ptzh-CNenfritjakoruesvi

Resultados e destaques do Pancrase 309 que aconteceu no domingo em Tóquio

O Pancrase retornou mais uma vez no Domingo ( 20 de Outubro ), com outro ‘card’ de lutas, o Pancrase 309, que teve lugar no Studio Coast, em Tóquio, Japão.
Uma das promoções pioneiras do MMA mundial na era moderna ( anterior ao surgimento do UFC ), o Pancrase também mantêm atualmente uma parceria com o ONE Championship.

No ‘main event’ ( evento principal ), tivemos uma disputa pelo título dos penas onde o sempre emocionante e veterano do Bellator , Isao Kobayashi ( 25-5-4 ), lutou com o último homem a vencê-lo, Kyle Aguon ( 13-8 ), de Guam, desta feita, com o título de “Rei do Pancrase” em jogo.
Isao Kobayashi acabou vencendo por decisão dividida e manteve o título dos penas da franquia.

No ‘co-main event’, o “ás” nipo-brasileiro, Alan Yoshihiro Yamaniha ( 16-8-4 ), enfrentou o campeão do HEAT, Takeshi Kasugai ( 25-7-1 ). O campeão  desta luta teria o direito de disputar o título do peso galo, atualmente mantido pelo brasileiro Rafael “Morcego” Silva, apesar deste lutar atualmente sob a bandeira do ONE Championship. Yamaniha acabou vencendo por decisão unânime de todos os três juízes.

Por falar em brasileiros, a nordestina de Aracaju-SE, Karol Nascimento - apresentada pela imprensa japonesa como ‘Anne Karoline’ - ( 6-7 ), lutou muito bem e deu o seu máximo até o último segundo da luta com a japonesa Emiko Raika ( 9-6 ), mas acabou perdendo por decisão dividida dos juízes.

A outra brasileira nesse ‘card’, Tatiane Fontes - conhecida pela alcunha de Tati “Brutus” - ( 4-1 ), era uma estreante na promoção mas acabou vencendo sua adversária Yoko Higashi ( 4-2 ), também por decisão dividida e encerrando a sequência de vitórias em quatro lutas da atleta local.

Já o “ex-rei do Pancrase” no peso meio médio, Hiromitsu Miura ( 13-7 ), teve um retorno triunfante à competição após sua demissão de 27 meses, conquistando uma vitória por nocaute em apenas 68 segundos sobre o seu colega veterano Gota Yamashita ( 14-9-1 ).

Em outro destaque do show, o croata Aleksandar Rakas ( 16-7 ), teve uma estréia impressionante no Pancrase  ao finalizar o japonês Kenta Takagi ( 17-18 ) no segundo round com um mata-leão.

O Pancrase 309 contou com transmissão ‘ao vivo’ pelo UFC Fight Pass.
Os resultados completos do “Pancrase 309”, incluem:

Pancrase 309
20 de outubro de 2019
Studio Coast
Tóquio, Japão.

CARD PRINCIPAL
Isao Kobayashi venceu Kyle Aguon por decisão dividida em defesa do título dos penas do Pancrase
Alan Yoshihiro Yamaniha venceu Takeshi Kasugai por decisão unânime
Tatiane Fontes venceu Yoko Higashi por decisão dividida
Emiko Raika venceu Anne Karoline por decisão dividida
Hiromitsu Miura venceu Gota Yamashita por nocaute aos 1:08 do primeiro round
Aleksander Rakas venceu Kenta Takagi por finalização ( mata-leão ) aos 2:02 do segundo round
Shinichi Taira venceu Ukyo Abe por decisão unânime

CARD PRELIMINAR
Teppei Suwabe venceu Ryo Iseki por decisão dividida
Jouou Date venceu Toru Fujii por decisão unânime
Tatsuki Okano venceu Yuma Nakajima por decisão dividida
Keisuke Tachibana venceu Masaya Oshiro por nocaute ( socos ) aos 3:32 do segundo round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 21/10/2019
_
Foto acima : A brasileira Tatiane Fontes estreou no renomado evento japonês Pancrase e venceu a adversária Yoko Higashi por decisão dividida. ( Cortesia | Créditos : Pancrase | Gong Kakutogi ).

Abaixo : A brasileira durante a pesagem, no dia anterior à luta. ( Cortesia | Créditos : Pancrase | Gong Kakutogi ).

e1b98636 s 25641

Celebrate party Night Café

158828581 10216011966372225 5555018732264569584 o ab8b5

BOM2-6 : The Battle Of Muay Thai-Temporada II Vol. 6 acontece dia 8 de dezembro em Tóquio

BOM é uma abreviação de “The Battle Of Muay Thai”.
Traduzido literalmente, significa ‘Batalha Mu-Thai’. O intuito da empresa é “que todos vejam as belas e ferozes batalhas dos guerreiros Muay Thai” e “espalhar o Muay Thai, esporte nacional do Reino da Tailândia para o Japão”.

Recentemente, muitos lutadores talentosos surgiram no mundo do kickboxing no Japão, o que inclui eventos como o K-1. No entanto, os empreendedores do BOM acreditam que o K-1 é uma regra feita para os lutadores japoneses e não uma ‘bela batalha’ do Muay Thai.

-“Sem cotovelos, sem joelhos, não me faça rir. Espero que os lutadores adquiram experiência nas verdadeiras regras do Muay Thai e busquem se tornar campeões japoneses nos dois principais estádios do Reino da Tailândia : Rajadamnan e Lumpini.”-diz Natsuo Nakagawa, Diretor Representante do BOM ( BOM Promotion Co. Ltd., Eiwa Sports Gym).

O cartola acrescenta em seguida :
-“Eu também gostaria de criar um ambiente em que os atletas que estão trabalhando duro todos os dias possam construir um futuro brilhante. Gostaria ainda de agradecer a todos que nos apoiam e patrocinam e expressar minha gratidão aos fãs. Eu farei um mundo do Muay Thai mais saudável para os lutadores.”-complementou o dirigente.

Os shows promovidos pelo BOM são sancionados pelo WMC JAPAN, que é o ramo japonês do WMC - World Muaythai Council, este último é uma organização histórica e credenciada pelo governo tailandês e pelas autoridades esportivas da Tailândia.

Recentemente foi divulgada na mídia especializada uma edição muito aguardada da franquia.

Trata-se do BOM2-6 : The Battle Of Muay Thai-Temporada II Vol. 6, cujo ‘card’ incluirá um torneio eliminatório disputado em um único dia com lutadores da categoria até 50 kg.

Lee Ji-Sung, Tic Chang, Jason Mark e Nadaka são os lutadores que representarão, respectivamente, Coreia do Sul, Hong Kong, Filipinas e, claro, Japão, nesse campeonato entre nações asiáticas.

O show terá lugar no New Pier Hall, em Tóquio, e será realizado no dia 8 de dezembro de 2019.

Antes disso, acontecerá o BOM2-5 : The Battle Of Muay Thai- Temporada II vol.5- já no próximo domingo ( 20 de outubro de 2019 ),  às 16:00 ( horário local ), no Gold Gym South Tokyo ANNEX ( Omori Gold Gym ), em Tóquio.
Esse próximo show marcará as primeiras lutas profissionais da promoção, enquanto a primeira metade do ‘card’ será composta por lutas amadoras.
Serão incluídas ainda na programação algumas lutas de Sumô.

O BOM é uma excelente pedida para o público japonês prestigiar lutas de Muay Thai, com o uso de cotovelos e joelhos válidos na regra.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 19/10/2019
_
Foto : O japonês Nadaka enfrentará a sua primeira competição no formato de torneio eliminatório em um único dia.  ( Cortesia | Créditos : BOM Promotion Co. Ltd. | Eiwa Sports Gym ).

Confira os destaques do Rizin FF 19 que rolou sábado no Japão

O campeão dos meio-pesados do Rizin Fighting Federation, Jiri Prochazka ( 25-3-1 ), fez a “lição de casa” ao vencer o brasileiro Fabio Maldonado ( 25-14 ) no evento principal do Rizin FF 19, que rolou no sábado, ( 12 de Outubro ), na Edion Arena, em Osaka, Japão.

A luta foi casada em peso combinado ( 100 kg ) e ficou claro que o tcheco poderá incomodar os adversários na categoria de cima, ao sacudir o ex-UFC com a sua mão direita. Pouco depois de Maldonado sair cambaleando, Prochazka colocou o “caipira de aço” no chão com uma combinação de três golpes. Na sequência, Jiri acertou alguns chutes ( sem respostas ), o que levou o árbitro à parar a luta.

Após a vitória, Prochazka afirmou que está aberto para lutar com qualquer lutador do Rizin ou Bellator em sua categoria de peso.

No ‘co-main event’, a estrela em ascensão, Kai Asakura ( 14-1 ), dominou completamente o ex-lutador do UFC, Ulka Sasaki ( 22-8-2 ), com a sua mão direita devastadora, seguida por uma joelhada no chão e um  tiro de meta em seu adversário ainda caído. Tudo isso ainda no primeiro minuto de luta.
Logo após a sequência de violência frenética, o árbitro interrompeu a luta e a equipe de transmissão informou que Sasaki não poderia continuar na disputa, pois estava com a sua mandíbula quebrada.

Agora, Kai Asakura deverá conceder uma revanche para Kyoji Horiguchi. A dupla deverá lutar novamente, desta feita pelo cinturão da categoria, no show do Rizin na véspera de Ano Novo.

Em luta válida pela divisão feminina, a sul-coreana Seo Hee Ham ( 22-8 ), ex-campeã do Deep Jewels e do Road FC, venceu sua luta com Miyuu Yamamoto ( 5-4 ), após Yamamoto agarrar uma de suas pernas e a sul-coreana responder com socos que atingiram a japonesa, obrigando o árbitro à interromper a luta nos segundos finais do segundo round.
Após a luta, Ham posou ao lado da campeã do peso super-átomo, Ayaka Hamasaki. As duas estão prestes a se enfrentar pela terceira vez, quando o cinturão de campeã do Rizin será colocado em jogo.

Ainda entre as mulheres, Rena Kubota ( 9-3 ), conhecida por sua legião de fãs no Japão simplesmente como “Rena”, levou apenas 20 segundos para retornar ao caminho das vitórias, detonando Alexandra Alvare ( 0-4 ) com uma série de socos.

O Rizin também iniciou o seu ‘Grand Prix’ dos leves com quatro lutas válidas pelas quartas de final nesta edição. O principal ‘pilar’ do Bellator, Patricky Freire, segue adiante na competição, bem como Case, Musayev e Gustavo, que também avançaram para as semi-finais.

Diante do renomado japonês Tatsuya Kawajiri, o brasileiro Patricky Freire precisou de pouco mais de um minuto para nocautear o adversário.
São grandes as possibilidades que o próximo adversário de Patricky nas semifinais do GP seja o compatriota Luiz Gustavo, curitibano que também teve exibição de gala ao nocautear o japonês Hiroto Uesako, ainda no round inicial.

Na luta de abertura do ‘card’ de MMA da noite, vimos Shoma Shibisai ( 5-2 ) derrotar Chang Hee Kim ( 1-5 ) com uma finalização ( Kimura ) em pouco mais de um minuto do primeiro round  de um confronto válido pela categoria peso livre.

Todo o evento foi transmitido ‘ao vivo’ pelo “stream” da TV paga Fite TV.
Confira os resultados completos do “Rizin FF 19”, que incluem:

Rizin FF 19
12 de Outubro de 2019
Edion Arena
Osaka, Japão

CARD PRINCIPAL
Jiri Prochazka venceu Fabio Maldonado por nocaute técnico ( socos ) no Round 1, 1:49
Kai Asakura venceu Ulka Sasaki por nocaute técnico ( interrupção do árbitro ) no Round 1, 0:54
Seo Hee Ham venceu Miyuu Yamamoto por nocaute técnico ( socos ) no Round 2, 4:42
Rena Kubota venceu Alexandra Alvare por nocaute ( soco ) no Round 1, 0:20

CARD PRELIMINAR
Johnny Case venceu Roberto Satoshi por nocaute ( soco ) no Round 1, 1:15
Patricky Freire venceu Tatsuya Kawajiri por nocaute técnico ( joelhada voadora e  socos ) no Round 1, 1:10
Luiz Gustavo venceu Hiroto Uesako por nocaute técnico ( interrupção médica ) no Round 1, 3:55
Tofiq Musayev venceu Damien Brown por nocaute técnico ( socos ) no Round 1, 4:14
Keita Nakamura venceu Marcos Yoshio de Souza por nocaute técnico no Round 1, 1:15
Shoma Shibisai venceu Chang Hee Kim por finalização ( Kimura ) no Round 1, 1:09

LUTAS DE KICKBOXING
Taiju Shiratori venceu Taiga Kawabe por decisão unânime
Takuma Konishi venceu Hiroya Kawabe por nocaute ( joelhada ) no R1
Seiki Ueyama venceu Taisei Umei por decisão unânime

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 13/10/2019
_
Foto : Ao vencer Tatsuya Kawajiri, o potiguar Patricky Freire realizou o sonho de lutar MMA no Japão e segue adiante no ‘Grand Prix’ peso-leve do Rizin. ( Cortesia | Créditos : Acervo pessoal Patricky Freire | @RIZINFF | Divulgação ).

Fedor Emelianenko e Quinton Jackson lutam no evento inaugural do Bellator MMA no Japão

A parceria entre Bellator MMA e Rizin Fighting Federation, que já rendeu bons frutos no Bellator 222 ( em Nova York ) e no Rizin 14 ( em Tóquio ), teve mais um importante capítulo escrito nesta quarta-feira ( 9 ), com a confirmação da realização do primeiro evento da franquia norte-americana no Japão no dia 29 de dezembro.

O show terá lugar na Saitama Super Arena, em Tóquio, capital do Japão, mesmo local que o Rizin FF também promoverá o seu ‘card’ dois dias depois, na véspera de ano novo.

O ‘main-event’ ( evento principal ) do Bellator MMA será uma luta de pesos pesados entre Fedor Emelianenko e Quinton “Rampage” Jackson, que retornam ao país asiático após fazerem história pelo extinto PRIDE, conforme foi anunciado hoje em coletiva de imprensa.

Esta luta atrairá claramente qualquer fã japonês nostálgico daquela época, bem como outros ao redor do mundo.
Coincidentemente, os dois homens têm exatamente 38 vitórias na carreira.

Fedor Emelianenko ( 38-6-0-1 ) estabeleceu-se como o maior peso pesado do mundo ao ganhar títulos pelo PRIDE, Affliction e Strikeforce.
Com 43 anos, o “Último Imperador” está em uma ‘turnê de aposentadoria’, e vem de vitórias sobre Chael Sonnen e Frank Mir ( ambas por nocaute ). Contudo, ele foi nocauteado por Ryan Bader em apenas 35 segundos no Bellator 214, em janeiro deste ano.

Por sua vez, Quinton Jackson ( 38-13 ) argumentou que teve mais sucesso do que Emelianenko na era posterior ao PRIDE. O atleta de 41 anos venceu o torneio do Bellator MMA, após ter conquistado o título de campeão dos meio pesados do UFC.
Ao longo de sua carreira, “Rampage” também competiu com várias lendas do MMA, incluindo Chuck Liddell, Dan Henderson, “King Mo” Lawal e, talvez mais notavelmente, em sua série de quatro lutas contra Wanderlei Silva.

-“O Bellator sediará seu primeiro evento no Japão em 29 de dezembro e estou muito feliz em ajudar o Bellator e Scott Coker a fazer isso acontecer. Acredito que será um evento que mudará a história e o Bellator poderá fazer isso acontecer. Estou muito feliz que eles possam trabalhar juntos, juntamente com o Rizin, e temos o prazer de testemunhar essa edição histórica”.-celebrou Nobuyuki Sakakibara, CEO do Rizin.

Além disso, Scott Coker, presidente do Bellator MMA, também anunciou que pretende levar três atletas do Bellator para enfrentarem três lutadores do Rizin, em uma espécie de desafio. O mandatário, no entanto, não revelou se as lutas do ‘card’ acontecerão em um ringue - como na época do PRIDE e como acontece atualmente no Rizin FF - ou em um ‘cage’ circular, padrão adotado pelo Bellator em seus eventos.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/10/2019
_
Foto : Com confronto Fedor x “Rampage”, Bellator MMA anuncia primeira edição no Japão em parceria com o Rizin FF. ( Cortesia | Créditos : Bellator MMA | @RIZINFF | Divulgação ).

K-1 World GP Japan 2019 agendado para 24 de agosto em Osaka

Como prova de que os novos donos do K-1 pretendem recuperar o ‘status’ de “maior evento de lutas em pé do planeta”, outros shows foram anunciados para este ano.
Parte do trabalho de reestruturação da marca no Japão consiste - obviamente - na continuidade dos shows da tradicional franquia e de uma aliança estratégica com outras promoções. Assim sendo, os fãs das lutas de ‘trocação’ naquele terão que acompanhar ao longo de cada temporada as edições do K-1 World GP, Krush, Khaos e K-1 amateur, uma vez que todas essas promoções fazem parte do conglomerado do “renascido” k-1, que é conduzido pela M-1 Sports Media Co. Ltd.

Este trabalho consiste ainda no gerenciamento e compartilhamento de lutadores, para aumentar ainda mais a ‘sinergia’ entre cada organização do grupo.

Os dirigentes também prometem a solidificação do K-1 como um negócio que possa continuar pelos próximos 100 anos.

Tudo isso nos leva à crer que o K-1 está mais ‘vivo’ do que nunca. De fato, o show sequer chegou à cessar as suas atividades, como muitos acreditaram erroneamente aqui no Brasil.

Já no domingo, dia 16 de junho, foi realizada em Tóquio, no Japão, uma conferência de imprensa sobre o “K-1 World GP Japan 2019”, evento que será realizado no dia 24 de agosto de 2019, um sábado.

Como parte desse próximo ‘card’, foram anunciadas cinco “super lutas” envolvendo alguns nomes de peso nas lutas de ‘trocação’, entre estes, alguns atletas experientes no próprio K-1.

As lutas do próximo K-1 World GP Japan 2019 incluem, entre outras :

K-1 World GP Japan 2019
24 de agosto de 2019
Edion Arena Osaka
Osaka, Japão

Kenta Hayashi ( Campeão dos leves do K-1 World GP )  Vs Dennis Demirukapu ( Turquia. Campeão europeu leve do IFMA )
Masami Nogi ( Campeão dos super leves do K-1 World GP )  vs Thin Slya ・ Sak Chai Cho ( Tailandês. Campeão do Rajadamnan e Lumpini Stadium )
Hideaki Yamazaki ( Campeão do Krush ) vs Hirayama  ( atleta do K-1 Gym )
Kido Yasuhiro ( Campeão do K-1 WORLD MAX 2008 ) vs Carl Donyashfiri ( da Geórgia. Campeã mundial do WMC )
KANA ( Campeã peso mosca do Krush ) vs True Yu ( Tsukishinkai Team 侍 )

Confira agora o calendário com as competições do K-1 já definidas para esse ano e programe-se :

K-1 WORLD GP JAPAN 2019. Domingo, 30 de junho de 2019. Ryogoku Kokugikan. Tóquio.
K-1 KOSHIEN 2019. Domingo, 4 de agosto de 2019. Local à definir.
K-1 WORLD GP JAPAN 2019. Sábado, 24 de agosto de 2019. Edion Arena Osaka. Osaka.
K-1 KHAOS NIGHT 9. Sexta-feira, 27 de setembro de 2019. Shinjuku FACE. Tóquio.
K-1 WORLD GP JAPAN 2019. Domingo, 24 de novembro de 2019. Yokohama Arena. Yokohama.
K-1 KHAOS NIGHT 10. Sábado, 30 de novembro de 2019. Shinjuku FACE. Tóquio.
K-1 WORLD GP JAPAN 2019. Sábado, 28 de dezembro de 2019. Aichi Dolphins Arena (  Aichi ).

[ P.S.: ] As datas das competições podem ser alteradas,( adiadas ou canceladas ), de acordo com as circunstâncias.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 17/06/2019
_
Foto : Yamazaki, KANA, Yaoi, Hayashi, Nakamura ( produtor do K-1 ), Kido, Mayu, Hirayama.  ( Cortesia | Créditos : K-1 Japan Group  |  (C) M-1 Sports Media ).

Resultados do Rizin 16 realizado no domingo ( 2 de junho ), em Kobe, no Japão

Maior franquia de MMA do Japão na atualidade, o Rizin Fighting Federation realizou seu segundo evento em 2019 no domingo ( 2 de junho ), e pela primeira vez o show “pousou” em Kobe.
O Rizin 16 - um evento híbrido de MMA e Kickboxing - teve lugar no World Memorial Hall, e como sempre, a promoção foi feita com muitas lutas. Quatorze, no total.

No evento principal tivemos uma luta de Kickboxing, válida pelo título do peso pena da ISKA, entre Tenshin Nasukawa e Martin Blanco, um kickboxer que ostentava um cartel de 8-1-1 na modalidade.
O japonês venceu o lutador argentino com um nocaute brutal, graças à uma joelhada desferida no corpo do adversário já no segundo round.
Com a vitória sobre Blanco, Nasukawa mantêm agora um record de 32-0 como kickboxer profissional, incluindo 25 vitórias por paralisação. A jovem sensação japonesa também conserva uma invencibilidade de 4-0 no MMA.

No evento co-principal, vimos Ayaka Hamasaki ( 18-2 ), a campeã do peso super átomo do Rizin vencer novamente a campeã do Invicta FC Jinh You Frey ( 84 ), desta vez por pontos.

Também no ‘card’ desse Rizn 16, o veterano do WSOF e da PFL Jake Heun ( 13-9 ), acabou vencendo Roque Martinez ( 13-5-2 ) por decisão dividida, enquanto o  veterano do UFC Daron Cruickshank ( 22-12 ) perdeu pela segunda vez consecutiva. Desta feita ele foi derrotado por Tofiq Musaev ( 15-3 ).

Após esse Rizin 16 foram anunciados mais dois shows da franquia. O Rizin 17, que já está confirmado para a Saitama Super Arena, em Saitama, no dia 28 de Julho e o Rizin 18, que terá lugar na Dolphins Arena, em 18 de Agosto.

Resultados completos:

Rizin 16
02 de junho de 2019
World Memorial Hall
Kobe, Japão

Kickboxing: Tenshin Nasukawa venceu Martin Blanco via KO ( joelhada no corpo ) no segundo round. - Pelo título peso pena da ISKA
MMA: Ayaka Hamasaki venceu Jinh Yu Frey via decisão unânime. - Pelo título do peso super-átomo da divisão feminina.
MMA: Miyuu Yamamoto venceu Kanna Asakura por decisão unânime.
MMA: Jake Heun venceu Roque Martinez via decisão dividida.
MMA: Yusaku Nakamura venceu Topnoi Tiger Muay Thai via decisão unânime.
MMA: Tofiq Musayev venceu Daron Cruickshank via decisão unânime.
MMA: Mamoru “Fullswing” Uoi venceu Kana Hyatt via TKO no terceiro round.
Kickboxing: Ryuji Horio venceu Kunitaka Fujiwara por decisão unânime.
Kickboxing: Erson Yamamoto venceu Tim Eschtruth via KO ( cotovelo ) no primeiro round.
Kickboxing: Taiju Shiratori venceu Hiroto Yamaguchi por decisão unânime.
MMA: Takaki Soya venceu Naiki Kawahara via KO (socos e tiro de meta ) no primeiro round.
Kickboxing: Kan Nakamura venceu Itto Nakatake via KO ( chute na cabeça ) no segundo round.
Kickboxing: Seiki Ueyama venceu Kengo via TKO ( paralisação do árbitro ) no primeiro round.
Kickboxing: Yuya Shibata venceu Yuki Tanaka via TKO ( três knockdowns ) no primeiro round.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 02/06/2019
_
Foto : Em uma luta de “campeã-vs.-campeã” inserida no ‘card’ desse Rizin 16, Ayaka Hamasaki venceu Jinh Yu Frey pela segunda vez.  ( Cortesia | créditos : @RIZINFF ).

Resultados do RISE 132 no Japão

Empresa de lutas do Sr. Takashi Ito, com sede em em Tóquio, no Japão, o RISE - que significa ( R ) Real, ( I ) Impacto, ( S ) Sports, ( E ) Entertainment - promove eventos na terra do Sol Nascente desde 2003.

A franquia prioriza principalmente os lutadores japoneses, mas também promove algumas lutas internacionais.

O RISE já promoveu 130 shows no Japão e 2 na Coréia. Desde o seu início, o RISE foi o principal concorrente do K-1, colocando os atletas japoneses no topo.

Durante todo esse tempo, a promoção trabalhou em parceria com algumas das principais organizações mundiais de Kickboxing, tais como a WKN : World Kickboxing Network - presidida por Stephane Cabrera - e a ISKA : International Sport Kickboxing Association, essa última através do seu departamento no Japão.

O mais famoso lutador do RISE é Tenshin Nasukawa, o jovem fenômeno que recentemente participou de uma exibição nas regras do boxe contra Floyd Mayweather Jr. no ringue do Rizin Fighting Federation, maior show de MMA do país na atualidade e parceiro estratégico da promoção japonesa na disputa com o K-1.

No domingo, dia 19 de maio, o RISE retornou ao Korakuen Hall, em Tóquio, capital do Japão, para o RISE 132.

No evento principal da noite, o campeão até 53 quilos Toki Tamaru colocou seu título de campeão do peso super mosca em jogo contra Jin Mandokoro.

Além disso, o ex-campeão do Rajadamnern Stadium ( na Tailândia ), Genji Umeno, enfrentou o talentoso sul-coreano Gyudong Lee.

O evento contou com transmissão ‘ao vivo’ pela Abema TV ( Japão ).

Os resultados do “RISE 132” incluem :

RISE 132
19 de maio de 2019
Korakuen Hall
Tóquio, Japão.

Toki Tamaru venceu Jin Mandokoro por decisão unânime  (49-48, 49-48, 50-48 ) - pelo título do super mosca
Masahide Kudo venceu Tarik Totts por nocaute ( chute ). Round 2, 2:32
Genji Umeno venceu Gyudong Lee por TKO ( três knockdowns ). Round 2, 2:48
Kento Haraguchi venceu Tomohiro Kitai por decisão unânime ( 30-27, 30-27, 30-28 )
Masashi Nakajima venceu Daiki Watabe por decisão unânime ( 30-29, 30-29, 30-28 )
Yoshihisa Morimoto venceu Tatsuki Shinotsukai por decisão dividida extra ( 10-9, 9-10, 10-9 )
Kazuma venceu Koi Takeuchi por nocaute ( gancho de direita ). Round 1, 1:02
Guriko Sato venceu Nobuto Ikeda por decisão unânime ( 29-28 × 3 )
YA-MAN venceu YUU por decisão unânime ( 30-28, 30-28, 30-27 )
Delgermuru Kenshinhan venceu Hiroki Naruo por nocaute ( socos ). Round 2, 0:47

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/05/2019
_
Foto : Genji Umeno ( calção azul ) ex-campeão do Rajadamnern Stadium também participou do evento. ( Cortesia | créditos : RISE ).

Korakuen Hall, em Tóquio, recebe o “Lethwei 12 in Japan”

O Lethwei, também conhecido como “boxe birmanês”, é um tipo de luta que teve origem em Mianmar e é considerado o esporte de combate esportivo mais brutal do mundo. O Lethwei é o esporte nacional do país e também é como uma religião para os birmaneses. Nos últimos anos, a empolgação dos fãs de luta ao redor do mundo pelo Lethwei disparou e a mídia especializada em lutas começou a dar cada vez mais destaque ao que está acontecendo na modalidade.

O Lethwei é semelhante aos estilos relacionados em outras partes da ‘esfera cultural asiática’, a saber: Muay Thai ( da Tailândia ), Pradal Serey ( do Camboja ), Muay Lao ( do Laos ), Tomoi ( da Malásia ), e Musti-yuddha ( da Índia ).
Suas técnicas incluem socos, cotoveladas, joelhadas, chutes e ( mais surpreendentemente ) cabeçadas. Os lutadores lutam “sem luvas”, apenas com o uso de fita adesiva e gaze nas mãos.

Depois de estar “na sombra” de outras artes marciais por causa de sanções políticas e econômicas impostas a Mianmar nos últimos anos, o Lethwei foi finalmente catapultado para a popularidade e o MLWC - Myanmar Lethwei World Championship já é uma das maiores competições do gênero no mundo.
Algumas lutas da modalidade também já são transmitidas ‘ao vivo’ pelo UFC Fight Pass.

A maioria dos promotores das lutas de Lethwei em Mianmar já tem negócios massivamente bem-sucedidos e optam por se aventurar no mundo do Lethwei por fama e poder. Eles são milionários ou até mesmo bilionários e são capazes de pagar grandes quantias em dinheiro para os lutadores.

Para se ter uma ideia de quanto a modalidade é rentável para os competidores que obtêm destaque, temos o exemplo de Dave Leduc - o primeiro campeão mundial não-birmanês de Lethwei – que já embolsou mais de US $ 1 milhão de dólares desde 2016.
Obviamente, a quantia representa a somatória das bolsas das lutas ( 50.000 $ - 100.000 $ por lutas com bônus de nocaute ), mais seminários pelo mundo.

E como prova de que os japoneses estão ficando apaixonados pela modalidade, Tóquio estará recebendo hoje ( 17 de maio ), mais uma edição promovida pela Federação Internacional de Lethwei do Japão ( ou ILFJ, na sigla em inglês para International Lethwei Federation of Japan ), cujo evento foi batizado como “Lethwei 12 in Japan”.

A principal pessoa por trás do ILFJ é o ex-promotor de luta livre Japonesa , Yoshiyuki Nakamura, que trabalhou no negócio do Pro Wrestling por 30 anos. Ele fez a transição para o Lethwei em 2016 e já organizou 11 eventos de sucesso na capital do Japão.

-“Aumentamos o interesse dos fãs japoneses pelo Lethwei. Depois de 11 eventos, continuamos fortes com o nosso 12º evento, que acontece no dia 17 de maio. Meu objetivo é expandir o Lethwei em mais países.”-comentou Nakamura, em recente entrevista para a mídia especializada.

O Japão é um dos seis países à sediar oficialmente as lutas de Lethwei, juntamente com Mianmar, Eslováquia, Singapura, Tailândia e Taiwan.

Um dos destaques da competição será o veterano Will Chope ( USA ). Após lutar no Bare Knuckle Boxing ( também conhecido como boxe “sem luvas” ) - em Londres - e no Fight Clubbing - na Itália - ele voltará ao ringue para a sua 110ª luta de Lethwei na tarde dessa sexta-feira.

Chope deverá lutar com Lokuku Daryl ( do Congo ) no Korakuen Hall, em Tóquio, na categoria de peso 75 kg. Pelo que parece, não haverá transmissão ‘ao vivo’, mas o Chope é bem ativo nas redes sociais, então não deixe de fazer o ‘check-in’ e conferir os resultados.

Algumas “pessoas-chave” de Taiwan também foram convidadas a ajudar esse evento do Lethwei no Japão para aprender a dirigir o show de acordo com as tradições da modalidade.

A multidão taiwanesa parece gostar realmente do show brutal. Isso dará mais esperança aos dirigentes da modalidade de verem mais da sua arte marcial ( com origem em Mianmar, há mais de 2000 anos ) voltar à Taiwan no futuro próximo.

Os fãs se questionam sobre qual será o próximo país à sediar o show ? Nova Zelândia ? EUA ? Rússia ? Brasil ?
O futuro parece brilhante para o Lethwe de Myanmar.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 17/05/2019
_
Foto : O Japão é o quarto país do mundo ( em um total de seis ) à sediar as competições do “boxe birmanês”. ( Cortesia : divulgação ).

Resultados do K-1 World GP 2019 do final de semana passado em Tóquio, Japão

Como prova de que está mais ‘vivo’ do que nunca, o “maior evento de ‘trocação’ ( lutas em pé ) do planeta” continua promovendo os seus shows, notoriamente as edições do K-1 World GP, K-1 Koshien, Krush, Khaos e K-1 amateur, todas sob o conglomerado do “renascido” K-1, que é conduzido pela M-1 Sports Media Co. Ltd.

Recentemente foi confirmado o nome do Sr. Yoshihiro Sato ( presidente executivo do torneio Krush, em Nagoya, desde 2016 ) como membro do comitê executivo especial do torneio K-1 Nagoya que será realizado no final de 2019. O anúncio foi feito durante uma conferência de imprensa que contou com a participação do produtor do K-1 no Japão, Sr. Nakamura Takumi.

A organização também tem investido na contratação de novos nomes, como o recém anunciado Daiki Kaneko, um consagrado campeão de Lethwei em Myanmar. O japonês que conquistou o “cinturão de ouro” naquele país em 2017 agora deverá lutar na categoria até 67 kg do K-1.

O mais recente show da franquia aconteceu no domingo, 30 de junho, quando o K-1 Japan Group ( uma das organizações que fazem parte do grupo liderado pela M-1 Sports Media Co. Ltd  ) realizou o “K-1 World GP Super Bantamweight Tournament 2019” no icônico Ryōgoku Kokugikan em Tóquio, Japão.

O campeonato contou com atletas do porte do atual campeão do K-1 até 55 kg Yoshiki Takei, o campeão do K-1 KRUSH super bantamweight Masashi Kumura e o ex-campeão amador de Kickboxing pela ISKA Alex Rivas, entre outros.

No ‘main-event’ ( evento principal da noite ), foi coroado o novo campeão do “K-1 World GP Super Bantamweight Tournament 2019” ( torneio super galo  ).

Além disso, o campeão do K-1 na categoria super leve do K-1, Kaew Weerasakreck, defendeu seu cinturão contra Rukiya Anpo.
Parte do ‘card’ principal contou com transmissão pela Abema TV ( Japão ).

Os resultados do “K-1 World GP Super Bantamweight Tournament 2019” incluem :

K-1 World GP Super Bantamweight Tournament 2019
30 de junho de 2019
Ryögoku Kokugikan
Tóquio, Japão.

Yoshiki Takei venceu Masashi Kumura por nocaute. Round 2, 0:38 - final do torneio super galo
Rukiya Anpo venceu Kaew Weerasakreck por extensão decisão unânime ( 10-8 x3 ) - título super leve
Yuta Murakoshi venceu Xiaolong Huo por decisão unânime ( 30-29 x3 )
Minoru Kumura venceu Cruz Briggs por nocaute. Round 1, 01:37
Daizo Sasaki venceu Fukashi por TKO. Round 3, 2:14
Haruma Saikyo venceu Jorge Varela por nocaute. Round 3, 2:23
Yoshiki Takei venceu Shuhei Kumura por nocaute. Round 1, 1:46 - semifinal do torneio super-galo
Masashi Kumura venceu Samvel Babayan por decisão unânime ( 30-26 x3 ) - semifinal torneio super galo
Tatsuya Oiwa venceu Ryusei Ashizawa por decisão unânime ( 30-26, 30-26, 30-25 )
Pettas Leona venceu Kosuke Komiayam por TKO. Round 2, 2:10
Fumiya Osawa venceu Yuzuki Satomi por decisão unânime ( 30-29 × 3 )
Kaito Ozawa venceu Takahiro por decisão unânime ( 30-28 × 3 )
Shuhei Kumura venceu Sadegh Hashemi por TKO. Round 3, 2:50 - quartas de final do torneio super galo
Yoshiki Takei venceu Alex Rivas por nocaute. Round 1, 2:46 - quartas-de-final do torneio super galo
Samvel Babayan venceu Koki por decisão majoritária ( 29-28, 29-28, 28-28 ) - quartas de final do torneio super galo
Masashi Kumura venceu Phetphangan Mor.Rattanabandit por TKO ( socos ). Round 1 - quartas de final do torneio super galo
Yuta Hayashi venceu Takaya Ogura por nocaute. Round 1, 1:44
Hikaru Tarshima venceu Jinya por nocaute. Round 1, 1:10
Kazuma Takuda venceu Kazuki Fujita por decisão unânime ( 30-29, 30-29, 30-28 )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 04/07/2019
_
Foto : O ‘poster’ oficial de divulgação do K-1 World GP Super Bantamweight Tournament 2019 que aconteceu no dia 30 de junho. ( Cortesia | Créditos : (C) K-1 Japan Group | (C) M-1 Mídia Esportiva ).

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png1.png5.png5.png5.png
Hoje:445
Ontem:1146
Últimos 7 dias:1591
Mês:17909
Total:401555

Conectados simultaneamente

23
Online

19-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top