ptzh-CNenfritjakoruesvi

Terremoto de magnitude 5,5 em Miyazaki

Ocorreu mais um terremoto no Japão, no final da tarde de quarta-feira.

Às 17h13 de quarta-feira (6), ocorreu um terremoto na costa leste da Península de Osumi (Miyazaki), de magnitude 5,5. O epicentro foi a 40km de profundidade.

Ocorreram abalos de intensidade sísmica 4 nas províncias de Miyazaki e Kagoshima, nas seguintes cidades: Nichinan, Kushima, Soo, Kirishima, Shibushi, Osaki, Kinko, Minamiosumi e Kimotsuki.

Em outras cidades das duas províncias e de outras de Kyushu os abalos foram de intensidade 3 a 1.

Até o momento, às 17h30, não há relato de danos humanos e materiais.

Não há risco de tsunami em decorrência desse terremoto.

Fontes: NHK, WeatherNews e Yahoo!

Forte terremoto de 6,1 atinge a região de Tóquio

O terremoto ocorreu às 22h41 em partes de Tóquio e de Saitama, com foco na província de Chiba, a uma profundidade de 80Km.

Um forte terremoto com magnitude preliminar de 6,1 na escala Richter sacudiu a região de Tóquio na noite desta quinta-feira (7), mas não houve ameaça de tsunami, disse a Agência de Meteorologia do Japão – AMJ.

O terremoto ocorreu às 22h41, registrando 5+ (5 forte) na escala de intensidade sísmica japonesa que vai até 7, em partes de Tóquio e de Saitama, com foco na província de Chiba a uma profundidade de cerca de 80Km, segundo a AMJ.

Empresas ferroviárias disseram que as operações de alguns trens, incluindo serviços de metrô operados pela Tokyo Metro e shinkansen, haviam sido suspensas após o tremor.

Não houve anormalidades reportadas na planta nuclear 2 da Japan Atomic Power na província de Ibaraki, perto de Tóquio, disse o governo provincial.

Também não houve relatos de danos no Aeroporto de Narita, em Chiba, ao leste de Tóquio, enquanto autoridades do transporte disseram que pistas no Aeroporto de Haneda haviam sido fechadas temporariamente para verificações.

O terremoto causou um apagão que afetou cerca de 250 residências na capital japonesa por volta das 23h.

Atualização

Inicialmente a AMJ disse que a magnitude do terremoto havia sido de magnitude 6,1, mas revisou para 5,9 e profundidade de 75Km na madrugada de sexta-feira (8)

Fonte: News and Culture

Nissan ajusta produção devido a fornecimento limitado de peças após terremoto

O terremoto de sábado afetou a fabricante de peças Hitachi Astemo, que fornece peças para a Nissan.

A Nissan Motor ajustará a produção na província de Fukuoka nesta semana devido a interrupções nos fornecimentos de peças após um terremoto ter atingido o nordeste do Japão, disseram duas fontes com conhecimento do assunto.

O terremoto de sábado (13) afetou a fabricante de peças Hitachi Astemo, disseram as fontes.

A Hitachi Asteno, um empreendimento conjunto entre a Hitachi e a Honda, produz peças para sistemas de suspensão de carros em sua planta na província de Fukushima que são usadas por montadoras incluindo a Nissan e a Toyota.

A Nissan reduziu o horário de operação em duas linhas em sua planta de Fukuoka, que produz as vans Serena, a partir da noite de terça-feira (16), e paralisará a produção no sábado (20), disseram as fontes.

Contudo, uma porta-voz da Nissan disse que, até agora, a montadora não estava vendo impacto sobre a produção.

Em outros lugares, a Toyota disse na terça-feira que suspenderá temporariamente a produção em 14 linhas de 9 fábricas do grupo no Japão, visto que alguns de seus fornecedores foram afetados pelo terremoto.

A Hitachi Astemo disse na quarta-feira (17) que sua planta na província de Fukushima suspendeu a produção desde a segunda-feira devido a um apagão após o terremoto, disse um porta-voz da empresa.

A companhia precisa de tempo para inspecionar a fábrica e não informou quando as operações seriam retomadas.

Fonte: Nippon

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png3.png3.png1.png6.png
Hoje:219
Ontem:942
Últimos 7 dias:3352
Mês:19670
Total:403316

Conectados simultaneamente

12
Online

21-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top