presidente do UFC - já anunciou que também entrará na área da promoção de boxe, o que é mais uma prova de que o esporte está retomando a sua popularidade.

Aqui no Brasil o cenário não é diferente.

Após o período de “ebulição” do MMA em nosso país iniciado em 2011, o contrato entre a Rede Globo e o Ultimate terminou e com isso o UFC 237 ficou sem transmissão na TV aberta no ano passado.

À princípio a notícia me soou estranha, e eu não sei se houve uma rescisão de contrato, pois o mesmo deveria ser estendido até 2022, mas foi noticiado que os dois lados estão longe de chegarem a um acordo. Nos bastidores do canal já se é falado que essa renovação não mais acontecerá.

Por outro lado, a Globo - que é a segunda maior rede de televisão comercial do mundo e faz parte de um dos principais conglomerados de mídia do planeta - está em negociações com a Top Rank - empresa presidida por Bob Arum e maior produtora de lutas de boxe do mundo - para comprar os direitos de transmissão da próxima luta de Esquiva Falcão que será realizada na China.
Caso o negócio seja fechado, o evento será transmitido pelo SporTV no dia 2 de fevereiro.

O interesse da emissora sediada na cidade do Rio de Janeiro pela modalidade poderá mudar os rumos do boxe brasileiro.

Esquiva Falcão, 30 anos, lutará na divisão de até 72,5 kg. O duelo, que será realizado na cidade de Haikou, na China, é válido pelo título ‘silver’ do Conselho Mundial de Boxe e também será eliminatório pelo título mundial ‘linear’ dos médios.

Quinto colocado no ranking do CMB, o capixaba irá encarar o chinês Ainiwaer Yilixiati, 26 anos, que não está ranqueado por nenhuma organização importante do boxe mundial. Entretanto, é um lutador com boa resistência e uma boa pegada.

Não custa lembrar também que o brasileiro está invicto desde 2014, com um cartel de 25 vitórias, sendo 17 por nocaute.

Mas as novidades para o boxe do Brasil não param por aí.

Sérgio Batarelli, ‘manager’ de Esquiva Falcão, Robson Conceição e Adriana Araújo, além de CEO do Boxing For You, o maior evento de boxe profissional no Brasil, está trabalhando duro para que a “nobre arte” volte à ocupar o seu merecido lugar no país.

Neste ano de 2020, graças à parceria firmada com a Fox Sport Internacional, o Boxing For You garantiu pelo menos 8 eventos para a temporada e pode chegar até 10 shows. A primeira noite de combates está prevista para o dia 1º de março e contará com Adriana Araújo defendendo seu título ‘silver’ do WBC. A luta valerá também como eliminatória pelo título mundial principal WBC.

-“O contrato com a Fox Sports não é como os que tivemos com outros canais que apenas transmitiam as lutas. É uma parceria mesmo, com investimentos das duas empresas, além, claro, de possibilitar que o Boxing For You seja exibido ‘ao vivo’ para todo o mundo. Agora o evento é exclusivo do Canal Fox Sports. Vamos juntos fazer o boxe profissional do Brasil ser respeitado.”- explicou o empresário.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 13/01/2020
_
Foto : A emissora está em negociações com a Top Rank para comprar os direitos de transmissão da luta da China para o Brasil. ( Créditos | Cortesia : Arquivo pessoal Esquiva Falcão | Sergio Batarelli ).

Resultados do ‘Legend FC 13’: Yuan Chunbo vs Liu Lian Jie em Macau, China

O Legend Fighting Championship promoveu seu 13º evento no sábado, ( 14 de setembro ), com um ‘card’ que teve lugar no prestigiado MGM Theatre, em Macau, China. A competição contou com lutas realizadas sob as regras do Sanda e do MMA e foi disputada por uma maioria de lutadores chineses, entre estes, muitos desconhecidos.

Nesse seu retorno, a franquia contou com novos patrocinadores, como o OPRO e a AEE - Aviation Technology, entre outros.
Graças aos novos investidores, os chineses deram uma atenção maior ao lado do espetáculo, com inovações que chamaram a atenção do mundo inteiro.
As ‘ring girls’, por exemplo, eram acrobatas e, em vez de simplesmente circundar o ‘cage’ com as placas indicando qual era o próximo round, desciam do teto sentadas em bambolês presos por cabos.

Quanto às lutas propriamente ditas, tivemos Yuan Chunbo, que marcou o seu nome na categoria de 66 kg graças à uma vitória por decisão sobre o especialista em finalizações Liu Lian Jie, no ‘main event’ ( evento principal ).

Durante três rounds épicos, Yuan superou Liu com chutes oblíquos no tempo certo e ‘uppercuts’ que diminuíram o ritmo de seu oponente.
Liu, no entanto, teve seus bons momentos. No round de abertura, ele foi eficaz com seus chutes baixos e quedas, mas Yuan continuou focado e conseguiu uma vitória por decisão unânime.

Na luta que foi a grande final do torneio de Sanda disputado na categoria de 80 kg, Yang Zhanwang dominou o kickboxer Yu Jianhong. O Sanda é uma modalidade que era conhecida anteriormente como Sanshou e também como boxe chinês em alguns países.
Yang Zhanwang venceu o torneio eliminatório de 4 homens em uma única noite com um estilo impressionante.

Uma curiosidade à cerca deste torneio eliminatório foi a mudança das regras de Sanda para MMA na luta final.
Assim sendo, quando o round inicial começou, os dois lutadores já estavam ansiosos para manter a luta no chão.

Yang foi o primeiro a tirar proveito das regras do MMA e levou seu oponente para a grade, onde ele fez uso de um “ground and pound” impressionante.
Quando o segundo round começou, Yang continuou dominando no chão, usando um excelente controle lateral para frustrar e castigar o oponente.

Em uma das lutas casadas dignas de nota deste Legend FC, o especialista em “trocação” ( luta em pé ), Chen Jie, derrotou Adrian Fok, de Hong Kong, por decisão unânime.
Durante os três rounds, os dois homens trocaram golpes pesados, com Chen punindo Fok com golpes no corpo na luta em pé, e “ground and pound” quando no solo.

Após o show, o Legend Fighting Championship anunciou que retornará ao MGM Theatre em Macau no dia 28 de dezembro para o Legend FC 14. Os detalhes do evento e o ‘card’ de lutas serão anunciados nos próximos dias.

Confira abaixo os resultados do “Legend FC 13”, que  incluem :

Legend FC 13
14 de setembro de 2019
MGM Theatre
Macau, China

Regras do MMA: 66kg
Yuan Chunbo venceu
Liu Lian Jie por decisão unânime após três rounds

Grande Final do Torneio de Sanda de 80 kg ( Regras do MMA )
Yang Zhan Wang venceu
Yu Jianhong por decisão unânime  após dois rounds

Regras do MMA: 71kg
Yi Zha venceu Tenglige por nocaute técnico

Regras do MMA: 61kg
Chen Jie venceu Adrian Fok
por decisão unânime após três rounds

Regras do MMA: 68kg
Zhong Qing Ya venceu
Gao Haicang por decisão unânime após três rounds

2ª Semi-Final Torneio de Sanda de 80 kg ( Regras do Sanda )
Yu Jianhong venceu
Chang Juncheng por decisão dividida após dois rounds

1ª Semi-Final do Torneio de Sanda de 80 kg ( Regras do Sanda )
Yang Zhan Wang venceu Aerdake Apaer por nocaute técnico

Luta de reserva ( alternativa ) do torneio de 80 kg de Sanda ( Regras do Sanda )
Wang Xuan venceu
Zhang Chao Yang por decisão unânime após dois rounds

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 19/09/2019
_
Foto : Yuan Chunbo venceu Liu Lian Jie no ‘main event’ do Legend FC 13.  ( Créditos | Cortesia : Reprodução do Twitter | Legend FC media ).

Resultados do RISE World Series 2019 Final Round em Chiba ( Japão )

Desde o seu início, o RISE - que significa ( R ) Real, ( I ) Impacto, ( S ) Sports, ( E ) Entertainment - foi o principal concorrente do K-1.
A empresa de lutas - que tem sede em Tóquio - já promoveu mais 130 shows no Japão e 2 na Coréia.
A franquia prioriza principalmente os lutadores japoneses, mas também promove algumas lutas internacionais, segundo o seu presidente e CEO, Sr. Takashi Ito.

Na segunda-feira, ( 16 de setembro / feriado local ), a organização do RISE “aterrissou” em Chiba, ( Japão ), com o ‘card’ de lutas do RISE World Series 2019 Final Round, que contou com duas finais de torneio nas divisões de 61 e 58 kg.

No ‘main event’ ( evento principal ) da noite, o fenômeno e invicto lutador de kickboxing Tenshin Nasukawa derrotou Shiro, um prospecto japonês.
Após a conquista de mais um cinturão, Tenshin ainda desafiou de forma provocativa o campeão do K-1 Takeru, seu desafeto de longa data.

Já no ‘co-main event’ ( evento co-principal ), o principal competidor na categoria de 61 kg, Taiju Shiratori, nocauteou o ex-campeão do estádio Rajadamnern, Genji Umeno, ainda no primeiro round.

Além disso, também houve um duelo entre campeões do RISE, quando Toki Tamaru ( detentor do título de 53 kg ) enfrentou Masahiko Suzuki ( campeão da categoria de 55 kg ).

Após a sua recente vitória por nocaute sobre Taiga no RIZIN, o brasileiro Thalisson Gomes Ferreira venceu Yoshihisa Marimoto, superando-o por decisão unânime dos juízes.

Ainda digna de nota foi a participação da irmã adolescente de Tenshin, chamada Riri Nasukawa, que enfrentou Mari Kamikariya. Riri estreou profissionalmente em junho de 2018 no mesmo Makuhari Messe Event Hall, local que também sediou esta edição.

No Japão, o evento pode ser assistido na TV Abema. Fora do país, o show ainda pode ser visto quase que exclusivamente na TV FITE, isso porque o RISE tem postando todas as lutas no YouTube pouco depois da sua realização.

Confira abaixo os resultados do “RISE World Series 2019 Final Round”, que  incluem :

RISE World Series 2019 Final Round
16 de setembro de 2019
Makuhari Messe Event Hall
Chiba, Japão

-Final do torneio 58Kg:
Tenshin Nasukawa venceu Shiro por decisão unânime ( 30-28, 30-29, 30-28 )

-Final do torneio 61Kg:
Taiju Shiratori venceu Genji Umeno por KO ( direto de esquerda ) no primeiro round

Masahiko Suzuki venceu Toki Tamaru por decisão unânime após round extra ( 10-9 × 3 )
Kento Haraguchi venceu Chanhyeong Lee por decisão unânime ( 30-27 × 3 )
Suakim venceu Nikita Sapun por nocaute no primeiro round
Thalisson Ferreira venceu Yoshihisa Marimoto por decisão unânime (30-27, 30-28, 29-28)
BeyNoah “Black Panther” venceu Tapruwan Hadesworkout por decisão unânime após round extra (10-8 × 3)
Hideki venceu Tatsuya Inaishi por decisão unânime ( 29-28 × 3 )
Naoki venceu Yoshimichi Matsumoto por decisão unânime ( 29-28 )
Yuki Kyotani venceu Azusa Kaneko por nocaute ( socos ) no segundo round
Koto Hiraoka venceu Momoka  por decisão dividida após round extra ( 10-9, 9-10, 10-9 )
Riri Nasukawa venceu Mari Kamikariya por KO ( chute na cabeça ) no segundo round
Kakushi Takagi vs. Hirokatsu Miyagi terminou em um EMPATE ( 29-29, 29-30, 29-29 )
Shoji Saito venceu Kensaku Oishi por decisão unânime ( 30-28 × 3 )
Hiroki Arai venceu Kenta Tanoue por KO ( chute no corpo ) no segundo round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 17/09/2019
_
Foto :  Riri Nasukawa - irmã de Tenshin Nasukawa - venceu a sua luta com Mari Kamikariya por nocaute. ( Créditos | Cortesia : Susumu Nagao | Gong Kakutogi ).

Confira os resultados do One : “Legendary Quest” que rolou no sábado em Xangai

A maior promoção de mídia esportiva da história da Ásia, o One Championship ™ ( ONE ), realizou o show One : “Legendary Quest”, no sábado à noite ( 15 de junho ). As lutas tiveram lugar na Arena Baoshan, em Xangai, na China.
A competição foi um evento voltado para a China, país onde os eventos de “trocação” são mais populares que o MMA. O evento seguiu o padrão que o One Championship adota normalmente, mesclando lutas de kickboxing e MMA, como acontece no Kulun Fight, show tradicional no mercado chinês.

Em luta interessante para os fãs japoneses, tivemos a estréia da ‘prospect’ Itsuki Hirata, uma menina de apenas 19 anos, invicta e considerada bem bonita para os padrões japoneses. Ela é uma ‘grappler’ agressiva, que venceu todas as suas lutas até agora por finalização, e poderá ser uma  futura estrela do esporte. Lembrando que atualmente o MMA feminino é bastante popular no continente asiático e as mulheres japonesas serão  importantes para a consolidação do One na terra do Sol Nascente.
Na luta em si, a novata japonesa foi espetacular e passou por Angelie “D’Explorer” Sabanal, das Filipinas, por finalização no primeiro round.

Também tivemos a participação do brasileiro Anderson “Braddock” Silva nas regras do kickboxing, em confronto válido pelo One ‘Super Series’. O lutador vinha de um belo ‘KO’ em sua última luta pelo One. Após três rounds cansativos, seu adversário Khbabez saiu vitorioso por decisão unânime.

Em outro confronto de Kickboxing válido pelo One ‘Super Series’ o astro local Zhang Chenglong impôs um nocaute destrutivo ao lutador Tyler Hardcastle ainda no primeiro round.

Em luta realizada sob as regras do Muay Thai, o lutador Han Zi Hao, da China, teve uma performance espetacular, obtendo uma vitória por nocaute sobre Andrew “Maddog Fairtex” Miller,  da Escócia, já no segundo round.

Já na luta de MMA válida pela categoria peso pluma, Koyomi Matsushima, do Japão e Kwon Won Il, da Coréia do Sul, travaram uma verdadeira batalha para o delírio da multidão que compareceu ao evento. Embora Kwon tenha se mostrado superior na luta em pé, Matushima mostrou habilidades superiores na luta agarrada e controlou o sul-coreano contra o ‘cage’ a maior parte do tempo, o que garantiu a sua vitória por decisão unânime.

Um dos pontos altos da competição foi o ‘co-main event’, que marcou o retorno de Yoshihiro “SexyYama” Akiyama, veterano do Pride, Dream, K-1 Hero’s e UFC. Akiyama é conhecido por ser o atleta mais bem vestido e ‘estiloso’ do mundo das lutas. Mas o ex-desafiante ao título Agilan “Alligator” Thani, da Malásia, estragou o retorno da lenda japonesa quando venceu por decisão unânime.

O ‘main event’ ( evento principal ) do show foi uma luta feminina de Muay Thai, entre a estrela tailandesa Stamp Fairtex, dona dos cinturões de Muay Thai e kickboxing do One, contra a campeã mundial e número 1 da Australia Alma Juniku, australiana descendente de albaneses, que vinha em  ótima fase com grandes vitórias nas últimas lutas.

O primeiro round foi lento em seu início, mas não demorou muito para Juniku encontrar o seu ritmo. Foi quando a atual campeã começou à conectar as suas sólidas combinações de golpes. Contudo, foi Juniku quem acelerou o ritmo com o decorrer dos rounds.

Embora tenha sido testada ao longo dos cinco rounds pela jovem estrela, Stamp Fairtex fez apenas o suficiente para vencer por decisão unânime dos juízes.

Os resultados do One : “Legendary Quest”  incluem :

One : “Legendary Quest”
15 de junho de 2019
Arena Baoshan
Xangai, China.

CARD PRINCIPAL

Stamp Fairtex venceu Alma Juniku por decisão unânime ( título mundial de Muay Thai, peso átomo feminino )
Agilan Thani venceu Yoshihiro Akiyama por decisão unânime ( MMA, peso médio masculino )
Zhang Chenglong venceu Tyler Hardcastle por nocaute ( One Kickboxing  ‘Super Series’, peso galo masculino )
Han Zi Hao venceu Andrew Miller por nocaute ( One Muay Thai ‘Super Series’, peso galo masculino )
Koyomi Matsushima venceu Kwon Won Il por decisão unânime ( MMA, peso pena masculino )
Tarik Khbabez venceu Anderson Silva por decisão unânime ( One Kickboxing ‘Super Series’, peso meio pesado masculino )
Reinier De Ridder venceu Gilberto Galvão por TKO ( MMA, peso médio masculino )
Rodlek PK.Saenchaimuaythaigym venceu Liam Harrison por decisão unânime ( One Muay Thai ‘Super Series’ )

CARD PRELIMINAR

Phoe Thaw venceu Victorio Senduk por nocaute ( MMA , peso pena masculino)
Itsuki Hirata venceu Angelie Sabanal por finalização ( MMA, peso átomo feminino )
Chen Lei venceu Anthony Engelen por decisão unânime ( MMA, categoria de peso 67,5 quilos )
Fan Rong venceu Sherif Mohamed por TKO (MMA, peso médio masculino)
Niu Kang Kang venceu Eric Kelly por decisão unânime ( MMA,   peso pena masculino )
Yoon Chang Min venceu Trestle Tan por TKO ( MMA, peso leve masculino )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 18/06/2019
_
Foto : O show trouxe a disputa do título mundial de Muay Thai, na categoria do peso átomo feminino, entre a tailandesa Stamp Fairtex e a  australiana Alma Juniku. ( Cortesia | Créditos : ONE Championship | The Sun Daily ).

UFC anuncia evento de estreia em cidade da China no dia 31 de agosto

O UFC anunciou que seu próximo evento na China acontecerá no dia 31 de agosto na Shenzhen Universiade Sports Centre ( com capacidade para 18 mil pessoas ), em Shenzhen. Esta será a terceira cidade da China continental a receber um show da franquia depois de Pequim e Xangai, em três anos consecutivos.

Nenhuma luta foi anunciada ainda para o ‘card’ principal, mas é provável que a “top” entre as mulheres chinesas que competem em MMA, Weili Zhang, seja candidata à figurar nesse evento.
Weili Zhang ( 19-1-0 ), que compete na categoria peso-palha, já foi campeã do Kunlun Fight, uma promoção de kickboxing - e esporadicamente MMA - sediada em Pequim, na China.

Outro nome cogitado para esse ‘card’ é o do lutador Li Jingliang ( 16-5-0 ), mas este não luta desde novembro de 2018, quando venceu David Zawaba, no UFC Fight Night 141.

-“A Endeavor China está animada em trazer mais uma vez o UFC, a principal organização profissional de MMA do mundo, para o público chinês. Após o grande sucesso dos eventos em Xangai e Pequim, estamos felizes em anunciar que o evento UFC Fight Night deste ano acontecerá em Shenzhen. A popularidade do MMA está crescendo rapidamente na China, e esperamos trazer à nossa crescente base de fãs o melhor que O UFC tem a oferecer.”-comentou Michael Ma, CEO da Endeavor China.

Vice-presidente sênior do UFC na Ásia-Pacífico Kevin Chang também se manifestou e destacou a importância do país para a promoção :

-“Continuamos a adicionar novas cidades na China ao nosso calendário global de eventos, e estamos empolgados em ver a dinâmica que está crescendo constantemente. A China é o mercado de crescimento mais importante para o UFC, e nosso sucesso contínuo é uma prova da lealdade de nossos fãs apaixonados, do apoio contínuo de nossos parceiros e do trabalho que estamos fazendo para acelerar o desenvolvimento de atletas prontos para o UFC nesta região”.-declarou Kevin Chang.

Sobre o trabalho de desenvolvimento de atletas para o UFC, a franquia presidida por Dana White já está preparando - também - a inauguração do novo “Instituto de Performance do UFC”, um centro de treinamento de última geração, no distrito de Jing'An, em Xangai, durante o mês de junho.

O centro de treinamentos na China ( aproximadamente três vezes maior do que a instalação original em Las Vegas ) está avaliado em US$ 13 milhões e vai oferecer aos atletas de toda a região ‘bolsas de estudo’ com o objetivo de prepará-los para a competição em grandes shows.
Essa é mais uma demonstração de que o UFC está interessado em criar uma “pegada forte” na China.

Quanto à esse próximo show do UFC Fight Night anunciado para Shenzhen no dia 31 de agosto, certamente teremos mais atletas chineses agendados para competir neste ‘card’ e faremos mais anúncios nos próximos dias. Fiquem ligados.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 20/05/2019
_
Foto acima: Weili Zhang - uma “top” do peso palha feminino - deverá participar do show de estreia do UFC na cidade de Shenzhen. ( Cortesia | créditos : Ultimate Fighting Championship ).

Abaixo : Weili Zhang em ação no Ultimate Fighting Championship. ( Cortesia | créditos : Zuffa LLC. / Endeavor ).

7a89c1234e174ddea73e03dd489f76f2 23cce

Governo da China não quer lutadores com tatuagens na mídia do país

As regras do Partido Comunista Chinês sobre quem é digno de aparecer na televisão do país finalmente alcançou a comunidade das artes marciais mistas.
O que originalmente começou - ainda no ano passado - como uma campanha para reprimir os “maus influenciadores” na mídia da China, se ampliou para incluir também o esporte.

A primeira modalidade esportiva à sentir a ira do Partido Comunista Chinês foi o nosso futebol, conhecido internacionalmente como “soccer”. A Federação Chinesa de Futebol teve que entregar a nova ordem às equipes das três ligas profissionais da China.
No ano passado, durante a transmissão da Copa da China, os jogadores tiveram que cobrir as suas tatuagens com uma fita ou algum tipo de protetores de pele.

Agora, essas mesmas regras se expandiram para incluir as artes marciais mistas e outras modalidades de lutas mais populares no país como o boxe, Sanda, Wushu e Muay Thai.
Todos os lutadores já estão tendo que usar protetores de pele ou fita sobre as suas tatuagens, se os eventos forem transmitidos pelas emissoras de televisão.

A mídia internacional especializada em MMA confirmou que as regras já estão em vigor na maior rede de TV da China, a CCTV e nas principais redes de TV à cabo do país.

Uma alta autoridade que trabalha de perto com o governo disse que a proibição não foi um ataque direto ao MMA, mas sim uma campanha generalizada para acabar com os “maus influenciadores” na mídia.

-“Os novos chefes da CCTV introduziram leis para tentar erradicar o crime e para isso não deverá haver autoridades ruins, nem policiais ruins e nem mesmo ‘influenciadores ruins’ na sociedade através da mídia. Isso inclui pessoas com tatuagens”.-revelou.

Ele disse ainda que a indústria do MMA no país não deverá sentir um “baque” muito forte, até porque a CCTV cortou a maioria de suas ligações com o MMA. Contudo, reconhece que será particularmente difícil para modalidades de lutas já estabelecidas como os já citados boxe, Sanda, Wushu e Muay Thai.

-“Os caras que controlam o ‘bureau’ cultural têm novas regras e regulamentos sobre o MMA. O esporte estava ficando muito sangrento e há várias lutas falsas nos eventos, o que é muito ruim para a imagem do país internacionalmente”.-complementou a fonte.

De acordo com o que foi apurado, o MMA ainda não tem uma audiência tão grande na China quando comparado ao tênis e ao futebol. Até mesmo o golfe tem melhores classificações que o MMA por lá.

O movimento na China não é diferente dos padrões adotados pelas TV’s sul coreanas, que desaprovam tatuagens, facas e cigarros. Para se ter uma idéia, o lutador Hwang In-su, que compete pelo ROAD FC, é frequentemente obrigado a cobrir suas tatuagens quando luta nos shows que contam com transmissão televisiva.

Os promotores de MMA na China estão ficando entediados com isso e agora apenas dizem que não permitirão nenhum lutador com tatuagens competindo em seus eventos.
Isso com certeza irá tirar o trabalho de um grande grupo de profissionais.

Com a China se tornando cada vez mais influente no mundo do MMA, as novas regras sem dúvida estão deixando muitos ‘coçando a cabeça’ sobre qual será o próximo passo. Como diria um locutor televisivo : “Fiquem ligados”.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 17/07/2019
_
Foto : Novas regras do governo Chinês visam conter os “maus influenciadores” e incluem  lutadores de MMA, boxe, Sanda, Wushu e Muay Thai. No flagrante, Rex Huang comemora a vitória no Animal Fighting Championship II. ( Cortesia | Créditos : Divulgação ).

«May 2021»
MonTueWedThuFriSatSun
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

DMCA.com Protection Status

Go to top