ptzh-CNenfritjakoruesvi

K-1 World Grand Prix definido para sábado no Japão

Os eventos de luta no Japão estão a cada dia retomando a sua popularidade, ainda distante da “época dourada” do Pride, mas conquistando novos públicos à cada temporada, com os shows do Rizin sendo exibido na TV aberta em horário nobre, e o “novo K-1” ( como se auto intitula a versão atual daquele que já foi “o maior evento de ‘trocação’ do mundo” ), tendo as suas lutas transmitidas ‘ao vivo’ pela TV aplicativo  ABEMATV.

Não custa lembrar que o ABEMATV também tem os direitos de transmissão do ONE Championship, Pancrase e outras franquias de luta, conquistando uma legião de novos fãs que não acompanharam o auge do antigo K-1 e do extinto Pride.

O “novo K-1” por sua vez, tem se concentrado nos lutadores japoneses de categorias mais leves e desenvolveu uma rivalidade natural, profissional e saudável com o RISE, segunda maior promoção de Kickboxing da terra do Sol Nascente.

Enquanto isso, o RIZIN, presidido por Nobuyuki Sakakibara, até por ser um ringue neutro, costurou uma aliança estratégica com as franquias rivais ( K-1 e RISE ) e está trabalhando para colocar as duas maiores estrelas do kickboxing de ambas as promoções ( Segawa  Takeru e Tenshin Nasukawa  ) para duelarem em seu tablado num futuro próximo.

Os fãs de luta no Japão vêm especulando sobre a perspectiva de uma luta entre Segawa Takeru e Tenshin Nasukawa há vários anos. Mas com este último competindo pelo Rise e também pelo Rizin e o primeiro sendo contratado exclusivamente para o K-1, este ‘matchup’  de kickboxing dos sonhos não parece estar próximo de se tornar realidade.

O “novo K-1” também enfrenta problemas com os seus contratos que são estendidos por 1 ano automaticamente a cada luta realizada por seus lutadores, o que garante exclusividade e os lutadores acabam ficando presos ao contrato do K-1. Isso gerou muitos processos por parte de alguns lutadores e também pela agremiação rival RISE, alegando ilegalidade.

Não custa lembrar que o K-1 também já tentou tirar Nasukawa do rival RISE anteriormente, exigindo que Nasukawa assinasse um contrato de exclusividade com o K-1 para poder lutar contra Takeru, mas Nasukawa recusou a proposta por fidelidade ao RISE.
Agora, tudo depende do Rizin casar essa luta.

Enquanto isso não acontece, o K-1 continua trabalhando duro para recuperar o ‘status’ que um dia ostentou no Japão.
O próximo evento da franquia será o K-1 World Grand Prix Lightweight 2018 e está marcado para Osaka, neste sábado ( 8 de Dezembro ). Oito competidores lutarão ao longo de uma única noite para ganhar um torneio de kickboxing na categoria de 62,5kgs. O show será realizado no Ginásio da Prefeitura de Osaka.

O evento é encabeçado por uma disputa pelo título dos super penas ( 60kgs ) entre o atual campeão Takeru Segawa e o desafiante Koji Sumeragichi. O primeiro ganhou um torneio eliminatório de oito homens no K-1  disputado no início deste ano e também ganhou torneios dos pesos super-galo e pluma para se estabelecer como um dos melhores kickboxers do mundo.

No sábado Segawa ( 35-1 ), que não perdeu uma luta desde 2012 será um forte favorito contra Sumeragichi ( 25-12 ), que não tem um registro tão impressionante quanto o campeão.

O ‘co-main event’ será a final do torneio dos leves que está sendo disputado por nomes do porte de Fumiya Osawa, Liu Wei, Kyoshiro, Indigo Boyd, Yuto Shinohara, Gonnapar Weerasakreck,  Kenta Hayashi e Nicolas Gaffie. Já outros lutadores ficarão de prontidão para o caso de alguém se machucar e poderão então entrar na disputa.

K-1 World Grand Prix Lightweight 2018
8 de dezembro de 2018
Ginásio da Prefeitura de Osaka
Osaka, Japão

17-Takeru Segawa (c) vs Koji Sumeragichi ( válida pelo título super featherweight )
16-Final do torneio dos leves
15-Yoshiki Takei vs Yodbuadaeng Fairtex ( super bantamweight )
14-Masaaki Noiri vs Riki Matsuoka ( welterweight )
13-Hideaki Yamazaki vs. Rukiya Anpo ( super leve )
12-Semi final do torneio leve
11-Semi final do torneio leve
10-Riku Anpo vs. Taio Asahisa ( super pena )
9-Shuhei Kumura vs. Yuta Hayashi ( super bantamweight )
8-Fumiya Osawa vs. Liu Wei ( torneio dos leves )
7-Kyoshiro vs. Indigo Boyd ( torneio dos leves )
6-Yuto Shinohara vs Gonnapar Weerasakreck ( torneio dos leves )
5-Kenta Hayashi vs Nicolas Gaffie ( torneio dos leves )
4-Hisaki Higashimoto vs Shinichiro Kawasaki ( Luta reserva do torneio dos leves )
3-Masafumi Kurasaki vs. Tetsu ( peso-pena )
2-Seiya vs. Koji Suzuki ( Leve )
1-Aoshi vs. Yuto Kuroda ( Super Bantamweight )

P.S.: Para informações atualizadas sobre o “novo K-1”, favor consultar : https://www.k-1.co.jp/k-1wgp/

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 7/12/2018
_

Foto acima : O show de Kickboxing acontecerá dia 8 de Dezembro no Ginásio da Prefeitura de Osaka ( Cortesia : Divulgação ).

Abaixo : O duelo Takeru Segawa vs Koji Sumeragichi será o ‘main event’ ( evento principal ) do show em Osaka ( Cortesia : K-1 Corporation ).

16480 pos file

Tomo Maesawa e Reina Miura vencem na 22ª edição do DEEP Jewels no Japão

O DEEP Jewels, originalmente uma marca de propriedade da Marverous Japan Co., Ltd. é uma promoção exclusiva de lutas femininas no Japão. Seu intuito é revelar uma elite de mulheres competidoras de MMA na terra do Sol Nascente, para que os talentos do país não se resumam à apenas um punhado de lutadoras.

O show – que também é o sucessor direto do Smackgirl – teve a sua edição inaugural em 16 de novembro de 2008.

Os eventos que eram chamados anteriormente de Jewels MMA passaram à ser realizados pela mesma companhia que promove o DEEP Impact, depois que esta absorveu as suas operações em 25 de maio de 2013, e à partir daí a nova série foi batizada de DEEP Jewels.

Atualmente, o presidente do DEEP Impact, Shigeru Saeki, também é o supervisor do DEEP Jewels, o que faz com que haja uma aproximação profissional entre os colegas de trabalho de ambas as promoções.

No sábado, 1º de dezembro de 2018, o DEEP Jewels realizou seu 22º evento no Shinjuku FACE.
O Shinjuku Face é um salão de eventos localizado no 7º andar do complexo Humax Pavilion Shinjuku, 1-20-1, Kabukicho, em Tóquio, no Japão.
O local tem uma capacidade para receber aproximadamente 600 pessoas e também abriga principalmente outros shows de MMA, Boxe e Pro Wrestling.

Essa 22ª edição do DEEP Jewels que foi ao ar na Abema TV ( Japão ) teve como destaque a luta em que Tomo Maesawa venceu Mina Kurobe por decisão dividida para conquistar o título válido pelo campeonato do peso-átomo feminino no ‘main event’( evento principal ) do show.

Enquanto Kurobe superou sua última oponente  ( Satomi Takano ) no Deep Jewels 19, em março, desta vez foi uma história diferente. Maesawa provou ter uma excelente técnica de luta no chão e derrubou Kurobe com um soco “super-man” já no segundo round.
Mas quando o round final começou, Kurobe mostrou a sua eficiência com joelhadas à partir do ‘clinch’. Contudo, ela ainda não foi capaz de levar Maesawa ao chão. A luta foi levada para a decisão dos juízes que deram a vitória por decisão dividida ( 30-27, 28-29, 29-28 ) para Maesawa, que se tornou assim a nova campeã dessa categoria de peso.

Outra atração foi o retorno de Reina “King” Miura ( Fight Club 428 ) ao Deep Jewels após uma ausência de seis meses para enfrentar a lutadora alemã Judith Ruis. Reina vinha direto de uma derrota para Kaitlin Young ( no Rizin FF- Rizin 12 ) e procurava apagar aquela atuação. 
Desde os primeiros rounds, Miura superou Ruis em pé e com quedas, mas no terceiro as duas mulheres pareciam cansadas e incapazes de causar qualquer dano significativo.
A luta durou os três rounds completos e Miura foi a vencedora, melhorando assim o seu recorde para 10 vitórias e apenas duas derrotas.

No ‘undercard’ Satomi “Sarami” Takano lutou contra Yuko Saito. Essa foi a primeira vez que Saito lutou sob regras que permitiam o uso dos cotovelos. Saito esteve mais forte no início, mas Takano lutou com essa regra muitas vezes. Finalmente, Takano venceu com um total de 3-0.

O Deep Jewels 22 também viu Nanaka Kawamura, uma estrela em ascensão no MMA feminino do Japão, enfrentar a ‘striker’ Tomomi Souda. Kawamura (  que pertence ao grupo “Masked Girls” ), dominou Souda com quedas e usou suas  habilidades de luta agarrada para controlar a sua adversária no solo, conseguindo assim a vitória.

Em seu discurso pós-luta, Kawamura apelou ao chefe do Rizin FF, Nobuyuki Sakakibara, por uma vaga no evento da véspera de ano novo. Sakakibara disse que essa era uma possibilidade e que iria analisar a inclusão de Kawamura no ‘card’.

Confira abaixo os resultados do Deep Jewels 22 :

Deep Jewels 22
01 de Dezembro de 2018.
Shinjuku Face
Tóquio, Japão.

Tomo Maesawa derrotou Mira Kurobe por decisão dividida ( 30-27, 28-29, 29-28 ) - título do peso átomo feminino
Reina Miura derrotou Judith Ruis por decisão unânime ( 30-27, 29-28, 29-28 )
Satomi “Sarami” Takano derrotou Yuko Saito por decisão unânime ( 30-27 × 3 )
Mika Nagano vs. Tanja Hoffman : luta terminou empatada por decisão majoritária ( 18-20, 19-19, 19-19 )
Yukari Nabe derrotou Takamori Ibu por decisão unânime ( 20-18 × 3 )
Sayuri Yamaguchi derrotou Yuko Kiryu por decisão unânime ( 20-18, 20-17, 20-18 )
Nanaka Kawamura derrotou Tomomi Souda por decisão unânime ( 20-18 × 3 )
Asami Nakai derrotou Izumi Noguchi por decisão unânime ( 20-18 × 3 )
Kotori Minato derrotou Mae Sasaki por decisão da maioria ( luta amadora )
Mao Ueda derrotou Chelsea por decisão unânime ( luta amadora )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 5/12/2018
_

Foto acima : Tomo Maesawa conquistou o cinturão do peso átomo feminino após vencer Mira Kurobe ( Cortesia : Akihito Tatematsu )

Abaixo : Reina “King” Miura vem alternado suas apresentações no DEEP Jewels e no Rizin FF ( Cortesia : Divulgação DEEP Jewels ).

DA6W7859

Show do Rizin FF no ‘réveillon’ poderá ser o último da maior franquia de MMA do Japão ?

Com o fim do Pride Fighting Championship, os fãs japoneses de MMA ficaram “órfãos” de eventos de peso no país. Após uma longa espera, o RIZIN Fighting Federation surgiu, prometendo ocupar a lacuna deixada pelos eventos do Pride.
O Rizin Fighting Federation é uma promoção de MMA com lutas realizadas no ringue de cordas ( ao invés de um moderno ‘cage’ ) e com regras menos restritivas, entre as quais estão liberados os chutes e tiros de meta ( à semelhança do futebol ) na cabeça de um adversário no chão. Tais confrontos parecem agradar aos japoneses em geral e os organizadores do evento  pretendiam transformá-lo em um dos maiores espetáculos da terra.
Nesse ano nós também teremos mais um evento especial e que vai reunir torcedores ávidos por boas lutas. Será o 14º Rizin FF NYE.
Esse espetáculo esportivo será celebrado no dia 31 de dezembro, na Saitama Super Arena, na cidade de Saitama, Japão.

Como acontece em quase todos os eventos da franquia, apenas algumas lutas desse Rizin.14 foram divulgadas até agora, e apenas algumas estão certas, Tenshin Nasukawa, Taiga e outros dois lutadores farão parte de um torneio 4 homens à ser disputado sob as regras do Kickboxing.
Para o ‘card’ de MMA nomes como Kyoji Horiguchi, Kanna Asakura, Yusuke Yachi, Tatsuya Kawajiri, Ayaka Hamasaki, Kazuyuki Miyata, Mikuru Asakura, Daron Cruickshank e Erson Yamamoto já foram anunciados, mas nenhum dos seus oponentes foram confirmados pela organização.
Nada de novo até aqui, uma vez que essa prática vem desde a época do extinto Pride FC, quando algumas lutas eram casadas há apenas algumas semanas da realização do show.

Contudo, segundo comentários postados por fãs japoneses em fóruns de debates na internet, a organização “não anda bem das pernas” e se as suas finanças não melhorarem o show poderá acabar.
Eu tinha muitas esperanças pela promoção do Rizin FF, uma que eles já estão indo para o seu 14º show ( mais duas edições especiais ), todavia, não custa lembrar que eles ainda não se estabeleceram no status de top 3, junto aos grandes shows de MMA pelo mundo.
Soma-se à isso, a recente declaração de Nobuyuki Sakakibara dando conta ( também ) que “se as classificações não melhorassem, o Rizin não sobreviveria”, ou seja, nós poderíamos estar olhando para o ‘card’ final da promoção, e eu temo que isso aconteça mais cedo ou mais tarde.
O que seria uma pena, porque eles consistentemente colocam eventos realmente fortes.

Entre os lutadores japoneses, Rizin parece ter algum prestígio. Muitos competidores estrangeiros parecem dispostos à considerar o Rizin como parte do Bellator, PFL ou promoções européias, porque os shows do Rizin têm uma cobertura decente nos países do ocidente e tais eventos são tipicamente realizados em locais maiores.
No entanto, já existem várias organizações japonesas menores, que parecem funcionar com o Rizin em algum grau.
Mas onde os prospectos japoneses lançados por essas promoções iriam lutar depois ?

Se o Rizin acabar, então eu espero que o ONE Championship faça um grande esforço para assinar com os maiores nomes do evento japonês.
O ONE tem como objetivo se tornar a principal marca de esportes de combate na Ásia, apresentando modalidades como MMA, boxe e kickboxing.
Eles também estão se lançando no Japão, e inclusive, já há um show confirmado para Março de 2019 na terra do Sol Nascente, sendo que eles adorariam assinar com muitos dos lutadores que competiram no Rizin 13.

Por outro lado, segundo os fãs asiáticos de MMA, ainda há muita especulação e esperança em torno do ONE - “a maioria dos ingressos são distribuídos gratuitamente, metade de seus shows programados não acontecem, e as alegações que eles fazem sobre os números de sua audiência são simplesmente embaraçosos” - mas se suas finanças forem capazes de se sustentar por mais alguns anos, ‘talvez’ eles pudessem se tornar populares o suficiente no Japão, na China e em outros lugares para serem sustentáveis.

O resultado mais provável, é claro, é que se o Rizin for realmente extinto, o ONE talvez consiga dar vazão aos astros da companhia de Sakakibara por uns 2 ou 3 anos depois ...

Nesse caso, não existem dúvidas que o esporte de lutas de MMA irá dar um passo atrás no Japão e aquele evento ‘yankee’ estará cada vez mais próximo de consolidar o monopólio da modalidade em um nível global.
Se estes infelizes resultados ocorrerem, então todos nós - promotores, lutadores, fãs e imprensa - iremos terminar como perdedores.

Siga RIZIN FF: 
Site - http://www.rizinff.com/en/
Facebook - https://www.facebook.com/rizinfightingfederation/
Twitter - https://twitter.com/rizin_PR
Instagram - https: // www .instagram.com / rizin_pr /? hl = ja

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 28/10/2018.



Foto acima : Apesar do sucesso de público em sua última edição, o Rizin FF não anda bem financeiramente e os cartola estão apostando as suas fichas na nova geração de lutadores ( Cortesia : Rizin FF Media ).

Abaixo : O ‘flyer’ de divulgação da 14ª edição do Rizin FF. O show de MMA será realizado no dia 31 de Dezembro na Saitama Super Arena, na cidade de Saitama, Japão. ( Cortesia : Divulgação ).

43408486 2200066966935807 3283574245220679680 n

Final de semana do MMA será do Japão ao Paquistão e de Mianmar à Mongólia

Diante de tantas novidades no meio das lutas, mais uma vez eu volto depois de algum tempo com notícias que podem ser classificadas entre as mais “curiosas”, ao menos para os leitores daqui do Brasil, e com as quais orgulhosamente certifico que o MMA continua sendo  ”o esporte que mais cresce no mundo”.
Da Mongólia a Melbourne e Malásia, de Mianmar ao Paquistão e ao Japão, vou abordar apenas um pequeno número de shows de MMA que estarão acontecendo em todo o planeta, em um único final de semana.

HEX Fight 17

Para começar a maratona de MMA deste final de semana teremos o HEX Fight 17 em uma co-promoção com o Kunlun Fight, franquia da região Asia-Pacifico. No “main event” ( evento principal ), teremos Kitt Campbell ( ex-campeão da categoria ‘welterweight’ ) que após perder para Matt Vaile no Hex 13 recomeçará sua escalada de volta contra o campeão de boxe do Golden Gloves, Joel Kendrick. Competidores asiáticos que viajarão para o hemisfério sul incluem Bang Jae-Hyuk, da Coréia do Sul, contra Raymart Quintana, e Jian Kai Chee, o “mal-humorado“ da Malásia, enfrentará Aidan Aguilera. Haverá uma transmissão via Pay-Per-View no Epicentre.tv às 19:00, horário local.

Wu Lin Feng WARS 28

Também nessa sexta-feira, um enorme ‘card’ de MMA será realizado pelo show Wu Lin Feng em Zhengzhou, China, com 18 lutas. Os lutadores mais notáveis desse evento são competidores na cena chinesa do MMA: Habiti, Lv Zhenhong, Ma Haobin e Tenglige. Algumas bons prospectos para serem assistidos nesse evento são Sanlang Gexi, contra Yusuke Uehara, da promoção de MMA do Japão chamada ZST ( pronuncia-se Zest  ), e Liu Xiaoni, uma atleta de 20 anos, da Xi'an Uni, contra a lutadora Ana Maria Pal, da Romênia. A WLF transmitirá o evento “ao vivo” e o site oficial do evento atualizará os links disponíveis nas mídias sociais.

SHOOTO 10,27

O SHOOTO realizará um evento no Korakuen Hall, em Tóquio, com um ‘card’ de 10 lutas em ritmo acelerado, sendo que todas as lutas serão compostas por dois rounds. Os “Shootists” neste ‘card’ incluem Hideto Okada contra Koji Onigami, Derricot Yamamoto e Takanori Takahashi, mas o foco será em caras com registros altamente desequilibrados - como Hiroshi Roppongi e Yoshinori Suzuki – que enfrentarão novatos. O SHOOTO começa às 18:00, horário de Tóquio, no entanto, nenhuma transmissão ‘ao vivo’ está listada atualmente.

ONE Championship : Pursuit of Greatness

O ONE Championship acontece na sexta-feira, com a defesa do título principal do campeão dos médios Aung La Nsang ( 23-10-0 ) em seu país natal, Myanmar, contra o novato no evento, Mohammad Karaki ( 9-0-0 ), lutador do Líbano que é campeão de duas divisões de peso do Desert Force, evento de MMA do Oriente Médio. O destaque de Myanmar, Phoe Thaw, ( 6 - 0 ) vai enfrentar o competidor malaio Keanu Subba. O “mestre do Leglock”, Masakazu Imanari, fará uma aparição repentina e enfrentará o prospecto de Cingapura, Radeem Rahman, que terá a luta mais dura em sua carreira até aqui. Daichi Abe, ex-campeão do Pancrase também terá uma dura batalha com o brasileiro, muito destrutivo - e grande – Luiz “Sapo” Santos. ONE Championship: Pursuit of Greatness pode ser visto ‘ao vivo’ e gratuitamente no app do ONE a partir das 18:00, horário local.

DEEP 86 Impact

No sábado o DEEP 86 Impact MMA terá nada menos que três disputas de título neste evento. O campeão dos leves Satoru Kitaoka enfrentará o prospecto invicto de Kazuyuki Miyata, Koji Takeda. O “rei do flyweight” Yuki Motoya vai enfrentar Makoto Kamaya pelo cinturão do peso galo que foi devolvido por Takafumi Otsuka. Takahiro Ashida defenderá o título dos penas contra Satoshi Yamasu. Também no ‘card‘, Seigo Mizuguchi e Ryo Sakai lutarão pelo direito de desafiar Roque Martinez, enquanto Rambo Kosuke enfrentará Yasutaka Ishigami e o “superastro” Juri Ohara terá pela frente Okamura Yukinori. O DEEP 86 Impact começará às 15:00, horário de Tóquio, e se houver um fluxo no YouTube, como prometido, sites especializados em MMA serão atualizados nas redes sociais.

Ultimate Beatdown 31

Um pouco fora do caminho comum, o Ultimate Beatdown da Malásia está de volta para o seu quinto ‘card’ este ano. O evento terá uma mistura de lutadores amadores e profissionais. Procure uma transmissão “ao vivo” no canal do YouTube deles.

One Pride FN 23

O One Pride da Indonésia iniciará a transmissão da sua 23ª edição neste sábado à noite com lutas de classificação nas divisões de peso ‘flyweight‘ e welterweight. Assista ao evento às 22:00, horário de Jacarta, transmitido ‘ao vivo’ no aplicativo da TVOne.

MGL-1

O MGL-1 da Mongólia chega à sua 12ª edição que terá lugar no sábado com uma luta pelo título e um torneio de quatro homens na categoria 52 kg. O evento terá oito lutas no total e contará com nomes como Enkh-Orgil Baatarkhuu e Tsogookhuu Amarsanaa, entre outros. Até agora, não há indícios que haverá uma transmissão ‘ao vivo’ ou que sequer tenha sido planejada alguma.

BRAVE CF 17

A promoção de MMA do Bahrein, BRAVE Combat Federation está realizando seu primeiro evento no Paquistão com este BRAVE CF 17. Os lutadores paquistaneses treinados localmente terão a chance de se testar contra adversários internacionais. Muitos lutadores filipinos têm assinado com a franquia em uma freqüência crescente, e vários estarão lutando neste ‘card’  : Jeremy Pacatiw, Arben Escayo e Ariel Oliveros. O “main event” ( evento principal trará o brasileiro Rodrigo Cavalheiro, contra o invicto Abdoul Abdouraguimov. BRAVE CF terá um Pay-Per-View aqui , começando às 18:00 do horário local.

WARDOG 19

A relativamente nova promoção japonesa WARDOG realizará um evento no domingo em Osaka, no Japão, e os ingressos já estão esgotados. O campeão do peso galo Tsubasa Kamino defenderá seu título contra o “Nao” e haverá as lutas das semifinais para determinar os próximos competidores da divisão flyweight. Nenhuma transmissão foi anunciado até este momento, seja por Pay-Per-View ( TV ), canal do YouTube ou redes sociais.

*Fonte / Créditos : colaborador Oriosvaldo Costa | Escrito em 26/10/2018
_

Foto acima : Uma boa opção para os fãs de MMA no Japão esse final de semana será o Shooto Gig Tokyo Vol. 26 ( Cortesia : Shooto Japan ).

Abaixo : O ‘flyer’ de divulgação da 12ª edição do MGL-1, show de MMA da Mongólia que será realizado no Sábado, 27 de Outubro ( Cortesia : Divulgação ).

mgl

Confira os resultados do histórico Pancrase 300 que rolou em Tóquio - Japão

Uma das franquias originais do MMA japonês chamada Pancrase completou 300 edições no último Domingo, 21 de Outubro. Esse ano a promoção também comemorou os 25 anos de existência.
Segundo show de MMA mais antigo do mundo e ainda em atividade, o o Pancrase teve a sua edição inaugural realizada no dia 21 de Setembro de 1993, portanto antes da estreia do UFC, uma vez que o show norte-americano aconteceu pela primeira vez em 12 de Novembro daquele mesmo ano.

O histórico Pancrase 300º teve lugar no Shinkiba Studio Coast em Tóquio, Japão, e o ‘main event’ ( evento principal ) contou com um dos melhores ‘Welterweights’ do Japão, Takashi Sato, que teve pela frente o indigesto Matt Vaile, debutante na promoção.
No round inicial, Sato surpreendeu Vaile com um cruzado esquerda, deixando-o no chão. No entanto, Matt resistiu e chegou ao segundo round, quando teve o seu melhor momento na luta ao também encaixar um golpe de esquerda. Sato “sobreviveu” no chão e voltou a ficar de pé, ainda abalado pelo soco de seu adversário.

Na sequência, Sato derrubou Vaile pela segunda vez na luta com uma cotovelada esquerda. Desta feita, Sato controlou Vaile cuidadosamente e eventualmente derrubando-o e movimentando-se bastante até alcançar a posição de montada, onde bateu com socos até levar o seu adversário ao TKO e forçando o árbitro a parar a luta.
Com esta vitória, Sato está um passo mais perto de uma nova chance pelo título da categoria ‘Welterweight’ além de um contrato com o UFC.

No “co-main event”, Kyle Aguon venceu por decisão dividida sobre Hiroshige Tanaka. O nativo de Guam venceu o primeiro round em todos os “scorecards” dos três juízes, mas o segundo round foi a favor de seu adversário ‘Hanzo’. O terceiro round foi uma luta muita equilibrada, mas acabou sendo julgada em favor de Aguon.

Também no ‘card’, Yoshiaki  “Bancho” Takahashi ( veterano do Pancrase, DEEP e Cage Force ) derrotou o brasileiro Lúcio Abreu ( veterano do torneio Jungle Fight ) depois que ele o cortou com uma cotovelada, forçando a equipe médica a parar a luta. O ex-campeão peso leve do DEEP, Hiroto Uesako, conquistou a vitória de forma semelhante depois que seu oponente, Kenichiro Togashi, também sofreu um corte que acabou com a luta.

O Pancrase 300º também contou com uma luta de Kickboxing inserida em sua programação e válida pelo REBELS ( tradicional evento de “trocação” - como também é chamada a ‘luta em pé’ - do Japão ). Nesse duelo, Shogo Kuriaki e Koyano Kazuki lutaram por três rounds com Kuriaki conquistando a vitória por decisão unânime.

Confira abaixo os resultados completos do Pancrase 300 :

Pancrase 300
21 de outubro de 2018
Shinkiba Studio Coast,
Tóquio, Japão

# Takashi Sato derrotou Matt Vaile por TKO ( ground and pound ) aos 3:37 R2

# Kyle Aguon derrotou Hiroshige Tanaka por decisão dividida

# Yoshiaki Takashi derrotou Lucio Abreu por TKO ( paralisação médica ) aos 0:25 R3

# Shohei Masumizu derrotou Taiki Akiba por decisão unânime

# Shogo Kuriaki derrotou Koyano Kazuki por decisão unanime

# Hiroto Uesako derrotou Kenichiro Togashi por TKO ( paralisação médica ) aos 3:46 R3

# Yuta Nakamura derrotou Takaaki Nara por finalização ( armlock ) aos 2:50 R1

# Kinatro derrotou Alan Yamaniha por TKO ( socos ) aos 1:54 R3

# Noriyoshi Wada derrotou Kohei Kuraoka por TKO ( socos ) aos 0:14 R2

# Katsushi Kojima derrotou Ang Shin por finalização ( mata-leão ) aos 1:40 R2

# Toshihiro Taguchi derrotou Takuya Saito por KO ( soco ) aos 2:52 R1

# Junichi Hirata derrotou Hiroki Otani por decisão dividida

# Yohei Misawa derrotou Kento Mizutani por decisão unânime

# Tatsuki Okano derrotou Katsuyuki Hironaka por KO ( chute rodado ) aos 0:34 R2

# Kazuyuki Sibuya derrotou Keisuke Tachibana por finalização ( kneebar ) aos 2:35 R3

# Satoshi Miyakawa derrotou Yuta Miyazawa por decisão unânime

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 23/10/2018
_

Foto acima : O ‘poster’ oficial de divulgação do Pancrase 300 que aconteceu dia 21 de outubro no Shinkiba Studio Coast em Tóquio, Japão ( Cortesia : Divulgação ).

Abaixo : Takashi Sato venceu Matt Vaile por TKO após alcançar a montada ( Cortesia : Pancrase / UFC Fight Pass ).

satox

Fique por dentro do Ganryujima, o campeonato japonês de todas as artes marciais

Quem já assistiu ao clássico do cinema “O Grande Dragão Branco”, estrelado pelo belga Jean Claude Van Damme, poderá achar interessante eventos como o Ganryujima, inspirado no sucesso do filme de Hollywood.
Ganryujima é diferente de qualquer outro evento de MMA que você já viu.
O evento, assim como no filme, conta com o desafio entre representantes das mais diversas artes marciais.
Devido à essa fórmula, o Ganryujima se tornou um grande sucesso em particular.
Estilos tais como Karatê, Daido Juku, Nippon Kempo, Sambo, Judô, Muay Thai, Shooto, Pro Wrestling ( Telecatch ), Kung Fu, Pancrase, Sumô e Capoeira, entre outros, já foram representados por lá.
Até mesmo jogadores de futebol americano e do Calcio Fiorentino ( uma forma primitiva de futebol da Itália ) já foram convidados para “trocar porrada” no tatame aberto.

O fundador do Ganryujima é Sadaharu Tanikawa, um ex-executivo do K-1, que almeja reavivar o “Caminho do Samurai”.
Entre outros envolvidos com a promoção estão Hiroshi Hase, seu diretor-chefe, um senador do Japão, cujo histórico incluiu a luta livre nas Olimpíadas de 1984. Ele também é um lutador profissional do “Hall da Fama”; Masato, o kickboxer mais conhecido do Japão, cuja aposentadoria coincidiu com a derrocada do K-1, já que ele era seu último astro local; e Shinichi Shinohara, medalhista de prata nas Olimpíadas de 2000 no Judô.
O projeto é realizado em parceria com a World Kickboxing Network. O presidente mundial da WKN, Stephane Cabrera, é o representante exclusivo do Ganryujima fora do Japão.

O valor da produção para o evento é incrivelmente alto. Eles decoram o local com alguns grandes portões japoneses vermelhos e bandeiras de Samurais antigos.
Esta não é a única coisa que é diferente com relação aos outros eventos de MMA onde as lutas ocorrem em uma “gaiola” ou ‘cage, ou mesmo em um ringue de cordas. Em Ganryujima, este não é o caso. Eles têm uma configuração muito específica onde as lutas acontecem em um tatame circular montado em uma plataforma nivelada sobre um fosso cheio de fumaça de gelo seco.

Alguns atletas de MMA de alto nível participam do evento. Devido ao fato de que este não é um evento oficial do MMA que siga as Regras profissionais Unificadas desse esporte, os resultados não afetam os registros profissionais de MMA dos lutadores.

O evento tem o nome de Ganryujima em homenagem à uma pequena ilha japonesa, mais conhecida como o local de um duelo até a morte em 1612 entre os lendários samurais Miyamoto Musashi e Sasaki Kojirō.
Em tempos mais recentes, a ilha foi usada para lutas espetaculares de Pro Wrestling na televisão, realizadas sem ‘ringues’  ou “gaiolas”, conhecidas como lutas ‘Jungle Death’.
Devido ao fato de que este não é um evento típico de MMA, a atmosfera em torno do Ganryujima nos trás à mente a sensação de estarmos “inseridos” em um ‘jogo de vídeo game’.

Como já dito anteriormente, Ganryujima não segue as Regras Profissionais Unificadas de MMA. Então, eles têm as suas próprias regras para lutas. Em alguns casos,as regras podem ser modificadas ou suspensas dependendo de quem está lutando.
1) Ambos os lutadores podem usar um uniforme, composto por um Do-Gi sem mangas e um calção. Cada Do-Gi é fechado com um faixa preta. Os lutadores devem estar descalços, e usar luvas no estilo do MMA. Os lutadores podem usar o Do-Gi para controlar, e derrubar o adversário. Os lutadores não podem puxar os calções do adversário. Contudo, o uso do Do-Gi não é obrigatório para todos os lutadores.
2) Socos , chutes, joelhadas, quedas e arremessos podem ser usados. É proibido usar os cotovelos .
3) As lutas ocorrem em três rounds. Cada round será de 3 minutos. O cronômetro é contínuo, a menos que o arbitro determine a parada.
4) Os lutadores podem ser derrubados da plataforma no fosso. Se um lutador for derrubado da plataforma 3 vezes em um mesmo round é considerado perdedor ( por Ippon ). Se ambos os lutadores caírem da borda da plataforma, não conta ponto para nenhum dos lados. A luta reinicia no centro da plataforma.
5) A luta no chão é limitada a 15 segundos e só permitido trabalhar o “Ground and Pound” ( derrubar e bater ) . Após isso, o arbitro separa os lutadores e reinicia o combate em pé. As finalizações são permitidas apenas em pé.
6) As lutas são casadas em estilo contra estilo. 
7) Não há limites de peso nem divisões por categorias de peso.

– “É muito massa porque as regras favorecem muito quem é da trocação. Vale a finalização, mas o tempo é curto. Não dá tempo para trabalhar um estrangulamento, mas se cair com a posição engatada pode ‘pegar’ sim” – explica Kevin Souza, baiano radicado em Florianópolis e que já lutou no Ganryujima.

Encarado por alguns como uma nova uma forma de luta para a televisão, o Ganryujima é visto como uma tentativa de produzir uma plataforma de lutas e regras que possa agregar a participação dos lutadores de Sumô, os mais famosos atletas de esportes de combate no Japão. Tentativas de usar o Sumô no kickboxing e MMA funcionaram durante a “explosão” do MMA no Japão.
Uma outra possibilidade é tentar usar pessoas que já têm nomes no Japão, e fazer lutas de celebridades ou mesmo “lutas de monstros”, que podem funcionar por um período para fins de massificação do evento.
De acordo com aqueles próximos ao Ganryujima, a mentalidade dos promotores é atrair um público casual de fãs. Sua crença é que um ‘cage’  ou uma “gaiola” não é algo que demonstre “o espírito esportivo” ou muito menos ‘amigável’  para o público leigo e em geral no Japão, e que o trabalho de luta no solo por muito tempo é algo chato para os novos fãs do esporte.

Se você ama o MMA e os esportes de lutas em geral, vale a pena acompanhar o que acontece em Ganryujima.
O Ganryujima está atualmente disponível para transmissão pela Internet para residentes no Japão. Eles estão no processo de criação de serviços de ‘streaming’  internacionais e também têm comentários em inglês para todos os seus eventos arquivados. Fique ligado para mais informações em breve.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 24/09/2018
_


Foto acima : “Todas as Artes Marciais usam uniforme?” Essa é a nova questão do Ganryujima. O uso do Do-Gi não é mais obrigatório no evento ( Cortesia : Divulgação Ganryujima ).


Abaixo : Naoyuki Taira, 54 anos de idade, ainda é competidor do Ganryujima. Não é raro vermos senhores lutando no evento e demonstrando “o espírito dos samurais”. ( Cortesia : Acervo pessoal ).

4c85c234076325c638e2c305400f29d6 11 683x1024

Políticas vestem branco em protesto ao diretor das Olimpíadas

Cerca de 20 membras da assembleia participam dos comitês vestidas de branco em forma de protesto aos comentários do diretor das Olimpíadas.

Em assembleia da câmara nesta terça-feira (9), cerca de 20 políticas vestiram trajes brancos e uma rosa como forma de protesto às declarações do diretor Yoshiro Mori do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio.

A cor branca é símbolo nos EUA do movimento pelo sufrágio feminino. Em 2019, membros do congresso americano vestiram jaquetas brancas durante o Discurso sobre o Estado da União do ex-presidente Donald Trump.

Masako Okawara, do Partido Democrático Constitucional do Japão (Rikken Minshu-to), disse em coletiva: “Queremos mostrar que não perdoaremos esse tipo de discriminação feminina”.

Akiko Kamei, do mesmo partido, expressou a opinião das participantes durante o comitê orçamentário. “Branco é a cor que representa as mulheres na política. Na noite passada, as mulheres da câmara decidiram participar da assembleia de branco”, disse.

Wakako Yata, vice-diretora do Partido Democrático para o Povo (Kokumin Minshu-to), e Seiko Noda, ministra para Relações internas e Comunicações, pediram a renúncia do diretor e planos para melhorar a igualdade de gêneros.

Fonte: Tokyo Shimbum.

Diretor do Comitê Olímpico se desculpa por comentário machista

Diretor do comitê olímpico faz coletiva de imprensa na quinta-feira (4) para se desculpar de comentários machistas durante reunião no dia anterior.

Na tarde de quinta-feira (4), Yoshiro Mori, diretor do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, fez uma coletiva de imprensa no escritório do comitê para se desculpar dos comentários machistas. “Minhas palavras ontem ferem o espírito das Olimpíadas”, disse aos jornalistas.

Mori se refere aos comentários machistas que proferiu durante reunião de conselho na quarta-feira (3). Nessa ocasião, o diretor disse que “quando há muita mulher, as reuniões ficam longas” e outras opiniões de cunho machista. Mori foi duramente criticado por outros políticos e nas redes sociais, e diversas pessoas pediram sua renúncia do cargo.

O Comitê Olímpico Japonês (JOC) tem como uma das principais metas aumentar para 40% a participação de mulheres na diretoria. “Se a administração focar em números, será difícil de gerir. Eu apenas comentei uma conversa que ouvi da diretoria e acabei falando aquilo”, comenta Mori.

Em seguida, Mori disse: “Não penso em renunciar”, negando a possibilidade de uma renúncia por parte do diretor. Quando questionado pelos jornalistas sobre o que ele acha sobre as inúmeras vozes de pessoas dentro e fora do Japão pedindo sua renúncia, o diretor falou: “Eu humildemente aceito todas as opiniões. Por isso, retiro o que disse”.

Fonte: NHK.

Telefones úteis - Japan

Telefones úteis e endereços essenciais no Japão.

Emergência:

Auxílio à lista 104.
Bombeiros/Ambulância 119.
Polícia 110.

Consulados:

Consulado de Tokyo.

Tokyo-to Shinagawa-ku Higashi Gotanda 1-13-12 Gotanda Fuji Bldg. 2F
Tel.: 03-5488-5451. Fax: 03-5488-5458  Código Postal: 141-0022
Atendimento: de segunda à sexta, das 8h30 às 14h30

Consulado-Geral de Nagoya.

Aichi-ken Nagoya-shi Naka-ku Marunouchi 1-10-29 Shirakawa Daihachi Bldg. 2F
Tel.: 052-222-1077/8 e 222-1107/8. Fax: 052-222-1079 - Código Postal: 460-0002
Atendimento: de segunda à sexta, das 9h às 15h.

 Embaixada do Brasil no Japão.

Tokyo-to Minato-ku Kita Aoyama 2-11-12
Tel.: 03-3404-5211. Fax: 03-3405-5846 Código Postal: 107-8633

Grupos de Ajuda:

Ação Mão Amiga (0566) 72-7442.

LAL (Linha de Assistência aos Latinos – aconselhamento psicológico).
(0120) 66-2488.
(045) 336-2488.
Atendimento: quartas, das 10h às 21h e sábados, das 12h às 21h, em português.

Associação Internacional de Gunma (027) 243-7271.
Atendimento: em português, às segundas, quartas e quintas, das 9h às 17h. Às terças, das 9h às 12h e às sextas, das 10h às 17h.

Saúde:

AMDA
(03) 5285-8088, em Tokyo.
Atendimento: às segundas, quartas e sextas, em português, das 9h às 17h.
(06) 4395-0555, em Kansai.
Atendimento: às terças, das 11h às 15h.

Computer Assisted Information Service (CAIS).
Informações eletrônicas sobre seguro social do Japão e hábitos da cultura japonesa, notícias do Brasil, de esportes e de entretenimento.
(045) 335-0092.
Atendimento: 24 horas por dia.

Criativos (Centro de Referência e Suporte em HIV/ AIDS).
(03) 3369-7110.
Atendimento: às quintas, das 13h às 17h, em português e espanhol.
(045) 361-3092.
Atendimento: às segundas e quartas, das 10h às 19h, em português e espanhol.

Disque Saúde (0120) 05-0062.
Atendimento: de segunda a sexta, das 9h às 17h.

Disk CB. SABJA.

Clube do Brasil – SABJA (Serviço de Assistência aos Brasileiros no Japão).
Assuntos gerais:
(070) 6639-5326.
Atendimento: diariamente.

(03) 3404-2704, em Tokyo.
Atendimento: de segunda a sexta, das 10h às 16h.

Dúvidas médicas:
(080) 5055-5496.
(090) 4203-5283.
Atendimento: de segunda a sexta, das 20h às 22h.

Associações e Governos:

Aichi – Associação de Intercâmbio Internacional.
(052) 961-7902.
Atendimento: em português.

Gifu – Centro de Intercâmbio Internacional.
(058) 277-1013.
Atendimento: em português, de segunda à sexta, das 9h às 16h.

Gifu - Centro Internacional Gizan.
(058) 266-7040.
Atendimento: em português, de segunda à sexta, das 9h às 16h.

Gunma – Associação Internacional.
(027) 243-7271.
Atendimento: em português, de segunda à quarta, das 9h às 17h; às quintas, das 9h às 12h; às sextas, de 10h às 17h.

Mie – Fundação de Intercâmbio Internacional.
(059) 223-5006.
Atendimento: em português, de segunda à sexta, das 9h às 17h30.

Nagano – Divisão de Relações Internacionais do Governo.
(026) 235-7188.
Atendimento: em português, de segunda à sexta, das 8h30 às 12h e das 13h às 17h.

Shiga – Associação Internacional.
(077) 523-5646.
Atendimento: em português, de 2a a 6a, das 10h às 16h.

Shizuoka – Divisão Internacional do Governo.
(054) 221-2232.
Atendimento: em português, de 2ª a 6ª, das 9h30 às 17h.

Shizuoka – Associação de Intercâmbio Internacional (Share).
(054) 273-5931.
Atendimento: em português, terça, das 13h às 17h.

Shizuoka – Fundação para Comunicação e Intercâmbio Internacional de Hamamatsu (Hice).
(053) 458-2170.
Atendimento: em português, de 3ª a domingo, das 10h às 17h.

Yamanashi – Associação Internacional.
(055) 228-5419.
Atendimento: em português, às quartas, das 16h30 às 21h.

‘Quando tem muita mulher, a reunião demora’, diz diretor do comitê olímpico

Comentário do diretor do Comitê Olímpico faz comentário de cunho sexista e recebe diversas críticas de jornais e da população.

Na noite de quarta-feira (3), o Comitê Olímpico Japonês (JOC) realizou uma reunião online de conselho extraordinária onde 51 membros participaram. A reunião teve como tema principal a revisão das normas para a reeleição de executivos, mas também abordou a meta de aumentar para 40% a participação de mulheres na diretoria.

Durante a reunião, que foi aberta para a imprensa, Yoshiro Mori, diretor do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, disse: “Quando tem muita mulher, as reuniões do conselho ficam longas”.

“É difícil de falar abertamente quando tem a TV aqui”, foram as primeiras palavras de Mori antes de fazer comentários classificados como sexistas. “As mulheres são muito competitivas. Se uma levantar a mão, a outra pensa que tem que falar alguma coisa. E todo mundo acaba falando”, comentou. “Se aumentarmos as mulheres na diretoria, temos que colocar limites no tempo para comentários senão a reunião ficará extensa, foi o que escutei de uma pessoa. Mas não vou dizer quem foi”, completou.

Os comentário de Mori geraram uma grande repercussão na Internet e foi noticiada também em mídias internacionais. A atitude dos outros participantes, que estavam rindo durante os comentários de Mori, também foi criticada.

A política Ren Ho, do Partido Democrático Constitucional do Japão, desaprovou a atitude de Mori e a do comitê. “É com essa mentalidade que as Olímpiadas serão realizadas”, comenta Ren Ho. “Isso é uma vergonha ao lema das Olimpíadas”, completa.

Os jornais americanos Washington Post e New York Times noticiaram o caso. “O Comitê Olímpico de Tóquio já tinha a desaprovação da maioria da população e problemas com superfaturamento das obras. Com o comentário de uma das pessoas no topo, isso gerará uma nova onda de indignação”, escreveu o Washington Post.

O New York Times noticiou que “esta é mais um dos inúmeros escândalos do ex-primeiro-ministro”, e também criticou a atitude dos outros membros que “apenas riam”.

Nas redes sociais, muitas pessoas pedem a renúncia de Mori. Em entrevista para o Mainichi Shimbum nesta quinta-feira (4), o diretor comenta sobre a possibilidade da renúncia. “Tenho que arcar com as consequências. Se muitas pessoas pedirem minha renúncia, terei que deixar o cargo”, disse.

Fonte: Mainichi.

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png2.png4.png4.png8.png
Hoje:293
Ontem:1045
Últimos 7 dias:2484
Mês:18802
Total:402448

Conectados simultaneamente

19
Online

20-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top