ptzh-CNenfritjakoruesvi

Iraniano lutador de MMA quer se tornar o melhor peso pesado do mundo

Amir Aliakbari, de 32 anos, é o primeiro atleta iraniano de classe mundial a seguir uma carreira nas artes marciais mistas. Antes de estrear no MMA, o ‘Sheik de Ferro’ - apelido pelo qual é conhecido - brilhou na luta greco-romana.

Em 2007-2008, ele competiu na Premier Wrestling League iranian  - uma liga profissional de Wrestling no Irã - e apesar de ser suspenso durante os Jogos Olímpicos de 2012 ( após ser pego em um teste ‘anti-doping’ ), ainda tornou-se um bicampeão mundial de Wrestling em 2013. No entanto, em dezembro daquele mesmo ano, foi banido para sempre da modalidade pela FILA, após uma segunda suspensão por ‘doping’ e tendo sido destituído da sua medalha de ouro.

Aliakbari fez sua estreia profissional no MMA em outubro de 2015, derrotando Hyung Chul-Lee por “TKO” no primeiro round de sua luta no evento Full Metal Dojo, realizado na Tailândia. Na época, sua carreira era gerenciada pelo empresário Mishal Abul, um investidor da Paradigm Sports Management, com quem havia assinado um ano antes.

Na sequência, ele lutou nas promoções Real Fighting Globe, Rizin Fighting Federation e ACB ( que posteriormente se tornaria ACA ), acumulando um ‘recorde’ no MMA de 10-01-0. Entre os seus adversários, destacamos as “estrelas” Heath Herring e Gerônimo “Mondragon” dos Santos. Seu único algoz até hoje foi o lendário Mirko “Cro Cop” Filipović.

Aliakbari havia assinado para lutar pelo UFC no ano passado, mas o seu contrato foi cancelado devido às atuais sanções dos EUA contra o Irã.

Agora, o lutador Persa que passou grande parte de sua carreira treinando e competindo na Ásia ( ele já lutou sete vezes no Japão ), parece destinado a passar mais tempo lutando naquele continente. Pois de acordo com o anuncio feito em 3 de agosto de 2020, ele assinou com o ONE Championship.

O iraniano é classificado como um dos melhores candidatos à peso pesado do mundo e, inclusive, já prometeu aposentar Brandon Vera, um veterano do UFC e atual detentor do título de campeão dos pesos pesados do ONE Championship.

-“Tudo o que sei na vida é ganhar ouro. É por isso que estou indo para o ONE, que me lembra os Jogos Olímpicos, é um espetáculo. Tive algumas ofertas de diferentes promoções, mas tenho alguns amigos que lutaram lá e eles me deram ótimas recomendações, principalmente sobre a forma como foram tratados. A Ásia tem os melhores fãs do mundo, e eles são muito respeitosos com os atletas e com o esporte.”-declarou o atleta, revelando as razões que o levaram à assinar com o ONE.

Em seguida, o iraniano mandou um recado para o atual campeão dos pesados da franquia :

-“Brandon Vera é um grande campeão que já existe há muito tempo, mas estou em um nível diferente. Depois que ele lutar comigo, vou deixar ele com dúvidas se ele quer lutar novamente. Nada desrespeitoso, mas só acredito que sou o melhor. Eu sou de uma raça diferente. Acredito que sou o melhor peso pesado do mundo na atualidade e vou provar isso.”-disse Amir, em recente entrevista concedida à ESPN.

O ONE Championship assinou com quatro lutadores iranianos apenas na primeira semana de agosto. Os promotores já falam em “uma invasão iraniana” e a mídia especializada questiona até onde esses atletas irão no ONE ?

Mas é fato - e todos concordam - que Amir é um lutador condecorado e apto à realizar as suas ambições.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 10/08/2020  

_

Foto : Amir Aliakbari fez a sua estreia no MMA no evento Full Metal Dojo 7, realizado em 2015 na Tailândia. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Full Metal Dojo | David Ash  |  @RIZINFF  |  ONE Championship ). 

Mina Kurobe é a 1ª campeã do peso super átomo feminino no Shooto

No sábado, dia 1° de agosto de 2020, o Korakuen Hall, “lugar sagrado” para as artes marciais no Japão, voltou à receber um torneio de MMA pela primeira vez em 188 dias. E como prova de que está de volta aos negócios, o Professional Shooto promoveu o Shooto 0801, que contou com a presença do público que prestigiou o evento ‘ao vivo’, além dos fãs que acompanharam a transmissão pela ABEMA TV.
 
No ‘main event’ ( ou “evento principal” ) tivemos a final do torneio do peso super átomo feminino entre as atletas Mina Kurobe ( 16-5 ), de 43 anos, e Megumi Sugimoto ( 5-2 ), de 30 anos, cuja vencedora entraria para a história de Shooto, como a campeã inaugural da categoria na promoção mais tradicional de MMA da era moderna.
 
Muitos acreditavam que o título seria conquistado por Megumi Sugimoto (AACC), pois a sua a juventude deveria prevalecer sobre a experiência de Mina Kurobe (Master Japan), mas não foi exatamente isso que aconteceu.
 
Após os primeiros minutos do round inicial, Kurobe aplicou pressão e fechou a distância com boas combinações. Sugimoto conseguiu manter a luta em pé graças a sua sólida defesa contra as tentativas de quedas da veterana, para em seguida conseguir se impor com uma “trocação” franca de socos e chutes.
 
No round seguinte, Kurobe puniu sua adversária com “boxe sujo”. Sugimoto freqüentemente se via presa na grade do ‘cage’ e, incapaz de escapar, foi atingida por joelhadas do ‘clinch’. Ainda houve nova ‘trocação’ e tentativa de movimentação com as atletas novamente presas à grade.
 
No terceiro round, Sugimoto consegue se encontrar na luta novamente e tenta até mesmo um soco “Super-Man”, enquanto Kurobe tenta um ‘single leg’ ( ataque em uma única perna ), na tentativa de levar a luta para o solo. No mais, o round foi uma repetição dos anteriores.
 
No final, a decisão foi 3-0 ( 30-27 × 3 ) para Kurobe, que venceu na decisão dos juízes e se tornou a primeira “Rainha do Shooto”, além de ter recebido um cheque de 1 milhão de ienes ( US $ 9.400 ).
 
No ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) o título de “campeão do pacifico” na categoria peso galo do Shooto foi disputado por Tatsuya Ando e Takumi Tamaru. Os atletas definiram a luta bem antes do início do segundo round, mostrando um verdadeiro show de MMA para os fãs.
Ando ( 11-2-1 ) levou o cinturão para casa após vencer Takumi Tamaru ( 11-2-1 ) por nocaute técnico (socos), ainda no round inicial.
 
Em outra luta digna de destaque, Ryohei Kurosawa ( 13-2 ) melhorou sua reputação como ‘striker’, ao desferir dois chutes sólidos nas pernas de Takamasa Kiuchi ( 15-12-2 ), além de acertar um forte golpe em sua cabeça, derrubando-o. Kiuchi ainda voltaria à luta, e sofreu novo castigo, até o árbitro intervir para salvá-lo.
 
Confira abaixo os resultados completos do “Shooto 0801” que incluem :
 
Shooto 0801
01 de agosto de 2020
Korakuen Hall
Tóquio, Japão
 
-Mina Kurobe venceu Megumi Sugimoto por decisão ( unânime ), após três rounds ( conquistou o título super átomo feminino )
-Tatsuya Ando venceu Takumi Tamaru por nocaute técnico ( socos ), primeiro round (conquistou o título peso galo do pacífico )
-Ryohei Kurosawa venceu Takamasa Kiuchi, por nocaute técnico, no primeiro round
-Hayato Ishii x Kota Onojima terminou em um empate
-Ryohei Kurosawa venceu Takamasa Kiuchi via KO, no primeiro round
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 07/08/2020
_
Foto acima : Além de ter conquistado o título inaugural no Shooto 0801, a veterana também recebeu um cheque de 1 milhão de ienes ( US $ 9.400 ). ( Créditos | Cortesia : ( C ) Professional Shooto | ( C ) Japan Shooto Association | ( C ) ONE Championship | AbemaTV ).
 
Abaixo :  Flagrante da luta entre Mina Kurobe e Megumi Sugimoto. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Professional Shooto | ( C ) Japan Shooto Association | ( C ) ONE Championship | AbemaTV ).
image 1596281314 d052c

O boxeador Michael Nunn ( 57 anos ) vence o lutador de MMA Pat Miletich ( 52 anos ) nos EUA

Quando a luta de kickboxing entre o ex-campeão mundial de boxe nas categorias dos pesos médios ( IBF ) e super médios ( WBA ), Michael Nunn ( 57 anos ), e o ‘Hall of Famer’ e ex-campeão do UFC, Pat Miletich ( 52 anos ), foi anunciada no início desse ano, muita gente achou que a notícia se tratava de uma ‘fake news’ e nada mais.

Mas estes só esqueceram que a promoção havia sido anunciada pelo sempre competente Monte Cox, ex-‘manager’ de Miletich e promotor veterano que já organizou mais de 100 eventos de boxe e mais de 700 shows de MMA por todo o meio-oeste americano, quando esteve à frente de franquias do porte do Quad City Ultimate, Adrenaline MMA e Extreme Challenge, desde os primeiros dias das artes marciais mistas nos EUA.

Após alguns adiamentos, a luta foi remarcada e finalmente realizada no sábado, 18 de julho de 2020, quando o evento Miletich vs. Nunn: “Clash of Legends” teve lugar no Mississippi Valley Fairgrounds, em Davenport, Iowa.

O evento foi assistido por uma multidão estimada em torno de 3.500 espectadores, e mais de 90% destes fãs que compareceram ao local expressaram sua liberdade, recusando-se a usar máscaras ou qualquer forma de proteção facial, apesar da atual pandemia. Entre os espectadores, destacamos celebridades do porte dos ex-campeões do UFC Tim Sylvia e Matt Hughes.

Houve um total de 11 lutas e muitos lutadores locais no ‘card’, incluindo dois ex-lutadores do UFC, que fizeram suas primeiras aparições no boxe profissional.

Entre estes, gostaríamos de destacar Jeremy Horn ( 44 anos ), ex-lutador do UFC, Bellator e PRIDE, que agora está lutando em Salt Lake City. Horn conquistou uma vitória no terceiro round por nocaute técnico sobre o peso médio de 50 anos de idade, Marty Lindquist, de Blaine, Minnesota.

Também não poderíamos deixar de citar o duelo entre Jason Medina (52 anos ), que possui um cartel no MMA de 21-15-1, e Sean Huffman ( 42 anos ), cujo ‘record’ no MMA é de 22-36. Os veteranos competiram sob as regras do Kickboxing e Medina venceu por decisão dos juízes, após quatro rounds.

Mas a atração mais aguardada do “Clash of Legends” e, portanto, ‘main event’ ( ou “evento principal” ) da programção, foi a já citada luta de quatro rounds sob as regras do kickboxing entre Michael Nunn e Pat Miletich.

Iniciada a luta, os dois homens ocuparam o centro do palco, tentando devolver algo aos fãs e às “Quad Cities” ( termo que designa as cidades que estão na fronteira entre os estados norte-americanos de Illinois e Iowa ), onde os veteranos são verdadeiros heróis locais.

Os competidores provaram porque já foram considerados os melhores em seus respectivos esportes, e foi bom ver que, depois de todo o tempo fora do ringue, os fãs locais ainda os apreciam bastante.

Nunn ( 58-4, 38 KOs como lutador de boxe ) usou sua vantagem de alcance e altura de maneira eficaz para impedir Miletich ( 29-7-2 no MMA ) de chutar e mostrou alguns dos ‘dribles’ que o tornavam intocável quando ele estava no auge. Miletich acertou Nunn algumas vezes com chutes nas pernas e até o derrubou no terceiro round com um chute bem posicionado, mas não conseguiu igualar-se à eficiência dos socos de Nunn. Ao final, Nunn acabou superando o sempre corajoso Miletich, vencedo-o por decisão dividida ( 39-37, 37-39 e 40-36 ).

Miletich - o ‘kickboxer’ filho de imigrantes croatas - admitiu após a luta que, ao mesmo tempo em que está um pouco decepcionado com o resultado do duelo, também sente-se satisfeito por ter voltado à ação em seu local de nascimento, Davenport, Iowa. Vida que segue.

Quanto à Michael Nunn, apesar de não ter lutado desde 2002 por ter cumprido uma sentença de 16,5 anos de prisão por tráfico de drogas entre 2002 e o ano passado, este marcou uma ‘virada’ em sua vida e pretende “dar um gás” em sua carreira de lutador, pois logo após a luta manifestou o seu desejo de lutar com o também boxeador Roy Jones Jr, em confronto que poderá acontecer em 2021.

Michael - que também nasceu em Davenport, Iowa - mais do que pagou suas dívidas e agora é livre para fazer o que quiser com a sua vida e se ele deseja continuar lutando e ganhar “o seu pão de cada dia”, quem somos nós para lhe dizer que não?

Ambos os competidores demonstraram estar em condições físicas decentes e saíram do ringue com grandes sorrisos no rosto, felizes com os resultados dos seus esforços, em uma cena que não vemos frequentemente em esportes como o boxe.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 29/07/2020
_
Foto acima : A luta entre o ex-campeão mundial de boxe nas categorias dos pesos médios ( IBF ) e super médios ( WBA ), Michael Nunn ( 57 anos ), e o ‘Hall of Famer’ e ex-campeão do UFC, Pat Miletich ( 52 anos ), foi realizada no evento “Clash of Legends”. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Quad-City Times | Monte Cox | Divulgação ).

Abaixo : O público, estimado em torno de 3.500 espectadores, foi presenteado com uma luta franca do início ao fim entre os dois ídolos locais. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Quad-City Times | Monte Cox | Divulgação ).

5f13dc443015b.image a68f9

Resultados do show de MMA Deep Jewels 29 realizado em Tóquio, Japão

Maior evento de MMA feminino da “terra do Sol Nascente” na atualidade, o Deep Jewels exibiu seu 29o ‘card’ de lutas na quinta-feira, 23 de julho de 2020, à noite, no Shinjuku Face, em Tóquio, Japão.

Este torneio foi realizado com público presente ( metade da capacidade do ginásio ) de acordo com o roteiro de flexibilização de Tóquio e os ingressos foram esgotados rapidamente. Mas a competição também foi distribuída através de um sistema de ‘Pay-Per-View’ para os fãs que não puderam comprar ingresso e não assistiram às lutas presencialmente.

O Deep Jewels 29 teve como destaque e portanto ‘main event’ ( ou “evento principal” ) da sua programação uma luta válida pelo título interino do peso palha feminino entre Asami “Akaringo” Nakai e Miki Motono.

Nakai tomou a iniciativa, desferindo os primeiros socos, mas Motono respondeu com uma queda. Já no chão, a promessa da AACC se moveu para a meia guarda e Nakai tentou raspar, mas não conseguiu uma reversão e Motono permaneceu por cima, de onde socou continuamente o corpo da sua adversária.

Após desferir golpes com os cotovelos no rosto de Nakai, a atleta originária do Judô conseguiu a montada, de onde iniciou uma sequência de socos, obrigando o árbitro Minoru Toyonaga à intervir e parar a luta aos 4:23 do primeiro round.

Com a impressionante vitória por TKO ( socos ) Motono melhorou o seu ‘record’ no MMA para 5-1-0, além de se tornar a nova campeã do peso palha do Deep Jewels. Já Nakai caiu 4-3.

No ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ), Shizuka Sugiyama e Mika “Arami” Arai fizeram uma ‘luta de contrato’ na categoria de 61 kg ou menos, que é próxima ao peso galo feminino.

Após uma troca precoce de golpes, Arai tenta derrubar e Sugiyama se defende, para em seguida, contra-atacar e levar Arai ao tatame. “Arami” tenta uma trava de perna e Sugiyama usa os punhos. As lutadoras se levantam e, dessa vez, é Arai que derruba Sugiyama, mas esta reverte e passa para o controle lateral de onde acerta cotoveladas.

O segundo round se desenvolve à semelhança do primeiro, com as atletas tentando quedas, desferindo golpes traumáticos quando no chão e alternando bons momentos.
A situação só se definiria no início do terceiro e último round, quando Shizuka Sugiyama finaliza Arai com um arm-lock, após obter a montada.

Uma curiosidade digna de nota foi a mudança de última hora na escalação da tão aguardada luta de Kikcboxing ‘King’ Reina Miura e Marina Kumagai que foi transferida para o Deep 95 Impact, show de MMA que será realizado no dia 22 de agosto.

Em substituição à luta, foi inserida uma partida eliminatória de ‘Grappling’ no formato de “Tag-Team” ( equipes ) que colocou a dupla Ayaka Hamasaki e Emi Tomimatsu contra as parceiras Tomo Maesawa e Mizuki Furuse.

O emparelhamento foi determinado através de uma pedra-papel-tesoura no centro do ringue, pouco antes do início da disputa. A primeira foi Hamasaki, que eliminou Furuse com um armlock aos 1:10.

Em seguida, Tomimatsu e Maesawa reviveram sua rivalidade nas artes marciais. Maesawa foi capaz de se defender dos ataques iniciais, mas na sequência, Tomimatsu derrubou com um double-leg e forçou sua adversária à desistir com um armlock aplicado aos 6:42.

Confira os resultados do “Deep Jewels 29” que incluem :

Deep Jewels 29
23 de julho de 2020
Shinjuku Face
Tóquio, Japão

MMA : Miki Motono ( AACC ) venceu Asami “Akaringo” Nakai ( Free ) por TKO ( socos ) aos 4:23 do primeiro round
MMA : Shizuka Sugiyama ( Reversal Gym Shinjuku Me, We ) venceu Mika Arai ( Free ) por finalização ( arm-lock ) aos 1:49 do terceiro round
Grappling Match : Deep Jewels Tag-Team - 1 × 10 : Ayaka Hamasaki ( AACC ) & Emi Tomimatsu ( Paraestra ) venceram Mizuki Furuse ( MMA Academy ) & Tomo Maesawa ( ALPHA ) por finalização ( chave-de-braço ) aos 1:10 e aos 6:42
MMA : Hikaru Aono ( Striple Shinyurigaoka ) venceu Rion Noda ( KRAZYBEE ) por TKO ( socos ) aos 4:53 do primeiro round.
MMA : Saori Oshima ( AACC ) venceu Sakura Mori ( Free ) por finalização ( Kimura ) aos 2:10 do segundo round
MMA : Otoha Nagao ( AACC ) venceu Pan “Kai” Hui ( ALPHA ) por por decisão dividida ( 20-18, 19-19, 18-20 ) após dois rounds
MMA : Yuri Takeda venceu Aya Murakami por decisão majoritária ( 20-18, 20-18, 19-19 ) após dois rounds
MMA : Moeri Suda venceu Motoko “Moochan” Tashiro por finalização no braço aos 3:00 do primeiro round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 24/07/2020
_
Foto acima : Shizuka Sugiyama voltou à vencer e agora ostenta um ‘record’ no MMA composto por 19-6-1. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

Abaixo : Miki Motono venceu Asami “Akaringo” Nakai e conquistou o título provisório do peso palha do Deep Jewels. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

image 1595511363 5daa3

Participe da promoção de lançamento do serviço de “streaming” do UFC Fight Pass no Japão

Após introduzir o seu ‘Fight Pass’ em outros grandes territórios da Ásia, incluindo China e Índia, o UFC - principal organização de artes marciais mistas da atualidade à nível mundial - lançou seu serviço de “streaming” do UFC Fight Pass ‘over-the-top’ ( OTT ) no Japão, com a plataforma adaptada ao mercado local.

O anuncio foi feito hoje, quarta-feira, 22 ( horário local ), pelo Escritório de Relações Públicas do UFC no Japão.

O UFC Fight Pass no Japão apresentará uma nova interface totalmente escrita em japonês, incluindo títulos de eventos, ‘cards’ de luta e descrições de programas. Os fãs de luta também poderão pesquisar usando palavras-chave no idioma nativo para acessar o conteúdo da plataforma.

Os assinantes também terão acesso à conteúdos regionais, que incluirão programas, coberturas e eventos de MMA do Japão, sempre com comentários no idioma local, que juntos ao conteúdo já disponibilizado pelo UFC, somam mais de 4.000 horas de conteúdo.

A plataforma ainda disponibilizará comentários de companheiros dos lutadores ‘ao vivo’ como os ex-atletas do UFC Takeya Mizugaki, Caol Uno, Katsunori Kikuno e Michihiro Omigawa.

Não custa lembrar que além do conteúdo sob demanda do UFC, o serviço incluirá acesso a outros eventos de MMA ‘ao vivo’ e outros esportes de combate, já que o UFC Fight Pass não é apenas para os torneios do UFC ou para o seu reality show, o “DW’s Contender Series” ou “Dana White’s Tuesday Night Contender Series-DWTNCS”, mas também para eventos que produziram muitos lutadores para o UFC, como Titan FC, Invicta FC, LFA, Cage Warriors, etc.

Além de promoções de MMA como o Pancrase e Shooto e lutas de Boxe que poderão ser vistas ‘ao vivo’ ao lado de competições de ‘Grappling’ como Quintet, SUG ( Submission Underground ), Polaris e EBI  ( Eddie Bravo Invitational ), o assinante ainda desfrutará de um vasto arquivo de eventos anteriores do UFC, incluindo todas as temporadas de The Ultimate Fighter, e eventos familiares ao Japão, como PRIDE, WEC, Strikeforce, Elite XC, WFA e outros como Super Brawl e HOOKn SHOOT, uma vez que a plataforma disponibiliza o maior arquivo de artes marciais do mundo.

O serviço ainda oferecerá vídeos em resolução 1080p e uma experiência de visualização múltipla para os usuários de desktop assistirem a várias transmissões ‘ao vivo’ simultaneamente. Os assinantes também poderão acessar o canal linear 24 horas por dia, 7 dias por semana, e terão acesso ao recurso de “downloads”, permitindo que os usuários assistam ao conteúdo ‘offline’.

Qualquer fã que se inscrever no UFC Fight Pass no Japão durante o período de quarta-feira, 22 de julho, até sexta-feira, 7 de agosto, receberá um teste gratuito de 7 dias a partir do dia de sua inscrição.

Além do plano padrão até agora, também foi definido um bom serviço chamado plano premium cujos valores são 2.799 ienes ( ou US $ 26,09 ) / mês,  e 26.889 ienes ( ou US $ 250,69 ) / ano.

Como parte do lançamento, os pacotes incluirão eventos distribuídos no formato de ‘Pay-Per-View’ e que os inscritos poderão assistir ‘ao vivo’, como o UFC Fight Island, que será realizado em Abu Dhabi, Emirados Árabes Unidos, no dia 26 de julho.

Você poderá se inscrever no UFC Fight Pass visitando www.ufcfightpass.com ou ao fazer o download do aplicativo UFC.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/07/2020
_
Foto : O Ultimate Fighting Championship ( UFC ) lançou seu serviço de “streaming” do UFC Fight Pass ‘over-the-top’ ( OTT ) no Japão, com a plataforma adaptada ao mercado local. ( Cortesia | Créditos : ( C ) UFC | ( C ) UFC Fight Pass | ( C ) UFC Fight Island | Divulgação ).

Resultados do show de MMA ARC 002 realizado sábado na Coréia do Sul

O ARC 002 ocorreu no Hot6ix Afreeca Colosseum, em Seul, capital da Coréia do Sul, na noite de sábado ( 18 de julho ). O ‘main event’ ( ou “evento principal” ) foi uma revanche entre Nandin-Erdene e Kim Se Young, mas a luta teve desfecho semelhante ao primeiro duelo em maio no ‘card’ inaugural da franquia.

O sul-coreano começou em um ritmo furioso, talvez porque já tivesse sido derrotado pelo mongol anteriormente. Mas após ser pego de surpresa, Nandin-Erdene derrubou Kim no meio do primeiro round com um “gancho de esquerda”. Na sequência, o lutador da Mongólia permaneceu implementando o ‘jab’, após alguma “trocação” violenta, e ambos os lutadores adotaram uma abordagem mais calculada até o final no round.

O segundo round teve início com nova “trocação” violenta até que Kim começou à tentar utilizar algum Jiu-Jítsu, mas a ação foi freada por cinco minutos após um golpe baixo.
O round reiniciou com os dois novamente no meio do ‘cage’, quando o sul-coreano caiu no chão, após machucar o pulso na lateral da cabeça do oponente, ao desferir um “gancho de direita”.

Foi então que Nandin-Erdene disparou uma série de socos que obrigaram o árbitro à parar a luta com 1:54 do segundo round.

Essa foi a segunda vitória consecutiva por nocaute técnico sobre o mesmo oponente e uma quinta vitória consecutiva para Nandin-Erdene, que melhorou o seu “cartel” para 13-6. Enquanto isso, Kim caiu para 6-5, depois de ser derrotado pelo mongol duas vezes em um espaço de três meses.

No ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ), Shin Dong Guk e Shoiatbek Bazarbaev também protagonizaram uma boa luta. Os lutadores iniciaram com uma “trocação” violenta e intensa de chutes e socos, mas o ritmo caiu um pouco já no segundo round, com grande parte do mesmo sendo disputada à distância ou no ‘clinch’.

No terceiro  e último round, o sul-coreano pressionou seu inimigo contra a grade do ‘cage’ e conseguiu levar a luta para o chão, de onde conseguiu acertar alguns socos na meia guarda.

Mas Bazarbaev - que conectou golpes mais sólidos ao longo de toda a luta - acabou vencendo por decisão dividida dos juízes. Com isso o seu ‘record’ no MMA mudou para 1-1. Já Shin, que perdeu três em suas últimas quatro lutas, agora ostenta um “cartel” de 3-3.

Houve algumas outras boas performances por parte de jovens talentos locais que merecem destaque.

O prêmio de “nocaute da noite”, foi para o estreante Choi Sergei ( 1-0 ) que e enfrentou o muito mais experiente Hwang Chan Hwan ( 2-5 ) e acabou vencendo-o com um soco no primeiro round.

Além disso, Park Si Won, ( 4-0 ), representante do Team Stun Gun enfrentou o perigoso ‘striker’ ( 0-1 em MMA ) e resistiu à tempestade de socos e chutes até conseguir a finalização já no segundo turno. Park conseguiu assim a sua terceira vitória em um período de seis meses.

Por fim, mas não menos importante, o fenômeno de 15 anos de idade Shin Yu Jin ( 2-0 ) continuou invicto em seu impressionante 2020 ao nocautear Park Ji Su ( 1-1 ) no primeiro round com uma série de socos.

Os resultados do “ARC 002” incluem :

ARC 002
18 de julho de 2020
Hot6ix Afreeca Colosseum
Seul, Coréia do Sul

Nandin Erdene venceu Kim Se Young por nocaute técnico ( socos ) aos 1:54 do segundo round
Shoiatbek Bazarbaev venceu Shin Dong Guk por decisão ( dividida ) aos 3:00 do terceiro Round
Park Chan Soo venceu Cho Gyeung Eui por decisão ( unânime ) aos 3:00 do terceiro Round
Lee Jung Hyun venceu Yoo Jae Nam por decisão ( unânime ) aos 3:00 do terceiro Round
Choi Sergei venceu Hwang Chang Hwan via TKO ( socos ) aos 0:47 do primeiro round
Park Si Won venceu Bullet Chingun por finalização ( mata-leão ) aos 2:17 do segundo round
Shin Yu Jin venceu Park Ji Su via TKO ( socos ) aos 2:20 do primeiro round
Yang Ji Yong venceu Kim Yi Sak por decisão ( unânime ) aos 3:00 do terceiro Round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 21/07/2020
_
Foto : O lutador da Mongólia Nandin-Erdene venceu novamente o sul-coreano Kim Se Young em um período de três meses. ( Cortesia | Créditos : ( C ) Road FC | ( C ) AfreecaTV | Divulgação ).

Confira o novo ‘card’ do Deep Jewels 29 que será realizado em Tóquio, Japão

O Deep Jewels 29 está programado para o dia 23 de julho no Shinjuku Face e, com a flexibilização das restrições no Japão, os ingressos já estão esgotados, uma vez que os eventos de artes marciais mistas já podem comportar uma parte do seu público.

Mas não custa lembrar que a distribuição do evento ainda será feita através do sistema de Pay-Per-View do “SPWN”, operado pela Barusu Co. Ltd., onde depois de se registrar como usuário, os fãs que não compraram ingresso poderão pagar para visualizar o show do conforto de suas casas.

O evento - que foi remarcado da data estipulada anteriormente - será encabeçado por uma luta pelo título entre Asami Nakai e Miki Motono.

Alguns dos outros destaques do ‘card’ são Shizuka Sugiyama, que terá uma nova adversária em sua luta de MMA, e ‘King Reina’ Miura, que estará competindo em uma luta de Kickboxing.

Sugiyama ( 18-6-1 ) deveria enfrentar Kano Kagaya, mas esta foi substituída por Mika Arai ( 4-2 ). Ela não luta pela promoção desde 2018 e vem de derrota por finalização para Ji Yeon Seo no Double G 3, realizado na Coréia do Sul, no ano passado.

Já ‘King Reina’ Miura estará competindo no Kickboxing, como dito anteriormente. A veterana do MMA lutará com Marina Kumagai em uma luta na categoria peso galo.

Além disso, outras três lutas foram anunciadas na divisão de peso super átomo ( 49kg ).

Pan Hui, lutadora originária da China, mas que atualmente está sediada no Japão, terá pela frente a japonesa Otoha Nagao.

Nas outras lutas, Hikaru Aono enfrenta Lion Noda, enquanto Sakura Mori lutará com Mayu Kawanishi, que está invicta como amadora e fará a sua estréia como profissional de MMA.

Deep Jewels 29
23 de julho de 2020
Shinjuku Face
Tóquio, Japão

Asami Nakai x Miki Motono ( pelo título vago do peso-palha )
Shizuka Sugiyama x Mika Arai ( peso-galo )
Kickboxing: Reina Miura x Marina Kumagai ( peso-galo )
Hikaru Aono x Lion Noda ( peso super-átomo )
Sakura Mori x Mayu Kawanishi ( peso super-átomo )
Pan Hui vs. Otoha Nagao ( peso super-átomo)

( *o ‘card’ é sujeito à alterações )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 17/07/2020
_
Foto acima : O Deep Jewels é o maior evento de MMA feminino do Japão na atualidade. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

Abaixo :  Shizuka Sugiyama terá nova adversária, Mika Arai. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

eye catch 1594389546 247bd

ONE Championship confirma datas para os próximos dez eventos

A programação de 2020 do ONE Championship foi alterada devido à atual situação em todo o mundo, mas agora, a promoção que esteve em “hiato” durante os meses de março, abril e maio, está voltando à realizar eventos ‘ao vivo’ novamente este mês e já adicionou mais nove shows ao seu calendário.

Com as restrições diminuindo em muitos países, o ONE: “No Surrender” terá lugar em Bangkok, capital da Tailândia, em 31 de julho, naquele que será o primeiro dos dez eventos a serem realizados em apenas três meses.

Quase todos os países têm regulamentos de quarentena atualmente em vigor, o que não impede os lutadores de viajar e competir, apesar do período de isolamento, embora necessário, torne tudo mais difícil.

Mas não custa lembrar que após os ‘cards’ do ONE Hero Series 13 e 14 realizados na China no mês passado a promoção provou que é capaz de colocar eventos de luta naquele país e em outros, mesmo sob tais circunstâncias.

Também há vários eventos reservados para o Japão nos próximos meses, o que indica que o país poderá ser outro possível anfitrião para sediar um próximo ‘card’ do ONE.
O público ‘ao vivo’ já começou a retornar no Japão, mas mesmo assim, os eventos do ONE Championship deverão ocorrer à portas fechadas na “terra do Sol Nascente”, de acordo com os organizadores.

No que diz respeito à Singapura, base da promoção, as restrições provavelmente precisam ser mais flexibilizadas, para que um evento seja viável por lá.

Mesmo assim, o CEO / fundador do ONE Championship, Chatri Sityodtong, já anunciou os próximos nove eventos entre agosto e outubro, contudo evitou revelar os nomes ou os locais de cada ‘card’ em particular.

Também não custa lembrar que, apesar dos próximos eventos serem realizados à portas fechadas, ou seja, sem a presença do público, estes contarão com transmissão “via TV e outras mídias digitais” em mais de 150 países ao redor do mundo.

Confira o novo calendário do ONE Championship ( sujeito à alterações ) :

31 de julho
14 de agosto
21 de agosto
11 de setembro
18 de setembro
28 de setembro
09 de outubro
16 de outubro
25 de outubro
30 de outubro

Portanto, “apertem os cintos”, pois o ONE Championship está pronto para “incendiar o mundo” novamente.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 16/07/2020
_
Foto : Vitor Belfort ainda não teve a data da sua estréia confirmada pelo ONE Championship. O “fenômeno” irá lutar com o camaronês naturalizado honconguês, Alain Ngalani. ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Reprodução | Instagram ).

Shooto Brasil ‘Solidariedade’ marca retorno das competições de MMA ao Rio de Janeiro

Criado em 1985, o Shooto é ‘o pai do MMA japonês’ e já foi considerado o “Pride dos leves”, além de ter revelado grandes nomes das artes marciais mistas para o mundo. Já estabelecido em países como os EUA, Finlândia, Austrália, Holanda, Noruega, Alemanha e Inglaterra, entre outros, o evento chegou ao Brasil em 2003.

Agora, a franquia mais antiga da modalidade na era moderna está de volta ao nosso país. O Shooto Brasil ‘Solidariedade’ está programado para o domingo, dia 26 de julho, na Upper Arena, Rio de Janeiro. Ainda sem a presença do público, as lutas serão disputadas a partir das 20h00, com transmissão pelo Canal Combate.

Vale ressaltar que antes, durante e depois do evento, atletas e comissão técnica passarão por um rígido protocolo de segurança, em função da pandemia de Coronavírus ( COVID-19 ).

Por meio de comunicado nas redes sociais, a organização do evento confirmou a realização de 10 lutas.

Na luta principal, Thiago “Manchinha” enfrenta o campeão dos leves ( até 70kg ), Fabrício “Negão”, pelo cinturão da categoria.

Fabrício “Negão” Martins ( 14-3-0 ) deixou o Piauí e se mudou para Varginha, no Sul de Minas Gerais, em 2018. Ele deixou a casa onde morava com os avós em Teresina para tentar a vida como profissional no MMA treinando na academia Ribas Family.

Já Thiago “Manchinha” Silva (17-8-1 ) está invicto em solo brasileiro desde 2015 - com derrotas apenas no Leste Europeu -, ele acumula cinturões do Shooto Brasil e do Juiz de Fora Fight.

No ‘co-main event’, Rangel “Anaconda” de Sá ( 9-10 ) e Ary “No Mercy” Santos ( 16-7 ) disputam o título dos super-leves ( até 75,3kg ).

Victor Romero ( 9-3-0 ) e Wendel Almeida ( 1-0 ), dois lutadores vindos do estado do Acre, também lutarão no ‘card’ principal do evento. O primeiro, 38 anos, vai encarar Adercino “Marmita” de Jesus ( 9-3 ) no peso casado de 80 kg, na antepenúltima luta do ‘card’. O segundo sobe ao octógono um pouco antes para o combate contra Luiz Felipe “Selvagem” Oliveira ( 2-1-0 ) no peso casado de 68 kg.

Na luta feminina da noite, Karen ‘Fênix’ Thalita ( 2-2 ) irá encarar a atleta Valeska ‘Tina Black’ Machado da Silva ( 7-2 ), pela categoria peso palha feminino ( 52 kg ).

Veja como está o ‘card’ do Shooto Brasil “Solidariedade” até o momento :

Shooto Brasil “Solidariedade”
26 de julho de 2020
Upper Arena
Rio de Janeiro-RJ

Peso leve (até 70kg): Fabrício “Negão” x Thiago “Manchinha” - Luta pelo cinturão
Peso Super-leve (até 75,3kg): Rangel “Anaconda” x Ary Santos - Luta pelo cinturão
Peso combinado (até 80kg): Adercino “Marmita” x Victor Romero
Peso combinado (até 68kg): Wendel Almeida × Luis Felipe “Selvagem”
Peso combinado (até 62,5kg): Cleiver Fernandes x Pedro “The Rock” Martins
Peso Galo (até 61,2kg): Victor “Bulldoguinho” x Wilherson Jackson
Peso combinado (até 73kg): Diego Barcelos × Leandro “Mun-Ra”
Peso combinado (até 59,5kg): Luiz Filipe Lopes x Renan de Oliveira
Peso Pena (até 65,8kg): Keweny Leão x “Mirrado”
Peso palha feminino (até 52kg): Valeska “Tina Black” Machado da Silva x Karen “Fenix” Thalita

( *o ‘card’ é sujeito à alterações )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/07/2020
_
Foto : Shooto é o evento brasileiro que mais revela atletas para o MMA mundial. O Shooto Brasil “Solidariedade” será realizada dia 26 de julho, na Upper Arena. ( Créditos | Cortesia : ( C )Shooto Brasil | Divulgação ).

Rizin Fighting Federation ( RIZIN ) anuncia retorno com duas edições em agosto

À medida que as restrições são levantadas, o MMA vem avançando, principalmente com os eventos do UFC, e cada vez mais parece que o esporte foi interrompido pelo menor tempo possível, com a modalidade sendo pioneira no retorno das competições.

Durante uma conferência de imprensa realizada anteontem, o CEO do Rizin Fighting Federation ( RIZIN ), Nobuyuki Sakakibara, anunciou que o RIZIN 22 e o RIZIN 23 acontecerão nos dias 9 e 10 de agosto na novíssima Pia Arena MM em Minatomirai, Nishi-ku, Yokohama-shi, Prefeitura de Kanagawa, no Japão e parece que eles permitirão a entrada do público para prestigiar os shows.

A arena tem capacidade para 10.000 pessoas e foi inaugurada apenas este ano. A partir do dia 10 de julho, as restrições serão flexibilizadas no Japão e será permitido que um máximo de 5.000 pessoas participem de eventos, o que significa que o local poderá comportar até metade da sua capacidade.

Para Sakakibara e o MMA na ‘terra do Sol Nascente’, a apresentação e a competição não significam nada sem os fãs na arena e os os fãs de MMA, especialmente os fãs da era Pride Fighting Championship ( Pride FC ), sabem que a maneira como Sakakibara e sua equipe organizam um evento pode proporcionar ótimos combates.

-“Sem um público presente, o RIZIN não seria o RIZIN. O que posso dizer é que todos na platéia criam o RIZIN. Faremos o nosso melhor para enfrentar os desafios que virão nestes dois dias”.-disse Sakakibara.

Ele acrescentou : -“Estou ansioso para ver o sorriso de todos na Pia Arena, em agosto”.-referindo-se ao apelo que promete levar os fãs à arena em dois dias consecutivos.

Mesmo as restrições de viagem não representarão problemas para a realização dos shows, pois felizmente para o RIZIN, a maior parte dos seus lutadores vivem no Japão. Os demais terão que se adequar aos requisitos de quarentena.

O RIZIN também está arrecadando dinheiro para ajudar na promoção dos próximos ‘cards’.

Os lutadores escalados ainda não foram divulgados, mas esperamos que seus nomes sejam anunciados em um futuro próximo. No momento, também não há informações sobre a disponibilidade dos eventos para o público internacional, seja em alguma plataforma digital ou pelo sistema de Pay-Per-View.

Mas e você, leitor ? O que acha da volta do RIZIN ?

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 08/07/2020
_
Foto acima : Nobuyuki Sakakibara confirmou que o RIZIN FF está definido para agosto com dois eventos consecutivos. ( Créditos | Cortesia : @RIZINFF | Divulgação ).

Abaixo : O RIZIN realizou uma conferência de imprensa para discutir o  seu futuro e anunciou os seus primeiros eventos desde a interrupção das suas atividades em meados de março. ( Créditos | Cortesia : @RIZINFF | Divulgação ).

106907609 3237116443023347 8466464930271028298 n efe48

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png3.png9.png8.png4.png6.png2.png
Hoje:617
Ontem:1185
Últimos 7 dias:6638
Mês:14816
Total:398462

Conectados simultaneamente

41
Online

16-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top