ptzh-CNenfritjakoruesvi

Circuito Nordestino de K-1 e Boxe retorna à Mauriti - CE em novembro de 2020

Desde o início das suas atividades no dia 20 de junho de 2014, o Circuito Nordestino de K-1 e Boxe já sediou edições em Recife e em outras cidades do interior do estado de Pernambuco como Ipojuca, Jaboatão dos Guararapes e Cabo, além de outras etapas em localidades como Maceió-AL e João Pessoa-PB.

Agora, o “maior evento de ‘trocação’ do Nordeste” retorna à cidade de Mauriti, no interior do estado do Ceará.

Localizada ao redor de municípios limítrofes dos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco, a cidade já havia recebido uma etapa anterior da competição no dia 8 de Julho de 2017 e outra no dia 16 de novembro de 2019.

A edição deste ano está agendada inicialmente para o dia 14 de novembro, praticamente “um ano após o último show na cidade”.

O presidente do Circuito Nordestino de K-1 e Boxe, Grão Mestre Eduardo Moraes, está bastante empolgado e promete lutas de alto nível, uma vez que lutadores de cidades próximas da região do Cariri ( Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha ) sempre demonstraram interesse em participar do evento, bem como atletas dos estados vizinhos.

Os confrontos serão disputados sob as regras do Kickboxing, Muay Thai e Boxe e as lutas serão chanceladas pelo CIAM - Conselho Internacional de Artes Marciais, WPKB - World Professional Kickboxing e IBFed - Intercontinental Boxing Federation.

Os planos para o próximo evento começam por ter uma disputa pelo título brasileiro de K-1 com o atleta de Juazeiro do Norte-CE, Anderson Silva, ( do Bibiano Team ), que conquistou o cinturão de campeão Norte-Nordeste no evento do ano anterior, além de alguns outros confrontos que serão casados nas regras do Kickboxing e do Muay Thai.

Alguns dos vencedores da 21ª edição do Circuito Nordestino de K-1 e Boxe em Mauriti-CE, como Jeibson ( PB ) e Vandeilson ( CE ), ainda não confirmaram presença no “card”.

Os organizadores também estão negociando com Raphael Dom Garcia, Campeão Mundial de Boxe pela World Boxing Union ( WBU ), para que o mesmo faça uma luta nas regras da ‘nobre arte’.

Não custa lembrar que Roy Jones Jr. - que conquistou títulos mundiais em quatro categorias de peso - também já foi campeão pela WBU e deixou o título vago.

Raphael Dom Garcia é carioca e já foi campeão brasileiro pela Associação Nacional de Boxe ( ANB ) e latino-americano pela World Boxing League ( WBL ).

Apesar de algumas dificuldades em torno das últimas edições, os promotores do Circuito Nordestino de K-1 e Boxe estão trabalhando e lutando para melhorar o seu produto. Qualquer um que já tenha lutado, seja em boxe ou em qualquer outra disciplina de artes marciais sabe que uma falha ou decepção não pode fazê-lo desistir de continuar tentando e tentando, até obter sucesso.

Esta lição está agora aparentemente sendo aplicada pelos promotores do Circuito Nordestino de K-1 e Boxe. Esperamos fazer a reportagem com a cobertura do show de 14 de novembro em Mauriti-CE já com os reflexos destes esforços.

Atletas interessados em lutar ou que desejam obter maiores informações sobre as próximas etapas, favor entrar em com o presidente do Circuito Nordestino de K-1 e Boxe, Grão Mestre Eduardo Moraes, pelo número : ( 88 ) 9 9468 4226.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/02/2020
_
Foto : O “maior evento de ‘trocação’ do Nordeste” retorna à cidade de Mauriti, no interior do estado do Ceará. ( Créditos | Cortesia : Assessoria de imprensa do evento | Eliane Barreto ).

Khabib Nurmagomedov receberá US $ 100 milhões para lutar boxe com Floyd Mayweather

Ali Abdelaziz, O “manager” ( gerente ) de Khabib Nurmagomedov, declarou ao site TMZ que dois árabes muito ricos e poderosos ofereceram US $ 100 milhões para Khabib lutar boxe com Floyd Mayweather em Riad, na Arábia Saudita.

Além disso, o artista marcial misto russo também receberia US $ 100 milhões oferecidos pelos mesmos bilionários sauditas para disputar a revanche com Conor McGregor naquele país do país do Oriente Médio, mas também sob as regras do boxe e não em uma luta de MMA.

O ‘gerente’ não revelou a identidade daqueles que estão por trás da enorme oferta em dinheiro ou quando as lutas deverão acontecer.

Porém, as duas “lutas dos sonhos” dos fãs não devem acontecer tão logo e aqui está o porquê ...

Em 2019, a WME - dona do UFC - devolveu um investimento de US $ 400 milhões ao governo saudita após o assassinato do jornalista do Washington Post Jamaal Khashoggi em uma instalação da embaixada na Arábia Saudita.
Isso não é um bom presságio para uma luta naquele país.

No entanto, sabemos que os sauditas estão fazendo um grande esforço para sediar eventos esportivos internacionais em Riad ... como ‘Anthony Joshua x Andy Ruiz 2’, que ocorreu recentemente por lá. Além disso, eles também organizaram vários eventos da WWE no ano passado.

Floyd já havia falado sobre o duelo de boxe com Khabib - dizendo que sabe que haverá ‘muito dinheiro envolvido’ se a luta acontecer.

Por sua parte, Conor disse que sua prioridade é Khabib - mas Ali afirmou que McGregor teria que ‘vencer outros adversários primeiro’ para só depois lutar com Nurmagomedov.

-“Ei, vadia, lute com Justin Gaethje, consiga uma vitória e depois volte para a disputa pelo título”.-disse Abdelaziz ao TMZ.

Abdelaziz ainda acrescentou que é incerto se Nurmagomedov estará interessado em lutar contra o americano ou o irlandês antes de sua luta contra Tony Ferguson pelo título dos leves do UFC, programada para ocorrer em 18 de abril no Brooklyn, Nova York, EUA.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 02/02/2020
_
Foto : O “manager” de Khabib - Ali Abdelaziz - disse que se encontrou recentemente com os sauditas para discutir possíveis oportunidades de lutas para o russo. ( Cortesia | Créditos : WME | UFC | Mayweather Promotions | TMZ ).

Campeão indiano de boxe transmitirá suas próximas lutas pelo “Pay-Per-View”

Tradicionalmente, o sistema de “Pay-Per-View” é usado por promotores e empreendedores de lutas para gerar grandes somas de dinheiro que não seriam possíveis por meio da receita de anúncios ( patrocínios ) e da bilheteria nos ginásios.

Os grandes nomes do esporte alavancam sua popularidade para convencer os fãs - ‘hardcore’ e casual - à comprar o “Pay-Per-View” para ver às suas lutas ‘ao vivo’.

Os maiores nomes do boxe, Floyd Mayweather, Oscar De La Hoya, Manny Pacquiao, Mike Tyson, Sugar Ray Leonard etc. costumavam gerar centenas de milhões de dólares em receitas de “Pay-Per-View”. Atualmente, as maiores estrelas do boxe no ‘Pay-Per-View’ incluem nomes como Anthony Joshua, Tyson Fury, Errol Spence Jr, Canelo Alvarez, etc.

Agora, Vijender Singh ( 12-0-0 ), um “astro” do boxe indiano, também não estará mais disponibilizando as suas lutas na televisão ‘terrestre’ ou ‘via satélite’, em vez disso, transmitirá os seus duelos - também - através das plataformas de “Pay-Per-View” e, com isso, se juntando à lista de pugilistas de elite dos EUA e do Reino Unido.

Vijender Singh irá lutar no dia 19 de março contra o russo Artysh Lopsan ( 4-1-1 ), no Majestic Pride Casino Ship, em Bardez, no distrito de Goa, na Índia.

A luta estará disponível no BookMyShow e no Fancode apoiado pelo Dream11 e os fãs poderão comprar o “Pay-Per-View” por apenas $ 99 ( incluindo todos os impostos ).

Vijender Singh foi visto em ação pela última vez em novembro, quando lutou contra Charles Adamu ( 33-14-0 ), de Gana, no Caesars Palace Dubai, em Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, vencendo por decisão unânime.

Antes disso, o campeão invicto do boxe ( de Bhiwani, na Índia ), havia lutado em julho de 2019, no Prudential Center em Newark, NJ, EUA, quando enfrentou Mike Snider ( 13-7-3 ) e o derrotou por nocaute técnico no quarto round.

Já o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) do ‘card’ de 19 de março trará o principal contendor do boxe indiano, Neeraj Goyat ( 11-3-2 ), enfrentando Sandeep Kumar.
Haverão ainda seis outras lutas no ‘under-card’.

-“Vai ser uma grande luta em Goa. Vijender tem experiência e invencibilidade, enquanto Lopsan também tem um bom histórico. Estou esperando uma luta muito boa entre os dois e os fãs poderão testemunhar algo incrível”.- acrescentou Neerav Tomar, da IOSBoxing Promotions.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 16/03/2021.

 

Confira os resultados da 21ª edição do Circuito Nordestino de K-1 & Boxe em Mauriti-CE

Foi realizada no dia 16 de Novembro de 2019, a 21ª edição do Circuito Nordestino, a mais tradicional competição de “lutas em pé” do Nordeste, que desta vez aconteceu no formato de um evento misto com as modalidades de K-1 ( Kickboxing ) e Boxe.
As lutas tiveram lugar na quadra do Proares, na cidade de Mauriti, no interior do estado do Ceará.

Localizada ao redor dos municípios limítrofes dos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco, a cidade já havia recebido uma etapa anterior da competição em Julho de 2017.
Participaram da competição lutadores dos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco.

Aconteceram alguns grandes combates na modalidade K-1 ( Kickboxing ) entre os lutadores dos estados que se fizeram representados.

Entre estes, destacamos as lutas de Jeibson ( PB ) que venceu Rodolfo ( CE ) por nocaute e Vandeilson ( CE ) que venceu Wallison ( PE ), por pontos.

No ‘co-main event’ ( luta co-principal da noite ), tivemos um duelo feminino eletrizante entre as atletas Samia Lyno ( CE ) x Alana ( PE ), válido pelo título nordestino de K-1 pelo CIAM - Conselho Internacional de Artes Marciais.

O combate ocorreu de forma intensa durante os três rounds entre as atletas Samya e Alana, sendo que a arbitragem não chegou à uma conclusão e daria um empate, mas foi solicitado um round extra para desempatar a luta. Após a disputa do round extra, a vitória foi para atleta do Ceará,  Samia Lyno.

Já o ‘main event’ ( luta principal ), foi uma disputa de Boxe profissional válida pelo título nordestino de Boxe do peso-leve da IBFed - Intercontinental Boxing Federation,  entre os atletas Ravi de Moraes ( CE ) e Matheus Yuri ( PE ).

O combate entre os estreantes na carreira profissional de Boxe tinha uma previsão de 10 rounds,  porém, no final do 3º round, o atleta Ravi lesionou-se no braço direito e a luta foi encerrada, uma vez que o lutador do Ceará não poderia seguir em frente e o árbitro central  deu a vitória técnica “RTD” para Matheus Yuri, que defenderá seu título em 2020.

A luta foi registrada no site da IBFed - Intercontinental Boxing Federation, e em duas outras fontes de registros, vistas até nos EUA, com destaque para o fightstat.com.

O confronto deu início à uma nova fase no Boxe profissional brasileiro que aos poucos sairá apenas da visão olímpica que impera atualmente, e passará, no futuro, à trabalhar com excelentes cifras na disputa de títulos nacionais e internacionais.

As perspectivas também são boas para o Circuito Nordestino de K-1 daqui para a frente, uma vez uma vez que essa edição marcou o início de uma parceria com a Prefeitura do Município de Mauriti.

Para o próximo ano, serão promovidas novas etapas do “maior evento de ‘trocação’ do Nordeste” abrangendo cidades próximas da região do Cariri ( Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha ). Também já foi confirmado o retorno do evento à cidade de Recife, capital do estado de Pernambuco.

Todas as lutas do ‘card’ desta 21ª edição do Circuito Nordestino de K-1 foram transmitidas ‘ao vivo’ pela TV Cariri, através do Canal 178 para os clientes da Brisanet.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 26/12/2019
_
Foto : O pernambucano Matheus Yuri foi um dos destaques da 21ª edição do Circuito Nordestino de K-1 & Boxe em Mauriti-CE. ( Créditos | Cortesia : Assessoria de imprensa do evento | Eliane Barreto ).

O muçulmano e ex-campeão mundial de boxe Mike Tyson condena atos terroristas

O Islamismo - uma das três principais religiões monoteístas do planeta juntamente com o Cristianismo e o Judaísmo - tem ocupado parte significativa do noticiário atual, embora nem sempre seja possível fazer uma boa análise do assunto.

Geralmente, a percepção geral da fé muçulmana como fonte de violência e terror é, para dizer o mínimo, errônea.

Ao longo dos anos, os revertidos ao Islam tem tentando convencer amigos, parentes e quem esteja disposto à ouvir sobre a religião que ‘nem todo muçulmano é terrorista, nem tão pouco precisa se vestir como árabe’. Até porque árabes são apenas 17% dos muçulmanos, os demais são asiáticos, americanos, europeus, africanos....
Mas não resta dúvida de que, na maioria das vezes, essas conversas foram tempo perdido.

No entanto, algumas das figuras mais excêntricas da atualidade em vários países tem ajudado à contrabalancear esse estereótipo pelo mundo.
Uma dessas celebridades é Michael Gerald Tyson, mais conhecido por Mike Tyson.

Mike Tyson nasceu no Brooklyn, New York, USA, em 30 de junho de 1966. Seus pais morreram quando ele ainda era um adolescente. A pobreza exigia que a sua família vivesse em áreas de alta criminalidade, e ele não foi capaz de colocar sua vida nos trilhos até que sua habilidade no boxe fosse descoberta pelo lendário técnico Cus D’Amato. Tyson chegou ao estrelato nos anos 80 e tornou-se o pugilista mais vitorioso do seu tempo. Posteriormente, problemas pessoais de seu passado voltaram à tona, culminando com uma condenação por estupro. Após a sentença de prisão, Tyson tentou colocar sua vida nos trilhos e se reverteu ao Islamismo.
Seu nome muçulmano é Malik Abdul Aziz.

No Islam existem algumas variações, mas gostaríamos de citar as três principais, que são : Sunita, Shia ( Xiita ) e Sufi.

Tyson aceitou a versão sufi do Islã. Ele também realizou o Hajj, que é um dos rituais mais importantes do Islã, quando visitou Meca em uma peregrinação, bem como outras viagens a locais sagrados na Arábia Saudita.

Depois de sua viagem de peregrinação a Meca em 2010, ele postou em suas redes sociais : -“Acabei de deixar a Cidade Santa de Meca, onde fui abençoado por ter sido capaz de fazer Umrah.”-escreveu Tyson.

Durante uma entrevista à Fox News, em 2013, ele falou e elogiou o Islam.

O entrevistador perguntou: ‘ Você ainda é um muçulmano ? ’

Ao que Mike Tyson respondeu: -“Eu sou muito grato por ser um muçulmano. Allah não precisa de mim, eu preciso de Allah. Eu nunca poderia ser humilde. Não há um osso humilde no meu corpo. Se eu fosse humilde, nunca usaria a palavra humilde, me esforçaria para ser humilde, quero ser humilde, mas é uma coisa difícil. É uma coisa muito difícil. Ser humilde é não se levar a sério. Eu tento fazer isso. Eu trabalho nisso. As pessoas pensam que eu sou humilde, mas não sou.”-afirmou Tyson, na ocasião.

Atualmente, Tyson continua enfrentando problemas ( principalmente financeiros ). Mas, por outro lado, ele tem encontrado mais tempo para agir em defesa de sua religião.

-“Escute, eu sou muçulmano. Algumas pessoas são cristãs, e você sabe o que alguns muçulmanos e alguns cristãos dizem quando vêem esses terroristas queimando e matando? Eu não penso assim. Quando os caras estão explodindo as pessoas, cortando a cabeça das pessoas, eu que sou muçulmano logo penso: ‘Eu não penso assim. Eu não acredito nisso. Quando vamos a Deus, independentemente da religião que somos, vamos ter que ouvir nossas próprias coisas. Não podemos nos responsabilizar por todos os muçulmanos do mundo.’ Entendeu ?”- disse Tyson, sobre a religião muçulmana, recentemente.

A postura de Tyson - e da maioria dos muçulmanos pelo mundo - é mais um exemplo que é possível fazer uma avaliação sem os preconceitos nem as paixões que comumente turvam a visão de muitos que se debruçam sobre temas religiosos e, acima de tudo, nos traz ainda mais certeza que nenhuma das religiões abraâmicas ( Islamismo, Cristianismo e Judaísmo ) é base para o horror do terrorismo.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 06/08/2019
_
Foto : Considerado por muitos como um dos maiores lutadores de boxe de todos os tempos, o ex-campeão mundial dos pesos pesados é um muçulmano orgulhoso. ( Cortesia | Créditos : Acervo pessoal Mike Tyson | Getty Images ).

Ken Shamrock lança nova promoção de “boxe sem luvas” nos EUA

Membro do ‘Hall da Fama’ do UFC, Ken Shamrock está entrando no mundo da promoção de “boxe sem luvas” ou “Bare Knuckle Boxing”, como dizem os norte-americanos.
Shamrock anunciou nesta terça-feira ( 9 de julho ), que está lançando uma empresa de promoção do crescente esporte de combate.

O VALOR Bare Knuckle vai realizar seu primeiro ‘card’ de lutas no dia 21 de setembro, no 4 Bears Casino, em Dakota do Norte, EUA.
Em um comunicado de imprensa, Shamrock disse que o Valor Bare Knuckle tem “planos de crescimento rápido”.

O “Bare Knuckle Boxing”, é um esporte que estava há muito adormecido, mas atualmente está experimentando uma grande ascensão na América do Norte depois que o Bare Knuckle FC encenou as primeiras lutas casadas no ano passado. Inclusive, a modalidade já está se tornando popular entre o público do ‘pay-per-view’.

Embora os partidários do boxe ‘sem luvas’ acreditem que esse esporte irá tomar o lugar do MMA em um futuro próximo, os detratores da modalidade dizem que já há sinais de que a tendência de crescimento do “Bare Knuckle” está diminuindo.

O presidente do BKFC, David Feldman, recentemente revelou algumas estimativas de vendas de pay-per-view para o BKFC 6 de 22 de junho, lideradas por Artem Lobov x Paulie Malignaggi. Ele alegou que o show teria vendido algo em torno de 200.000 pacotes de ‘pay-per-view’.
No entanto, os relatórios que seguiram, alegaram que este não era o caso, uma vez que o show tinha atraído apenas 18.000 compradores.

Isso acontece na sequência da edição inaugural do WBKFC-World Bare Knuckle Fighting Championship, show que foi um desastre e onde vários lutadores não foram pagos.

No entanto, nós estamos na torcida para que Ken Shamrock prospere em seu novo empreendimento.

É inegável que os fãs mais ‘hardcore’ darão atenção à nova promoção por causa do seu nome, até porque Ken é um dos verdadeiros pioneiros do esporte.

Shamrock, de 55 anos, é um pioneiro do MMA que lutou na edição inaugural do UFC, em novembro de 1993. A maioria dos competidores naquele torneio lutaram sem luvas.

Shamrock também competiu no Japão e permaneceu ativo como lutador de MMA até 2016, por ocasião da trilogia com o rival Royce Gracie no Bellator. Ele continua em atividade nos shows de pro-wrestling.

O parceiro de negócios de Shamrock nessa sua nova empreitada é Des W. Woodruff, presidente e fundador da Grok Trade.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/07/2019
_
Foto : A edição de estreia do VALOR Bare Knuckle será dia 21 de setembro e terá lugar no 4 Bears Casino, em Dakota do Norte, EUA. ( Cortesia | Créditos : Divulgação ).

Fábio Maldonado estreia no “boxe sem luvas” no mês de outubro

O “Bare Knuckle Boxing”, também conhecido como ‘boxe sem luvas’ ou boxe com ‘os punhos nus’, na tradução em português, ou ainda ‘boxe irlandês’ ou ‘prizefighter boxing’ ( segundo outros ), como preferir, é uma modalidade que está experimentado um grande crescimento pelo mundo. Para se ter uma idéia, o esporte já é legalizado no Reino Unido e mesmo em alguns estados norte-americanos.

David Feldman, promotor do Bare Knuckle Fighting Championship - maior show do gênero na atualidade - tem batalhado incansavelmente junto às demais comissões atléticas estaduais com vistas à sancionar o novo esporte na terra do Tio Sam.

Em outra prova do sucesso do boxe ‘sem luvas’, o BKFC 6 - que aconteceu recentemente em Tampa, na Flórida - e foi encabeçado pelo confronto “Malignaggi vs Lobov”, vendeu algo em torno de 200.000 pacotes de pay-per-view ( PPV ), segundo estatísticas do próprio Feldman.

Assim sendo, o BKFC 6 teria feito aproximadamente o dobro do que o UFC 236 fez com receita de pay-per-view em abril passado.

Embora seja improvável que a promoção replique seus números mais recentes, o fato de que o boxe ‘sem luvas’ pode gerar esse tipo de atenção, sem dúvida, resultará em mais fãs, lutadores e patrocinadores se interessando por esse novo esporte.

Agora, a promoção está planejando uma série de eventos mensais começando com o BKFC 7, que acontecerá no dia 10 de agosto em Biloxi, Mississipi, e será encabeçado pelos veteranos do UFC, Jason Knight e Leonard Garcia.
Feldman também está de olho em novos mercados tais como Massachusetts, Alabama, Kansas e Novo México para sediar seus próximos eventos e espera que os legisladores estaduais aprovem a sua iniciativa.

O mercado internacional, obviamente, também faz parte dos planos de expansão do mandatário e a Rússia poderá sediar a 10ª edição do BKFC, no mês de outubro.

Esse ‘card’ será particularmente interessante para os fãs brasileiros, pois irá marcar a estreia do veterano do UFC Fábio Maldonado nessa nova modalidade de luta.
Aos 39 anos, Maldonado, que já alterna duelos no MMA com apresentações no ringue de boxe, assinou contrato para lutar também na promoção de David Feldman.

Na edição do evento à ser realizada no país de Vladmir Putin, o “caipira de aço” deverá lutar com o boxeador Jason Garven, americano que já venceu o ex-campeão mundial James Tonney.
Gavern, acumula um cartel composto por 27 vitórias, 24 derrotas e quatro empates como lutador profissional.

Já Maldonado vem de duas derrotas no boxe, um esporte em que ele tem 26 vitórias como profissional.
A luta está sendo anunciada como o ‘co-main event’ do BKFC 10.

Quanto às demais lutas do ‘card’, rumores dão conta que o ‘main event’ ( evento principal ) do BKFC 10 poderá ser uma luta válida pelo título vago dos pesos pesados entre Anthony Johnson e Alexander Emelianenko, mas não há nada confirmado ainda.

Interessante notar que Johnson, Emelianenko e Maldonado são todos experimentados lutadores de MMA, mas assim como tantos outros, estão fazendo a transição para lutar também no “Bare Knuckle Boxing”.

Mas e você, caro leitor ? Assim como os partidários do boxe ‘sem luvas’ você também acredita que esse esporte poderá tomar o lugar do MMA em um futuro próximo ?

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 08/07/2019
_
Foto : Estreia do lutador brasileiro será no BKFC, promoção originária dos EUA, mas cuja 10ª edição será realizada na Rússia. ( Cortesia | Créditos : Divulgação ).

MMA e boxe profissional são legalizados novamente na Noruega

A Norwegian MMA Federation ( NMMAF ), ou Federação Norueguesa de MMA - em bom português - confirmou mais uma conquista para o esporte que mais cresce no mundo.
O MMA foi reconhecido como esporte pela Norges Idrettsforbund - NIF, ou seja, Federação Norueguesa de Esportes.

Inclusive, o corpo governante mundial do MMA, formado pela International Mixed Martial Arts Federation ( IMMAF ) juntamente com a World Mixed Martial Arts Association ( WMMAA ), foi  notificado de que a Federação Norueguesa de Esportes concordou em aceitar os pedidos da Norges Kampsportforbund – NKF, ou Federação Norueguesa de Combate - na tradução - para reconhecer o MMA e o Muay Thai, como modalidades esportivas naquele país.

O NKF serve como um ‘guarda-chuva’  na Noruega para os esportes de combate já reconhecidos por lá, como Karate, Jiu-Jitsu, Wushu ( Kung Fu ) e Krav Magá. Ambas as modalidades, MMA e Muay Thai são agora membros oficiais da NKF.

Anteriormente, o MMA havia sido banido da Noruega, e as únicas competições permitidas eram aquelas no formato “Merkekamper”, com os lutadores competindo em um ambiente ‘inter-clube’ sob regras que mais se assemelhavam à um sessão de ‘sparring’ acordadas pela NMMAF com o governo norueguês.

Também recentemente, a Noruega acabou com uma proibição de 33 anos das competições de boxe profissional graças à suspensão da velha “lei do nocaute”, que proibia qualquer esporte em que a vitória ou os pontos pudessem ser marcados por nocaute.

Quando ainda estavam sob a proibição da lei - que fora aprovada em 1º de janeiro de 1982 - os boxeadores profissionais poderiam ser punidos com três meses de prisão, conforme informou o site de notícias esportivas de combate Sherdog.com.

Contudo, desde 2016 - quando a lei foi revogada graças à uma votação no Parlamento em Oslo ( 54-48 ) - os boxeadores profissionais puderam finalmente voltar aos ringues na Noruega, acabando com uma proibição que já perdurava por três décadas no esporte.

Atualmente, lutas como a que envolveu o astro norueguês do boxe, Kai Robin Havnaa, que já lutou no SØR Amfi em Arendal ( sua cidade natal ) contra o duro croata Marino Goles, são realizadas regularmente naquele país.

O NMMAF como órgão nacional que rege o MMA na Noruega deverá iniciar uma discussão com o governo com vistas a implementar uma competição formal sancionada, pois a modalidade já foi reconhecida pelo NKF.

-“Essa é uma ótima notícia para o esporte do MMA, tanto como esporte recreativo quanto para os atletas profissionais. O esporte ganhou reconhecimento oficial na Noruega. Isso tornará muito mais eficiente gerenciar e desenvolver o esporte de maneira sólida e segura ”.- comentou Henning Svendsen, presidente da NMMAF.

O desenvolvimento positivo segue as manchetes recentes na França, onde a Ministra do Esporte, Roxana Mărăcineanu, declarou seus planos de regular as competições de MMA também naquele país. Atualmente, mais de 30 países membros da IMMAF - WMMAA alcançaram o reconhecimento do governo ou do Comitê Olímpico Nacional.

Hoje em dia as competições de MMA também já são promovidas nos cinco continentes e sempre atraem o interesse do público. A IMMAF - WMMAA ainda  está otimista com a inclusão da modalidade como um esporte de demonstração nos jogos Olímpicos de 2028.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 07/04/2019
_

Foto : Camilla Mannes, da Noruega, recebeu sua medalha de prata no IMMAF World Championships de 2016 das mãos do lendário Antônio Rodrigo Nogueira, o “minotauro”. ( Cortesia : divulgação  ).

José Aldo quer fazer a sua estreia no boxe sem abandonar o MMA

[ São Paulo-SP, Brasil ] A grande mídia acredita em uma suposta decadência do Ultimate Fighting Championship ( UFC) e que o show presidido por Dana White estaria buscando a sua salvação no boxe, segundo uma publicação da conceituada revista Exame.
Tudo porque Dana anunciou, ainda em 2017, que também entraria na área da promoção de lutas de boxe, esporte que pouco à pouco vem retomando a sua  popularidade.

Também não é raro vermos lutadores de MMA fazendo alguma incursão no boxe, quando não, migrando definitivamente para a modalidade, por razões financeiras.
Mas, ao que consta, Francisco Bueno foi o primeiro brasileiro lutador de MMA à fazer a transição para o boxe, com sucesso.

Ex-campeão mundial do UFC, José Aldo também declarou em uma entrevista na semana passada que pretende fazer a sua estreia no boxe, após o término do seu contrato com o Ultimate.

Mas os fãs de MMA não precisam se preocupar, pois o desejo do atleta é negociar um contrato onde ele possa prosseguir lutando tanto as competições de boxe quanto as de MMA, ou seja, em condições de se tornar um ‘free agent’.

Inclusive, José Aldo já está apalavrado com o empresário paulista Sergio Batarelli ( também ‘manager’ dos medalhistas olímpicos Esquiva Falcão, Robson Conceição e Adriana Araújo ) para fazer a sua estreia no Boxing For You, no ano que vem.

A prova de que esse já é um desejo antigo do lutador da cidade de Manaus, é que ele começou a treinar com Robert Garcia - renomado técnico da modalidade, que também orienta o treinamento de Esquiva Falcão - há um ano e meio.

-“Meu sonho é lutar boxe e é onde eu também posso ganhar um bom dinheiro. Estou ouvindo propostas. Eu quero me esforçar. Não quero uma luta específica nem vou desafiar ninguém. Eu quero começar de baixo, realmente me esforçar, ser classificado e, quem sabe, lutar pelo título um dia. Claro, meu nome já me coloca à frente de muitos caras.”-disse o peso-pena nascido na capital do estado do Amazonas.

O lutador também disse que está aberto a negociações para renovar com o UFC, promoção na qual ainda tem mais três lutas para realizar, por força de contrato.

-“Quanto ao UFC, tudo é questão de negociação. Estamos abertos para discutir. Sempre podemos conversar e tentar encontrar a melhor maneira possível de continuar. Não vejo problema em renovar com o UFC e não me vejo lutando em outro evento de MMA.”-finalizou o Manauara.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 06/04/2019
_

Foto : O lutador deu uma entrevista na semana passada na qual revelou que poderá ser uma tração no Boxing For You. ( Cortesia : divulgação ).

“Boxe sem luvas” chega ao México com Shannon Ritch e outras ‘estrelas’ do MMA

É notório que o esporte que mais cresce no mundo nos dias atuais é o MMA ( sigla em inglês para Mixed Martial Arts ). Contudo, uma modalidade de luta que está em franca ascensão pelo planeta e vem logo na sequência é o “Bare Knuckle Boxing”, que é conhecido por nós como ‘boxe sem luvas’ ou boxe com ‘os punhos nus’, na tradução em português, ou ainda ‘boxe irlandês’ ou ‘prizefighter boxing’ ( segundo outros ) , como preferir.
Os adeptos da modalidade, inclusive, acreditam que o ‘boxe sem luvas’ vai tomar o lugar do MMA com o tempo.

Na esteira do sucesso da modalidade no Reino Unido e nos EUA, agora é a vez do México sediar uma etapa do Bare Knuckle Fighting Championship ( BKFC ), segundo nos informa David Feldman, Presidente e CEO da promoção e ele mesmo um ex-boxeador profissional.
O Bare Knuckle Fighting Championship 4 : EUA VS. México será realizado no dia 2 de Fevereiro e terá lugar no Beto Ávila Stadium, em Cancun, MX.

Representando os EUA teremos Shannon “The Cannon” Ritch, dono de um dos maiores cartéis sancionados de MMA em todo o mundo e um dos lutadores mais ativos na atualidade.
Ele estará enfrentando o mexicano lutador de Kickboxing e também ‘boxer’ profissional Omar Molina.

Shannon, que atualmente mantêm um recorde no MMA composto por 124-94-2 ( embora seu registro no Sherdog aponte apenas 57-84-4 ), também tem um currículo no ‘boxe sem luvas’ que aponta 25-3-0 ( 25 vitórias via ‘KO’ ) nessa modalidade.
Ele foi classificado como o n° 1 no ranking dos EUA e n° 2 no ranking mundial do ‘boxe sem luvas’ pela conceituada revista “Police Gazette”.
Ritch também foi introduzido no “hall da fama” do “Bare Knuckle Boxing” em 2017.

O BKFC 4 : USA vs México estará recheado de “estrelas” e veteranos do UFC, entre estes : Joe Riggs, Julian Lane, Bec Rawlings, Leonard Garcia, só para citar alguns.

Veja como está ‘card’ o até o momento :

*Atenção : o  ‘card’ de lutas está sujeito à alterações.

Bare Knuckle Fighting Championship 4 : USA vs México
2 de fevereiro de 2019 | 19:00 EST –
Beto Ávila Stadium
Cancún, Quintana Roo,
Mexico

Bec Rawlings vs Cecilia Flores
Chris “Lights Out” Lytle vs JC Llamas
Joe “Diesel” Riggs vs Rudo Tovar
Julian Lane vs Leonard Garcia
Joey Beltran vs Tony Lopez 2 (Revanche)
Sam Shewmaker vs Joel Paredes
Tom Shoaff vs Diegio Garigo
Shannon “The Cannon” Ritch vs Omar Molina

Veja as primeiras lutas “gratuitamente” e “ao vivo” na ‘fan page’ do Bare Knuckle Fighting Championship ( @bareknucklefc ) no Facebook, a partir das 19h00 ( horário de Brasília ).
Em seguida, você poderá acompanhar todo o ‘card’ principal do BKFC 4 no sistema de Pay-Per-View pela televisão dos EUA e Canadá.
Os demais países do mundo também poderão acompanhar o show pelos serviços de ‘streaming’.
Ou então, vá até o site www.Bareknuckle.tv para obter maiores detalhes sobre a transmissão pelo sistema de Pay-Per-View e pelos serviços de ‘streaming’.

Os ingressos também estarão disponíveis “online” em www.Bareknuckle.tv

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 20/12/2018
_

Foto acima : O veterano lutador vai representar os EUA diante do mexicano Omar Molina, dia 2 de Fevereiro, em Cancún ( Cortesia : Divulgação ).

Abaixo : A ainda campeã da divisão feminina do BKFC, Bec Rawlings, também está confirmada no ‘card’ do desafio : USA vs México ( Cortesia : Bare Knuckle Fighting Championship ).

44748879 1887434428030045 5959306778633043968 n e569d

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png5.png9.png4.png2.png
Hoje:759
Ontem:1139
Últimos 7 dias:5978
Mês:22296
Total:405942

Conectados simultaneamente

20
Online

23-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top