ptzh-CNenfritjakoruesvi

Empresas japonesas oferecerão benefícios usando app de vacinação

Companhias vão colaborar para oferecer benefícios a clientes que utilizarem um novo app mostrando prova de vacinação contra Covid-19.

Companhias japonesas vão colaborar para oferecer benefícios especiais a clientes que utilizarem um novo app para smartphone mostrando prova de vacinação contra Covid-19 quando forem a restaurantes e hotéis, disseram as provedoras do software na quarta-feira (6).

Cerca de 10 companhias se juntaram à iniciativa, a qual visa atrair clientes ao promover suas medidas para prevenir infecções por coronavírus enquanto encorajam as pessoas a se vacinarem.

O app de smartphone exibirá prova de vacinação com a face do usuário na tela uma vez que eles registrarem as informações necessárias após serem completamente inoculados contra Covid-19, de acordo com as provedoras do app, a Medical Check Propulsion Mechanism e o empreendimento médico sediado em Tóquio ICheck Co.

O “Wakupass” pode ser baixado para smartphones gratuitamente e deve ser lançado após aprovação da Apple e outras, disseram.

Entre as companhias que se juntaram ao programa estão a agência de viagens H.I.S, o APA Group, que administra uma rede de hotéis, a rede de restaurantes de sushi Kappa Create e a equipe de futebol da J-League Kashima Antlers.

Atualmente, as companhias estão preparando benefícios especiais para clientes, com a Kappa Create planejando oferecer um desconto de 10% em comidas e bebidas.

Aquele que não foram vacinados e não apresentarem o app receberão o mesmo serviço como antes.

Fonte: Mainichi

Governo admite que cometeu erros graves em 70 vacinações

Segundo documento compilado pelo Gabinete do Governo nesta terça-feira (29), foram relatados 70 casos de “erros que podem causar problemas de saúde graves” na vacinação, e outros 69 casos de “erros com baixo risco de causar problemas de saúde graves imediatamente”. Os dados são de vacinações feitas até o dia 16 de junho.

O erro mais comum foi “a aplicação da segunda dose da vacina em intervalos não apropriados”, totalizando 33 casos. Também foram constatadas “vacinações com agulhas utilizadas em outras pessoas”, “pessoas que receberam 3 vezes em vez de 2” e “pessoas que receberam as duas doses no mesmo dia”.

“É necessário pensarmos em formas de acabar com esses erros visto que as oportunidades de vacinação estão aumentando gradualmente”, disse o Secretário do Gabinete, Katsunobu Kato, em coletiva.

Kato também comentou sobre a pesquisa inglesa que verificou que a combinação da aplicação de 2 vacinas diferentes apresenta maior eficiência do que a aplicação dupla de uma do mesmo tipo. “Não conseguimos confirmar a eficiência e segurança dos dados dessa pesquisa, então não recomendamos esse tipo de vacinação”, disse.

Fonte: ANN

Vacinação em Takasaki: reservas para pessoas de 12 a 64 anos

A prefeitura de Takasaki (Gunma) pretende encerrar na quinta-feira (24) o envio dos tíquetes de vacinação para os residentes da cidade, na faixa dos 12 aos 64 anos. O público alvo é composto de 229 mil pessoas. 

As reservas para pessoas de 60 a 64 anos e com doenças subjacentes começarão em 7 de julho e a vacinação começará no dia 15.

Para as pessoas na faixa dos 50 aos 59 anos, as reservas iniciam em 14, com vacinação a partir de 22. Para as pessoas na faixa dos 40 aos 49, as datas são 21 para reservas e vacinação a partir de 29.

Fonte: Jomo News

Vacinação em Toyohashi: pessoas de 18 a 65 anos

A prefeitura de Toyohashi (Aichi) informou que iniciará as reservas para vacinação em massa, do público de 18 a 65 anos, a partir de 15 de julho. Mas, para os pacientes com condição médica subjacente começará antes.

Para isso, o início do envio dos tíquetes está previsto para 28 deste mês.

O público com idade entre 12 a 16 anos deverá começar a receber os tíquetes a partir da segunda quinzena de julho. Os que têm 16 e 17 anos, também serão vacinados, mas não junto com os de larga escala.

A prefeitura pretende concluir a inoculação da primeira dose, desse público de 18 a 65 anos, em agosto.

Fonte: CBC TV

Local de vacinação em Tóquio não poderá ser usado na aplicação da segunda dose

Local de vacinação em Tóquio não poderá ser usado na aplicação da segunda dose devido às Olimpíadas.

Área em desuso do Mercado de Peixes Tsukiji será utilizada para a aplicação das vacinas contra coronavírus para policiais e bombeiros em Tóquio no próximo mês.

Entretanto, como o local será utilizado como estacionamento principal de veículos de transporte nas Olimpíadas de Tóquio, a vacinação deverá ocorrer antes do início dos preparativos finais, disseram os responsáveis.

O local será utilizado apenas até o fim de junho e, como todos que tomarem a primeira dose devem esperar pelo menos 3 semanas para receber a segunda, não será possível aplicar a segunda dose neste local, devido aos preparativos para as Olimpíadas.

Devido a esse problema, o governo de Tóquio está preparando outro local de vacinação.

Fonte: NHK

Covid-19: 85 pessoas morreram após a vacinação

O Ministério da Saúde reportou que, dentre as 6 milhões de pessoas vacinadas, 85 morreram após a vacinação.

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar (MHLW) revelou na quarta-feira (26) que 85 pessoas, entre 25 e 102 anos de idade, morreram após a vacinação. Até o momento, cerca de 6,02 milhões de pessoas receberam a vacina no Japão.

Segundo o relatório do ministério, 78% dos mortos são idosos com mais de 65 anos. Os principais sintomas fatais após a vacinação foram hemorragia cerebral e insuficiência cardíaca.

O ministério não esclareceu a relação da vacinação com as mortes, e disse que não era possível avaliar detalhadamente por falta de informações.

Dentre as pessoas vacinadas até o dia 16 deste mês, foram confirmados 146 casos de choque anafilático, o equivalente a 1 em 49 pessoas vacinadas.

Fonte: NHK

Áreas no Japão iniciam vacinação geral em abril

Ministro notificou municípios com populações de até mil pessoas e comunidades de ilhas para vacinar o público geral junto com os idosos.

Alguns municípios do Japão devem iniciar as vacinações contra coronavírus para o público geral junto com os idosos em 12 de abril.

O plano foi anunciado pelo Ministro da Reforma Regulatória, Taro Kono, que é responsável pelo programa de vacinação contra coronavírus do governo.

Kono disse aos repórteres terça-feira (23) que ele notificou municípios com populações de até mil pessoas e comunidades de ilhas para vacinar o público geral junto com os idosos.

O ministro disse que o governador de Okinawa, Denny Tamaki, afirmou a ele que duas pequenas ilhas na província planejam começar a imunização do público geral no próximo mês.

Kono também se referiu à vacinação de cerca de 14 mil membros de missões diplomáticas estrangeiras e suas famílias sediadas no Japão. Ele indicou que tais pessoas estarão sujeitas a processos de vacinação onde suas missões estão localizadas, com as áreas consideradas seus lugares de residência.

Fonte: NHK

Vacinados contra a covid-19 no Brasil chegam a 12,79 milhões, 6% da população

Nas últimas 24 horas, 514.178 receberam a primeira dose do imunizante. O Amazonas é o Estado onde mais vacinas foram aplicadas em números proporcionais à população

A quantidade de pessoas vacinadas contra a covid-19 com ao menos uma dose no Brasil chegou nesta terça-feira, 23, a 12.793.737, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa. O número representa 6,04% da população total do País. Nas últimas 24 horas, 514.178 receberam a primeira dose do imunizante.

Entre os 12,7 milhões, 4.334.905 receberam a segunda dose da vacina. O número representa 2,05% da população brasileira com a vacinação completa contra a covid-19. Nas últimas 24 horas, 92.380 pessoas receberam a dose de reforço do imunizante. Somando a quantidade de doses aplicadas pela primeira e segunda vez nos brasileiros, o País aplicou 606.558 no último dia, segundo dados fornecidos por 26 Estados.

O Amazonas é o Estado onde mais vacinas foram aplicadas em números proporcionais à população: 9,59% dos habitantes foram imunizados com ao menos a primeira dose. A porcentagem mais baixa até aqui é a do Pará, com 3,56% da população local vacinada. Em números absolutos, São Paulo vacinou 3,67 milhões de pessoas, seguido por Minas e Bahia, com 1 milhão de vacinados.

Ministro Kono é encarregado pelas vacinações

"A vacina é o fator decisivo para a prevenção. Quero começar as vacinações até o fim de fevereiro", disse Suga.

Na noite de segunda-feira (18), o primeiro-ministro Suga encarregou a administração da vacinação contra o Covid-19 ao Ministro para a Reforma Regulatória, Taro Kono. “A vacina é o fator decisivo para a prevenção. Quero começar as vacinações até o fim de fevereiro”, disse Suga.

Em coletiva de imprensa após reunião do gabinete, o ministro comenta sobre os seus deveres e responsabilidades. “Fiquei responsável pela logística da vacina, desde transporte, armazenagem e preparação dos pontos de vacinação. Vou trabalhar duro para que todos os cidadão recebam uma vacina eficiente e segura o mais rápido o possível.”, disse.

“Será extremamente importante a colaboração com todos as (organizações) envolvidas”, enfatiza. Kono está preparando sua agenda para discutir os detalhes da vacinação com os órgãos do governo e empresas relacionadas.

Kono também mencionou que elegeu os vice-ministros do gabinete, Hisayuki Fujii, e do Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar, Tomohiro Yamamoto, para auxiliá-lo.

O secretário do gabinete Kato explica que Suga confia nas capacidades de Kono para solucionar o problema das vacinas. “Acreditamos em suas capacidades como Ministro da Reforma Regulatória para resolver os problemas enfrentados pelos órgãos relacionados, desde a criação de métodos de entrega e armazenagem em baixa temperatura, e estruturação dos municípios para a vacinação. O governo vai trabalhar arduamente para entregar uma vacina segura e eficiente para todos os cidadãos.”, disse.

Fonte: NHK

Efeitos colaterais após vacinação contra Covid-19 são registrados no Japão

O Japão iniciou seu programa de vacinação na quarta-feira, inicialmente com 40 mil profissionais da saúde em 100 hospitais no país.

O governo japonês informou no sábado (20) que recebeu relatos de ocorrência de urticária e calafrios como potenciais efeitos colaterais da vacinação contra coronavírus, após o início das inoculações no país em 17 de fevereiro.

Essa é a primeira vez que se confirma efeitos colaterais de vacinação contra Covid-19 no Japão. O caso de urticária ocorreu em um hospital na província de Toyama na sexta-feira (19), disse o escritório do primeiro-ministro em um tuíte.

O Hospital Toyama Hosai disse que a urticária ocorreu em uma pessoa após a inoculação, mas os sintomas desapareceram rapidamente. O hospital se negou a revelar detalhes sobre o indivíduo.

O hospital, junto com um outro na província, começou a administrar a vacina em profissionais da saúde a partir de sexta-feira. Naquele dia, 48 pessoas foram imunizadas no hospital.

O ministério e outras autoridades disseram que o caso de calafrios foi inicialmente reportado como sintoma de anafilaxia, o qual foi retraído depois. O ministério não revelou de qual província o caso foi registrado.

Início de vacinação com 40 mil profissionais da saúde.

O Japão iniciou seu programa de vacinação na quarta-feira, inicialmente com 40 mil profissionais da saúde em 100 hospitais no país.

Não houve relatos de efeitos colaterais graves à vacina desenvolvida pela farmacêutica dos EUA Pfizer e a BioNTech da Alemanha.

Se uma pessoa morrer devido aos efeitos de uma vacinação contra coronavírus, o governo pagará ¥44,2 milhões ($419 mil) em indenização à família enlutada, de acordo com o Ministério da Saúde.

Do grupo inicial de 40 mil profissionais da saúde, 20 mil estão participando de um estudo para rastrear potencial efeito colateral causado pela vacina.

Eles são solicitados a manterem registros diários por sete semanas após tomarem a primeira de duas doses. As doses serão administradas em espaço de 3 semanas.

Fonte: News and Culture

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png0.png3.png3.png1.png
Hoje:367
Ontem:1153
Últimos 7 dias:367
Mês:16685
Total:400331

Conectados simultaneamente

43
Online

18-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top