ptzh-CNenfritjakoruesvi

FMI corta previsão de crescimento do Japão com a propagação da Covid-19

O Japão foi o único país entre as nações do G7 que enfrentou um rebaixamento na mais recente perspectiva do FMI.

O Fundo Monetário Internacional – FMI previu na terça-feira (27) que a economia do Japão crescerá 2,8% em 2021 em comparação ao ano anterior, queda de 0,5 ponto percentual de sua estimativa de abril, enquanto o país continua a enfrentar dificuldades para conter a propagação da Covid-19.

A projeção de crescimento global continuou inalterada a 6%, visto que perspectivas diminuídas para o Japão e economia emergentes como China e Índia foram neutralizadas por panoramas melhorados para os EUA e algumas outras grandes economias avançadas.

Em uma atualização do relatório da Perspectiva de Economia Mundial, a instituição sediada em Washington destacou a contínua divergência de recuperações econômicas em decorrência da pandemia devido a diferenças no ritmo de programas de vacinação e suporte político.

O Japão foi o único país entre o Grupo das Sete nações industrializadas que enfrentou um rebaixamento na mais recente perspectiva do FMI.

O programa de vacinação do país ficou atrás daqueles de outros países desenvolvidos, e a nação impôs restrições antivírus sobre estabelecimentos em meio a um aumento nos casos de coronavírus.

Contudo, antecipa-se que a terceira maior economia do mundo tenha uma recuperação mais forte no segundo semestre de 2021, apoiada por mais esforços de inoculação. O FMI elevou sua perspectiva de crescimento para 2022 em 0,5 ponto para 3%.

Fonte: Japan Times

Tradição do dinheiro para as crianças: ‘otoshidama’

Conheça mais essa tradição de Ano Novo do Japão e saiba como se proceder e sobre a quantia em dinheiro.

Com a ocidentalização as famílias costumam trocar presentes no Natal mas não deixam de preservar a antiga tradição do otoshidama (お年玉).

A história mostra que na antiguidade o chefe da família dividia o omochi, aquele bolinho de arroz, entre os familiares, em pedaços para cada um, no Ano Novo. Com o tempo isso foi mudando para moedas – no sentido de dinheiro.

Hoje em dia a tradição continua. São oferecidos dinheiro em espécie dentro dos envelopes (pochibukuro) com a escrita お年玉. Não são compreendidos como presente, mas para seu uso pessoal ou para poupança. O importante é a intenção, pois todas as crianças ficam muito agradecidas pelo gesto.

Se tem filhos ou sobrinhos frequentando a escola japonesa pode ser que fiquem contentes em receber o envelope.

Para cada faixa etária e laços os valores são diferentes. Nesta matéria serão informados os valores médios da sociedade considerando que são crianças, filhos, sobrinhos ou netos, da família. E quando se diz crianças, incluem-se até os estudantes universitários.

Antes de mais nada a recomendação é ir a uma papelaria ou até mesmo na loja de ¥100 para comprar os envelopes. Outra dica é passar no banco e trocar as cédulas já usadas pelas novas.

Otoshidama para os filhos, sobrinhos e netos

De 0 a 2 anos: tem famílias que costumam entregar ¥1.000 mas o comum é uma moeda de ¥500. Convém guardar – muitas vezes na poupança – porque nessa tenra idade pode até nem entender

De 3 a 6 anos: o comum é uma cédula de ¥1.000 mas há quem dê até ¥3.000

Do primeiro ao terceiro ano primário: em geral costuma-se colocar ¥3.000

Do quarto ao sexto ano primário: ¥3.000 ou ¥5.000, mas jamais ¥4.000 porque não é um bom número no Japão

Ginasial: pelo menos ¥5.000

Colegial: em geral, ¥10.000

Universitário: ¥10.000 ou mais

Otoshidama para filhos de conhecidos

Em geral os valores não mudam muito dos filhos dos parentes. Mas hoje em dia não se costuma oferecer aos universitários.

Etiqueta da entrega

O envelope tem frente e verso. Em geral, na frente se escreve o nome de quem vai receber e no verso o nome de quem oferece, sempre em kanji ou katakana e na vertical. Há envelopes que vêm com o espaço para o destinatário e remetente no verso como os da foto.

Como não se sabe se receberá visitas a recomendação é deixar comprado os envelopes extras e, claro, dinheiro na carteira.

Outro detalhe importante é que mesmo sendo uma cédula nova, se não dobrá-la não caberá no invólucro. A etiqueta recomenda colocar a cédula na sua frente, com o lado direito voltado para cima e dobrar, da esquerda para a direita. 

Na era digital

No momento atual pode-se entregar, no lugar das cédulas, cartões como Quo Card ou do iTunes, Amazon e outros. Desde que não tenha o número 4 na soma, como por exemplo 4 mil, 9 mil ou 14 mil ienes, pois trazem mau agouro.

Fontes: Quo Card e O-Uccino

Shannon Ritch oferece prêmio em dinheiro para quem vencê-lo em MMA na Rússia

Shannon “The Cannon” Ritch é dono de um dos maiores carteis de MMA em todo o mundo : ele é detentor de 226 lutas em sua carreira, tendo iniciado no ano de 1991, quando esse esporte era chamado pelos americanos de Anytihng Goes, No Rules Fight, e ainda No Holds Barred ( NHB ).

Aqui no Brasil, a modalidade era conhecida simplesmente como Vale Tudo.

Embora seu registro no Sherdog aponte apenas 56-84-4, o norte-americano já encarou verdadeiras lendas do esporte tais como Dan Severn, Kazushi Sakuraba, Shonie Carter, Yuki Kondo, Frank Shamrock, Renato Veríssimo e José “ Pelé ” Landy entre muitos outros adversários, já tendo lutado em vários países pelo mundo.

Aos 47 anos de idade e longe de diminuir o seu ritmo de competições, Shannon Ritch já lutou cinco vezes neste ano de 2017, tendo feito duas lutas na Califórina ( Gladiators cahllenge e World Fighting federation ), uma em Tijuana, México ( Império MMA ), e mais duas lutas na China ( The Legend King Championship e Rebel FC ).

Para não ficar muito tempo longe das competições, Shannon aproveitou o intervalo entre uma e outra luta de MMA para se por à prova em outras modalidades esportivas e os resultados foram bastante positivos : ganhou duas medalhas de ouro nos campeonatos mundiais Gi e Nogi de Brazilian Jiu-Jitsu em Long Beach, Califórnia.

Mas Shannon é essencialmente um lutador de MMA e ele está preparando o seu retorno em um novo show que prometer revolucionar o formato desse esporte.

Ele, ao lado do promotor Brad Kohler, já estão divulgando a ideia única junto à mídia especializada em MMA.

O novo show irá se chamar Gender Wars e será realizado dia 12 de janeiro de 2018, na Rússia, muito provavelmente em Moscou, capital daquele país. A franquia conta com um investidor americano que mantêm uma empresa russa e, pelas dimensões do evento, esse investidor tem muita “bala na agulha”.

O promotor Brad Kohler, inclusive, já reservou os três primeiros eventos, que serão transmitidos exclusivamente através do sistema de Pay-Per-View. Para esse primeiro show estará sendo distribuída uma premiação de $ 1, 000, 000 milhões de dólares em dinheiro.

Os conceitos básicos do novo show são simples : sem ringue de cordas, sem “cage” ou octógono, sem limite de tempo e sem regras. A vitória só poderá ser obtida por nocaute ou finalização.

Tudo isso é permito na Rússia.

Entretanto, se o Gender Wars fosse promovido nos EUA seria uma presa fácil para as famigeradas comissões atléticas estaduais.

Exceto, é claro, se o show fosse promovido em alguma reserva indígena, onde a lei do homem branco não vigora e as autoridades nada podem fazer.

Tal expediente já foi utilizado por algumas companhias empreendedoras de MMA no passado e segue sendo a prática de algumas poucas outras, hoje em dia.

Shannon Ritch está em busca de um adversário para este show e declarou que irá lutar com qualquer homem interessado em enfrenta-lo. O competidor deve obter a autorização para voar para a Rússia e irá receber US $ 1.000 para competir. Se conseguir a vitória, Ritch vai doar seus $ 50 K.

Então, se você está impressionado com as referências de Ricth listadas acima e acredita ter o que é preciso para batê-lo poderá arriscar uma premiação de $ 51,000 no caso de vencer a luta.

A única luta confirmada para o Gender Wars até agora será o duelo entre Travis Wiuff ( 75-21-1 ) vs. Wes Sim ( 24-14-1-2 ), veteranos do MMA e verdadeiras lendas vivas desse esporte, mas os grandes prêmios em dinheiro estão despertando o interesse de outros nomes conhecidos.

Mark Coleman e Gary Goodridge, inclusive, estarão atuando como “cornermen” ou ´corners´ na grande noite.

Para quem não sabe,o promotor Brad Kohler não é nenhum estranho ao mundo do MMA. Ele tem um recorde de 12-15 em competições profissionais do esporte.

Contudo, ele acredita que o seu show poderá ser mais ´saboroso´ para o público do que aqueles baseados nas regras impostas pela Comissão Atlética do Estado de Nevada ( NSAC ).

Kohler, também é fundador do Combo Hitter System, e existem especulações que seu parceiro de negócios, AJ Hiller do MMA Signatures, também poderá se envolver nessa promoção. Ambos estariam cientes dos riscos pertinentes à envolver esse novo empreendimento.

Apesar de tudo, é a luta principal da noite que está causando a principal polêmica entre os fãs de MMA, uma vez que a mesma será disputada entre um homem e uma mulher, sendo que essa idéia também será implementada nas próximas edições do show.

Mas não se preocupem, pois tais confrontos entre homens e mulheres também são permitidos na Rússia.

Outro ponto intrigante é que não haverá audiência ao vivo. Portanto, não haverá ingressos vendidos pessoalmente, e a única maneira de ver o Gender Wars é comprar o show pelo pay-per-view.

Mas os lutadores participantes também estarão sujeitos à aprovação dos exames médicos adequados.

Deixe a Mãe Rússia retirar as preocupações sobre as comissões atléticas estaduais e sanar as dúvidas em torno das competições inter-gênero : homens vs. mulheres. É inevitável.

Alguns estão à indagar : Um homem contra uma mulher em uma briga no quintal, o que poderia dar errado?

Bem, os organizadores estão ansiosos para saber se haverão pessoas suficientes lá fora para comprar o show e cobrir os custos associados à produção, publicidade, etc.

Mas somente quando o dia 12 de janeiro chegar nós saberemos se o Gender Wars será realmente um sucesso.

A premiação em dinheiro dos lutadores está garantida graças ao novo investidor.

Particularmente, eu ainda prefiro ver a luta de Shannon Ritch contra qualquer homem que esteja disposto à enfrenta-lo.

O show completo com todas as lutas do Gender Wars será transmitido em pay-per-view no inplayer.com

Se você se interessou pelo projeto e gostaria de obter mais detalhes sobre o mesmo, poderá enviar um e-mail para : genderwarsmma @ yahoo.com

Esta pode ser a sua chance de se projetar em uma grande promoção de MMA, pois os organizadores ainda estão à procura de alguns potenciais candidatos para completar o card do Gender Wars.

Colaborador: Oriosvaldo Costa.

Crédito da imagem:Lutador desafia qualquer homem interessado em enfrenta-lo na Rússia. ( foto : cortesia de Shannon Ritch ).

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png0.png5.png2.png9.png
Hoje:565
Ontem:1153
Últimos 7 dias:565
Mês:16883
Total:400529

Conectados simultaneamente

30
Online

18-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top