ptzh-CNenfritjakoruesvi

Grandes atrações em torno da 100ª edição do ONE Championship, em Tóquio, no mês de outubro

O ONE Championship anunciou o seu retorno ao icônico Ryögoku Kokugikan, em Tóquio, no Japão, para o centésimo evento da promoção. A edição histórica está marcada para o domingo, dia 13 de outubro.
Grandes atrações estarão sendo realizadas em torno do show que foi batizado de ONE:‘Century’.
Entre estas teremos uma série de atividades apelidadas de “World Martial Arts Week” e que também terão lugar em Tóquio.

A “World Martial Arts Week” começará com o ‘ONE Martial Fan Fest’, com datas agendadas para os dias 5 e 6 de outubro, no Bellesalle Shibuya Garden.
A programação constará de exercícios de atletas abertos aos fãs e público em geral que terão a oportunidade conhecer e interagir com superastros como Demetrious Johnson, Angela Lee, Brandon Vera, Miesha Tate e Rich Franklin.

O ‘ONE Martial Fan Fest’ também contará com lutas de MMA “ao vivo” e e-sports. Uma edição especial chamada “ONE Tekken Tokyo Invitational” será realizada no evento com os melhores jogadores Tekken do mundo.
A “World Martial Arts Week culminará com o evento ‘blockbuster’, em 13 de outubro.

Haverá também um outro evento da série “Rich Franklin’s ONE Warrior Series ( OWS )” : ‘Japan vs. the World’, que como o sub-título sugere colocará lutadores locais diante de adversários internacionais e será o primeiro de uma série de ‘cards’ programados para ocorrer fora de Cingapura.

Também foi anunciado ontem um prêmio lucrativo para os vencedores das quatro lutas do desafio ‘Shooto vs Pancrase’, onde os campeões de ambos os eventos irão competir frente a frente e o vencedor de cada luta sairá com US $ 50.000.
Nesse final de semana, Hiroyuki Tetsuka colocou-se na disputa por um ‘slot’ no ‘card’ ao conquistar o título do peso médio durante o Pancrase 306. Como todos sabem, os campeões do Pancrase e do Shooto receberão automaticamente um contrato para o ONE Championship, como parte de um acordo acertado no início deste ano.

A organização asiática também já havia anunciado durante o final de semana as três primeiras lutas para o evento do dia 13 de outubro.
Serão três disputas de cinturão envolvendo estrelas de primeira grandeza no esporte.

Na primeira delas, a campeã mundial do peso palha feminino ( até 56,7 kg ) Xiong Jing Nan ( 14-1 ),  da China, lutará novamente com a campeã mundial do peso átomo feminino ( até 52,2 kg no ONE ) Angela Lee ( 9-1 ). Em março, Jingnan impôs a Lee sua primeira derrota, numa disputa do cinturão dos palhas. Naquela ocasião, Angela pretendia tornar-se a primeira campeã feminina em duas divisões de peso no ONE.
Agora, a chinesa terá a oportunidade de disputar o título do peso átomo de Lee.

Antes, a canadense Lee, de 22 anos, lutará no peso palha com a brasileira Michelle Nicolini ( 5-2 ) em luta já anunciada para o ONE: “Masters of Destiny”, no dia 12 de julho, em Kuala Lumpur.

Ainda no ‘card’ do ONE:‘Century’ teremos o lutador de Mianmar, Aung La N Sang ( 25-10 ), que irá defender seu título dos meio-pesados ( até 93 kg ) contra o americano de raízes filipinas Brandon Vera (16-7 ), já campeão dos pesos pesados ( até 120,2 kg ).
Não custa lembrar que La N Sang já é um campeão de duas divisões, no meio-pesado e no peso-médio.

Já o brasileiro Bibiano Fernandes ( 23-4 ), atual campeão do peso galo ( até 65,8 kg no ONE ) irá lutar pela quarta vez com Kevin Belingon ( 20-6 ), das Filipinas, em mais um duelo da longa rivalidade entre os dois.

Além disso, o ONE:‘Century’ destacará as finais dos torneios peso leve ( até 77,3 kg ) e peso mosca ( até 61,2 kg ) de MMA da organização, e a final do torneio peso-pena ( até 70,3kg ) de kickboxing, cujo campeão receberá US $ 1 milhão, conforme foi anunciado no mês passado.

Chatri Sityodtong, Presidente e CEO do ONE Championship, disse que o ONE:‘Century’ contará com lutas “pela noite inteira” :

-“Estou muito feliz em anunciar que o ONE Championship está pronto para lançar o maior evento de artes marciais da história em outubro deste ano em Tóquio, no Japão. ONE:‘Century’ será o nosso histórico centésimo evento ‘ao vivo’. As maiores e mais brilhantes estrelas do ONE Championship estão prontas para brilhar em Tóquio, e os fãs certamente não vão querer perder as festividades.”- disse Sityodtong, em post no Facebook.

Por sua vez, Andy Hata, presidente do ONE Championship Japan, declarou:
-“Estou muito feliz e honrado por sediar o histórico 100º evento do ONE no Japão. O ONE Championship está ansioso para comemorar esse marco e continuar a fazer história no Japão.”-complementou o dirigente.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 02/07/2019
_
Foto : Revanche entre Xiong Jing Nan e Angela Lee será destaque no ONE:‘Century’. Chatri Sityodtong, Presidente e CEO do ONE Championship, promete que este será “o maior evento de artes marciais da história”. ( Cortesia | créditos : ONE Championship ).

Zuluzinho vence em MMA na Sérvia com esperança de voltar ao Japão

Wagner da Conceição Martins, conhecido na comunidade de artes marciais mistas como ‘Zuluzinho’, é filho do lendário Rei Zulu, lutador que - para aqueles que conhecem a história do MMA - é reconhecido como uma figura histórica e de fundamental importância para o nosso esporte por todo o seu trabalho nos anos 70 e 80.
Rei Zulu fez mais de 250 lutas ao longo de uma carreira que durou até 2008 e é considerado por Rickson Gracie como “o adversário mais difícil que já enfrentou”.

Assim como o seu pai, Wagner ‘Zuluzinho’ também virou uma “lenda viva” do Maranhão ao Japão, mas uma crise financeira que estava enfrentando o motivou à voltar às competições após oito anos afastado do esporte. ( o atleta estava sem lutar desde 2010 ).

Seu retorno foi o ‘main event’ da 9ª edição do Imortal FC, show que teve lugar na cidade onde nasceu, São Luís, capital do estado do Maranhão.
Naquela ocasião, ‘Zuluzinho’ sofreu um revês diante do paulista Edvaldo Gameth, mas desde o início deste ano o “The Black Giant” voltou à brilhar no circuito internacional.

No dia 15 de março de 2019 ele venceu Aleksandar Aleksic no evento Megdan Fighting 4: Selection, em Novi Sad, na Sérvia.

Em seu retorno ao Megdan Fighting na última quinta-feira ( 27 de junho ), ‘Zuluzinho’ voltou à vencer, desta feita impondo um ‘TKO’ em Marko Djordjevic ainda no primeiro round da luta realizada em Sremska Mitrovica, também na Sérvia.

Agora ‘Zuluzinho’ espera ter a chance de ser convidado para lutar novamente no Japão, assim como fizera na época do Pride e do K-1, e atender ao pedido dos seus inúmeros fãs espalhados pelo mundo.
Pelo Pride, em sua fase áurea, o maranhense lutou com atletas do porte de Henry Miller, Fedor Emelianenko, Rodrigo ‘Minotauro’ Nogueira e Eric ‘Butterbean’ Esch.

-“Minha motivação é, em primeiro lugar, os fãs do Pride, que não perdiam uma edição do evento. Se acontecer, não penso duas vezes. Torço para voltar ao Japão, a vontade de lutar lá é imensa. O povo de lá, a cultura, o evento em si é muito bom, os caras investem, somos tratados como deuses. É uma coisa muito boa.”.-disse ‘Zuluzinho’.

Como parte dos seus preparativos para lutar novamente na terra do Sol Nascente, ‘Zuluzinho’ está treinando duro três vezes por dia e tentará repetir suas boas performances, como quando venceu Ikuhisa Minowa por nocaute técnico em luta de MMA inserida no K-1, em 2007.

Quanto ao Megdan Fighting 5, sete das nove lutas que compuseram o ‘card’ terminaram antes do tempo estipulado.
A maior surpresa foi feita por Nikola Joksovic, que derrotou Milan Radakovic naquela que foi a sua primeira derrota na carreira, e também a melhor luta da programação.

Na luta principal, Ramadan Razakov tornou-se o novo campeão de Kickboxing da franquia, ao impor nova derrota à Čedo Pantić. Espera-se que uma revanche entre ambos deva acontecer em breve.

Os resultados do Megdan Fighting 5 incluem :

Megdan Fighting 5
27 de Junho de 2019
Sremska Mitrovica, Sérvia


Damjan Savanović venceu Igor Nistor - decisão dos juízes
Žarko Sedoglavić venceu Dragan Dragojevic ( R1, TKO )
Toni Valtonen venceu Ivan Vicić ( R1, TKO )
Zuluzinho venceu Marko Đorđević ( R1, TKO )
Nikola Lazić venceu Nenad Milanov ( R3, finalização )
Oleg Primachev venceu Aleksandar Danilovic ( R1, TKO )
Nikola Joksovic venceu Milan Radaković ( R2, finalização )
Vaso Bakočević venceu Sultan Kalamahunov ( R1, TKO )
Ramazan Razakov venceu Čedo Pantić - decisão dos juízes

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 29/06/2019
_
Foto : Famoso no Japão, o Maranhense está treinando duro três vezes por dia com o objetivo de lutar novamente na terra do Sol Nascente. ( Cortesia | Créditos : Arquivo Pessoal Zuluzinho ).

Por que jogar grãos de soja no Setsubun?

Setsubun é uma das festividades japonesas praticada nos lares, templos, locais públicos e até nas escolas. Compreenda o significado e como fazer com alegria!

Dia 3 de fevereiro é a data que os japoneses fazem fuku mame maki (福豆まき) ou jogam os grãos de soja torrados, de dentro de uma vasilha, para fora de casa. E o ritual deve ser feito com alegria para atrair prosperidade no mais amplo sentido da palavra.

Enquanto polvilha, pronuncia-se em voz alta fuku wa uchi, oni wa soto (福は内、鬼は外). Com essa atitude espanta os males e traz a prosperidade, sorte ou felicidade para si e para a família.

Para esse festival, você pode (ou não) se vestir de quimono e ir a um templo levando sua vasilha com os grãos de soja torrados.

O que tem a ver com Setsubun

O ato de jogar os grãos de soja faz parte das festividades de Setsubun (節分). Marca o início da primavera (立春, pronuncia-se risshun) do calendário lunar. No gregoriano seria entre os dias 4 a 8, mas no Japão foi fixado em 3 de fevereiro.

Para os asiáticos o Setsubun é de grande importância pois é o primeiro ciclo dos 24 da longitude eclíptica do sol, a 315º. É um marco de ⅛ de um ano, cerca de 45,66 dias, depois do solstício de inverno. Portanto, por volta do dia 5 deste mês, quando se inicia a primavera. Pode parecer uma incoerência, pois ainda estamos no inverno. Sim, no calendário gregoriano.

Lenda dos grãos

Ainda na Era do Imperador Uda, antes do ano 900, um demônio teria saído do Monte Kurama e destruído a capital, na época em Quioto. Ele foi contido com rezas e com os grãos jogados nos seus olhos.

Desde então, a lenda conta que os infortúnios foram afastados por conta dos grãos. 

O povo passou a acreditar que os grãos de soja têm vitalidade e servem de amuleto contra as maldições. Há uma outra linha. Diz ela que para os olhos amaldiçoados (魔目, pronuncia-se mame), ou olho gordo como se diz no português, nada melhor do que 豆 (também pronuncia-se mame), por isso, o uso dos grãos de soja.

Há regiões que antes do ritual de jogar os grãos, oferece-os no altar ou no oratório. Assim, tornam-se abençoados.

Quando se polvilha o lado de fora da casa, templos ou santuários xintoístas com os grãos torrados e abençoados, afastam-se as doenças de um ano inteiro.

Pode comer os grãos? Onde comprar?

Além de jogar ou polvilhar, há um costume de comer uma certa quantidade dos grãos torrados. A forma é bem simples, basta comer 1 a mais da sua idade. Se tem 22, come-se 23, por exemplo. Assim, estará protegido.

Se não sabe como preparar, compre os pacotinhos prontos no supermercado. Em geral está escrito 福豆 (fuku mame) no pacote.

Além desses rituais, procure preparar pratos à base de feijão ou de soja no dia. Todo tipo de feijão é bem-vindo.

Divirta-se no Setsubun!

fukumame 93a82

Fotos: Asahi e internet

Confira os resultados do Deep Jewels 32 realizado no final de semana no Japão

Já faz muito tempo que as lutas femininas são as favoritas do público no Japão e no domingo, 7 de março, o Deep Jewels 32 teve lugar no Korakuen Hall, em Tóquio, capital do país.
As lutas foram transmitidas ‘ao vivo’ às 3h30 ( horário do leste ) para os EUA pelo sistema de “Pay-Per-View”.

Até mesmo o CEO do RIZIN, Nobuyuki Sakakibara, comentou em sua conta oficial no Twitter que a próxima ‘superstar’ do MMA japonês virá do Deep Jewels.

O evento, além de marcar o retorno triunfante da maior promoção feminina de MMA do continente asiático, contou com a primeira rodada do maior GP ( torneio eliminatório ) da categoria peso átomo, programado para esse ano de 2021.

No entanto, o torneio foi incompleto, uma vez que duas lutadoras não conseguiram “bater o peso” e, como resultado, apenas três das lutas programadas para esta fase do GP foram realizadas.

A sul coreana Si Woo Park iniciou agressivamente a sua luta com Mizuki “Nisse” Oshiro, chutando as suas pernas no início do primeiro round. Oshiro devolveu e, após alguma “trocação”, Park foi forçada à defender algumas tentativas de queda até os minutos finais do período inicial.

Park iniciou o segundo round demonstrando uma excelente e forte técnica de boxe. Após um trabalho de ‘clinch’ na grade, Park derruba Oshiro e monta. Ela faz então um jogo de ‘ground and pound’ até o término do round.

Todos os três juízes votaram à favor de Park, que melhora para 5-2 após sua quinta vitória consecutiva. Oshiro cai para 2-3 e é eliminada do torneio.

Na luta final do ‘card’, Saori Oshima venceu a veterana Emi Tomimatsu, ex-campeã da categoria peso palha do Deep Jewels, ainda no minuto inicial. Iniciado o confronto, Oshima não perdeu tempo e derrubou Tomimatsu. Após tentar um mata-leão, ela fez a transição para a chave kimura, chegando à finalização aos 45 segundos.

Oshima melhora para 4-2 após obter a vitória mais impressionante de sua carreira. Por sua vez, Tomimatsu cai para 15-18, tendo perdido as últimas quatro lutas.

Já Yuko Oya ( 9-8 ) não bateu o peso, mas a sua luta nas quartas de final com Shoko Fujita ( 1-0 ) foi em frente de qualquer maneira. A última saiu vitoriosa na decisão dos juízes, com a primeira penalizada com deduções de pontos pela perda de peso, embora o resultado tivesse sido o mesmo.

Outra atleta que não conseguiu bater o peso foi Sakura Mori, mas esta não conseguiu competir depois de ter sido hospitalizada. Como resultado, Aya Murakami foi automaticamente dispensada e lutará nas semifinais.

Na primeira luta das quartas de final do GP do peso átomo, Hikaru Aono ( 7-4 ), destaque do Wrestling amador, derrotou Emi Sato ( 4-6 ) em sua revanche. Ela conquistou a vitória por decisão unânime sobre a veterana de 40 anos, vingando-se da derrota em sua estreia no MMA profissional em 2017.

Em um desafio de ‘Grappling’ ( modalidade de luta “corpo à corpo” ), Seika Izawa finalizou Megumi Sugimoto, da academia AACC, com um mata-leão após 58 segundos.
Enquanto isso, em luta de MMA, Yukari Nabe ( 9-3 ) registrou sua terceira vitória consecutiva ao passar pela lutadora da equipe AACC, Mikiko Shimizu ( 2-1 ), por decisão unânime em sua luta válida pela categoria peso mosca.

Deep Jewels 32
7 de março de 2021
Korakuen Hall
Tóquio, Japão

MMA : Saori Oshima venceu Emi Tomimatsu por finalização ( kimura ) aos 45 segundos do primeiro round
MMA : Si Woo Park venceu Mizuki Oshiro por decisão unânime dos juízes após dois rounds
MMA : Hikaru Aono venceu Emi Sato por decisão unânime dos juízes após dois rounds
Grappling: Seika Izawa venceu Megumi Sugimoto por finalização ( mata-leão ) aos 0:58 do primeiro round
MMA : Yukari Nabe venceu Mikiko Shimizu por decisão unânime dos juízes após dois rounds
MMA : Shoko Fujita venceu Yuko Oya por decisão unânime dos juízes após dois rounds
MMA : Hime venceu Kate Lotus por decisão unânime dos juízes após dois rounds
MMA : Karin Horii venceu Momoka Yoshikawa por decisão dividida dos juízes após dois rounds
Kickboxing : Sara e Rajina empataram após o término do tempo regulamentar

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/03/2021
_
Foto acima :  Si Woo Park  obtém a sua quinta vitória consecutiva no Deep Jewels 32. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

Abaixo : Saori Oshima comemora a vitória sobre Emi Tomimatsu. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

image 1615115771 55bbf

Confira os resultados e os destaques do RIZIN 15 no Japão

O primeiro evento do RIZIN nesse ano de 2019 foi concluído e o título inaugural da categoria do peso meio-pesado ( 93 kg ) foi colocado em jogo na luta principal do show realizado em Yokohama, no Japão, no domingo ( 21 de abril ). A disputa teve Jiří Procházka como vencedor ao passar pelo veterano “King Mo” Lawal por nocaute técnico no terceiro round. Mais de três anos depois de sua primeira luta, Jiří conseguiu sua vingança sobre o veterano do Bellator MMA e está agora com uma sequência de oito vitórias consecutivas.

No ‘co-main event’, tivemos o maior astro da promoção, Tenshin Nasukawa, que enfrentou Fritz Biagtan. Este último - por sua vez - teve Manny Pacquiao no ringue para apoiá-lo, em um confronto de Kickboxing. Nasukawa derrubou Biagtan duas vezes no terceiro round, dando joelhadas e socos violentos, para melhorar para 30 à 0 o seu cartel como Kickboxer.

Em outra luta do ‘card’ principal do show, o “rei do peso-galo” do Rizin, Kyoji Horiguchi, venceu Ben Nguyen por nocaute técnico no primeiro round em um duelo de ex-atletas do UFC. Horiguchi vem com uma sequência de 12 vitórias consecutivas em lutas de MMA e agora poderá ter pela frente Darrion Caldwell, mas em duelo  no ‘cage’ do Bellator MMA.

Já o paulista Roberto Satoshi - um ‘ás’ do Brazilian Jiu-Jitsu - mostrou que também é bom na “trocação” e nocauteou o japonês Satoru Kitaoka, que tem nada menos que 70 lutas na carreira. Invicto nas oito lutas que fez como profissional, Satoshi definiu a luta no segundo round. Satoshi continua invicto por 8-0 e foi bastante emotivo em sua entrevista pós-luta, afirmando o quanto ele era fã do Pride FC.

Os outros dois brasileiros no ‘card’ de MMA, Luiz Killer e Christiano Frohlich, sofreram derrotas por decisão unânime dos juízes, para Mikuru Asakura e Karl Albrektsson, respectivamente.

Na outra luta do “card” de kickboxing do evento ( que contou com apenas dois confrontos sob estas regras ), Thalisson Ferreira venceu Taiga Kawabe por nocaute técnico no segundo round.

RIZIN 15
15 de abril de 2019
Yokohama Arena
Yokohama, Japão

‘card’ de MMA:
Jiří Procházka derrotou Muhammed Lawal por TKO (socos) - Round 3, 3:00 - para conquistar o título inaugural do meio-pesado
Kyoji Horiguchi derrotou Ben Nguyen por TKO (socos) - Round 1, 2:53 - luta catchweight 9 peso combinado ) 132-libra
Roberto de Souza derrotou Satoru Kitaoka por TKO (socos) - Round 2, 3:57
Karl Albrektsson derrotou Christiano Frohlich por decisão unânime
Rena Kubota derrotou Samantha Jean-François por decisão unânime
Mikuru Asakura derrotou Luiz Gustavo por decisão unânime
Kana Watanabe derrotou Justyna Haba por decisão unânime
Damien Brown derrotou Koji Takeda por decisão unânime
Manel Kape derrotou Seiichiro Ito por TKO (socos) - Round 2, 2:59
Kanako Murata derrotou Saray Orozco por finalização ( estrangulamento )  - Round 2, 2:12

‘card’ de Kickboxing:
Tenshin Nasukawa derrotou Fritz Biagtan por nocaute técnico no R3
Thallisson Ferreira derrotou Taiga Kawabe por nocaute técnico ( três knockdowns ), round 2, 2:33

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/04/2019
_

Foto : Tenshin Nasukawa continua invicto com um cartel de 30 à 0 no Kickboxing. ( Crédito: RIZIN FF ).

O melhor do sertanejo

157269556 2915604885337540 7083645462048026877 o 45879

Jérôme LeBanner vs Jairo Kusunoki no ‘card’ do Heat 44 em Nagoya

O francês Jérôme LeBanner, 46 anos, um Kickboxer consagrado internacionalmente irá lutar em Nagoya, no Japão, no dia 2 de março.
Nesse seu retorno à terra do Sol Nascente ele irá participar da 44ª edição do Heat, uma organização conhecida principalmente pela promoção de lutas de MMA. Contudo, como uma ex-estrela do K-1, “Geronimo” irá competir sob as regras do Kickboxing contra o japonês Jairo Kusunoki, de 44 anos.

Segundo o seu site oficial, Jairo tem um recorde  de 29 lutas profissionais pelo mundo em modalidades como Kickboxing, MMA, ‘Custom Rules Bout’ ( ou seja, “lutas com regras personalizadas” ) e até mesmo no Boxe.

O lutador tem a particularidade de ter uma grande força no boxe inglês, modalidade em que venceu a maioria de suas lutas antes do tempo limite. No boxe profissional o cartel de Jairo é composto por 8 vitórias ( 4 KO ) e 4 derrotas.

Jairo Kusunoki, ( que mede 1.80m. ), também é um ex-campeão dos pesos-pesados do J-NETWORK, portanto seu nome já está estabelecido no circuito japonês e asiático onde teve a oportunidade de lutar várias vezes no Heat, mas também no RISE, Ganryujima, AFC, Legend, Kunlun Fight  e principalmente no Road FC. Sua última luta ocorreu em 17 de setembro, no Heat 43. Na ocasião, Jairo lutou com o veterano do K-1 World GP e do Bellator Muhammad “King Mo” Lawal.

Jérôme LeBanner ( 82-22-2-1, 66 KO no Kickboxing e 3-3-1 no MMA ) fez sua última luta no K-1 em 27 de outubro no Fight Legend Geneva. Inicialmente programada como uma luta de MMA, a disputa teve que ser realizada no formato do K-1 por uma questão de direitos de transmissão pela televisão ( o MMA não havia sido autorizado na França durante esse período, mas finalmente não era o caso ). Na luta em si, Jerome se impôs diante do polonês Wojciech Bulinski, após o árbitro abrir contagem por 3 vezes durante o primeiro round.

Já faz algum tempo que Jérôme LeBanner treina na MMA Factory ao lado de Fernand Lopez e admite ter adquirido uma condição física muito boa. Atualmente, o francês luta apenas pelo prazer e pela adrenalina que o combate proporciona.

Além disso, quando vemos que a sua motivação permanece a mesma aos 46 anos, entendemos como ele conseguiu realizar lutas fenomenais pelo período de 15 anos no K-1 World GP ...

Além de LeBanner e Jairo, nomes como Satoshi Ishii, Tom Santos, Vitor Toffanelli e Maryia Suzuky, entre outros lutadores japoneses e estrangeiros estarão disputando em várias categorias.

O Heat 44 terá lugar no Nagoya Congress Center ( Aichi ) e as lutas serão realizadas em um moderno ‘cage’.

Venha ver as lutas “ao vivo” e prestigie os nossos atletas.

O ‘card’ do Heat 44 inclui até o momento :

Heat 44
2 de março de 2019
Nagoya Congress Center
Nagoya-shi, Aichi, Japan

Satoshi Ishii vs Callyu Gibrainn
Jérôme Le Banner vs Jairo Kusunoki
Rae Yoon Ok vs Tom Santos
Mariya Suzuki vs Miki Motono
Kasugai Takeshi vs Shunichi Shimizu
Jung Down vs Sasha Mirnkovic
Katsuki Ishida vs Vitor Toffanelli
Chita vs Jo Gyeong-jae
Yasuki Yasukawa vs Hayao Kato
Chao Logate vs Masaki
Henry Cejas vs Ju Ki-hoon

( OBS.: ‘card’ sujeito à alterações )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 14/02/2019
_

Foto acima : O “poster” oficial de divulgação do Heat 44 no Nagoya Congress Center ( Aichi ), Japão. ( Cortesia : Divulgação ).

Abaixo : Jairo Kusunoki comemora vitória no evento chinês Kunlun Fight ( Cortesia : Acervo pessoal ).

48378636 906921556364676 2885706741415149568 n d17ee

Tatsuya Mizuno vence Ryuta Sakurai no DEEP 87 Impact realizado em Tóquio, Japão

No sábado passado, dia 22 de dezembro, o DEEP retornou ao famoso Korakuen Hall em Tóquio, Japão, para o DEEP 87 Impact.
O show  que comemorava os 15 anos de existência do DEEP mostrou alguns dos seus melhores talentos, como a lenda do MMA japonês Ryuta Sakurai contra o também veterano Tatsuya Mizuno no ‘main event’ ( evento principal ) da noite.

Ryuta Sakurai, que iniciou a sua carreira profissional no MMA em 1996 ( no Lumax Cup - Tournament of J’96 ) teve algum sucesso no round inicial diante de Tatsuya Mizuno ( ex-Dream, ONE, Road FC e atual campeão do peso médio do DEEP ).
Sakurai, que tem um registro Profissional no MMA composto por 25-24 e é conhecido pela alcunha de “Mr.DEEP”, desferiu uma ‘trocação’ pesada até derrubar o seu adversário e permanecer na lateral e na meia-guarda por boa parte do primeiro período.
Mas Mizuno acabou vencendo com uma finalização por mata-leão no segundo round.

No ‘co-main event’ Takafumi Otsuka teve pela frente Seiji Akao, que é o campeão de sua categoria de peso no evento HEAT FC. Otuka, que é um dos melhores wrestlers da divisão dos galos, acabou vencendo por decisão majoritária dos juízes.

Antes disso, Koichi Ishizuka disputou três rounds com o duro DJ.taiki, onde os dois se revezaram golpeando um ao outro. No final, DJ acabou vencendo por decisão unânime dos juízes, que justificaram a preferência pelo representante do Pancrase, uma vez que este conectou golpes mais limpos em uma luta muito equilibrada.

Já Juri Ohara e Tatsunao Nagakura proporcionavam um confronto clássico de estilos na categoria leve, até que o médico foi forçado a intervir e parar a luta devido a um corte na testa de um claramente decepcionado Nagakura, já na metade do primeiro round.

Dae Seung Baek veio da Coréia para cair diante de Yoichiro Sato, graças à um TKO desferido por Sato aos 0'27 ” do primeiro round.

Yamato Fujita também foi rápido ao liquidar o seu oponente Hidemasa Soga. Após reverter uma tentativa de queda, Fujita acabou encaixando um mata-leão a 1:50 do primeiro round.

O único empate da noite foi provavelmente um resultado justo, para Tomohiro Adaniya e Chikara Shimabukuro, após tentativas de finalização frustradas de ambas as partes.

Na segunda luta da noite, Naoto Miyazaki atacou Yoshihiko Shinzato com chutes antes de receber uma queda prematura e adicionar um severo ‘ground and pound’ para “abrir o caminho” e finalizar com um mata-leão a 1:29 do primeiro round.

Confira abaixo os resultados completos do DEEP 87 Impact :

DEEP 87 IMPACT
22 de dezembro de 2018
Korakuen Hall
Tóquio, Japão

1ª luta ( Peso pena : 2R x 5min )
Ryuji Takashio ( KIBA Martial Arts Club ) VS Yoshihiro Sasaki ( TRI FORCE Akasaka )
Takashio venceu por TKO aos 4'52 ” do 2R.

2ª Luta ( Peso Leve : 2R x 5min )
Naoto Miyazaki ( Sogo Kakutogi Tsudanuma Dojo ) VS Yoshihiko Niizato ( Freelancer )
Miyazaki venceu por estrangulamento ( mata-leão ) aos 1'29 ” do 1R.

3ª Luta ( Peso Mosca : 2R x 5min )
Tomohiro Adaniya ( Sogo Kakutogi Dojo Toh-shin ) x Chikara Shimabukuro ( CORE Ouji Toshima )
Empate por 1-0 / Decisão.

4ª Luta ( Peso Mosca : 2R x 5min )
Hidemasa Soga ( ALLIANCE ) VS Yamato Fujita ( Reversal Shinjyuku Me,We )
Fujita venceu com um mata-leão aos 1'52 ” do 1R.

5ª Luta ( Peso Galo : 3R x 5min )
Toshiaki Kitada ( PANCRASEism Yokohama ) VS Rikuto “DARK” Shirakawa ( Kokorozashi Dojo )
Shirakawa venceu por 3-0 / Decisão.

6ª luta ( Peso-Meio-Médio : 3R x 5min )
Yoichiro Sato ( KATANA GYM ) VS Dae Seung Baek ( TEAM HON )
Sato venceu por TKO aos 0'27 ” do 1R.

7ª Luta ( Peso Leve : 3R x 5min )
Tatsunao Nagakura ( Yoshida Dojo ) VS Jyuri Ohara ( KIBA Martial Arts Club )
Ohara venceu por TKO aos 2'02 ” do 1R. ( interrupção médica )

8ª Luta ( Abaixo de 63.0kg : 3R x 5min )
DJ.taiki ( PANCRASEism Yokohama ) VS Koichi Ishitsuka ( Freelancer )
DJ.taiki venceu por 3-0 / Decisão.

9º Luta ( Peso Galo : 3R x 5min )
Takafumi Otsuka ( T Grip Tokyo ) VS Seiji Akao ( PARAESTRA Higashi-Osaka )
Otsuka venceu por 3-0 / Decisão.

10ª Luta ( Peso Médio : 3R x 5min )
Tatsuya Mizuno ( Freelancer ) VS Ryuta Sakurai ( R-BLOOD )
Mizuno venceu por mata-leão aos 2'53 ” do 2R.

[ N.E.: o termo “Freelancer” se refere à um lutador autônomo, independente, que não representa nenhuma equipe em suas lutas profissionais ].

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 29/12/2018
_

Foto acima : O ‘poster’ oficial de divulgação do Deep 87 Impact. O show aconteceu no dia 22 de dezembro no famoso Korakuen Hall ( Cortesia Deep Fighting Championship ).

Abaixo : Ryuta Sakurai, o “Mr.DEEP” é um dos principais do MMA japonês ( Cortesia : Divulgação ).

1164531539 feebf

Rivalidade entre K-1, RISE e Shoot Boxing beneficia os shows de lutas no Japão

Segundo os especialistas, o futuro do MMA e principalmente do Kickboxing e do Muay Thai está na Ásia, e não nos EUA, país onde os shows de lutas teriam sido uma “moda passageira”.
E entre os países do continente asiático, o Japão está iniciando uma nova fase, com os eventos de lutas conquistando à cada dia o público jovem.
Um público que nunca ouviu falar de Wanderlei Silva ou Fedor, mas que conhece Conor Mcgregor e Jon Jones, e que desejam ver lutas de Nasukawa, Takeru ou Horiguchi.
Pois assim que o Pride FC faliu, seus ídolos acabaram caindo no esquecimento e a nova geração cresceu sem saber o que foi o Pride.

Esse novo público - composto por pessoas que não vivenciaram o auge do Pride e do K-1, outrora o maior evento de ‘trocação’ do planeta - começa à demonstrar interesse pela modalidade, pois o MMA nunca acabou no Japão, uma vez que outros eventos menores continuaram sendo promovidos ( além de outros surgiram ), longe da TV aberta, principalmente em canais fechados.

A quantidade de eventos ( muito bem organizados, diga-se de passagem ) e programas relativos à lutas no Japão é enorme.
Os japoneses sabem muito bem como organizar um show gigantesco, do tipo que o Rizin FF claramente representa e que - segundo a mídia especializada do país - é muito maior que qualquer evento de UFC.
Ainda segundo os jornalistas japoneses, “quase ninguém” liga para o UFC no Japão, apesar dos shows de lutas em geral já fazerem parte da cultura do país.

De fato, não há como negar que a intenção dos cartolas é promover um evento voltado para o público japonês, pois é preciso -  primeiro -  ‘reaquecer’  o mercado interno.
Assim sendo, o mundo das lutas está ganhando muita força no Japão novamente, principalmente entre os jovens da nova geração, adeptos das redes sociais e graças ao grande investimento das TV’s por internet, que estão investindo muito nas lutas novamente.
O K-1 e o ONE Championship, por exemplo, são transmitidos ‘ao vivo’ e de graça pela Abematv.

O que falta para um evento como o Rizin FF ser tão grande quanto o Pride foi em sua  “época dourada” é se reaproximar de um dos ‘pais’ do extinto evento, que foi o Pro-Wrestling japonês, pois este que nunca perdeu força no país.
[ N.E.: o Pro-Wrestling é conhecido por nós, brasileiros, como ‘Telectach’ ou simplesmente “Luta Livre” ].

A aproximação com eventos de Kickboxing eles já tem e essa é benéfica para o crescimento dos shows de lutas como um todo, pois ninguém pode negar que a rivalidade entre as maiores franquias de ‘trocação’ da Terra do Sol Nascente está servindo para sedimentar o mercado do país.

Com o ‘status’ de segunda maior franquia de Kickboxing do Japão, o RISE é o rival do K-1 entre os shows de ‘trocação’. O RISE também tem como aliado o Rizin FF, o já citado show de Nobuyuki Sakakibara e que também foi aliado do K-1, mas hoje em dia, ambos ( Rizin e K-1 )  mantêm um  péssimo relacionamento.

A rivalidade teve início com a tentativa do K-1 de tirar Nasukawa do rival RISE, como uma das exigências para que ele pudesse lutar contra Takeru ( do K-1 ) outro fenômeno do kickboxing no Japão.

Tudo piorou após a ida de Taiga e seu irmão Hiroya para o RISE. Taiga e Hiroya, são dois dos melhores lutadores do K-1 e que foram à  justiça ( contra o próprio K-1 ) por irregularidades no contrato. E após ser contratado pelo RISE, Taiga já estreou no Rizin , por serem franquias aliadas.

Na semana passada essa rivalidade ganhou mais um capítulo, com a divulgação por parte do RISE de um grande evento no formato de GP com os melhores lutadores de diversas franquias de “luta em pé” do mundo e com a participação de Nasukawa. Esse show do RISE está agendado para o dia 10 de março de 2019, ou seja, exatamente no mesmo dia e região do maior evento anual do K-1, o K-1 Fest 2019, com a participação de Takeru.

Assim sendo, a luta mais aguardada e desejada pelos fãs japoneses ( Nasukawa vs Takeru ) fica cada vez mais distante, apesar de Takeru ter defendido o seu cinturão no início do mês.
Após aquela vitória, Takeru foi ao microfone e pediu novamente uma luta contra Nasukawa, no peso que ele quiser. Na ocasião, Takeru também pediu um acordo entre as franquias de luta, para que esse confronto seja realizado e eles possam mostrar aos fãs quem é, de fato, o maior nome do Kickboxing no Japão.

Outra franquia de ‘trocação’ que entra nessa disputa pela atenção dos fãs das “lutas em pé” no país -  embora sem declarar “guerra” aos rivais - é o Shoot Boxing.
Lembrando que o Shoot Boxing ainda mantêm uma boa convivência com o Rizin FF, aliado do RISE.

O Shoot Boxing possui um conjunto de regras diferenciadas e é conhecido no Japão como “Standing Vale Tudo” ( ou ‘Vale Tudo em pé’, na tradução para o português ). Não é permitido lutar no chão, mas em cima são válidos socos, chutes, joelhadas, cotoveladas, quedas e submissões ( Chokeholds, Arm- locks e Wristilocks ). Mas não é permitido lutar no chão.

O primeiro evento do Shoot Boxing programado para o próximo ano está agendado para o dia 11 de fevereiro ( segunda-feira, um feriado na Terra do Sol Nascente ) e terá lugar no famoso Korakuen Hall, em Tóquio, no Japão.

Esse ano, o Shoot Boxing iniciou uma expansão internacional com a promoção de seus shows na Mongólia e a consequente fundação da “Mongolian Shoot Boxing Federation”, para legitimar a modalidade naquele país.

Os fãs brasileiros de lutas também sonham com o dia em que os shows do Shoot Boxing sejam promovidos em nosso país.

*Fonte - Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa | Postado em 28/12/2018
_

Foto acima : O “K-1 World GP 2019 JAPAN ~ K'FESTA.2” será realizado dia 10 de março de 2019 ( domingo ) e terá lugar na Saitama Super Arena, em Saitama, no Japão ( Cortesia : K-1 Japan Group ).

Abaixo : O RISE também irá promover um show no mesmo dia e região do maior evento anual do K-1 ( Cortesia: Divulgação ).

73AB93CA 6596 4502 A4CE 59E03C3560F0.jpeg.9de6d90fa011d4d06a1cdd1124ada468 c0c8a

Novidades do One Championship para o Japão e demais países da Ásia

Faltam ainda mais de três meses para a estreia do One Championship na Terra do Sol Nascente, uma vez que o evento está marcado para o dia 31 de março de 2019, na arena Ryogoku Kokugikan, em Tóquio, no Japão, mas as novidades acerca do show no país nipônico atravessam o mundo.

Hideyuki ‘Andy’ Hata foi nomeado Presidente do One Championship no Japão. Andy será responsável por supervisionar as operações no Japão, impulsionando o desenvolvimento e o crescimento em todas as principais métricas.

Hata é atualmente o presidente da Nielsen Sports, no norte da Ásia, onde é responsável por todas as atividades de negócios da Nielsen Sports no Japão, na Coréia do Sul e na China continental.

Antes, Andy liderou vários projetos globais com a Sony Corporation e fez parte da equipe de parceria global da Sony com a FIFA, onde liderou sua estratégia de ativação global para todos os torneios promovidos por esta, incluindo a Copa do Mundo de Futebol em 2010.

O presidente e CEO do One Championship, Chatri Sityodtong, comentou sobre a nova aquisição : -“Estou muito feliz em dar as boas vindas a Andy Hata ao nosso time de liderança no One Championship. Andy é um líder de negócios de classe mundial com uma profunda paixão por esportes e um desejo de causar um grande impacto no mundo das artes marciais mistas.”- Declarou  o dirigente.

Famoso no Japão, Renzo Gracie é outra aquisição da franquia. Ele irá representar a família Gracie - o maior clã de lutadores da história - na edição inaugural do One Championship naquele país.

Renzo voltou a competir no MMA em julho deste ano, aos 51 anos de idade,e nesse seu retorno ao octógono - após oito anos afastado - acabou finalizando Yuki Kondo com uma das suas especialidades, o ‘mata-leão’.

-“Eu assinei com eles ( One Championship ), vou lutar dia 31 de março. (…)  Eu arrumei uma luta para mim e para o ( meu irmão ) Ralph. Lutaremos juntos lá. (…) Então, vou sair na porrada em março (…)”.-Revelou o carioca radicado em New York durante uma entrevista concedida ao canal do YouTube ‘Rap 77’.

[ N.E.: os adversários mais cotados para uma luta com Renzo no show de março são Kazushi Sakuraba e Wallid Ismail, mas o último não chegou à um acordo com o One, o que justifica os rumores cada vez maiores dando conta que o Gracie deverá lutar mesmo com Kazushi Sakuraba ].

O evento do One Championship no Japão também terá o confronto entre as campeãs Angela Lee e Xiong Jing Nan pelo título dos palhas femininos.

Outro lutador confirmado Aung La N Sang coloca o cinturão dos médios em disputa contra Ken Hasegawa. Os lutadores já se enfrentaram em junho deste ano e ‘Burmese Python’ levou a melhor.

Já os ex-lutadores do UFC, Demetrious Johnson e Eddie Alvarez, deverão estrear pela promoção asiática na mesma ocasião e terão pela frente Yuya Wakamatsu e Timofey Nastyukhin, respectivamente.

O presidente e CEO do One, Championship Chatri Sityodtong, revelou ainda datas e locais de 24 dos 30 eventos no calendário do One em 2019. A promoção vai realizar dois eventos no Japão, juntamente com os seus eventos de estreia no Vietnã e seu retorno à Coreia do Sul.

O show de estreia no Vietnã será no dia 6 de setembro de 2019, com um evento na cidade de Ho Chi Minh. Já a volta da franquia para a Coreia do Sul está marcada para Seul em 20 de dezembro de 2019.

No entanto, o calendário do One para 2019 terá início bem antes disso, com um show que será realizado no dia 19 de janeiro, em Jakarta, na Indonésia.

Ao longo de sua história, a franquia tem crescido consideravelmente a partir de sua base em Cingapura. Depois do seu início por lá, o One Championship expandiu os seus shows para a Indonésia, Malásia e Filipinas, além de  estrear na China no final de 2014 e se mudar para a Tailândia em 2016.

O crescimento gradual do One nos últimos sete anos foi reafirmado com a agenda de 21 eventos promovidos em 2018 e que se estenderam de Mianmar até a China.

Sityodtong disse ainda que pretende realizar shows na Índia, junto com todos os mercados importantes da Ásia. Ele também espera que o Japão volte à ser o ‘maior pólo de MMA’ do continente asiático como na “época dourada” do extinto Pride FC.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 27/12/2018
_

Foto acima : O One Championship espera que o Japão recupere o ‘status’ de ‘maior pólo de MMA’ do continente asiático como na “época dourada” do show Pride FC ( Cortesia : One Championship Media ).

Abaixo : O maior evento de lutas da Ásia,o “One Championship” vai ser realizado no Japão no dia 31 de março de 2019 ( Cortesia : canal do YouTube ‘Alternativa Online’ ).

maxresdefault 583b0

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png2.png4.png1.png6.png
Hoje:261
Ontem:1045
Últimos 7 dias:2452
Mês:18770
Total:402416

Conectados simultaneamente

17
Online

20-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top