ptzh-CNenfritjakoruesvi

Entrevista com Dinaldson Silva sobre Hugo Lira e TV Ring Torres - Vale Tudo MMA ( Vídeo )

Entrevista com Dinaldson Silva ao renomado canal do YouTube : ‘Padial Jiu-Jítsu’.
Dinaldson, conhecido como “Dolinha”, é responsável pelo resgate do trabalho de Hugo Lira, que fez muito pela promoção de lutas de Vale Tudo na Paraíba e Nordeste do Brasil.
Ele foi entrevistado pelo próprio Sandro Padial e pelo Historiador Fábio Quio Takao.

Campeão indiano de boxe transmitirá suas próximas lutas pelo “Pay-Per-View”

Tradicionalmente, o sistema de “Pay-Per-View” é usado por promotores e empreendedores de lutas para gerar grandes somas de dinheiro que não seriam possíveis por meio da receita de anúncios ( patrocínios ) e da bilheteria nos ginásios.

Os grandes nomes do esporte alavancam sua popularidade para convencer os fãs - ‘hardcore’ e casual - à comprar o “Pay-Per-View” para ver às suas lutas ‘ao vivo’.

Os maiores nomes do boxe, Floyd Mayweather, Oscar De La Hoya, Manny Pacquiao, Mike Tyson, Sugar Ray Leonard etc. costumavam gerar centenas de milhões de dólares em receitas de “Pay-Per-View”. Atualmente, as maiores estrelas do boxe no ‘Pay-Per-View’ incluem nomes como Anthony Joshua, Tyson Fury, Errol Spence Jr, Canelo Alvarez, etc.

Agora, Vijender Singh ( 12-0-0 ), um “astro” do boxe indiano, também não estará mais disponibilizando as suas lutas na televisão ‘terrestre’ ou ‘via satélite’, em vez disso, transmitirá os seus duelos - também - através das plataformas de “Pay-Per-View” e, com isso, se juntando à lista de pugilistas de elite dos EUA e do Reino Unido.

Vijender Singh irá lutar no dia 19 de março contra o russo Artysh Lopsan ( 4-1-1 ), no Majestic Pride Casino Ship, em Bardez, no distrito de Goa, na Índia.

A luta estará disponível no BookMyShow e no Fancode apoiado pelo Dream11 e os fãs poderão comprar o “Pay-Per-View” por apenas $ 99 ( incluindo todos os impostos ).

Vijender Singh foi visto em ação pela última vez em novembro, quando lutou contra Charles Adamu ( 33-14-0 ), de Gana, no Caesars Palace Dubai, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, vencendo por decisão unânime.

Antes disso, o campeão invicto do boxe ( de Bhiwani, na Índia ), havia lutado em julho de 2019, no Prudential Center em Newark, NJ, EUA, quando enfrentou Mike Snider ( 13-7-3 ) e o derrotou por nocaute técnico no quarto round.

Já o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) do ‘card’ de 19 de março trará o principal contendor do boxe indiano, Neeraj Goyat ( 11-3-2 ), enfrentando Sandeep Kumar.
Haverão ainda seis outras lutas no ‘under-card’.

-“Vai ser uma grande luta em Goa. Vijender tem experiência e invencibilidade, enquanto Lopsan também tem um bom histórico. Estou esperando uma luta muito boa entre os dois e os fãs poderão testemunhar algo incrível”.- acrescentou Neerav Tomar, da IOSBoxing Promotions.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 16/03/2021.

 

Floyd Mayweather Jr. vs Tenshin Nasukawa no RIZIN 14 na véspera de ano novo

Aqui está uma ótima chance para o MMA do Japão retornar aos seus “tempos áureos”.
Foi anunciado em uma conferência de imprensa no Japão que Floyd Mayweather Jr. assinou um contrato com o Rizin Fighting Federation para lutar contra o ‘super star’  do MMA e kickboxing, Tenshin Nasukawa, no evento da véspera de ano novo em Saitama.
Este evento conseguirá grandes números, sem dúvida e poderá gerar também um aumento enorme na popularidade dos shows de lutas da terra do Sol Nascente.
Inclusive, muitos fãs ao redor do mundo já estão se programando para “voar” para o Japão com o único intuito de prestigiar o show de ‘réveillon’ do Rizin FF “ao vivo”.

Floyd Mayweather Jr. é um dos melhores pugilistas de todos os tempos, registrando um recorde de 50-0 em sua carreira profissional.
O invicto lutador de 41 anos, já conquistou títulos mundiais de boxe em cinco diferentes categorias de peso e disputados pelas organizações WBO, WBA e WBC, para citar algumas.
O lutador também já venceu atletas do calibre de Ricky Hatton, Shane Mosley, Miguel Cotto, Marcos Maidana e Andre Berto, além de acumular vitórias em alguns dos eventos televisionados pelo sistema de pay-per-view que estão entre os mais bem sucedidos financeiramente de todos os tempos, como nas lutas contra Oscar De La Hoya, Canelo Alvarez, Manny Pacquiao e, mais recentemente, diante do astro do UFC Conor McGregor, naquela que foi a sua última luta ainda em 2017 e que lhe rendeu perto de US $ 300 milhões.

-“Eu quero continuar a construir meu relacionamento com a Money Team Tokyo”,-  disse Mayweather.

-“Eu quero continuar vindo aqui e trazer outros lutadores para que minha empresa possa continuar crescendo e o Rizin possa continuar a crescer. Eu adoraria continuar a trabalhar com o Rizin, porque o Rizin é uma empresa inacreditável, e quanto à minha empresa, nós estamos fazendo algumas grandes lutas nos EUA, mas estamos ansiosos para fazer crescer o ‘banner’ da Mayweather Promotions e o ‘banner’ da TMT em todo o mundo. E se for preciso trabalhar com um cara legal como esse ( Nobuyuki Sakakibara ), não há problema.”-Complementou ‘Money’( como também é apelidado o lutador ).

Seu adversário, Tenshin Nasukawa ( 4-0 no MMA e 27-0 no Kickboxing ) tornou-se um dos lutadores mais populares no Japão, e talvez o melhor prospecto dos esportes de combate que o país já viu. Entre as lutas de MMA e kickboxing, Tenshin já lutou mais de trinta vezes, apesar de ter feito 20 anos há pouco mais de dois meses. Atual campeão do RISE ( evento parceiro do Rizin ), Tenshin começou a fazer um nome para si mesmo com vitórias sobre Amnat Ruenroeng e Wanchalong PK Saenchai na promoção originária da Tailândia e denominada KNOCK OUT.

Desde estas vitórias, Nasukawa se tornou uma grande estrela sob o estandarte Rizin. Ele obteve quatro vitórias empolgantes no MMA e derrotou vários lutadores para ser coroado campeão do Torneio RIZIN KICK 2017, e mais recentemente superou o astro Kyoji Horiguchi na maior luta que a Saitama Super Arena já viu, segundo a mídia especializada japonesa.
Tenshin terá uma revanche com Taiki Naito no RISE 129 no final deste mês.

Mayweather, por sua vez, nunca lutou profissionalmente no MMA e as regras da sua luta com Nasukawa ainda não foram definidas, como bem disse Ariel Helwani, da ESPN.
Já segundo o consagrado fotografo japonês Susumu Nagao a luta será realizada em uma regra de boxe.
Por outro lado, Nobuyuki Sakakibara ( presidente do Rizin ) declarou que essa não será uma luta de boxe e sim uma luta com regras especiais.

Dessa forma, ainda não se sabe se essa será uma luta híbrida entre boxe e kickboxing ou mesmo luta híbrida entre kickboxing e MMA tão à gosto dos japoneses, como a luta realizada entre Bob Sapp e Jérôme Le Banner, em 2004.
Outra possibilidade é que essa poderá ser a tão aguardada estreia de de Floyd no MMA sob as regras profissionais unificadas, como o mesmo divulgou em janeiro desse ano, inclusive postando vídeos em suas redes sociais com parte de sua sua preparação dentro do octógono.

Dependendo das regras, esta poderia ser uma luta difícil para Mayweather, mas independente disso, o mais importante é a determinação do pugilista em trabalhar para que o MMA japonês recupere o ‘status’ que já teve um dia.

Fique atento às notícias futuras sobre as regras desse confronto, bem como sobre os outros duelos que irão compor o ‘card’ do Rizin 14.

O RIZIN 14 está programado para o dia 31 de dezembro de 2018, na famosa Saitama Super Arena em Saitama, no Japão.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 5/11/2018
_

Foto acima : Os fãs estão esperançosos que a luta programada para o próximo dia 31 de dezembro possa “reaquecer” o MMA no Japão como na época do extinto Pride FC ( Cortesia : Susumu Nagao ).

Abaixo : O ‘flyer’ de divulgação da luta entre Floyd Mayweather Jr. vs Tenshin Nasukawa  no RIZIN 14 ( Cortesia : Divulgação ).

mayweather tenshin

Frolov vs Silva será o “main event” do M-1 Challenge 98 na Rússia

M-1 Global ( Mixfight-1 ) ou MMA-1 ( Mixed Martial Arts-1 ) é uma promoção de artes marciais mistas sediada em São Petersburgo, Rússia, que organiza cerca de 40 a 50 eventos de luta por ano. Os rostos públicos mais famosos da M-1 Global são o magnata Vadim Finkelstein ( presidente ) e a lenda do MMA Fedor Emelianenko ( proprietário parcial ).
A organização já realizou shows em vários países pelo mundo, entre os quais Rússia, Cazaquistão, Holanda, Espanha, Finlândia, EUA, Japão, Coreia do Sul e China, sendo que este último continua sediando alguma de suas edições.
A franquia acolheu seu primeiro grande show ( em vez de co-promover com outras organizações ) intitulado M-1 Global Presents Breakthrough, em 28 de agosto de 2009,  no Memorial Hall, em Kansas City, Kansas, USA.
Mas ainda em em 2009, o M-1 resolveu mudar de ideia e assinou um contrato para co-promover alguns de seus shows com a Explosion Entertainment.

Já o M-1 Challenge é uma competição organizada pelos mesmos promotores como uma série de eventos que também são realizados em vários lugares do mundo e que são transmitidos em mais de 100 países, com destaque para a Rússia e demais países do leste europeu.
O M-1 Challenge também será palco da crescente rivalidade entre lutadores russos e brasileiros no próximo mês, quando o lutador Artem Frolov ( 11-0 ), invicto campeão dos médios da promoção M-1 Challenge, vai colocar seu cinturão em jogo no dia 2 de novembro, quando terá pela frente o brasileiro Bruno ‘Blindado’ Silva ( 18-6 ),  no M-1 Challenge 98, em Chelyabinsk, na Rússia.

Artem Frolov, de 27 anos, é um dos pesos-médios russos mais fortes, além de ser o lutador mais equilibrado da história em sua categoria de peso. Ele tem um excelente Wrestling e jogo de chão, mas seus socos impressionantes não devem ser esquecidos. Nove de seus 11 adversários até o momento não chegaram ao final da luta, cinco perderam por nocaute e quatro por finalização. Em suma, Frolov é um lutador extremamente perigoso, o que é evidente por seu registro profissional perfeito.

-“Bruno Silva é um desafiante ao título, que fez uma grande declaração no início deste ano. Infelizmente, não consegui estrear no UFC por causa de uma lesão antiga agravada, mas agora está tudo bem, e a lesão está curada. Eu tenho me preparado rotineiramente, prestando atenção em todos os aspectos da luta e me concentrando no meu cardio antes de uma luta de cinco rounds”.-disse Frolov.

O campeão também revelou quais são as suas motivações antes do confronto :
-“Eu não considero essa luta uma vingança por Alexander Shlemenko, eu só quero lutar sob a bandeira russa e provar que a Rússia é um país que está no topo no mundo do MMA. A vitória nessa luta pode se tornar uma plataforma de lançamento para o vencedor, mas você não ganha lutas com palavras. Vamos lutar e no dia 2 de novembro vamos ver tudo no The Rage no M-1 Challenge 98 em Chelyabinsk”.- afirmou Frolov.

Adversário de Frolov, o brasileiro Bruno Silva chocou o mundo no início deste ano, quando ele nocauteou de forma sensacional o astro do MMA Alexander Shlemenko . ‘Blindado’ não se importava que ele fosse um azarão naquela luta e apenas fez o que ele sempre fez, conseguiu alguns socos poderosos. Silva tem enorme poder em suas mãos, 15 de suas 18 vitórias vêm por nocaute, então ele é definitivamente o ‘trocador’ mais assustador na categoria dos médios.

- “Estou muito feliz que minha terceira luta na Rússia seja em Chelyabinsk novamente. Esta é uma cidade especial para mim, duas vezes venci por nocaute e no dia 2 de novembro vou derrubar meu oponente novamente. Não é fácil competir na Rússia, voos longos, ‘jet lag’ e clima frio tornam tudo mais difícil, mas essa é a parte do jogo. Eu amo a Rússia, porque este país mudou minha vida”.- disse Bruno Silva.

O lutador brasileiro  complementou seus comentários :
- “Eu estou pronto para me tornar o campeão mundial, esse sempre foi o meu grande sonho, e logo esse sonho pode se tornar realidade. Eu respeito Frolov, mas ele tem algo que eu preciso. Espero que ele esteja pronto para uma guerra, porque vou tirar esse cinto dele. Eu sou o lutador, que está sempre procurando por um nocaute e no M-1 Challenge 98 estarei pronto para brigar com Artem tanto quanto for preciso para me tornar o campeão”.- finalizou ‘Blindado’.

P.S.: Lutas adicionais serão anunciadas em breve. Todas as lutas e lutadores estão sujeitos a alterações.

Serviço : O M-1 Challenge 98 será transmitido ao vivo da Rússia em alta definição no www.M1Global.TV. Os espectadores poderão assistir às lutas preliminares e ao cartão principal, registrando-se no site www.M1Global.TV . Os fãs podem assistir a toda a ação em seus computadores, bem como em smartphones e tablets Android e Apple. M-1 Challenge 98 também estará disponível em www.FITE.TV( ‘Card’ preliminar é grátis, $ 7,99 para o ‘Card’ principal ).

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/10/2018
_

Foto acima : O campeão Artem Frolov defenderá seu título diante do brasileiro Bruno Silva no M-1 Challenge 98 ( Cortesia : M-1 Global ).

Kickboxers chineses lutam MMA no Glory of Heroes em Meishan

Sexta-feira passada ( 12 de Outubro ) aconteceu o Glory of Heroes 35 em Meishan, na China. O evento contou com kickboxers chineses que mostraram ser capazes de fazer a transição para o MMA, como os “superstars” do kickboxing, Wei Rui e Tie Yinghua,
À título de curiosidade Wei Rui é um ‘top’ kickboxer de nível mundial (10-45), que tem cinturões no Wu Lin Feng, K-1 e Glory of Heroes originais.
Outro destaque do evento foi Ji Xian, ex-campeão peso-galo do Legend FC.
O notável lutador Yang Sen também esteve no card.
Ao término da noite, os campeões chineses marcaram 1-1, com finalizações definindo a maioria das lutas da noite.

O campeão de Kickboxing Wei Rui mostrou intensidade desde o momento em que a luta teve início. Seu oponente, Adib Nazrishoev, despertou após esse período, e imediatamente tentou levar o seu adversário para o solo. Wei foi capaz de defender a tentativa de queda por um tempo, mas quando Nazrishoev finalmente o levou para o chão e o montou, tudo estava acabado. Nazrishoev bateu bastante em Wei, depois pegou as costas e o sufocou. Essa foi uma primeira experiência necessária para que o ‘kickboxer’ possa se testar novamente no MMA.

Ji Xian e Levan Shaishmelashvili tocaram as mãos  e iniciaram o primeiro round de sua luta, com os dois chegando perto de estrangulamentos e conseguindo reversões. Quando o segundo round foi iniciado, Ji foi capaz de passar a guarda e conseguir uma guilhotina, mas o golpe não estava apertando o suficiente. Shaishmelashvili foi capaz de sair da tentativa de finalização, e após aguardar pacientemente, teve o caminho livre. Quando Ji tentou se levantar, ele se apoiou nas suas costas, amaciou-o com socos e o estrangulou, conseguindo finalmente a vitória.

Duas vezes vencedor do torneio Shootboxing, Tie Yinghua fez uma excelente estréia no MMA contra Igor Chemyakin. Chemyakin deixou bem claro que ele tentaria o jogo de chão durante todo o primeiro round com um arremesso de quadril que jogou Tie no chão. Tie foi pego em um mata-leão, mas ele defendeu e, eventualmente se soltou e reverteu, ficando na guarda. No segundo round, Tie fez uso de sua técnica de “trocação” e manteve Chemyakin longe para, em seguida, encurralá-lo nas cordas com socos e joelhadas que acabaram levando-o ao TKO.

Yang Seng enfrentou Ítalo Freitas e acabou se saindo muito bem, desde o inicio. Yang conseguiu uma boa vitória em seu registro com uma finalização por arm-lock.

O Glory of Heroes 35 teve transmissão ao vivo no dia 12 de outubro via IQYI da China e muitos outros portais chineses.
Confira abaixo os principais resultados :

Glory of Heroes 35
12 de outubro de 2018
Meishan, China

Bantamweight
Adib Nazrishoev derrotou Wei Rui por finalização, RNC, R2 3:41

Bantamweight
Levan Shaishmelashvili derrotou Ji Xian por finalização, RNC, R2 3:23


Featherweight

Tie Yinghua derrotou Alexey Krepets por TKO, R2 1:38

Bantamweight
Yang Sen derrotou Italo Freitas por finalização, Armbar, R2

Flyweight ( Mulheres )
Meng Bo derrotou Aya Saber por TKO, R1

Middleweight
Shun Feng derrotou Mamuka Chitauri por finalização, Americana, R1

Bantamweight
Shuai Song derrotou Saikung por finalização, R1 2:00

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 16/10/2018
_

Foto acima : Tie Yinghua derroou Alexey Krepets no Glory of Heroes 35 ( Cortesia : Divulgação ).

Abaixo : Levan Shaishmelashvili desfere socos das costas de Ji Xian antes de chegar à finalização. ( Cortesia : Glory of Heroes ).

aishmelashvili

Sandro Vieira inicia nova etapa em sua carreira no estado de Rondônia

O mestre de artes marciais e renomado atleta de MMA, Boxe e K-1 Sandro Vieira, que já foi considerado uns dos maiores “strikers” do Brasil pela mídia internacional, hoje está mudando de casa.
Sandro, que residia no estado de São Paulo, mais precisamente na cidade de São José dos Campos, agora respira novos ares e se mudou para a cidade de Cacoal, localizada no estado de Rondônia, onde fará parte dos treinamentos da equipe do C.T. Gladiadores Fight Team e também ministrará aulas no C.T. da equipe ao lado da grande campeã Fábrina ‘Gladiadora’ onde farão parceria em um projeto.

-“Pretendendo elevar o patamar do estado de Rondônia nas artes marciais e revelar atletas tanto para o cenário nacional, quanto para o cenário internacional”. - declarou o campeão.

Cacoal, cidade conhecida como “a Capital do Café” possui a quinta maior população do estado de Rondônia e os futuros atletas contarão com os ensinamentos de um lutador cuja experiência não se limita aos ringues e ‘cages’ brasileiros, uma vez que Sandro Vieira também competiu em eventos de lutas em outros países.

No ano de 2017 Sandro Vieira recebeu o prêmio de atleta internacional pela TVMAC de São Paulo ( Martial Arts Award 2017-Lutador internacional de MMA ). Nesse mesmo ano também recebeu uma homenagem esportiva sendo considerado um dos melhores treinadores do Brasil.
Sandro também já foi considerado o 4º melhor lutador brasileiro em sua categoria de peso pela consagrada organização M-1 Global ( originária da Rússia ).

Atualmente, Sandro é o N° 1 do Ranking da ULLAMP ( União Latino-Americana de Lutadores de Artes Marciais Profissionais ) na categoria dos pesados pela modalidade MMA.

Entre os seu títulos conquistados Sandro já foi campeão mundial pela UIAMA ( nas modalidades MMA e Muay Thai ), campeão do desafio internacional de Muay Thai, campeão da Copa do Brasil de Kickboxing ( CBKB ) e é detentor do cinturão de campeão do Boxe Espetacular.
Esse seu cartel invejado em lutas de contato é apenas parte do seu currículo de 98 lutas de ‘trocação’ contando Muay Thai e Kickboxing.
Já no MMA o atleta tem um recorde no Sherdog composto por 15 vitórias e 14 derrotas, mas ele nos garante que tem muito mais lutas nessa modalidade.

Entre seus planos para o futuro, Sandro disputará o título Mundial de K-1 da WPKB ( World Professional Kickboxing ) e tem um contrato assinado com os Árabes para eventos no Egito e Dubai e está apenas aguardando a confirmação das datas.

Agora, contando om uma assessoria de mídia e muito trabalho duro, Sandro pretende alavancar o seu projeto no estado de Rondônia.

-“Eu estou muito feliz pela oportunidade, respirar ar novo, poder ajudar e passar um pouco de conhecimento é sempre bom, também treinar em um ambiente diferente, será uma grande experiência. No C.T. Gladiadores Fight Team existe uma ótima estrutura e contamos com grandes profissionais. Nós temos a Fábrina  ‘Gladiadora’, que além de uma bela professora de Muay Thai, também tem experiência internacional como lutadora. Também temos outros bons professores em artes marciais como o Jiu-Jitsu com o mestre Alemão por exemplo, temos também Kickboxing, Capoeira, Judô, etc.. Estou levando um professor e parceiro de treino com experiência em lutas, conhecido como Ariel,  ‘o gigante’. Assim faremos um trabalho muito forte e produtivo”.  - comentou Sandro Vieira.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa, “Mr Kung Fu”. | Escrito em 16/09/2018
_

Foto acima : O atleta residia em São José dos Campos-SP e agora irá morar e treinar na cidade de Cacoal-RO ( Cortesia : Acervo pessoal ).

Abaixo : O lutador paulista Sandro Vieira está animado para representar a escuderia do C.T. Gladiadores Fight Team ( Cortesia : Divulgação ).

41796956 231819314180391 666389340187787264 n

Neo Fight : Show de MMA da Coréia do Sul retorna após nove anos

Após nove anos, o show de MMA chamado Neo Fight, uma promoção da Coréia do Sul, retomou as suas atividades com um ‘card’ realizado no dia 6 de Setembro de 2018.
O Neo Fight iniciou as suas atividades em 2003 como parte do esforço para elevar a cena de MMA da Coreia do Sul, motivado pelo fervor do Pride FC e do K-1 que o Japão estava desfrutando.

A promoção foi originalmente organizada por Scott Sung-Yeel Seo, mestre de hapkido e representante mundial da franquia.
Scott Sung-Yeel Seo continua sendo o homem por trás do renascimento da promoção.
O evento Neo Fight mantêm ainda hoje o slogan de “o mais realista” e “o evento original de luta real”.

O Neo Fight 1 foi um empreendimento ambicioso realizado no Ginásio JangChung.
O vencedor do torneio peso-pesado Jin-Ho Yang recebeu respeitáveis 30.000USD e o vencedor do torneio dos médios Scott Sheeley recebeu $ 23.000USD, com os lutadores restantes dividindo $ 30.000USD entre eles, segundo reportagem da conceituada revista norte-americana Black Belt Magazine publicada em dezembro de 2003.

Mais dez eventos foram realizados ao longo dos próximos quatro anos em toda a Coréia, incluindo um evento de torneio de dois dias e um evento de três dias.
Contudo, grande parte do mercado de MMA caiu na Ásia em 2007 ( em parte devido à derrocada do Pride FC ), e o Neo Fight não permaneceu imune aos acontecimentos.

O show voltou com um único evento em 2009 que incluiu lutadores do porte de Seo Doo-Won, Yang Hae-Jun, Berneung Sakhomsin ( um dos primeiros lutadores de Muay Thai a entrar no MMA ) e o veterano do TUF, Ray Elbe.

Os veteranos do Neo Fight incluem o campeão peso leve do ROAD FC, Kwon A-Sol, Jae-Seok “The Korean Icepick” Lim, Chang-Hyun “Armbar” Kim, o veterano do UFC Bang Tae-Hyun “The Korean Cowboy” Bang, Myung Hyun-Man, Kim Do-Hyung e Seung Pil Choi.

Já o mais recente show do Neo Fight trouxe Kwang-Hee Lee na luta principal contra o japonês Yuta Namakura, na divisão dos meio-médio, uma vez que Namakura estará no 300º evento da Pancrase ( show programado para o dia 21 de Outubro e que terá lugar no Studio Coast, em Tóquio, no Japão ).

O Neo Fight 13 teve um total de oito lutas e foi realizado em um ringue de cordas, ao invés do costumeiro octógono.
O próximo evento da franquia, o Neo Fight 14 contará com os lutadores Jae Uk Myung, Min Hyung Kim, Sang Hyun Park e Soo Hwan Oh.

Confira abaixo os resultados desse Neo Fight 13 que rolou no Jinoche Convention Center, em Seul, capital da Coreia do Sul.
( Nota .: De acordo com os resultados postados no site especializado Tapology ).

Neo Fight 13
6 de setembro de 2018
Jinoche Convention Center,
Seul, Coreia do Sul

Neo Fight 13
6 de setembro de 2018
Jinoche Convention Center,
Seul, Coreia do Sul

Yuta Nakamura venceu Kwang-Hee Lee por KO / TKO ( interrupção médica ) no segundo round.

Jun Young Hong venceu Jian Kai Chee por KO / TKO ( Grond and Pound ) no primeiro round.

Bo Hyun Park venceu Seo Yoon Jung por decisão unanime.

Sung Hwan Cho venceu Soo Hwan Oh por KO / TKO ( Grond and Pound ) no primeiro round.

Sang Hyun Park venceu Sung Dae Kang por KO /TKO ( Grond and Pound ) no primeiro round.

Min Hyung Kim venceu Min Gun Kim por decisão unanime

Jae Uk Myung venceu Young Uk Woo por KO/ TKO ( joelhada ) no primeiro round.

Kang Joo Choi venceu Eun Seok Park por KO / TKO ( Grond and Pound ) no primeiro round.

*Contributed by Senior GPG Writer, Oriosvaldo Costa, “Mr Kung Fu”.  |  13/09/2018
_

Foto acima : O japonês Yuta Nakamura venceu o sul-coreano “Krazy” Lee Kwang-Hee na luta principal do Neo Fight 13 ( Cortesia : Divulgação ).

Abaixo  :  Ao invés de um moderno ‘cage’ o Neo Fight optou pelo tradicional ringue de cordas em seu evento realizado em em Seul, capital da Coreia do Sul, no dia 6 de Setembro ( Cortesia : Acervo Neo Fight).

37714373 297829404117350 750030783145574400 n

【ROAD FC】 Kazuyuki Fujita lutará com Justin Morton em Seul

Sexta-feira passada, “ROAD FC”, a maior organização de artes marciais mistas da Coréia do Sul anunciou mais uma grande batalha adicionada ao ‘card’ do “ROAD FC 049”, a ser realizada no Grand Walker Hill, em Seul, capital daquele país, no dia 19 de Agosto.
O lutador japonês, Kazuyuki  “OL´ Ironhead”  Fujita ( 47 anos = FUJITA  TEAM ) irá lutar com o norte-americano Justin  “That Guy”  Morton ( 33 anos = TENKAICHI DOJO ).


Justin Morton, que é rotulado pela mídia especializada internacional como “o mais forte lutador militar dos EUA em Okinawa”, compete em uma e outra luta de MMA entre as missões do Exército dos EUA.
Não é à toa que no Japão o seu nome de ringue é “esse cara”  e a maior parte do seu cartel de 10-3 foi construído na organização de artes marciais mistas denominada “Tenkaichi” de Okinawa onde ele tem se mantido como um campeão dos pesos pesados de MMA.
Ele também lutou no Japan Open Vale Tudo em 2015.
O Japan Open Vale Tudo desfruta de notoriedade por ser uma promoção pioneira e que que abrigou as primeiras lutas de Rickson Gracie no Japão.

Kazuyuki  Fujita ( 16-14-0 ) é um veterano dos pesos pesados que solidificou a sua carreira no MMA durante o período em que competiu no extinto “Pride FC”.
No entanto, depois de perder para Kaide Hoovelson no RIZIN, em 20016, Fujita - cheio de lágrimas - anunciou a aposentadoria de ambos os esportes em que competia como profissional : MMA e Pro-Wrestling.
Acontece que, sem qualquer explicação do próprio Fujita, ele voltou à lutar pouco mais de um ano após o seu anúncio anterior.

Na ocasião, a mídia do Japão chegou à especular que a motivação para Fujita voltar a lutar poderia ser o dinheiro, pois além do MMA ele voltou também ao Pro Wrestling. 
Nessa última modalidade ele está se apresentando nas companhias independentes, chamadas de ‘indies wrestling’, onde ele está recebendo bem menos dinheiro do que na época em que fazia parte da New Japan Pro Wrestling.
Mas até hoje o lutador não falou em público sobre o assunto, então ninguém pode ter certeza sobre sua motivação por trás de tudo isso.

Fujita está perto de completar 50 anos e a maioria das comissões atléticas estaduais dos EUA talvez não lhe emitiriam uma licença para lutar ( não pela sua idade, mas por outras motivos que a grande mídia japonesa preferiu não divulgar e tais assuntos também são discutidos nos bastidores do esporte  ), por isso ele não foi tentar a sorte na ‘terra do Tio Sam’  à exemplo de outros lutadores japoneses.
Mesmo no Japão ele não conseguiu assinar com franquias do porte do Pancrase, Shooto ou DEEP.

Mas a sorte do lutador mudou após ele ser contratado pelo ‘Road FC’ em 2017 e em seguida assinar com o HEAT no mesmo ano.
Ainda segundo os jornalistas japoneses, o HEAT -  uma promoção baseada em Nagoya -   não pode pagar ao atleta a mesma quantidade em dinheiro que ele recebeu para lutar no Sengoku ( antigo show de MMA promovido pela World Victory Road ), mas Fujita ainda poderá complementar com a grana ganha no Pro-Wrestling e com isso por alguma quantia de dinheiro decente em seu bolso.
( Se o lado financeiro tiver realmente influenciado nesse seu retorno aos ringues, é claro ).

Então, com 47 anos de idade, Fujita está de repente muito ativo no MMA e se fazendo notar pelos empreendedores do esporte nos demais países do continente asiático.
De 2017 para cá ele já lutou em  Beijing e em  Shijiazhuang ( na província de Hebei, norte da China ),e agorá terá a oportunidade de lutar diante do público da Coréia do Sul, no mesmo “ROAD FC”.

Algumas outras lutas também já foram anunciadas para esse próximo “ROAD FC 049”, que como foi dito no início desta matéria, terá lugar no Grand Walker Hill, em Seul.
Uma destas será entre o japonês Tatsuya Mizuno ( 37 anos = Freelancer / campeão dos médios do DEEP ) vs Lee Soo ( 36 anos = Coréia do Sul / ex-campeão dos médios do ROAD FC ).
Entre as mulheres, Shiro Harada ( 34 anos = Mairi Dojo) vai ter pela frente Shi Min ( da China ).

*Fonte - Créditos :  Escrito por: Oriosvaldo Costa | 07/08/2018

Foto  acima : Kazuyuki  Fujita vai voltar a lutar MMA no ROAD FC 049 na Coréia do Sul ( Cortesia : Mitsuru Narihara / heatofficial.com ).

Abaixo : Fujita ( à esquerda ) e Sekimoto estão fazendo ‘tags team’ de Telecatch desde novembro de 2015 ( Cortesia : Yahoo Japan ).

20180719 00000025 tospoweb 000 2 view

Wadson “Nocaute” em nova maratona de lutas pelo mundo

Único atleta do estado da Bahia à lutar várias vezes na Tailândia, Wadson “Nocaute” Teixeira, que é mais conhecido no mundo das lutas como Wadson “Nocaute” sedimentou a sua carreira naquele país asiático, sempre ganhando credibilidade e abrindo novas portas. Inclusive, ele já foi destaque em uma matéria de capa da revista  Muay Thai  Phuket -  uma das maiores publicações da Tailândia.

A sua popularidade na terra da “arte das oito armas” o levou a participar do Enfusion, o maior ‘Reality Show’ de Muay Thai produzido na Tailândia no ano de 2017.

O lutador do município de Itabuna também foi o único baiano a defender o Muay Thai em várias oportunidades nos ringues do continente Europeu, tendo lutado em países tais como Holanda, França, Suécia, Portugal, Espanha, etc ...

Ao todo Wadson já fez 6 lutas na Tailândia e 11 na Europa, entre Muay Thai e Kickboxing.

Em sua carreira no MMA “Nocaute” acumula um luta no URCC ( Universal Reality Combat Championship ), maior evento de MMA das Filipinas.

Seu adversário na ocasião foi Eduard Folayang, atleta que hoje faz parte do plantel do ONE Championship, maior organização de MMA da Ásia.

O registro de MMA do baiano no Sherdog aponta um recorde de 2-3. Agora, aos 40 anos de idade, o lutador parte para mais uma temporada de treinamentos e lutas na Tailândia. De lá, segue para a Europa onde pretendo lutar em alguns eventos de K-1. Seu objetivo é tornar-se a maior referência do nosso Kickboxing no planeta.

Ele também foi convidado por um amigo e empresário da Suíça para fazer uma luta de Boxe, modalidade na qual sempre quis se testar e que se empolga ao assistir os eventos.
Assim como a maioria dos baianos que se dedicam ao Boxe, Wadson também tem um bom jogo de esquivas e mãos bastante rápidas, por isso quer se testar na modalidade e diz estar muito honrado com o convite para essa luta que também será realizada em algum país do continente europeu.

Wadson acabou conquistando os organizadores do ‘Reality Show’ do Enfusion após uma de suas últimas lutas, onde encarou o americano Mathew Semper. Na ocasião ele conseguiu se sair muito bem e mostrar o seu jogo. Por isso ele terá uma nova oportunidade de lutar pela organização.

Como toda a sua experiência acumulada nos ringues em vários países pelo mundo, Wadson acredita ser possível conciliar o Muay Thai, o Kickboxing  e o Boxe sem problemas. “No momento o meu foco principal é o Enfunsion e vou buscar a vitória no evento com todas as minhas forças. Viajo em setembro e só volto para casa com o título.”  Finaliza o veterano, que tem tudo para trazer novas conquistas para o nosso país.

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa.

Foto : A sua popularidade na terra da “arte das oito armas” o levou a participar do Enfusion, o maior ‘Reality Show’ de Muay Thai produzido na Tailândia no ano de 2017. ( Cortesia : Arquivo pessoal Wadson “Nocaute” ).

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png3.png9.png8.png2.png0.png6.png
Hoje:361
Ontem:1185
Últimos 7 dias:6382
Mês:14560
Total:398206

Conectados simultaneamente

23
Online

16-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top