ptzh-CNenfritjakoruesvi

Toyota continua sendo a montadora que mais vende carros no mundo

Esse é o 2º ano consecutivo que a Toyota foi a montadora top do mundo no 1º semestre, com 5,47 milhões de veículos vendidos.

A Toyota Motor continuou sendo a montadora que mais vende carros no mundo, com um recorde de 5,47 milhões de veículos comercializados nos primeiros 6 meses de 2021, ultrapassando a arquirrival alemã Volkswagen AG, mostraram dados da empresa na quinta-feira (29)

Esse é o segundo ano consecutivo que a Toyota foi a montadora top do mundo no 1º semestre, revelando sua recuperação acentuada da queda inicial em decorrência do coronavírus e relativa superação apesar de uma escassez de chips global.

As vendas recordes anteriores da Toyota para o 1º semestre de 1 ano foram estabelecidas em 2019 com cerca de 5,13 milhões de unidades comercializadas globalmente.

A Toyota desfrutou de vendas robustas em seus mercados chave como os EUA e a China. Um funcionário da montadora disse que a empresa conseguiu “limitar” o impacto da escassez global de semicondutores.

No período de janeiro a junho, a Toyota vendeu 5.467.218 veículos globalmente, alta de 31,3% em relação ao ano anterior. O número inclui aqueles comercializados pelas suas subsidiárias Daihatsu e Hino Motors.

A Volkswagen vendeu 4.978.200 veículos no mesmo período, alta de 27,9% em comparação ao ano anterior.

Fonte: Mainichi

Japão está dando coragem e esperança ao mundo com os Jogos Olímpicos de Tóquio

Adiados em um ano por causa da pandemia do coronavírus, os Jogos Olímpicos de Tóquio vão ocorrer sem público na maior parte das competições por causa do contágio em alta no Japão - o que levou à pedidos de cancelamento por parte da opinião pública japonesa.

A ‘cerimônia de abertura’ está marcada para amanhã, sexta-feira ( 23 de julho de 2021 ), mas os primeiros eventos já começaram desde ontem, com a estreia do softbol em Fukushima. Cerca de 15 líderes mundiais e dignitários participarão da ‘cerimônia de abertura’ olímpica.

Ainda ontem, quarta-feira ( 21 de julho de 2021 ), o diretor da Organização Mundial da Saúde ( OMS ), Tedros Adhanom Ghebreyesus, manifestou o seu apoio às Olimpíadas discursando durante a 138ª sessão do Comitê Olímpico Internacional ( COI ).
Ele destacou “a natureza única” do evento e disse que esta é uma oportunidade para mostrar ao mundo a importância da adoção das medidas para prevenir a Covid-19, dissertando sobre os atletas que testarem positivo no Japão na próxima quinzena.

-“Espero que os jogos sejam bem sucedidos, como uma demonstração do que é possível quando se adotam os planos corretos e medidas corretas. A marca do sucesso será garantir que todos os casos sejam identificados, isolados, rastreados e tratados o mais rápido possível e a transmissão posterior seja interrompida”.- disse Tedros, acrescentando que as Olimpíadas de Tóquio não devem ser avaliadas pela contagem dos casos da Covid-19 que surgirem.

-“Na vida não há risco zero. Só existe risco maior ou risco menor. As escolhas que fazemos diminuem ou aumentam os riscos, mas não os eliminam”.-alertou aos veículos de comunicação da grande mídia ‘sensaciolista’.

Em seguida, Tedros acrescentou :
-“O Japão está dando coragem ao mundo inteiro”.-respaldando a realização do evento durante um estado de emergência local.

Mais cedo, Tedros havia divulgado uma mensagem nas redes sociais em tom otimista sobre as Olimpíadas mencionando a esperança de que o evento impulsione a vacinação. Estima-se que cerca de 80% dos participantes serão vacinados.

Ainda sobre a vacinação, o líder da OMS criticou os líderes dos países ricos e lançou um desafio sobre o compartilhamento mais justo de vacinas no mundo.

-“A pandemia é um teste e o mundo está falhando. Acredito que haja ‘uma terrível injustiça’, já que apenas 10 países administraram 75% das vacinas do mundo”.-desabafou Tedros, pedindo distribuição e esforços igualitários na distribuição dos imunizantes.

A OMS quer a ajuda dos governos de todos os países para atingir a meta de vacinar 70% da população mundial até meados de 2022. Para tanto, a agência da ONU estima que seja necessário produzir 11 bilhões de doses no próximo ano para pessoas de todo o planeta.

-“Desejo que os ‘raios de esperança’ da ‘terra do sol nascente’ atravessem o planeta e ‘iluminem um novo amanhecer mais saudável, mais seguro e mais justo’. Que [ os Jogos Olímpicos ] sejam a celebração de algo muito maior, daquilo que o mundo precisa muito agora: da esperança. Repito: o mundo precisa mais do que nunca da celebração da esperança. Torço para que esses Jogos sejam o momento que une o mundo e que impulsione a solidariedade e a determinação necessárias para encerrar a pandemia juntos”.-disse, em tom ‘esperançoso’.

-“A pandemia terminará quando o mundo decidir acabar com ela. Está em nossas mãos”.-finalizou Tedros, segurando a tocha olímpica.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/07/2021
_
Legenda : A OMS ressalta que a pandemia terminará quando o mundo decidir acabar com ela.
Foto acima : ( Cortesia | Créditos : ( C ) Jazael Melgoza | ( C ) Unsplash | ( C ) COI | ( C ) OMS | ONU | Divulgação ).

Legenda : As Olimpíadas de Tóquio começam no dia 23 de julho de 2021, após um ano de atraso devido à pandemia Covid-19.
Foto abaixo : ( Cortesia | Créditos : ( C ) Erik Zünder | ( C ) Unsplash | ( C ) COI | ( C ) OMS | ONU | Divulgação ).

image1170x530cropped 44a44

 

Olimpíadas de Tóquio podem trazer esperanças para pessoas de todo o mundo

 

O esporte sempre apresentou soluções para os problemas vivenciados pela humanidade e a realização das Olimpíadas este ano darão esperança às pessoas em todo o mundo, particularmente no que diz respeito à batalha contra o novo coronavírus.
 
Os Jogos Olímpicos haviam sido adiados em razão da pandemia da Covid-19 em 2020, mas foi remarcada para o período de 23 de julho a 8 de agosto de 2021.
 
Antes desse período - o início da pandemia - a Olimpíada foi vista no Japão como símbolo de recuperação para o país, um modo de superar uma histórica crise econômica, terremotos, tsunamis e o desastre nuclear de Fukushima, entre outros problemas. 
 
Há o fator econômico pressionando para a sua realização - foram gastos mais de 100 bilhões de dólares - e também pressão diplomática. Como a China sediará a Olimpíada de Inverno de Pequim, em 2022, os japoneses não querem conceder aos seus ‘adversários históricos’ o direito de celebrar o primeiro grande encontro esportivo internacional depois da pandemia. 
 
Os chineses, por sua vez, parecem imbuídos no “espírito” dos jogos. O Comitê Olímpico da China ofereceu doses de vacinas contra a Covid-19 aos participantes da Olimpíada de Tóquio.
 
Já aqui no Brasil foi decidido que todos os atletas que participarão das Olimpíadas e das Paralimpíadas de Tóquio serão vacinados, bem como os integrantes de comissões técnicas e colaboradores do Comitê Olímpico do Brasil. Este último reiterou, no entanto, que as vacinas não serão obrigatórias para os atletas que vão disputar as competições.
 
Outros países também colocaram os atletas no grupo prioritário para a vacinação contra a Covid-19, como Bélgica, Espanha, Nova Zelândia, Alemanha, México.
 
Mesmo que o presidente do COI, o alemão Thomas Bach, tenha sugerido - também - que a vacinação contra a COVID-19 não seja obrigatória para a participação dos atletas nas competições, a medida ainda deverá fazer parte do rígido protocolo sanitário para a realização dos jogos.
 
Entre estas medidas de segurança está a prometida “bolha”, em que atletas não poderão socializar fora da vila olímpica, sendo rastreados por um aplicativo de celular. 
 
Além disso, o comitê organizador deverá reservar um edifício inteiro de hotel localizado a alguns quilômetros de distância da vila dos atletas em Tóquio.
Os atletas com sintomas ‘brandos’ de Covid-19, ou assintomáticos, serão colocados em quarentena em quartos de hotel pelo período de dez dias. A iniciativa deve custar centenas de milhões de ienes para a organização, que já lida com o prejuízo de não ter público durante os jogos.
Os organizadores das Olimpíadas no Japão também planejam preparar até 30 veículos especiais para a transferência dos atletas com o novo coronavírus para as instalações designadas.
 
Como se já não bastasse, os atletas participantes terão que encarar uma quarentena de 12 dias assim que chegarem no Japão para só então disputarem os jogos.
 
Mesmo com todos esses cuidados, o conceituado jornal ‘The New York Times’ classificou a competição como uma “opção antidemocrática”, porque contraria a vontade popular: pesquisas recentes indicam que mais de 80% da população japonesa não quer a realização da competição. 
Já a pesquisa divulgada pela agência de notícias Kyodo no início de abril aponta que 35,3% pediram o cancelamento dos Jogos, enquanto 44% se disseram favoráveis a um novo adiamento. Ambas as opções foram rechaçadas pelos organizadores e pelo COI.
 
Por sua vez, alguns dos políticos do país tornaram públicas as razões pelas quais apoiam a realização dos jogos.
 
-“Há um século, os Jogos Olímpicos foram realizados em Antuérpia, na Bélgica, enquanto o mundo estava saindo de dois grandes eventos, em que milhões de pessoas morreram: a primeira guerra mundial e a gripe espanhola. Como o primeiro evento esportivo global a ser realizado após essas duas catástrofes, os Jogos de Antuérpia trouxeram esperança para muitas pessoas. Esperamos que as Olimpíadas de Tóquio enviem a mesma mensagem, restaurando a esperança das pessoas.”-afirmou governadora de Tóquio, Yuriko Koike, durante um pronunciamento no final do mês de abril.
 
A minha opinião pessoal é que os organizadores dos jogos poderão se beneficiar das experiências de muitos torneios internacionais que foram organizados recentemente. Como foram experiências de sucesso, acredito que estes poderão realizar os Jogos Olímpicos em um ambiente seguro.
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 01/05/2021
_
Legenda : Olimpíadas devem renovar esperanças das pessoas.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : ( C )  Gaijin News | ( C ) COI | Divulgação ).
 
Legenda : Tokyo 2020 traz incertezas. No flagrante, uma mulher com máscara passa diante da ‘logo’ das Olimpíadas adiadas para este ano.
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia : ( C )  Eugene Hoshiko | ( C ) COI | Divulgação ).
 
15414713 0 13 2763 1831 2763x1818 80 0 0 ef5407f2142e6b53b80c1e15c8bc8ffd 6bbc1
 

Wadson “Nocaute” em nova maratona de lutas pelo mundo

Único atleta do estado da Bahia à lutar várias vezes na Tailândia, Wadson “Nocaute” Teixeira, que é mais conhecido no mundo das lutas como Wadson “Nocaute” sedimentou a sua carreira naquele país asiático, sempre ganhando credibilidade e abrindo novas portas. Inclusive, ele já foi destaque em uma matéria de capa da revista  Muay Thai  Phuket -  uma das maiores publicações da Tailândia.

A sua popularidade na terra da “arte das oito armas” o levou a participar do Enfusion, o maior ‘Reality Show’ de Muay Thai produzido na Tailândia no ano de 2017.

O lutador do município de Itabuna também foi o único baiano a defender o Muay Thai em várias oportunidades nos ringues do continente Europeu, tendo lutado em países tais como Holanda, França, Suécia, Portugal, Espanha, etc ...

Ao todo Wadson já fez 6 lutas na Tailândia e 11 na Europa, entre Muay Thai e Kickboxing.

Em sua carreira no MMA “Nocaute” acumula um luta no URCC ( Universal Reality Combat Championship ), maior evento de MMA das Filipinas.

Seu adversário na ocasião foi Eduard Folayang, atleta que hoje faz parte do plantel do ONE Championship, maior organização de MMA da Ásia.

O registro de MMA do baiano no Sherdog aponta um recorde de 2-3. Agora, aos 40 anos de idade, o lutador parte para mais uma temporada de treinamentos e lutas na Tailândia. De lá, segue para a Europa onde pretendo lutar em alguns eventos de K-1. Seu objetivo é tornar-se a maior referência do nosso Kickboxing no planeta.

Ele também foi convidado por um amigo e empresário da Suíça para fazer uma luta de Boxe, modalidade na qual sempre quis se testar e que se empolga ao assistir os eventos.
Assim como a maioria dos baianos que se dedicam ao Boxe, Wadson também tem um bom jogo de esquivas e mãos bastante rápidas, por isso quer se testar na modalidade e diz estar muito honrado com o convite para essa luta que também será realizada em algum país do continente europeu.

Wadson acabou conquistando os organizadores do ‘Reality Show’ do Enfusion após uma de suas últimas lutas, onde encarou o americano Mathew Semper. Na ocasião ele conseguiu se sair muito bem e mostrar o seu jogo. Por isso ele terá uma nova oportunidade de lutar pela organização.

Como toda a sua experiência acumulada nos ringues em vários países pelo mundo, Wadson acredita ser possível conciliar o Muay Thai, o Kickboxing  e o Boxe sem problemas. “No momento o meu foco principal é o Enfunsion e vou buscar a vitória no evento com todas as minhas forças. Viajo em setembro e só volto para casa com o título.”  Finaliza o veterano, que tem tudo para trazer novas conquistas para o nosso país.

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa.

Foto : A sua popularidade na terra da “arte das oito armas” o levou a participar do Enfusion, o maior ‘Reality Show’ de Muay Thai produzido na Tailândia no ano de 2017. ( Cortesia : Arquivo pessoal Wadson “Nocaute” ).

Novidades do Mixed Martial Arts ( MMA ) de Angola pelo mundo

Luanda OTE é a capital e a maior cidade de Angola. Localizada na costa do Oceano Atlântico, é também o principal porto e centro econômico do país. Constitui um município subdividido em seis distritos urbanos e é também a capital da província homónima.

Os habitantes de Luanda são, na sua maioria, membros de grupos étnicos, principalmente o dos ambundu, mas nas últimas décadas cada vez mais também dos bakongo e dos ovimbundu.

Existe uma população de origem europeia, constituída principalmente por portugueses estimada em cerca de 400 mil pessoas e uma importante comunidade chinesa estimada em 67 mil.

A língua oficial e a mais falada é o português, sendo que também são faladas várias línguas africanas.

Luanda foi a principal cidade a acolher os jogos do Campeonato Africano das Nações 2010.

No MMA, Angola ( o país como um todo ) começa à se destacar nos circuitos profissionais de lutas pelo mundo e em algumas outras competições das distintas modalidades de artes marciais promovidas naquele país da costa ocidental da África.

Nessa matéria teremos como objetivo abordar algumas novidades referentes aos assuntos ligados às artes marciais em Angola, na África e-também-sobre o desempenho dos lutadores angolanos em diversos países pelo mundo.

6 DE MAIO RIZIN FIGHTING FEDERATION 10

Dia 6 de Maio estará lutando um dos mais notórios ou um dos melhores lutadores de MMA de Angola, mais conhecido no mundo da luta como o ‘prodígio’ , Manel Kape ( 9-2-0 ), voltará aos ringues do Japão, país que o acolheu e reconheceu o feito deste bravo Angolano.

Ele estará lutando novamente no Rizin Fighting Federation, que é um dos maiores evento de MMA do mundo.

Destemido e com muita bravura, o lutador conhecido como ‘Easy Money’ , Manel enfrentará o Japonês Kai Asakura ( 3-1-0 ) que também foi um dos participantes do Torneio do ano passado, onde Manel deixou o seu nome bem estampado perante o público japonês.

O torneio será realizado no Marine Messe Fukuoka, em Fukuoka, Japão.

ANGOLANO NO EFC-EXTREME FIGHTING CHAMPIOSNHIP ÁFRICA

Dia 28 de Abril ( portanto hoje ), no Carnival City, JHB ( Johannesburg ), Gauteng, na África do Sul, poderemos ter mais um título à caminho das mãos de um Angolano, que já a muito que deveria ter acontecido, poderá finalmente acontecer.

O evento é o EFC-Extreme Fighting Championship África e o lutador é Marino J. Cutendano ( 5-3-0 ).

Atleta dedicado e vindo de uma vitória que lhe deu acesso ao título, Marino Cutendano tem agora a chance de colocar o cinto da sua categoria na cintura se vencer a disputa diante do atleta da África do Sul Nkazimulo ‘Zulu Boy’ Zulu ( 8-2-1 ).

APRESENTAMOS GUY DA SILVA

Guy Lieguer Semedo da Silva é o nome do Angolano, mais conhecido simplesmente como Guy da Silva, que tem ganhado espaço no MMA feito na Alemanha, no ranking que consagra ou destaca os lutadores na Alemanha o lutador mangolé está colocado na 5ª posição, um lugar de destaque para qualquer lutador de artes marciais mistas.

Nasceu em Luanda, mas foi na Alemanha na cidade de Marl, North Rhine – Westphalia onde tudo começou. Fora de Angola desde os 5 anos de idade quando foi viver na Alemanha com a sua mãe até hoje.

O peso galo angolano contava com um recorde de 3 – Victórias; 0 – Derrotas e 0 – Empates.
Mas, infelizmente, o lutador acabou perdendo a sua luta realizada no dia 24/02/2018 no campeonato GMC ( German MMA Championship ), que teve lugar na Alemanha, por decisão dos juízes após 3 rounds.

MIGUEL RODRIGUES, JOVEM ANGOLANO FAZ SUCESSO NO MMA AMADOR NA RÚSSIA.

Miguel Rodrigues, jovem angolano de 22 anos, estudante no Republica de Bascortostan na Federação Russa , caracterizado pela sua coragem e determinação, Miguel é atleta de MMA no profissional club BATYR tendo como mestre o Sr. Ruslan Yhamberdin, treinador máximo para a modalidade de MMA na republica em questão.

Miguel mudou-se para a Rússia no ano de 2015 em busca do seu desejo de se formar em engenharia de petróleos com os seus amigos todos por conta própria.

Com diversas competições, sempre que pode o mesmo agradece e muito ao seu mestre por tudo e todo apoio : “ Eu devo muito a este senhor, além de mestre um grande amigo e conselheiro. ” Comentou o jovem.

“ Não foi fácil ter que abdicar do meu seio familiar, particularmente da minha irmã Jussara Lourenço , mas a vida obriga-nos a abrir mão de algumas em prol de outras coisas. Tenho é sempre tive total apoio da minha família, e estão todos muito orgulhosos dos meus feitos.” Complementou Miguel Rodrigues.

Provavelmente o lutador poderá participar no mundial de MMA ( interno de MMA na Rússia ) nos próximos meses, se tudo correr bem e caso não aconteçam complicações devido ao fator da nacionalidade estrangeira.

TAÇA INSTITUTO OSVALDO SERRA VAN-DUNEM DE KICKBOXING

Promovido pela Kibeto Promoções a Taça Instituto Osvaldo Serra Van-Dunem de Kickboxing foi realizada no Instituto Superior de Ciências Policias e Criminais, em Luanda, Angola, no dia 24 de Março com enorme sucesso.

LUÍS ‘AFRICANO’ ENFRENTA BUAKAW NESTE SÁBADO

Também hoje ( Sábado ) , dia 28 de Abril de 2018, um dos melhores lutadores Angolanos enfrentará uma das maiores, se não a maior “lenda viva” do Muay Thai ( Boxe Tailândes ).

Luís Passos é mais conhecido no mundo das lutas como Luís ‘Africano’ e é um dos melhores senão o melhor lutador estrangeiro de Muay Thai de Portugal, país onde está radicado.

O lutador Mangolé ostenta os títulos de Campeão Nacional Português de Muay Thai em 2012, Campeão Europeu de Muay Thai ISKA 2015, Campeão Ibérico de Muay Thai A.I.T.M 2016 e Campeão do evento Brothers League 2017.

Seu adversário é nada mais, nada menos, que Buakaw Banchamek, que dispensa maiores apresentações para os aficionados desse esporte.

Para quem não é tão familiarizado com o mundo das artes marciais e esportes de contato, informamos que Buakaw possui um cartel com mais de 600 lutas.

Ele foi campeão por duas temporadas do Omnoi Stadium, campeão do Lumpini Stadium Toyota Marathon, campeão de peso-pluma da Tailândia e campeão por duas vezes do K-1 World MAX.
Desde 1 de agosto de 2017, Buakaw está classificado como #5 melhor do mundo na categoria de peso-leve pela CombatPress.com.

A luta, realizada sob as regras do Muay Thai, terá lugar no All Star Fight 3, evento que será realizado em Bangkok, Tailândia.

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa.

 

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png0.png5.png7.png3.png
Hoje:609
Ontem:1153
Últimos 7 dias:609
Mês:16927
Total:400573

Conectados simultaneamente

15
Online

18-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top