Paige VanZant não renova com o UFC e assina para lutar em evento de boxe ‘sem luvas’

Depois de terminar seu contrato com o UFC, Paige VanZant - estrela do MMA de 26 anos - optou por assinar com a maior promoção de boxe ‘sem luvas’ ou “Bare Knuckle Boxing” do mundo na atualidade.

A notícia foi divulgada em primeira mão pelo consagrado jornalista Ariel Helwani, da “ESPN americana” e confirmada por sites especializados como o “MMA Fighting” e o “Fight Bananas”, entre outros.

Após sofrer uma derrota para a brasileira Amanda Ribas na ‘Ilha da Luta’ ( UFC 251, na Ilha Yas ), no mês passado, a americana concluiu o seu contrato com o Ultimate Fighting Championship e chegou à recursar uma oferta do Bellator MMA - promoção de propriedade da ViacomCBS - preferindo assinar com o Bare Knuckle Fighting Championship ( BKFC ), show de boxe ‘sem luvas’, cujo presidente é David Feldman.

O que pesou na decisão de Paige, segundo o que vem sendo reportado pela mídia norte-americana, é que a negociação ultrapassou a marca de US$ 1 milhão de dólares, além de outros ganhos atrelados. O valor é bem superior ao que VanZant ganhava no UFC.

O contrato milionário com a promoção baseada na Filadélfia prevê que a americana faça a sua estreia no boxe ‘sem luvas’ ainda esse ano, provavelmente em novembro.

O ‘cartel’ de Paige no MMA é composto por oito vitórias e cinco derrotas, enquanto dentro do UFC foram cinco vitórias e quatro derrotas. Ela competiu no octógono como peso palha e peso mosca.

Não custa lembrar que a atual campeã da categoria feminina do BKFC, Bec Rawlings, já perdeu para VanZant por nocaute no UFC, ainda em 2016.

Curiosamente, já faz algum tempo que VanZant virou celebridade nos EUA e agora ela poderá elevar o esporte do “Bare Knuckle Boxing” à um novo patamar.
Quem pode assistir ao reality show de dança “Dancing With the Stars” - equivalente aqui no Brasil ao ‘dança dos famosos’ - sabe do seu poder junto ao público na terra do Tio Sam.

Outra prova de sua popularidade é o número de seus seguidores no Instagram ( 2.7 milhões ), mais do que Gina Carano ( 1.1 milhão ), atriz de cinema e ex-lutadora de MMA, com muito prestígio naquele país.
Por falar nisso, Paige sempre comentava que ganhava mais dinheiro com suas postagens no Instagram do que lutando no UFC ( e com certeza devia ser verdade ) ...

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 13/08/2020
_
Foto : A americana assinou um contrato milionário com o Bare Knuckle Fighting Championship, evento presidido por David Feldman. ( Créditos | Cortesia : Acervo pessoal Paige VanZant | ( C ) Bare Knuckle Fighting Championship | Divulgação ).

Rony ‘Jason’ vai lutar Boxe “sem luvas” nos meses de setembro e novembro em Londres

Rony ‘Jason’ Mariano, atleta ex-UFC e campeão do 1º The Ultimate Fighter Brasil deu início à novas metas em sua carreira. Profissional de MMA desde 2006, o cearense de Quixadá acaba de assinar um múltiplo contrato de lutas no ‘Bare Knuckle Boxing’ ( BKB ), um evento de Boxe ‘sem luvas’ presidido por Jim Freeman e sediado em Londres, no Reino Unido.

Lutador originário do Brazilian Jiu-Jítsu, Rony vem se apresentando em outras áreas. Sua última aparição em outra modalidade foi no Kickboxing, onde conseguiu uma boa vitória na decisão dos juízes sobre o equatoriano Aaron Cañarte, no evento WGP Kickboxing, que teve lugar em Fortaleza-CE, no dia 8 de dezembro.

Já a sua última luta no MMA aconteceu no evento RCC, realizado na Rússia, em 11 de novembro do ano passado, onde acabou sofrendo um revés para Aleksandr Grozin na luta que foi decidida por pontos.

Agenciado pela empresa WFS MANAGEMENT, Jason agora tem tudo emplacar também no Boxe ‘sem luvas’ ou “Bare Knuckle Boxing”, como dizem os gringos. A modalidade é famosa por pagar melhores bolsas aos seus atletas, mais do que o MMA.
Além disso, o lutador também quer levar melhorias para a sua cidade, localizada na região do sertão central do Ceará.

-“Temos de estar prontos e preparados em várias áreas, seja dentro do ‘cage’ ou na vida, por isso que eu gosto de novos desafios. MMA já venci, KickBoxing já venci, Boxe ‘sem luvas’ também vou vencer e, caso dê tudo certo, vou vencer em outra área inusitada em minha vida e levar melhorias para minha terra natal, que é a cidade de Quixadá. É assim que eu gosto de viver, me motivando e vencendo sempre ! ”-disse Rony, adiantando seus projetos para a “Terra dos Monólitos”.

Em seguida, o lutador complementou :
-“A frase de maior impacto em toda minha carreira, inclusive no TUF Brasil foi essa : ‘Não importa de onde você venha, mais sim, o que importa é o tamanho dos seus sonhos’. Rony ‘Jason’ é Quixadá e a população de Quixadá e o Brasil estão com Rony ‘Jason’ ! ”-afirmou o também atleta da consagrada equipe Pitbull Brothers.

A luta de estréia de Rony ‘Jason’ no Boxe ‘sem luvas’ se dará na edição do ‘Bare Knuckle Boxing’ ( BKB ) de 12 setembro. O quixadaense ainda deverá fazer mais uma luta na liga BKB no dia 14 novembro deste ano, também em Londres. O contrato dele é de três anos, com duas lutas por ano.
Não custa lembrar que a organização costuma realizar seus eventos em ginásios do porte do The O2 Arena, sempre com os ingressos esgotados.

Segundo Joe Brown, diretor do BKB, a modalidade sempre foi regulamentada no Reino Unido. Além do que, existem pelo menos três outras promoções legais de “Bare Knuckle Boxing” por lá, como a ‘Bare Kunuckle Fighting’, por exemplo.

-“Quero novas emoções. Bater a poeira da minha bandeira de Quixadá e da minha bandeira do Brasil e polir a minha máscara. ‘ De Quixadá para o mundo!! ’ Osss”.-finaliza o casca-grossa, que apesar de ainda não ter um adversário definido para a sua estreia no BKB, mostra que realmente o “Jason Nunca Morre” ( “Jason Never Dies” ).

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 04/07/2020
_
Foto : O cearense assinou contrato para lutar na liga BKB em 12 setembro e 14 novembro deste ano, em Londres.  ( Créditos | Cortesia : ( C ) WFS Management | Instagram @wfsmanagement ).

Aos 48 anos, Shannon Briggs assina para lutar boxe ‘sem luvas’ no Bare Knuckle FC

O Bare Knuckle Fighting Championship ( BKFC ) continua não medindo esforços e está sempre investindo para se tornar a maior promoção de boxe ‘sem luvas’ ou “Bare Knuckle Boxing” do mundo na atualidade.

Recentemente foi anunciado que a franquia dirigida por David Feldman assinou com o ex-campeão ‘linear’ dos pesos pesados de boxe Shannon Briggs ( 60-6-1, 53 KOs ).
O também ex-campeão mundial pela WBO continua sendo um nome notável nos esportes de combate.

Briggs, atualmente com 48 anos, luta desde os meados dos anos 90. Entre os seus adversários, constam alguns dos maiores nomes da história do boxe, incluindo George Foreman, Lennox Lewis, Ray Mercer e Vitali Klitschko, entre outros.

A vitória de Briggs em 1997 sobre Foreman, uma decisão majoritária, lhe rendeu o título ‘linear’ dos pesos pesados.

Em meados dos anos 2000, Briggs mais uma vez conquistou um título de boxe - desta vez o título da WBO - ao derrotar Sergei Liakhovich, no décimo segundo e último ‘round’.

A última luta do americano aconteceu em 2016, quando ele nocauteou o argentino Emilio Zarate em uma eliminatória de David Haye.

Conhecido pela alcunha de “The Cannon”, Briggs popularizou a hashtag ‘Let’s Go Champ’ nas mídias sociais, particularmente no Instagram, onde possui 341.000 seguidores.

-“Com quem você quer que eu lute ? Se eu não quebrar seu rosto ou suas costelas, isso não conta, certo ?”-escreveu para os seus fãs no Instagram, após assinar com o Bare Knuckle FC.

Alguns sugerem que o seu adversário no BKFC possa vir à ser o ex-peso pesado do UFC Jimi Manuwa ( 17-6 ). No entanto, nada está confirmado ainda.

Sobre a sua transição do boxe inglês para o boxe ‘sem luvas’, Briggs comentou :

-“Acho que vou fazer uma transição fácil para o “Bare Knuckle Boxing”. Eu posso nocautear as pessoas e posso boxear. Sou um nocauteador e é disso que se trata, ‘pegar’ e nocautear. Sou um ser humano único e diferente. Eu já fiquei na mente dos fãs, de uma nova geração de fãs que nem havia nascido quando eu comecei a lutar boxe, meu carisma não me abandona.”-disse Briggs, em recente entrevista concedida a George Ebro.

A estréia de Briggs no BKFC já foi anunciada, mas ele continua sem um oponente, data ou local especifico, mas com certeza o seu ‘debut’ pela promoção se dará quando a pandemia do novo coronavírus passar.

O veterano pugilista também revelou a sua motivação para continuar à lutar.

-“É por isso que eles me chamam de ‘colecionador de títulos’. Seria uma coisa impressionante, algo que ainda me motiva a ir à academia. Eu sempre gostei de desafios e esse é o desafio que está na minha frente neste momento da minha carreira. Eu deseja adicionar tantos títulos quanto possível ao meu ‘recorde’, do boxe até a WWE.”-finalizou Shannon Briggs.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 14/04/2020
_
Foto : O ex-campeão mundial da WBO e ex-campeão ‘linear’ dos pesos pesados continua sendo um nome notável nos esportes de combate. ( Créditos | Cortesia : Acervo pessoal Shannon Briggs | ( C ) Bare Knuckle Fighting Championship ).

Adriano “The Rock” Balby poderá lutar boxe ‘sem luvas’ no Bare Knuckle FC

Maior promoção de boxe ‘sem luvas’ ou “Bare Knuckle Boxing” da atualidade, o Bare Knuckle Fighting Championship ( BKFC ) continua trabalhando duro para se adaptar à realidade atual.

Já existem “várias opções sobre a mesa” : grandes acordos de televisão, locais maiores, novas contratações de lutadores e muito mais.

O presidente David Feldman e sua equipe também estão desenvolvendo novos conteúdos que manterão os fãs entretidos à medida que a pandemia do novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ), o vírus responsável pela doença Covid-19, se intensifica nos Estados Unidos.

E enquanto aguardam o retorno da normalidade, o Bare Knuckle FC continua contactando lutadores com vista à tê-los em seu ‘plantel’ para futuras lutas.

Um destes é o brasileiro Adriano “The Rock” Balby, que foi procurado pelo evento, devido ao seu histórico nas artes marciais mistas e ao seu poder de nocaute.

Para quem ainda não sabe, o manauara tem a experiência de já ter lutado em cinco categorias de peso diferentes ( 120, 110, 93, 84 e 77 Kgs ) e é Campeão internacional de MMA, com títulos conquistados em três continentes.

Adriano Balby acumula um ‘recorde’ de mais de 20 lutas no MMA, embora seu registro no site ‘Sherdog’ aponte apenas 16-03-0. Entre seus títulos conquistados recentemente está o de campeão dos meio-médios ( categoria até 77 kg ) do evento “REBEL FC” disputado na China.

Balby está em atividade nas competições de MMA desde 1998, quando as lutas eram disputadas praticamente sem regras, sem luvas e sem limite de peso, ou seja, ainda no formato do antigo ‘Vale Tudo’, por isso ele acredita que não terá dificuldades para se adaptar às regras do “Bare Knuckle Boxing” ou boxe ‘sem luvas’ e promete nocautear na sua estréia nesse evento que só cresce e para onde os lutadores brasileiros estão migrando.

Apesar do adiamento do BKFC 12 ( que estava originalmente programado para 11 de abril ) e do BKFC 13 ( marcado para o dia 16 de maio ), foi anunciado recentemente que o BKFC 11 ( que deveria ter sido realizado no dia 14 de março ), agora deverá ser promovido no 20 de junho.

Mesmo que a pandemia avance nos EUA e só comece à cair em julho, agosto ou “talvez até mais tarde”, o show ainda poderá ser remarcado mais uma vez.
O certo é que assim que a crise desapareça, a promoção voltará aos trilhos e o crescimento desse novo esporte de combate continuará.

Adriano Balby poderá lutar já nesse ‘card’ do BKFC 11.
Então ele se juntará à nomes como Gabriel “Napão” Gonzaga, Antonio “Bigfoot” Silva e Thiago “Pitbull” Alves, brasileiros que já fazem parte do ‘plantel’ de lutadores do BKFC, empresa que é sinônimo do esporte de boxe ‘sem luvas’ assim como o UFC é para o MMA no momento.

Outros nomes consagrados da franquia são o cubano Hector Lombard, que acumula participações nas maiores promoções de MMA do mundo, como o UFC, Bellator e PRIDE, entre outras, e o norte-americano Bobby Lashley, ex-Strikeforce e ex-Bellator, além de atual astro da WWE.
O lutador, que compete tanto no no MMA quanto no Pro Wrestling, já anunciou que deverá lutar no BKFC em 2021.

Assim sendo, só nos resta aguardar, pois o BKFC fará o seu retorno à indústria do esporte em um futuro relativamente próximo.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/03/2020
_
Foto acima :  O lutador Adriano Balby foi procurado pelo BKFC para lutar nos EUA. ( Créditos | Cortesia : Acervo pessoal Adriano Balby | Bare Knuckle Fighting Championship ).

Abaixo : O ‘flyer’ do BKFC 11, que deverá ser realizado no próximo dia 20 de junho. ( Créditos | Cortesia : Kevin Smith | Bare Knuckle Fighting Championship ).

89844939 2777314435708702 3714584401036705792 o b0ee7

O ‘boxe sem luvas’ cuidará dos seus lutadores após suas aposentadorias

O ‘boxe sem luvas’ é o esporte mais quente, de crescimento mais rápido e mais emocionante do mundo, e - à partir de agora - os promotores da modalidade cuidarão de seus lutadores após as suas aposentadorias. 

A maioria das ligas esportivas importantes nos EUA como NFL, NBA e MLB já fornece algum tipo de plano de pensão para atletas, geralmente como parte de um acordo coletivo de trabalho entre a liga e sindicatos de jogadores. Inspirado nisso, o Bare Knuckle Fighting Championships, popularmente conhecido pela sigla BKFC, se tornará a primeira grande promoção de esportes de combate da era moderna a estabelecer um plano de pensão para seus atletas; a Comissão Atlética do Estado da Califórnia mantém uma pensão para boxeadores que atendam aos requisitos de elegibilidade por tempo no ringue.
 
David Feldman, presidente e CEO do BKFC, disse em entrevista à mídia especializada que a ideia de um plano de previdência está sendo trabalhada há cerca de seis meses e que a promoção fará o anuncio durante o seu próximo grande evento, o BKFC 17, programado para Birmingham, Alabama, EUA, em 30 de abril, quando o novo plano de pensão terá início para os seus atletas.
 
-“Nossos lutadores são o ativo mais importante da empresa. Queremos garantir que eles sejam indenizados não só na noite da luta, mas também cuidados na aposentadoria. Para cada luta do BKFC, o dinheiro será colocado em uma conta de pensão para eles sacarem na aposentadoria.”-disse Feldman, garantindo que os atletas receberão os pagamentos em contas individuais de pensão após se aposentarem das lutas, ou no mínimo cinco anos após a promoção parar de fazer contribuições.
 
-“Nós colocamos um mínimo de cinco anos nisso, para que os lutadores tenham o dinheiro quando realmente precisarem.”-complementou o mandatário, esclarecendo que apenas os atletas que assinarem acordos de várias lutas serão elegíveis para o programa.
 
No entanto, o promotor não revelou maiores detalhes sobre como a promoção contribuiria para a conta, ou a porcentagem de dinheiro, se as contribuições seriam definidas como uma porcentagem das bolsas ou um valor definido por luta. Mas reiterou que o dinheiro será distribuído, uma vez que um lutador atenda aos requisitos para receber os pagamentos.
 
-“Uma empresa de serviços financeiros supervisionará o ‘BKFC Wealth Management Fund’, com o BKFC como o proprietário da apólice e os lutadores listados como coproprietários.”-concluiu Feldman.
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/04/2021
_
Legenda : A iniciativa é do Bare Knuckle Fighting Championships. No flagrante, o presidente e CEO David Feldman, ladeado por Nguyen, Hart, Bedford, entre outros.
Foto : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Acervo pessoal David Feldman | ( C ) Bare Knuckle Fighting Championships | Divulgação ).
 
«May 2021»
MonTueWedThuFriSatSun
     12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31      

DMCA.com Protection Status

Go to top