ptzh-CNenfritjakoruesvi

Governo vai exonerar diretor de logística da Saúde, acusado de cobrar propina em vacina

O governo Jair Bolsonaro, vai exonerar o diretor do Departamento de Logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias. Segundo reportagem do jornal Folha de S. Paulo, representante de vacina disse que Dias teria cobrado propina para fechar contrato de compra das doses.

O Ministério da Saúde encaminhou ao Palácio do Planalto, na noite desta terça-feira, 29, pedido de demissão de Dias. Apadrinhado de Ricardo Barros (PP-PR), líder do governo na Câmara, o diretor está no cargo desde janeiro de 2019, ainda na gestão de Luiz Henrique Mandetta.

Segundo nota do ministério da Saúde, a exoneração de Dias será publicada no Diário Oficial da União de quarta-feira, 30. O motivo da demissão não foi informado.

Segundo o jornal, Luiz Paulo Dominguetti Pereira, representante da empresa Davati Medical Supply, Dias teria cobrado propina de US$ 1 por dose vendida, em jantar num restaurante de Brasília. O diretor não teria respondido aos contatos do jornal.  O presidente da CPI da Covid, Omar Aziz (PSD-AM), disse que o caso será investigado pela comissão.

O departamento de logística é responsável, no ministério, pela assinatura de contratos. O setor foi “loteado” para o PP, partido da base de Bolsonaro.

Na semana passada, Dias foi citado pelo servidor Luis Ricardo Miranda, em depoimento à CPI da Covid, como tendo feito “pressão atípica” pela liberação da Covaxin. No mesmo dia, o seu irmão, deputado Luis Claudio Miranda (DEM-DF), disse que os dois levaram a denúncia para Bolsonaro, que teria dito que era “rolo de Ricardo Barros”.

Fonte: Jornal Estadão SP.

Empresa que negociou Covaxin recebeu R$ 66 mil de clínica e é alvo de ação

BRASÍLIA – A Precisa Medicamentos, empresa que negocia a vacina indiana Covaxin, recebeu R$ 66 mil da MDC Vacinas, clínica privada de Porto Alegre (RS), como pagamento adiantado pelo envio de doses do imunizante.

O valor total dos produtos contratados era de R$ 660 mil. A entrega, porém, nunca aconteceu porque a lei não permite a venda de vacinas pelo mercado privado e a vacina indiana ainda não tem aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

No dia 18 de junho, o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu acatar o pedido da clínica gaúcha e determinou o bloqueio das contas da Precisa. A representante brasileira do laboratório indiano Bharat Biontech chegou a pedir que o processo na Justiça ficasse em sigilo, o que foi negado pelo TJ-SP.

Como mostrou o Estadão, em janeiro, a Precisa assinou um contrato com Associação Brasileira de Clínicas Privadas (ABCVAC) para que a iniciativa privada pudesse imunizar contra o coronavírus com o produto da Índia.

O contrato era de 5 milhões de doses e previa cinco faixas de preços, que variavam de acordo com a quantidade adquirida. Caso todas as doses tivessem sido vendidas ao preço mínimo, a Precisa receberia US$ 163,55 milhões (ou R$ 804,666 milhões na cotação atual do dólar, de R$ 4,92). Nas compras acima de 100 mil doses, o preço unitário é o menor possível e cada uma sairia por US$ 32,71 (R$ 160,93 ). A menor quantidade possível de ser adquirida (2 mil a 7,2 mil doses), cada imunizante ficaria a US$ 40,78 (R$ 200,63). O contrato não estabelece o valor pelo qual as clínicas venderiam cada dose a seus clientes.

O acordo também prevê que as clínicas que fechassem negócio com a Precisa poderiam requerer seu dinheiro de volta caso a Covaxin não obtivesse autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) até 15 de abril. Caso que acontece com a cliente de Porto Alegre.

Até agora, porém, a agência concedeu apenas uma autorização excepcional para a importação de parte das doses compradas pelo Ministério da Saúde. A Precisa apresentou nesta terça-feira, 29, um novo pedido para uso emergencial do imunizante no País. Em um revés para a empresa intermediadora, o governo federal decidiu suspender o contrato em que receberia 20 milhões de doses da Covaxin. A decisão aconteceu com base em suspeitas de corrupção no processo.

Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid na sexta-feira, 25, Luis Ricardo Fernandes Miranda, chefe do setor de importação do Ministério da Saúde, afirmou ter sofrido pressão de superiores para acelerar a compra do imunizante indiano. O servidor apontou uma tentativa de pagamento antecipado e, ao lado do irmão, o deputado Luis Miranda (DEM-DF), se reuniu com Bolsonaro em março para apontar indícios de corrupção no acordo.

Na ocasião, segundo o deputado, o presidente atribuiu as suspeitas a “mais um rolo” do deputado Ricardo Barros (Progressistas-PR), ex-ministro da pasta e atual líder do governo na Câmara.

Ainda segundo Miranda, Bolsonaro disse que acionaria a Polícia Federal para investigar o caso, mas nenhuma investigação foi aberta na época.

Fonte: O Estado de S.Paulo.

CPI da Covid tem apoio para ser prorrogada, mas Pacheco resiste

BRASÍLIA – O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), resiste a prorrogar de imediato por mais três meses a CPI da Covid. Pacheco avalia consultar os líderes de partidos na Casa para decidir sobre o adiamento do fim da CPI, que investiga ações e omissões do governo do presidente Jair Bolsonaro na pandemia do coronavírus.

Senadores que defendem a continuidade da comissão não descartam um novo apelo para que o Supremo Tribunal Federal (STF) obrigue o Senado a prorrogar a CPI, caso Pacheco cause dificuldades. “Essa análise deve ser feita ao final do prazo de 90 dias da Comissão Parlamentar de Inquérito. E, por certo, será feita nessa ocasião”, disse Pacheco durante a sessão plenária ontem. Até terça-feira, o pedido tinha 34 das 27 assinaturas necessárias pela prorrogação.

Na segunda-feira, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apresentou um requerimento solicitando que os trabalhos da CPI continuem por três meses. Se não houver recesso, cenário mais provável, a comissão acaba em 26 de julho.

A prorrogação ocorre no momento em que a CPI segue uma nova linha de investigação, que apura uma suspeita de corrupção para a compra de vacinas, incluindo a Covaxin. Segundo o deputado Luis Miranda e o irmão dele, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Fernandes Miranda, o presidente Jair Bolsonaro foi alertado sobre problemas no contrato.

“Já estão coletadas todas as assinaturas para a prorrogação dos nossos trabalhos. Já adentramos em uma nova fase da investigação. As fases que ficaram para trás restam comprovadas por depoimentos, por informações, por confissões, e nós estamos também, paralelamente, fazendo a transferência dos sigilos e detalhando a problemática que esta CPI reúne”, disse o relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL).

Para que o prazo da CPI seja prorrogado por mais três meses, Pacheco precisa ler o requerimento em uma sessão do plenário do Senado, assim como fez na instalação do colegiado. O governo pode agir para retirar as assinaturas antes da leitura do documento no plenário, barrando a prorrogação da CPI.

Em abril, o presidente do Senado só autorizou o funcionamento da comissão após ser obrigado por decisão do Supremo. Pacheco tem manifestado insatisfação com o governo, mas mantém a porta aberta para interlocução. Na semana passada, por exemplo, ele criticou o veto de Bolsonaro ao projeto que aumenta a área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) em Minas Gerais e afirmou que o Ministério da Economia tem “insensibilidade social”.

Fonte: O Estado de S.Paulo.

Quarta-feira: 4,5 mil testam positivo

Embora no geral o número de novos casos venha em queda, ainda há províncias onde continua o aumento.

Foram confirmadas 4.536 pessoas com resultado positivo para o novo coronavírus, na quarta-feira (26), em 46 províncias, incluindo 10 passageiros nos aeroportos. A única província com 0 casos foi Tottori.

A soma cumulativa aumentou para 730.391 pessoas infectadas.

Nas 10 províncias sob estado de emergência, continuam elevados os números em Hokkaido e Okinawa, com 551 e 302, respectivamente. Foram 743 em Tóquio, 81 em Quioto, 140 em Hyogo, 331 em Osaka, 82 em Okayama, 11 em Ehime, 166 em Hiroshima e 445 em Aichi.

Em relação às 8 sob as medidas prioritárias, foram 164 em Saitama, 123 em Chiba, 225 em Kanagawa, 36 em Ishikawa, 51 em Kumamoto, 64 em Gunma, 32 em Mie e 73 em Gifu.

Foram 8 em Shimane, 7 em Fukui, 35 em Nagano, 47 em Tochigi, 79 em Shizuoka, 42 em Shiga, entre outras.

Foi alto o número de óbitos, sendo 27 em Osaka, 17 em Hyogo, 13 em Hokkaido e em Aichi, 6 em Kanagawa, 5 em Tóquio, 4 em Chiba, 3 em Shiga e em Gunma, entre outras províncias. A soma na epidemia aumentou para 12.627 mortes.

São 1.413 enfermos graves dentre os 62.951 pacientes em tratamento.

Em contrapartida aumentou para 654.813 o número de pessoas recuperadas.

Na segunda-feira (24) foram realizados 45.738 testes PCR.

Até terça-feira (25) foram aplicadas 10.030.865 doses da vacina contra o coronavírus.

Fontes: News Digest e NHK

Eventos esportivos serão mantidos em meio à pandemia da Covid - 19 nos países europeus

Apesar de manter as medidas restritivas da pandemia de Covid-19, o Governo de Genebra - um cantão da Suíça, cuja capital é a cidade de Genebra - anunciou uma possível flexibilização das restrições na área de esportes, disse Mauro Poggia, ministro da Saúde do Cantão, na última quarta-feira ( 17 de fevereiro ).
 
-“Hoje é preciso preservar a saúde das pessoas principalmente a saúde mental. Quando chegar o bom tempo, vai ficar cada vez mais difícil dizer às pessoas: ‘fiquem como estão, sem esportes e preparo físico’. Então, se algo é para ser amenizado, então na minha opinião, essa direção deve ser uma prioridade”.-declarou Poggia, durante uma entrevista concedida à mídia russa Sputnik.
 
A declaração não se destinava apenas à prática desportiva individual.
 
Logicamente, os eventos esportivos deverão seguir as medidas preventivas de saúde e o ministro acrescentou que se estas forem seguidas, os eventos culturais também estarão entre os primeiros com probabilidade de regressar, pois têm impacto na saúde mental da população, continuou o governante, especificando, porém, que as autoridades levariam em conta as decisões do governo federal de Berna sobre o assunto.
 
Poggia observou que embora o cantão de Genebra - um dos 26 estados membros que compõem a Confederação Suíça - cumpra as decisões sobre as medidas do Covid-19 do governo federal, este último deve permitir que as autoridades cantonais determinem a escala das restrições para prevenir o terceiro surto de coronavírus e, ao mesmo tempo, evitar maiores prejuízos à saúde mental da população.
 
Uma das razões por trás do aumento de casos de Covid-19 em Genebra ( além do número crescente de testes realizados diariamente ) é o fluxo de pessoas vindas da vizinha França, já que essa movimentação beneficia a economia, apesar das restrições.
 
FLEXIBILIZAÇÃO DEVERÁ SER SEGUIDA EM OUTROS PAÍSES
 
Por falar em França, muitas organizações europeias de MMA planejam realizar seus ‘cards’ naquele território desde o ano passado, quando o esporte foi legalizado por lá.
 
Uma dessas promoções é o Cage Warriors, organização de MMA londrino, cujo‘card’ inaugural foi realizado em 27 de julho de 2002. A promoção planejava realizar um evento em Paris em 2020. No entanto, a pandemia frustrou tais planos.
 
Mas agora, o presidente do Cage Warriors, Graham Boylan, anunciou que ainda planeja uma edição do seu show em Paris, na França, neste verão. O anúncio foi feito durante uma entrevista concedida ao site MMAJunkie na última segunda-feira.
 
A data programada é 3 de julho e agora o Cage Warriors aguarda confirmação do governo local.
 
Ainda de acordo com o presidente da franquia, o Cage Warriors já tem outras datas programadas para esse ano de 2021.
 
A programação terá início com uma “trilogia” de eventos : Cage Warriors 120, 121 e 122, respectivamente. Os shows estão programados para os dias 18, 19 e 20 de março, em Londres, Inglaterra.
 
Observe que à exceção do evento de junho, que marcará a estréia da organização nos EUA, todos os outros ‘cards’ deverão ser realizados em países do continente europeu em uma ambiciosa programação composta por 17 eventos até o final deste ano.
 
Aqui estão as datas que foram reveladas:
 
18 a 20 de março - Trilogia de eventos em Londres, Inglaterra
4 de junho - Califórnia, EUA
17 a 19 de junho - Trilogia de eventos em Londres, Inglaterra
3 de julho - Paris, França
31 de julho - Dublin ou Belfast, Irlanda
30-2 de outubro - Trilogia de eventos em Londres, Inglaterra
 
Outros eventos também estão planejados para novembro e dezembro, mas nem as datas nem os locais foram fixados.
 
Todos os eventos serão transmitidos no UFC Fight Pass.
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 18/02/2021
_
Foto acima : O Cage Warriors divulgou a sua programação composta por 17 eventos, quase todos em países do continente europeu, até o final deste ano. ( Cortesia | Créditos : (C) Cage Warriors | Divulgação ).
 
Abaixo : O ‘flyer’ de divulgação do “Cage Warriors Paris”, que já teve uma data anunciada. ( Cortesia | Créditos : (C) Cage Warriors | (C) boxemag.com | Divulgação ).
 
PARIS 883ea936daa03f2b73e2eba926df65dc f70cb

Vodka, saúna e esportes : conselhos do presidente da Bielorrússia para combater o coronavírus

Apesar das medidas preventivas adotadas em diversas partes do mundo para combater a propagação do novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ), o vírus responsável pela doença Covid-19, a conduta das lideranças de alguns países para conter o avanço da infecção pode ser considerada, no mínimo, polêmica. Um destes líderes é Aleksander Lukashenko, presidente da Bielorrússia ( ou Belarus  ), que comanda o destino daquele país do Leste Europeu desde 1994. O líder máximo da Bielorrússia disse que o fato da Organização Mundial da Saúde ( OMS ) ter declarado a pandemia da Covid-19 não significa nada, pois no seu país todas as infeções sempre foram combatidas, não apenas o novo coronavírus. -“Praticamente não existe um único país que não seja afetado por esse vírus. Mas é muito diferente uma pessoa ficar doente num país no norte de África, enquanto 475 pessoas morrem em apenas 24 horas na Itália. É uma grande diferença”.-observou. Para ele, a coisa mais perigosa não é o coronavírus, mas sim a ‘psicose’ que este gerou. -“Estas coisas ( as pandemias ) passam. O mais importante é não entrar em pânico”.-declarou. Lukashenko atacou os países que fecharam as suas fronteiras de modo a conter o novo coronavírus, especialmente a Rússia, chamando essa medida de ‘parvoíce absoluta’. -“Muitos países fecharam-se aos estrangeiros. Entre eles cinco países vizinhos da Bielorrússia. É uma ‘parvoíce total e absoluta’, algo que já está confirmado. Isso não vai defender a Rússia de forma alguma. Especialmente se for um encerramento seletivo. Mas é problema deles”.-disse o presidente em declarações recolhidas pela agência BelTA. -“O mundo ficou maluco com o coronavírus. Essa ‘psicose’ aleijou as economias nacionais em quase todos os lugares do mundo. Não há necessidade de entrar em pânico, é preciso continuar a trabalhar. Especialmente agora. Vão para o campo e procurem trabalhar pesado, seja manualmente ou nos tratores. A vida no campo, o trabalho braçal e o trator curam todas as pessoas”.-Complementou, insistido para que os cerca de 9,5 milhões de habitantes do seu país continuem a trabalhar. -“Vão fazer uma sauna, desde que seja seca, duas ou três vezes por semana. Os chineses dizem que o vírus morre a partir dos 60 graus centígrados”.- acrescentou, em outra declaração ao país. Em outra entrevista, esta concedida ao jornal britânico ‘The Times’, Lukashenko sugeriu que a população ‘envenene’ o coronavírus com vodca e até lave as mãos com a bebida. -“Vocês deveriam beber o equivalente a 40-50 mililitros de álcool por dia. Mas não no trabalho. Pratiquem esportes também”.- afirmando que a prática esportiva é o melhor remédio contra o coronavírus. O esporte, aliás, continua ‘à todo vapor’ na Bielorrússia, uma vez que o líder máximo da nação apoia a manutenção dos torneios esportivos, como também se recusa a impor isolamento à população.
O presidente afirma que a pandemia é uma oportunidade para mostrar os esportes do país. -“Eu vejo a Rússia e muita gente lá ganha dinheiro com apostas, porque de antemão eles não conheciam os nossos times”.-ele disse. O presidente Lukashenko, inclusive, participou de um jogo de hóquei no gelo no sábado ( 28 de março ), junto com centenas de torcedores.
Anteriormente, ele já havia disputado amigáveis partidas deste que é o seu esporte favorito com o russo Vladimir Putin. -“É melhor morrer de pé do que viver de joelhos”.-começou à dizer, antes de uma jornalista perguntar se existe algo que o faça deixar de jogar. -“A mim? É possível. Mas ... por que razão? Não entendo. Não há vírus aqui. Você vê o vírus por aqui? Eu também não vejo. É uma pista de hóquei, é o melhor para a saúde. O desporto, principalmente os desportos no gelo, são o melhor remédio para o vírus. Este é melhor dos desportos, este estádio é onde está a verdadeira cura do vírus”.-concluiu. A temporada de futebol lá começou em março de 2020 e a primeira rodada do campeonato nacional contou com um público de 933 pessoas.
Os torcedores têm álcool em gel à disposição nos estádios e também tem a sua temperatura medida. Não custa lembrar que não é só o esporte que continua acontecendo na Bielorrússia normalmente. Estão abertos cinemas, teatros, restaurantes e até as fronteiras do país - apesar de vizinhos como a Rússia e a Ucrânia terem tomado medidas mais drásticas para enfrentar a pandemia, como fechar escolas e cancelar eventos para evitar aglomerações. Até o dia 1º de abril, o Ministério da Saúde da Bielorrússia registrava 163 casos de Covid-19 no país, com 47 pacientes recuperados e apenas 2 mortes. *Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 02/04/2020
_
Foto : O presidente da Bielorrússia, Aleksander Lukashenko, afirma que o esporte é o melhor remédio contra o coronavírus ( Cortesia | Créditos : Andrey Pokumeiko | BelTA | Divulgação | Via Reuters ).

Surto de Coronavírus no Japão poderá forçar o adiamento de eventos por duas semanas

O CEO do RIZIN, Nobuyuki Sakakibara, falou sobre os desenvolvimentos futuros após o torneio “RIZIN.21”, realizado em 22 de fevereiro de 2020 ( sábado ) na Hamamatsu Arena, em Shizuoka. Foi anunciado anteontem que o próximo ‘card’ da franquia, o “RIZIN.22”, deverá ser realizado no dia 19 de abril ( domingo ), na Yokohama Arena. Contudo, Sakakibara comentou sobre as suas preocupações à cerca do impacto do novo coronavírus, oficialmente chamado COVID-19. -“Estou preocupado com a forma como a infecção pelo coronavírus se espalhará por aqui, mas dependerá de quando será o pico do surto e quando este chegará ao fim, como você pode ver nos exemplos de outros patógenos. Ouvi dizer que as bactérias desaparecerão se a temperatura exceder 20 graus, mas, em qualquer caso, eu estarei atento às informações e continuo tendo em mente que nós estaremos bem prepararemos para o dia 19 de abril e realizaremos o torneio ”.-afirmou Sakakibara. Na tarde de quarta-feira ( 26 de março ), o primeiro-ministro do Japão Abe Shinzo pediu que todos os eventos esportivos e culturais sejam suspensos ou limitados durante duas semanas, como parte da luta para conter a disseminação do coronavírus no país. Abe Shinzo - que em maio de 2019 adotou a estrutura tradicional de nomes no Japão, com o sobrenome na frente - afirmou que esse período é importante para deter a disseminação da infecção. -“Considerando que as próximas duas semanas são extremamente importantes para evitar a propagação da infecção, solicitaremos a suspensão, adiamento ou redução do tamanho ( dos eventos ) nesse período, pois o governo considera existir um risco de transmissão em larga escala nos eventos esportivos e culturais em todo o país”.-disse Abe, no Parlamento, ao pedir aos organizadores que considerem cancelar ou adiar seus eventos, embora isso não seja obrigatório. Em resposta à esse pedido, a indústria das artes marciais anunciou o cancelamento do “SHOOT BOXING Hanayashiki Extreme.4”, que seria realizado em 1º de março no Asakusa Hanayashiki / Asakusa Flower Theatre, em Tóquio. O mundo do boxe decidiu adiar um torneio doméstico marcado para março e, os dirigentes da Luta Livre ( modalidade conhecida aqui no Brasil como ‘Telecatch’ ), anunciaram que a New Japan Professional Wrestling cancelará 11 torneios de 1 à 15 de março, mas que retornará às suas atividades posteriormente. Uma outra opção seria fazer que nem a liga de beisebol de Tóquio, que informou que realizará partidas sem espectadores até o dia 15 de março. Quanto às Olimpíadas, os preparativos para os próximos Jogos Olímpicos de Tóquio ainda estão em andamento apesar do coronavírus, informou o Comitê Olímpico Internacional ( COI ) também na quarta-feira. -“Os preparativos para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 continuam como planejado. Contramedidas contra doenças infecciosas constituem uma parte importante dos planos do Tóquio 2020 de sediar Jogos seguros e protegidos. Tóquio 2020 continuará a colaborar com todas as organizações relevantes que estão monitorando cuidadosamente qualquer incidência de doenças infecciosas e analisará quaisquer medidas preventivas necessárias a todas as organizações envolvidas”.-afirmou o serviço de imprensa do COI. O COI disse ainda que estava em contato com a Organização Mundial de Saúde ( OMS ) e seus próprios especialistas médicos : -“Temos plena confiança de que as autoridades relevantes, em particular no Japão e na China, tomarão todas as medidas necessárias para resolver a situação”.-explicou o serviço de imprensa. Os políticos japoneses estão confiantes com relação à realização das Olimpíadas em seu país : -“O COI está se preparando para os Jogos de Tóquio tal como programado. Continuaremos nossos preparativos para que o COI possa tomar decisões sensatas”.-afirmou a ministra Seiko Hashimoto, no Parlamento. Segundo os especialistas, a epidemia deve durar de dois a três meses, com algumas previsões apontando para o seu término depois de abril. Nesse caso, o surto poderia afetar um pouco mais o mundo do MMA no Japão.
Será que haverá uma logística propícia para a realização do “RIZIN.22” em 19 de abril ? Nós esperamos que sim e aproveitamos para parafrasear Zhang Jifeng, vice-diretor do Instituto de estudos japoneses na Academia Chinesa de Ciências Sociais, quando este disse : -“Do fundo do coração, esperamos que o Japão melhore em breve e que juntos possamos desfrutar dessa celebração do esporte e do renascimento”.-declarou Zhang. Por agora, fiquem com as lutas anunciadas para o “RIZIN.22” até o momento. RIZIN.22
19 de Abril de 2020
Yokohama Arena
Yokohoma, Japão Manel Kape (c) vs. Hiromasa Ogikubo ( pelo cinturão do peso galo )
* Mikuru Asakura x Kotetsu Boku ( peso leve ) *
* TBC *Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 27/02/2020
_
Foto : A medida se faz necessária até que o surto arrefaça, após o seu pico. Mas o CEO do RIZIN Nobuyuki Sakakibara ainda está esperançoso quanto à realização do “RIZIN.22” em 19 de abril. ( Créditos | Cortesia : @RIZINFF | MMA Japan ).

Olimpíadas: 500 voluntários estrangeiros poderão entrar no Japão

Voluntários do exterior terão permissão sob regras especiais de entrada para auxiliar na Tokyo 2020 neste verão.

Cerca de 500 voluntários estrangeiros podem ter permissão para entrar no Japão sob regras especiais de entrada para auxiliar na Olimpíada e Paralimpíada de Tóquio neste verão, disseram na segunda-feira (22) fontes com conhecimento do assunto.

Organizadores locais descartaram a aceitação de voluntários do exterior, em princípio, como precaução para impedir a propagação do coronavírus, mas poderia fazer uma exceção para cerca de 500 pessoas com habilidades especiais necessárias para realizar os jogos.

De acordo com os organizadores, cidadãos estrangeiros formaram até cerca de 10% de um total de 80 mil voluntários antes da pandemia ter forçado o adiamento dos jogos em 1 ano.

Os conselhos organizadores das olimpíadas decidiram formalmente no sábado (20) que os jogos seriam realizados sem espectadores do exterior devido à pandemia.

O governo vai considerar maneiras de permitir a entrada de especialistas voluntários do exterior. Cidadãos japoneses que vivem foram do país devem ter permissão para se voluntariar.

Fonte: News and Culture

Gifu e Mie: mais confirmações de infecção pela variante do coronavírus

Depois das 8 confirmações em Aichi, no dia seguinte, soube-se de novos casos de infecção pelo vírus mutante em Gifu e Mie.

Semanalmente o governo divulga os dados da infecção pelo vírus mutante no país. Até 21 o número de pessoas infectadas por uma das variantes do coronavírus aumentou para 540 no país, incluindo os 87 passageiros nos aeroportos.

As províncias com maior número são Osaka, Hyogo e Saitama. No entanto, o vírus mutante está se expandindo, tanto que na segunda-feira (22) foram confirmados os primeiros 8 casos em Aichi.

Na terça-feira (23) o governo da província de Mie informou que 5 pessoas já testadas positivo, tiveram confirmação da infecção por uma das cepas do vírus mutante.

São duas pessoas na faixa dos 20, mais uma de cada na casa dos 30, 40 e 70 anos. Com esses novos casos, aumenta para 11 confirmações na província.

As amostragens foram enviadas para o NIID-Instituto Nacional de Doenças Infecciosas para verificar a cepa.

Na província de Gifu foram confirmados mais 2 novos casos no mesmo dia. Assim, o total de pessoas com confirmação da infecção por uma das variantes do coronavírus aumentou para 21.

Fontes: Ise Shinbum, NHK, ANN, Nagoya TV e Gifu Shimbun

Áreas no Japão iniciam vacinação geral em abril

Ministro notificou municípios com populações de até mil pessoas e comunidades de ilhas para vacinar o público geral junto com os idosos.

Alguns municípios do Japão devem iniciar as vacinações contra coronavírus para o público geral junto com os idosos em 12 de abril.

O plano foi anunciado pelo Ministro da Reforma Regulatória, Taro Kono, que é responsável pelo programa de vacinação contra coronavírus do governo.

Kono disse aos repórteres terça-feira (23) que ele notificou municípios com populações de até mil pessoas e comunidades de ilhas para vacinar o público geral junto com os idosos.

O ministro disse que o governador de Okinawa, Denny Tamaki, afirmou a ele que duas pequenas ilhas na província planejam começar a imunização do público geral no próximo mês.

Kono também se referiu à vacinação de cerca de 14 mil membros de missões diplomáticas estrangeiras e suas famílias sediadas no Japão. Ele indicou que tais pessoas estarão sujeitas a processos de vacinação onde suas missões estão localizadas, com as áreas consideradas seus lugares de residência.

Fonte: NHK

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« September 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

FreeCurrencyRates.com

Visitantes online

Advertising area




Contador de visitas

0.png3.png7.png8.png4.png7.png8.png
Hoje:343
Ontem:516
Últimos 7 dias:343
Mês:53916
Total:378478

Conectados simultaneamente

13
Online

20-09-21

Parceiros

Go to top