ptzh-CNenfritjakoruesvi

Shannon Ritch vence na edição de estreia do Gender Wars MMA

Os dias que antecederam o show inaugural do Gender Wars foram marcados por acalorados debates entre os entusiastas do MMA em fóruns da internet pelo mundo.

As razões para tantas polêmicas eram claras. Gender Wars se propunha a criar um novo modelo de competições de MMA.

Suas regras inovadoras também eram bastante simples : sem ringue de cordas, sem “cage” ou octógono, sem limite de tempo e sem regras. Sem decisões dos juízes. A vitória só poderia ser obtida por nocaute ou finalização.

Iniciada a noitada de lutas o veterano Shannon “The Cannon” Ritch ( 47 anos ) , que já ostentava um registro no Sherdog composto 57-84-4, adentrou o tatame onde teria pela frente o estreante em MMA Jerry Mires, uma vez que o Gender Wars também permite que qualquer pessoa, independente de seu treinamento técnico ou experiência competitiva anterior, possa participar das lutas.

O confronto durou 8 minutos ( sem rounds ) e Shannon mostrou-se bastante calmo e técnico, até obter a vitória com uma finalização por arm-bar ( chave-de-braço ).

O aguardado duelo entre os pioneiros do MMA Travis Wiuff ( 75-21-1 ) e Wes Sim ( 24-14-1-2 ), acabou não acontecendo, uma vez que Travis recusou-se à lutar.

O caminho estava então liberado para o ´main-event´, que seria composto por uma verdadeira ´guerra dos sexos´ : Homem vs. Mulher, onde o boxeador que eles chamam de ´Trent´ ( e cuja verdadeira identidade os promotores diziam estar protegendo por uma questão de segurança ) encarou “a mãe durona” Tess Barrall ( uma instrutora de fitness cuja experiência anterior em lutas se resumia a aulas ocasionais de artes marciais e um pouco de cárdio kickboxing ) .

Em um momento no qual os confrontos inter-gêneros são duramente criticados aqui no Brasil, a luta não promoveu uma situação de ´briga de rua´ e ao contrário dos demais duelos da noite, contou com regras curiosas : ambos os lutadores podiam atacar com os pés, mas apenas a garota poderia usar os socos, enquanto o seu oponente só poderia bater com as mãos abertas, tanto em pé quanto no chão.

O misterioso ´Trent´ que havia prometido “espancar qualquer mulher colocada na sua frente”.

Contudo, o “cara durão” teve de engolir as suas palavras.

A luta pouco ortodoxa durou apenas 58 segundos.

Tempo suficiente para Tess Barrall vencer seu adversário com uma joelhada que o levou à TKO.

Trent ficou bravo e começou à chorar após a luta, mas não havia mais jeito.

A vitória já era de Tess Barrall que embolsou a premiação de US $ 1 milhão ( um milhão de dólares ) garantidos pelo patrocinador do show, um investidor americano que mantêm uma empresa russa.

Destaque para a exibição de ´topless´ proporcionada pelas ´Ring Girls´ do show. Uma destas, inclusive, estava cobrindo seus seios com os cabelos, mas as garotas não trabalharam nuas, como havia sido cogitado anteriormente.

Todas essas situações foram vistas ´ao vivo e a cores´ pelo pay-per-view.

Por falar nisso, a organização resolveu promover o evento no formato on-line pelo sistema de pay-per-view após a recusa inicial de “um par de parceiros de transmissões diferentes”, e hospedaram o show no site InPlayer, cuja taxa era de apenas $ 9.99.

Após o encerramento do Gender Wars, Travis Wiuff . o lutador que se retirou à última hora, pôs mais ´lenha na fogueira´ ao declarar sem rodeios : “Este show nunca aconteceu na Rússia. O Gender Wars está ocorrendo em um armazém em Maple Grove, Minnesota. Honestamente, eu estava ansioso para encarar um cara como Wes Sims, se o show fosse legítimo. Mas eu quero terminar minha carreira com uma boa nota. Não quero que uma das minhas últimas lutas seja cercada de controvérsias. Eu só tive que sair de uma outra luta em toda a minha carreira. Como os promotores podem me chamar de profissional quando eles estão promovendo algo com tantos pontos de interrogação? Se eles quiserem, nós podemos nos encontrar na “gaiola” e podemos ver quem é quem realmente”.

Por sua vez, os promotores garantem que o evento foi promovido em “um armazém fora de São Petersburgo”, na Rússia.

O principal nome por trás do Gender Wars é Brad Kohler.

Kohler, que já lutou duas vezes no UFC no final dos anos 90 antes de passar grande parte do restante de sua carreira no Japão, garante que o seu show é “totalmente legítimo” e que o seu projeto está sendo financiado por investidores e redes de TV anônimas no exterior, por isso “tudo é confidencial” apesar de reconhecer que o Gender Wars é realmente controverso, mas que esse é o apelo para conquistar uma nova audiência, uma vez que não há público para ver as lutas no local do evento.

Brad Kohler garantiu ainda a segunda edição do Gender Wars ( e no mesmo formato ) para o próximo dia 13 de abril.

Pessoalmente, e apesar de toda a polêmica em torno do show, eu adorei esta competição.

Sinceramente, eu tiro o meu chapéu para Kohler por ter criado essa coisa. Apesar de estar centrado na cena “Undergorund” do MMA, Gender Wars nos faz sair do lugar comum, além de nos trazer à mente uma grata lembrança dos os primeiros dias do esporte.

25659271 1481833768552806 5582266167541120149 n 500x500

O ' flyer ' de divulgação da primeira edição do Gender Wars.

Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa.

Pastores do Brasil e EUA apoiam eventos de MMA cristão

Com a criação da equipe de MMA evangélica Reborn Team, em 2009, a Igreja Renascer em Cristo da Vila Matilde, na zona leste de São Paulo, passou a investir na promoção de um show de lutas da modalidade, denominado Reborn Fight, que desde a sua primeira edição chamava a atenção por ser realizado dentro de uma igreja.

O êxito do projeto foi tão grande que, em 2012, a Renascer decidiu criar outro evento, o Ultimate Reborn Fight (URF), hoje consagrado como o “maior evento de MMA cristão do mundo” e sempre promovido pelo lutador Roberto Pedroso, o “Pastor Jiraya”.

Além do URF, a Renascer em Cristo também conta com o Reborn Strike Fight, um projeto itinerante que leva lutas de MMA a outras igrejas. O exemplo é seguido em outros estados brasileiros, tais como o Rio Grande do Norte, onde a Igreja Renascer em Cristo da capital Natal, também apostou na promoção de uma edição do Reborn Strike Fight.

Os lutadores participantes do URF e do RSF são, em sua maioria,  evangélicos ou pessoas que encontram no esporte uma forma de inserção social. Mesmo assim, o MMA cristão ainda luta para superar o preconceito, desconfiança e as críticas de pessoas de dentro e fora da igreja aqui no Brasil, ao contrário do que acontece nos EUA.

Na Terra do Tio Sam, alguns líderes religiosos também já se renderam à modalidade esportiva que mais cresce no mundo. O caso mais recente é do pastor cristão Mark Driscoll, uma das vozes mais poderosas no meio evangélico em seu país.

Ele até publicou um artigo intitulado "Uma avaliação cristã das Artes Marciais Mistas" e revelou ser um fã do UFC desde o seu início, na década de 1990, afirmando que também acompanhou o Pride, extinto evento japonês.

O pastor comentou ainda ser amigo de Matt Lindland, Ken Shamrock e Ben Henderson, todos cristãos em crescimento e lutadores de MMA. Em seu artigo, abordou de forma especifica o estudo da Universidade John Hopkins sobre lesões dos combates de MMA e de Boxe e como normas de segurança do esporte adotadas por comissões atléticas estaduais.

Além de dividir todas as modalidades esportivas da atualidade, classificando-os  em competitivos, de colisão e de combate, onde se enquadra o MMA, diz que sua prática não seria um pecado, embora nem todos devam fazê-lo.

O pastor citou também que a ioga seria muito mais pecaminosa, devido ao seu aspecto radical de religião e filosofia oriental, ao contrário do MMA. O pastor acredita que o MMA tem, ainda, um enorme potencial para resgate dos cristãos.

Mas e você, caro leitor, qual é sua opinião sobre esse tema tão polêmico? Um esporte como o MMA não é pecado e pode ser praticado por aqueles "renascidos em Cristo"?

Fonte / Crédito : Colaborador Oriosvaldo Costa - imagem:Mark Driscoll, Pastor dos EUA defende MMA: ‘Não é pecado’ ( Cortesia Mark Driscoll ).

Rumor: Brock Lesnar dividido entre UFC e Pro Wrestling

Olhando para o seu modesto registro no MMA composto por 5-3 (1), você não pensaria que Brock Lesnar teria desempenhado um papel tão importante no crescimento do UFC, mas se assim fizesse você estaria errado. Lesnar foi talvez o primeiro e verdadeiro astro do Pro Wrestling à fazer a transição para o MMA com tamanho sucesso. Ele trouxe uma grande parte dos fãs de base da WWE para o UFC, particularmente desde quando ele fez sua estréia no show de Dana White contra Frank Mir no UFC 81 em 2008.

Até um certo irlandês ( Conor McGregor ) entrar em cena, Lesnar foi a maior venda de Pay-Per-View que o UFC já teve. Cinco dos ´cards´ em que Lesnar estava atraíram mais de um milhão de compras, sendo o mais alto o UFC 100 com 1,3 milhões; Alguns números o colocam ainda mais alto com 1,6 milhões. Para comparação, Ronda Rousey só esteve envolvida em dois ´cards´, que fizeram mais de um milhão. É difícil encontrar nomes verdadeiramente precisos sobre o Pay-Per-View do UFC, as figuras variam ligeiramente dependendo da fonte onde você pesquisa, mas estas ainda nos dão uma indicação sobre o ´tamanho´ de Lesnar e da importância que ele realmente teve para a franquia que hoje pertence ao conglomerado WME-IMG Endeavor.

Lesnar ganhou o título dos pesos pesados do UFC em apenas sua 4ª luta e defendeu o seu cinturão duas vezes, antes da estagnação do seu jogo de luta e uma batalha travada com a diverticulite, fatores que combinados reduziram o ritmo de sua carreira no MMA.

Seu retorno no UFC 200 terminou com uma vitória sobre Mark Hunt, mas Lesnar foi pego em um teste antidoping, o que culminou na alteração no resultou da luta para “no contest” ( sem resultado ). Como parte de sua punição ele foi proibido de lutar MMA pelo período de um ano. A situação coloca um ´asterisco´ em sua carreira, mas, antes dos testes da Agência antidoping dos EUA ( USADA, na sigla em inglês ) serem implementados, você poderia dizer isso sobre muitos outros lutadores, particularmente nos primeiros dias do esporte.

Mas já existem rumores, inclusive, dando conta que Lesnar deseja voltar ao UFC mais uma vez, assim que o seu contrato com o WWE terminar. Contudo, aos 40 anos de idade, mesmo que Lesnar retorne ao “octógono”, deverá fazê-lo assinando para uma única luta, insinuam estas mesmas fontes. Então esta é a maior probabilidade.

Por outro lado, também continuam as especulações em fóruns de debates especializados em Pro Wrestling ao redor do mundo sobre uma possível luta entre Brock Lesnar e o já citado Conor McGregor na modalidade que é conhecida como “Telecatch” aqui no Brasil.

Este é o duelo que todos os fãs de Pro Wrestling querem ver e a luta em questão seria uma promoção de alguma outra grande companhia ao redor do mundo, quem sabe no Japão, uma vez que Lesnar já lutou na New Japan Pro Wrestling e conquistou o título dos pesos pesados do IWGP naquele país.

Não custa lembrar ainda que ambos, Brock Lesnar e Conor McGregor, recebem os melhores salários do mundo nos dois esportes, Pro Wrestling e MMA, de acordo com as estimativas divulgadas pela conceituada revista Forbes sobre quais foram os campeões de arrecadação de dinheiro no meio do entretenimento esportivo em 2017.

O curioso é que um já foi o campeão dos pesados e o outro é o atual campeão peso leve do UFC.

Por isso, não se surpreenda diante da importância de Brock Lesnar para o MMA, o Pro Wrestling  e o esporte em geral. Realmente, o  ´gigante albino´ não deve ser negligenciado.

Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa.-imagem:Brock Lesnar ao lado do ex-senador Antonio Inoki, maior ícone do Pro Wrestling no Japão ( cortesia : Wrestling Observer Newsletter ).

Mauricio “Bad Boy” comanda o Projeto CT Guetto Diamond Chico Mendes Fight Florianópolis - SC

Concebidos inicialmente com a ideia de incluir os jovens na prática esportiva, garantir o rendimento escolar e ainda livrá-los do mundo do crime, alguns projetos sociais pelo Brasil estão chamando a atenção por ampliar o “leque de possibilidades” na vida dos moradores das comunidades carentes, seja através de inserção social ou de novas oportunidades profissionais.

Um destes é o Projeto CT Guetto Diamond Chico Mendes Fight Florianópolis-SC.

O Projeto Social está localizado na comunidade da qual empresta o mesmo nome ( Chico Mendes ), em Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina.

A iniciativa tem como intuito levar o lado bom da comunidade Chico Mendes e mostrar que a mesma não é só violência, sendo também um celeiro de promissores atletas, os quais só precisam de uma oportunidade.

O idealizador do Projeto CT Guetto Diamond Chico Mendes Fight Florianópolis-SC é o lutador Mauricio “Bad Boy” Machado. Ele possui 32 lutas de MMA com 21 vitórias e vem de 4 vitórias seguidas no primeiro round. Já lutou em vários eventos internacionais, entre eles, o terceiro maior evento do mundo, o ACB na Rússia e o OFS MMA na Europa.

Maurício “Bad Boy” é instrutor de Muay Thai,faixa marrom de Brazilian Jiu-jitsu e faixa preta de Karatê.

No Projeto CT Guetto Diamond Chico Mendes Fight Florianópolis-SC acontecem aulas de MMA, muay thai e jiu jitsu, assim distribuídas :

Nas terças feiras acontecem as aulas de Jiu-jitsu das 19:20h até às 19:50h .

Já nas quintas feiras são oferecidas aulas de MMA e muay thai também das 19:20h até às 19:50h.

Esses treinos são ofertados gratuitamente e são abertos para todas as idades : crianças, adultos e idosos.

Todos serão bem vindos, uma vez que nesses treinos é que são lapidados a ´prata da casa´ e revelados os novos talentos dentro da Comunidade Chico Mendes para o esporte, dentro do mundo das artes marciais.

Se você quiser apadrinhar um dos atletas do Projeto CT Guetto Diamond Chico Mendes Fight Florianópolis-SC serão aceitos apoios com doações de materiais de treino, como kimonos, luvas, aparadores, e etc...

Uma das novas promessas do esporte reveladas pelo Projeto Social CT Guetto Diamond Chico Mendes Fight Florianópolis-SC, é o garoto Enzo, de apenas 5 anos.

Ele está em busca de apadrinhamento. Se algum empresário desejar apadrinhar o Enzo, poderá doar kimonos, luvas e bermudas de muay Thai. O jovem talento das artes marciais ficará super agradecido pela atitude.

Os interessados em apoiar o projeto ou apadrinhar algum atleta, deverão entrar em contato no WhatsApp: +554198693714 - +5548984565980.

26167532 523929254633334 3070344091342240776 n

O lutador de MMA Mauricio “Bad Boy” Machado está à frente do Projeto Social.

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa.

PM Combat 2018 - O dia em que os policiais militares trocam as armas pelo ringue - acontecerá em Agosto

Ultimamente a bela cidade de Natal tem sido destaque nos noticiários devido à crise na segurança pública que castiga o estado do Rio Grande do Norte. Mas agora, a bela capital potiguar e que também é uma das principais opções de turismo e lazer do Brasil poderá voltar à se destacar positivamente na mídia graças a um outro motivo : as competições esportivas de artes marciais.

Curiosamente, a competição que destacaremos neste artigo também terá a segurança como temática, uma vez que o seu intuito é homenagear todos os profissionais que atuam nessa área em nosso país.

Trata-se do PM Combat 2018 : O dia em que os policiais militares trocam as armas pelo ringue.

Ocorrido pela primeira vez no ano de 2010, o PM Combat é um torneio que busca reunir, incentivar e divulgar a prática das artes marciais entre os integrantes da polícia militar, embora reúna também esportistas da sociedade civil.

O promotor do PM Combat é o policial militar Mário Sérgio da Silva. Praticante de Muay Thai e Kickboxing, Mário vem promovendo eventos desde 1997 e continua contribuindo muito para o esporte, revelando novos nomes para as artes marciais e lançando-os para os grandes shows nacionais e internacionais.

Sempre ao lado da esposa Léssya Cardoso, que é advogada, Mário já promoveu vários eventos numerados de artes marciais, os quais destacamos : o Fighter de Bairros Original, o Sportmix e o Duelo de Campeões.

Os eventos citados já contaram com a participação de nomes hoje consagrados, tais como, Jussier Formiga, Jorjão Rodrigues, Sérgio Júnior, Renan Barão, José Mauricio da Rocha Júnior e os irmãos Patrício e Patricky Pitbull, entre muitos outros.

Muito provavelmente, o leitor aficionado em artes marciais já deve ter acompanhado a performance de algum destes lutadores, em promoções do porte do Shooto, Pancrase, WEC, EFC Worldwide, Bellator e mesmo o UFC.

Agora, com a consolidação de outras promoções com a mesma temática, tais como o UFC: Figth for the troops, e o Shooto BOPE, Mário Sérgio está de volta com a sua competição, cujas inscrições estão abertas para todos os estados brasileiros.

As modalidades disputadas no evento serão o Jiu-Jitsu, Karatê, Taekwondo, Submission, Muay Thai e MMA.

Todas as lutas serão casadas. Haverá ainda disputas na categoria absoluto para a faixa preta de Jiu-Jitsu.

O valor da inscrição é R$ 30 ( Trinta Reais ) e todos os participantes irão receber uma camisa da competição.

Serão distribuídas medalhas para os campeões e vice-campeões como premiação.

Poderão participar policiais militares, membros das forças armadas, bombeiros, salva-vidas e seguranças de todo o Brasil, além de civis como convidados especiais, como já foi citado anteriormente.

Inicialmente, o PM Combat 2018 - O dia em que os policiais militares trocam as armas pelo ringue - está programado para o mês de Agosto, na capital Natal.

À exemplo das edições anteriores, a competição promete ser um sucesso. Vale a pena conferir.

Maiores informações : ( 84 ) 9 8887 9664. Falar c/ Mário Sérgio.

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa.

Crédito da imagem: O policial militar Mário Sérgio ( ao centro ) irá promover o PM Combat 2018. ( Cortesia : acervo pessoal ).

Amaury Junior e Daniel Alvar são os novos reforços da equipe Master Kombat

Presidente e CEO do Limo Fight Championship ( LFC ) e do Brasil Grand Champions ( BGC ), o cearense de Aracati Gean do Vale é o principal responsável pela consolidação da cidade que adotou como sua - Limoeiro do Norte ( localizada a 197 km quilômetros da capital Fortaleza ), como um dos mais novos polos de MMA do país.

Tal é o sucesso e a propagação da modalidade por lá que o município já é conhecido no meio esportivo pela alcunha de “a cidade do MMA”.

Também faixa preta de luta livre esportiva e grau preto de muay thai, Gean do Vale ainda lidera a Master Kombat, equipe de MMA que está em franca expansão.

Após um 2017 repleto de vitorias , onde a equipe conquistou dois cinturões internacionais e dois cinturões nacionais, o ´head coach´ Gean do Vale segue preparando o terreno para esse ano de 2018.

Agora, além do Ceará , Pernambuco e Piauí, a Master Kombat crava sua bandeira no estado do Rio grande do Norte e também na Argentina.

Recém chegado à equipe, o potiguar Amaury Junior estará representando a Master Kombat nas competições de MMA, mas continuará levantando a bandeira da BTT nos campeonatos de Jiu-Jitsu.

Campeão do LFC ( pesos galo e pena ) e do Natal FC ( peso galo ), Amaury será o braço da equipe nas cidades de Mossoró e Apodi, no estado vizinho.

O atleta já tem um registro no Sherdog de 11-7-1 e vem pra somar forças juntamente com o jovem talento pernambucano Jonathas cavalcanti , também recém chegado ao time.

Amaury estará lutando dia 14 de Abril , na cidade de Russas, no estado do Ceará, durante a primeira edição do Brasil Grand Champions , a nova liga de MMA do Brasil.

Outra importante aquisição é Daniel Alvar, morador de Comodoro Rivadavia, cidade mais populosa da província de Chubut, na Argentina.

Conhecido no meio do MMA como “El Maldito” , Daniel Alvar é um atleta experiente com um recorde de 6-1 no MMA e também tem vivência no boxe.

Ele lidera um time de atletas profissionais e amadores e sempre participa dos campeonatos da ULLAMP ( União Latino-Americana de Lutadores de Artes Marciais Profissionais ) , entidade que também é filiado.

Agora Daniel irá comandar a primeira filial da equipe Master Kombat no exterior e virá à Limoeiro do Norte regularmente para reforçar e melhorar o nível técnico do time, além de compartilhar conhecimento com atletas do nível de Jhonny “lenhador” Carlos, Mabelly Lima, Jonathas Cavalcanti, Lucas Aguiar, George Emanuel, Evandy Andrade, Jeovanny de Oliveira, Paulo Vitor Maia e outras promessas do MMA nacional.

A chegada de Amaury Junior e Daniel Alvar ao time acontece em boa hora.

No mês de abril os atletas Jonathas cavalcanti e George Emanuel estarão lutando na estreia da escuderia no continente europeu.

O evento será o Serbian Battle Championship, na Sérvia ( ex-Iugoslávia ). O SBC é um dos maiores shows de MMA da Europa.

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa

 

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png3.png9.png8.png9.png1.png4.png
Hoje:103
Ontem:966
Últimos 7 dias:7090
Mês:15268
Total:398914

Conectados simultaneamente

82
Online

17-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top