ptzh-CNenfritjakoruesvi

Confira os resultados do Rizin FF 18 que aconteceu Domingo no Japão

O Rizin Fighting Federation realizou o seu 18º evento no domingo, 18 de agosto, em Nagoya, Japão.
O show foi promovido como uma vitrine para os dois campeões mundiais do Rizin FF ( Kyoji Horiguchi e Ayaka Hamasaki ), agendados para lutas sem disputas de título e que geraram uma impressionante expectativa de vitória. Mas nem tudo saiu como esperado, diríamos.

No ‘main event’ ( evento principal ), o campeão do Rizin FF e também campeão mundial do Bellator MMA no peso-galo, Kyoji Horiguchi ( 28-3 MMA, 10-1 Rizin ), foi nocauteado ainda no primeiro minuto da luta pela sensação japonesa do MMA Kai Asakura ( 14-13-1 MMA,5-0 Rizin ).

Logo no início da luta Asakura conectou um soco de direita que mandou Horiguchi cambaleando para trás com as pernas trêmulas. Rapidamente, o lutador de 25 anos desferiu uma série de socos. Horiguchi ainda tentou conter o ímpeto do seu adversário, mas na sequência, Asakura levou Horiguchi  para o canto oposto do ringue e definiu a luta de forma dramática ao encaixar outro soco de direita.

Uma curiosidade acerca de Kai Asakura é que tanto ele quanto o seu irmão mais velho, Mikuru Asakura ( 13-11-1-1 MMA ) - que também vem se destacando no MMA emplacando uma série de vitórias - são também “youtubers” muito populares entre o público mais jovem no Japão. Portanto, eles trazem muita mídia para o evento.

No ‘co-main event’, a detentora do título de campeã mundial do peso super-átomo pelo Rizin FF, Ayaka Hamasaki ( 19-2 MMA, 5-0 Rizin ), teve pela frente Suwanan Boonsorn ( 3-2 MMA, 0-1 Rizin ).
Estreante na promoção, a lutadora tailandesa foi finalizada ainda no primeiro round garças à um justo arm-lock aplicado pela atleta de 37 anos que aumentou sua sequência de vitórias para cinco na promoção de Nobuyuki Sakakibara.

Também entre as mulheres, a ex-campeã do Rizin, Kanna Asakura ( 15-4-0 MMA ) enfrentou a norte-americana Alesha Zappitella ( 5-2-0 MMA ), em luta válida pela categoria até 49kg.
Alesha é uma lutadora de Wrestling cujo principal objetivo no momento é participar das Olimpíadas de 2020, em Tóquio.
Ela fez a sua estreia no MMA no show californiano King of the Cage ( KOTC ) ainda em 2016 e também já foi campeã do KunIun Fight, na China.
Alesha conseguiu levar a luta até o final do tempo regulamentar, mas acabou perdendo por decisão dividida dos juízes.
A luta foi mais uma parceria do Rizin FF com o evento feminino Invicta FC.

O ex-‘rei do peso-galo’ do DEEP, Victor Henry ( 19-4 MMA, 1-0 Rizin ), encaixou um impressionante triângulo invertido para finalizar o australiano Trent Girdham ( 11-3 MMA, 0-1 Rizin ) com pouco menos de dois minutos restantes para o término do último round de sua luta de estréia no Rizin.

Manel Kape ( 14-4 MMA, 5-3 Rizin ), - um lutador vindo de Angola, no continente africano - fez uso de uma combinação de boxe para nocautear o ex-lutador do WEC e do UFC, Takeya Mizugaki ( 23- 14 MMA, 0-1 Rizin ), com um ‘uppercut’ seguido por um poderoso gancho de direita que levou o japonês ‘à lona’.

Outro campeão do DEEP, Haruo Ochi ( 19-7 MMA, 1-0 Rizin ), que defendia o seu merecido título de “número 1 do mundo no peso-palha”, diante do veterano do UFC, Jarred Brooks ( 14-2 MMA, 0-0 Rizin ), viu a sua luta terminar rapidamente em um decepcionante “no contest” após um choque acidental de cabeças ainda nos primeiros 10 segundos de luta do round inicial.

Já o ex-peso-mosca do UFC, Justin Scoggins ( 12-6 MMA, 1-1 Rizin ), que vinha de uma série de quatro derrotas, conquistou a sua primeira vitória sob a ‘bandeira’ Rizin FF ao passar pelo ex - campeão do Shooto, Kazuma Sone ( 23-19 MMA, 0-2 Rizin ) por decisão unânime dos juízes.

O momento mais aguardado do ‘card’ para os brasileiros foi sem dúvida a luta de Kickboxing em que o veterano Danilo Zanolini venceu John Wayne Parr por decisão dividida.
John Wayne Parr é um dos grandes nomes mundiais do Kickboxing e Muay Thai e fazia o seu retorno às competições na terra do Sol Nascente.
Danilo é grau preto de Muay Thai e dono de uma rede de academias de Kickboxing e fitness no Japão. Ele também já fez lutas no extinto K-1 World Max.
Zanolini também já havia anunciado a sua aposentadoria há cerca de 3 anos, mas um incêndio em sua academia de Tomaki, em Aichi, fez o lutador dar uma pausa em sua aposentadoria e voltar aos ringues com a intenção de buscar recursos para reformar a academia incendiada.
A luta foi dinâmica, bem movimentada e não faltou emoção.
Zanolini trouxe a vitória para a comunidade brasileira no Japão por decisão dividida dos juízes ( 2 x 1 ).
Essa é a segunda vez que o brasileiro participa e vence uma luta sob o “estandarte” do Rizin FF.

Os resultados do “Rizin FF 18” incluem:

Rizin FF 18
18 de Agosto de 2019
Dolphins Arena
Nagoya, Aichi, Japão

• Kai Asakura venceu Kyoji Horiguchi por KO ( socos ), Round 1
• Ayaka Hamasaki venceu Suwanan Boonsorn por finalização ( arm-lock ), Round 1
• Victor Henry venceu Trent Girdham por finalização ( triangulo invertido ), Round 3
• Manel Kape venceu Takeya Mizugaki por KO  ( socos ), Round 2
• Danilo Zanolini venceu John Wayne Parr por decisão dividida ( kickboxing )
• Kanna Asakura venceu Alesha Zappitella por decisão dividida
• Haruo Ochi vs Jarred Brooks ( no-contest ) ( cabeçada acidental ) Round 1
• Hiroto Uesako venceu Yves Landu por TKO ( socos ), Round 2
• Justin Scoggins venceu Kazuma Sone por decisão unânime
• Takaki Soya venceu Yutaro Muramoto por TKO ( socos ), Round 2
• Ai Shimizu venceu Tabatha Watkins por decisão unânime
• Kazuki Osaki venceu Shota Takiya por decisão unânime ( kickboxing )
• Ryuji Horio venceu Uchu Sakurai por decisão unânime ( kickboxing )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 19/08/2019
_
Foto : Aos 37 anos de idade, Ayaka Hamasaki finaliza a sua adversária com um justo arm-lock. ( Cortesia | Créditos : @RIZIN FF | Rizin Fans ).

Confira os destaques do Rizin FF 19 que rolou sábado no Japão

O campeão dos meio-pesados do Rizin Fighting Federation, Jiri Prochazka ( 25-3-1 ), fez a “lição de casa” ao vencer o brasileiro Fabio Maldonado ( 25-14 ) no evento principal do Rizin FF 19, que rolou no sábado, ( 12 de Outubro ), na Edion Arena, em Osaka, Japão.

A luta foi casada em peso combinado ( 100 kg ) e ficou claro que o tcheco poderá incomodar os adversários na categoria de cima, ao sacudir o ex-UFC com a sua mão direita. Pouco depois de Maldonado sair cambaleando, Prochazka colocou o “caipira de aço” no chão com uma combinação de três golpes. Na sequência, Jiri acertou alguns chutes ( sem respostas ), o que levou o árbitro à parar a luta.

Após a vitória, Prochazka afirmou que está aberto para lutar com qualquer lutador do Rizin ou Bellator em sua categoria de peso.

No ‘co-main event’, a estrela em ascensão, Kai Asakura ( 14-1 ), dominou completamente o ex-lutador do UFC, Ulka Sasaki ( 22-8-2 ), com a sua mão direita devastadora, seguida por uma joelhada no chão e um  tiro de meta em seu adversário ainda caído. Tudo isso ainda no primeiro minuto de luta.
Logo após a sequência de violência frenética, o árbitro interrompeu a luta e a equipe de transmissão informou que Sasaki não poderia continuar na disputa, pois estava com a sua mandíbula quebrada.

Agora, Kai Asakura deverá conceder uma revanche para Kyoji Horiguchi. A dupla deverá lutar novamente, desta feita pelo cinturão da categoria, no show do Rizin na véspera de Ano Novo.

Em luta válida pela divisão feminina, a sul-coreana Seo Hee Ham ( 22-8 ), ex-campeã do Deep Jewels e do Road FC, venceu sua luta com Miyuu Yamamoto ( 5-4 ), após Yamamoto agarrar uma de suas pernas e a sul-coreana responder com socos que atingiram a japonesa, obrigando o árbitro à interromper a luta nos segundos finais do segundo round.
Após a luta, Ham posou ao lado da campeã do peso super-átomo, Ayaka Hamasaki. As duas estão prestes a se enfrentar pela terceira vez, quando o cinturão de campeã do Rizin será colocado em jogo.

Ainda entre as mulheres, Rena Kubota ( 9-3 ), conhecida por sua legião de fãs no Japão simplesmente como “Rena”, levou apenas 20 segundos para retornar ao caminho das vitórias, detonando Alexandra Alvare ( 0-4 ) com uma série de socos.

O Rizin também iniciou o seu ‘Grand Prix’ dos leves com quatro lutas válidas pelas quartas de final nesta edição. O principal ‘pilar’ do Bellator, Patricky Freire, segue adiante na competição, bem como Case, Musayev e Gustavo, que também avançaram para as semi-finais.

Diante do renomado japonês Tatsuya Kawajiri, o brasileiro Patricky Freire precisou de pouco mais de um minuto para nocautear o adversário.
São grandes as possibilidades que o próximo adversário de Patricky nas semifinais do GP seja o compatriota Luiz Gustavo, curitibano que também teve exibição de gala ao nocautear o japonês Hiroto Uesako, ainda no round inicial.

Na luta de abertura do ‘card’ de MMA da noite, vimos Shoma Shibisai ( 5-2 ) derrotar Chang Hee Kim ( 1-5 ) com uma finalização ( Kimura ) em pouco mais de um minuto do primeiro round  de um confronto válido pela categoria peso livre.

Todo o evento foi transmitido ‘ao vivo’ pelo “stream” da TV paga Fite TV.
Confira os resultados completos do “Rizin FF 19”, que incluem:

Rizin FF 19
12 de Outubro de 2019
Edion Arena
Osaka, Japão

CARD PRINCIPAL
Jiri Prochazka venceu Fabio Maldonado por nocaute técnico ( socos ) no Round 1, 1:49
Kai Asakura venceu Ulka Sasaki por nocaute técnico ( interrupção do árbitro ) no Round 1, 0:54
Seo Hee Ham venceu Miyuu Yamamoto por nocaute técnico ( socos ) no Round 2, 4:42
Rena Kubota venceu Alexandra Alvare por nocaute ( soco ) no Round 1, 0:20

CARD PRELIMINAR
Johnny Case venceu Roberto Satoshi por nocaute ( soco ) no Round 1, 1:15
Patricky Freire venceu Tatsuya Kawajiri por nocaute técnico ( joelhada voadora e  socos ) no Round 1, 1:10
Luiz Gustavo venceu Hiroto Uesako por nocaute técnico ( interrupção médica ) no Round 1, 3:55
Tofiq Musayev venceu Damien Brown por nocaute técnico ( socos ) no Round 1, 4:14
Keita Nakamura venceu Marcos Yoshio de Souza por nocaute técnico no Round 1, 1:15
Shoma Shibisai venceu Chang Hee Kim por finalização ( Kimura ) no Round 1, 1:09

LUTAS DE KICKBOXING
Taiju Shiratori venceu Taiga Kawabe por decisão unânime
Takuma Konishi venceu Hiroya Kawabe por nocaute ( joelhada ) no R1
Seiki Ueyama venceu Taisei Umei por decisão unânime

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 13/10/2019
_
Foto : Ao vencer Tatsuya Kawajiri, o potiguar Patricky Freire realizou o sonho de lutar MMA no Japão e segue adiante no ‘Grand Prix’ peso-leve do Rizin. ( Cortesia | Créditos : Acervo pessoal Patricky Freire | @RIZINFF | Divulgação ).

Apesar da ameaça do super tufão Hagibis, RIZIN e ONE decidem manter seus shows para o final de semana

Apesar da ameaça de um gigantesco tufão que deve chegar ao Japão com ventos de até 162 km/h neste final de semana, duas das maiores franquias de MMA da atualidade - ONE e RIZIN - insistem em manter os seus shows agendados para Tóquio e Osaka, respectivamente.

O super tufão Hagibis ( um dos mais poderosos das últimas décadas na região ) deverá atingir Tóquio neste Sábado, ( 12 de Outubro ), levando ao cancelamento de vários eventos esportivos na capital do país.
A Copa do Mundo de Rugby, por exemplo, já cancelou dois jogos que estavam programados para este sábado e o Grande Prêmio de Fórmula 1 também está ameaçado.

No “olho da tempestade”, o ONE Championship já observava a situação à medida que o final de semana se aproximava, mas segundo foi veiculado ontem na mídia especializada em MMA, o histórico ‘card’ do ONE: “Century” continuará como planejado.

-“O ONE Championship™ ( ONE ) anunciou que tanto a Parte I quanto a Parte II do ONE: ‘Century’ 世紀, que acontecem neste domingo, 13 de outubro, no Ryogoku Kokugikan em Tóquio, Japão, devem prosseguir conforme o planejado. No entanto, aconselhamos o público em geral a ter cuidado extra, especialmente aqueles que farão a viagem ao estádio. A saúde e a segurança de nossos atletas, funcionários e torcedores continuam sendo nossa principal prioridade e não serão comprometidas. Os portadores de ingressos que não puderem participar da Parte I do nosso evento devido a condições climáticas adversas e desafios de transporte receberão um reembolso completo. Nós do ONE Championship agradecemos a todos pelo apoio.”-dizia o comunicado emitido pela franquia, como prova que, definitivamente, os dois ‘cards’ deverão ir adiante.

Se tudo correr bem, Domingo será o maior dia da história do ONE Championship.
O ‘card’ da manhã está programado para ser transmitido ‘ao vivo’ pela TNT nos EUA e contará com lutadores como Demetrious Johnson, Angela Lee e Christian Lee.

O ‘card’ da tarde será encabeçado por uma luta pelo título dos meio-pesados entre Aung La Nsan e Brandon Vera. Enquanto isso, Giorgio Petrosyan enfrenta Samy Sana na final do Grand Prix de Kickboxing, com uma premiação em dinheiro no valor de US $ 1 milhão para o vencedor.

No dia 13 de outubro também estarão em ação Bibiano Fernandes, Xiong Jing Nan, Rodtang Jitmuangnon, Shinya Aoki, Mei Yamaguchi, Saygid Arslanaliev e Danny Kingad.

Haverá muitas maneiras para os fãs assistirem esse show, mas nossa melhor sugestão é verificar o site oficial do ONE para obter maiores detalhes.

Teria sido um grande golpe para o ONE Championship se este evento tivesse sido cancelado ou adiado. Mas agora, tudo é sobre a disputa com o RIZIN FF.

Por falar em RIZIN, todos os lutadores bateram o peso para o show que terá lugar na Edion Arena, em Osaka, incluindo os oito participantes do Grand Prix dos leves, o que significa que os duelos entre Patricky Freire x Tatsuya Kawajiri; Luiz Gustavo x Hiroto Uesako; Tofiq Musaev x Damien Brown e Johnny Case x Roberto de Souza, estão confirmados.

Também teremos Kai Asakura ( 13-1 ), que retorna para enfrentar o ex-veterano do UFC Ulka Sasaki ( 22-7 ), enquanto Ham Seo-Hee ( 21-8 ) e Miyuu Yamamoto ( 5-3 ) colidem em luta no ‘card’ principal ( foto ).

O RIZIN 19 começa às 14:00, ( horário local ), do Sábado ( 12 de Outubro ). Você poderá assistir as lutas ‘ao vivo’ pela TV FITE.

Em suma, teremos uma mistura interessante de ação neste final de semana.
Então os fãs poderão ficar aliviados ao saber que o show continuará.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 12/10/2019
_
Foto : Mesmo no “olho da tempestade”, ONE e RIZIN FF decidem manter seus ‘cards’ programados para Tóquio e Osaka, respectivamente. Inclusive, todos os lutadores do RIZIN já bateram o peso. ( Cortesia | Créditos : @RIZINFF | Divulgação ).

Estrela do Rizin lutará em uma promoção-cruzada no Bellator 222

Após o anúncio dando conta que a revanche entre Kyoji Horiguchi ( 27-2 ) e Darrion Caldwell ( 13-1 ) será realizada no Bellator 222, outro lutador do Rizin FF foi adicionado ao ‘card’ que terá lugar no Madison Square Garden, em New York, NY, no dia 14 de junho.

Como prova de que ampliou sua colaboração com a promoção japonesa, o presidente do Bellator, Scott Coker, anunciou na quarta-feira, via Twitter, que Rena Kubota foi contratada para enfrentar Lindsey VanZandt, em uma luta válida pela categoria feminina dos pesos leves ( 50,8 kg ) e cujas regras permitirão golpes com os cotovelos.

Rena ( 8-2 em lutas de MMA ) é também uma veterana do Shoot Boxing e fez a sua estréia no MMA profissional durante um show do Rizin em 2015. Ela vinha de 28 vitórias seguidas e se manteve invicta até enfrentar Kanna Asakura, que a derrotou na final do torneio do peso átomo no Rizin em 2017. Ela enfrentou Asakura novamente no Rizin 11, mas perdeu por decisão unânime.

-“É o meu grande sonho, lutar nos EUA. Ouvi dizer que será a primeira vez que uma lutadora profissional japonesa fará uma luta no Madison Square Garden.”-disse Kubota por meio de um comunicado.

Por sua vez, Lindsey VanZandt ( 5-1 ) fez a sua estréia no Bellator MMA em fevereiro e também já lutou sob a franquia do Invicta FC. Ela virá ao Bellator 222 com duas vitórias seguidas.

Ainda nesse ‘card’ que marcará o retorno do Bellator MMA à “Big Apple” teremos um ‘main-event’ envolvendo Lyoto Machida ( 25-8 ) e Chael Sonnen ( 31-16-1 ), em luta que promete fazer do show um grande sucesso.

O clã mais tradicional das lutas marciais também se fará representado por ocasião do confronto entre Neiman Gracie ( 9-0 ) e Rory MacDonald ( 20-5-1 ), em um duelo válido pelo título do peso médio, que promete ‘abalar as estruturas’ da “arena mais famosa do mundo” e ‘meca de todos os esportes de combate’.

Além disso, a promoção que é propriedade da Viacom estará promovendo a tão aguardada luta entre Dillon Danis ( 1 -0 ) e Max Humphrey ( 3-2 ).

Outra atração da programação será a boxeadora Heather Hardy ( 2-1 no MMA ), que após duas vitórias no boxe em 2018 ( e manter sua invencibilidade no pugilismo com um registro de 22-0 ) estará retornando ao local de sua estréia no MMA para encarar Taylor Turner ( 3-5 ).

Bellator 222
14 de junho de 2019
Madison Square Garden
New York, NY, USA.

Lyoto Machida vs Chael Sonnen ( peso meio-pesado )
Rory MacDonald ( c ) vs Neiman Gracie ( pelo título peso médio )
Darrion Caldwell ( c ) vs Kyoji Horiguchi ( pelo título do peso galo )
Dillon Danis vs Max Humphrey ( peso combinado )
Aaron Pico vs Adam Borics ( peso pena)
Heather Hardy vs Taylor Turner ( peso mosca )
Phil Hawes vs Michael Wilcox ( peso médio)
Robson Gracie vs Oscar Vera ( peso médio )
Ricky Bandejas vs Patrick Mix ( peso galo )
Rena Kubota vs. Lindsey VanZandt ( peso combinado )
Mike Kimbel vs. Sebastian Ruiz ( peso galo )
Brandon Polcare vs. Brandon Medina ( peso mosca )
John Beneduce vs. Kenny Rivera ( peso pena )
Kastriot Xhema vs Whitney Francois ( peso combinado )

P.S.: O ‘card’ é sujeito à alterações.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 23/05/2019
_
Foto : Uma das principais estrelas femininas do Japão Rena Kubota estará lutando no Bellator 222. ( Cortesia | créditos : @RIZINFF ).

Tenshin Nasukawa vs Ahmed Ferradji pelo cinturão da ISKA no RIZIN 16

Falta menos de um mês para o RIZIN 16 e os assuntos relacionados à esse próximo show atravessam o mundo. A discussão agora gira em torno de algumas lutas adicionais que foram confirmadas para o ‘card’ durante essa semana.

A sensação japonesa do Kickboxing Tenshin Nasukawa irá lutar com o atleta da França Ahmed Ferradji, um campeão mundial da modalidade pela ISKA ( International Sport Kickboxing Association ) no evento do dia 2 de junho.

Nessa luta, o ainda invicto Tenshin Nasukawa estará disputando o título mundial da ISKA durante o evento que terá lugar no Kobe World Memorial Hall, em Kobe, no Japão.
A luta foi confirmada via Twitter, uma vez que a conferência de imprensa agendada pelo RIZIN acabou sendo cancelada.

Ferradji ganhou o título em maio do ano passado diante de Yacin Moutacim, da Bélgica, com uma vitória por “TKO” no quarto round da disputa.

-“Tenho a honra de defender o meu cinturão no Japão contra o Tenshin Nasukawa. Eu não posso esperar para lutar em um grande palco como RIZIN”-disse Ferradji através de um comunicado.

Nasukawa, que já detém um título mundial da ISKA em outra categoria de peso, além de seus títulos mundiais no RIZIN, acrescentou que ele estará querendo dominar o francês e fazer a luta a luta mais divertida em todo o ‘card’ do RIZIN 16.

Segundo Cory Schafer, Presidente da ISKA, a luta será realizada de acordo com as regras unificadas de Kickboxing da ABC ( Association of Boxing Comissions ).
Schafer foi um membro do comitê que criou essas regras para a ‘Associação das Comissões de Boxe’.

O RIZIN também confirmou outra luta adicional de kickboxing na categoria 63 kg entre o companheiro de equipe de Nasukawa, Daiju Shiratori, e Hiroto Yamaguchi, de Osaka.

Daron Cruickshank e Topnoi Tiger MuayThai também foram adicionados ao ‘card’ do Rizin 16 de acordo com fontes confiáveis. O veterano do UFC enfrenta Tofiq Musaev enquanto o lutador de Muay Thai deverá lutar com Takaki Soya.

Outras lutas confirmadas pela promoção japonesa incluem Ayaka Hamasaki e Jinh Yu Frey ( valendo o cinturão da divisão do peso super átomo ) e Kanna Asakura contra Miyuu Yamamoto ( também na categoria 49 kgs ). Além destas, os pesos-pesados Roque Martinez e Jake Heun também irão lutar no ringue do RIZIN.
O evento será transmitido pelo site de “streaming” FITE.tv.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/05/2019
_

Foto : O kickboxer e lutador de MMA Tenshin Nasukawa já é detentor de títulos mundiais de Kickboxing pela ISKA, RIZIN e RISE.  ( Cortesia | créditos : @RIZINFF ).

Jinh Yu Frey vs. Ayaka Hamasaki em disputa de título no Rizin 16

Depois de quase três anos, Jinh Yu Frey terá sua revanche diante da rival Ayaka Hamasaki.
Jinh Yu Frey, a campeã do peso átomo do Invicta FC, lutará com Hamasaki ( campeã do Rizin ) em uma disputa pelo cinturão do evento no RIZIN 16, dia 2 de Junho.
De acordo com o anúncio feito na quarta-feira pela promoção japonesa, a disputa se dará na divisão do peso super átomo ( 49 kg ).

Hamasaki e Frey se enfrentaram pela primeira vez no Invicta FC 19, onde a lutadora japonesa venceu por interrupção médica durante o segundo round.
Desde então, ambas as mulheres passaram a disputar títulos em seus respectivos eventos.

Depois de cair na luta contra Livinha Souza em sua última aparição no Invicta FC, Hamasaki  venceu três lutas consecutivas sob a bandeira do Rizin, quando derrotou Kanna Asakura para conquistar o título vago da sua categoria no RIZIN 14 e melhorar o seu recorde para 17 e 2, além de adicionar outro título ao seu ‘recorde’.

Hamasaki também é campeão do peso leve do DEEP Jewels.
A atleta natural de Tóquio também é a lutadora número 1 do peso átomo no ‘ranking’ do Sherdog.com atualmente.

Por seu turno, Frey se confrontou com Seo Hee Ham numa tentativa de conquistar o título do peso átomo do Road FC em Dezembro de 2017. Depois, ela lutou três vezes sob a bandeira do Invicta FC, quando obteve o cinturão vago da promoção graças à uma controversa vitória sobre Minna Grusander, no Invicta FC 30.

Agora teremos a revanche que também será uma luta de “campeã contra campeã”.

-“Eu lutei com Frey há dois anos e meio atrás, e sei que será uma luta dura. Eu venci por um corte, mas ela me colocou em algumas situações perigosas no primeiro round. Desta vez eu gostaria de dominá-la em todos os aspectos, e fazê-la nunca mais querer lutar comigo novamente.”-disse Hamasaki, durante a conferência de imprensa em Tóquio, na quarta-feira.

Sua adversária respondeu :
-“Eu esperei dois anos e meio por esta oportunidade. É hora de acertar as contas.”-rebateu Frey.

O Rizin 16 acontecerá no Kobe World Memorial Hall, em Kobe, no Japão.

Várias outras lutas foram anunciadas para o ‘card’: Kanna Asakura vs. Miyuu Yamamoto ( peso super átomo : 49 kg ), Roque Martinez vs Jake Heun ( peso pesado : 120 kg ) e Erson Yamamoto vs. Tim Eschtruth (  peso galo : 61 kg ). Todas sob as regras do MMA.

O Rizin 16 também contará com lutas de kickboxing, incluindo o retorno de Tenshin Nasukawa.
Outros duelos de Kickboxing já adicionados ao ‘card’ serão entre Kunitaka vs Kizaemom Saga ( 59 kg ) e Itto vs Kan Nakamura ( 60 kg ).

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 03/05/2019
_

Foto : Rizin 16 terá duelo entre Ayaka Hamasaki ( campeã do evento ) e Jinh Yu Frey ( campeã do Invicta FC ), no dia 2 de Junho. ( Cortesia | créditos : @RIZINFF ).

Confira os resultados e os destaques do RIZIN 15 no Japão

O primeiro evento do RIZIN nesse ano de 2019 foi concluído e o título inaugural da categoria do peso meio-pesado ( 93 kg ) foi colocado em jogo na luta principal do show realizado em Yokohama, no Japão, no domingo ( 21 de abril ). A disputa teve Jiří Procházka como vencedor ao passar pelo veterano “King Mo” Lawal por nocaute técnico no terceiro round. Mais de três anos depois de sua primeira luta, Jiří conseguiu sua vingança sobre o veterano do Bellator MMA e está agora com uma sequência de oito vitórias consecutivas.

No ‘co-main event’, tivemos o maior astro da promoção, Tenshin Nasukawa, que enfrentou Fritz Biagtan. Este último - por sua vez - teve Manny Pacquiao no ringue para apoiá-lo, em um confronto de Kickboxing. Nasukawa derrubou Biagtan duas vezes no terceiro round, dando joelhadas e socos violentos, para melhorar para 30 à 0 o seu cartel como Kickboxer.

Em outra luta do ‘card’ principal do show, o “rei do peso-galo” do Rizin, Kyoji Horiguchi, venceu Ben Nguyen por nocaute técnico no primeiro round em um duelo de ex-atletas do UFC. Horiguchi vem com uma sequência de 12 vitórias consecutivas em lutas de MMA e agora poderá ter pela frente Darrion Caldwell, mas em duelo  no ‘cage’ do Bellator MMA.

Já o paulista Roberto Satoshi - um ‘ás’ do Brazilian Jiu-Jitsu - mostrou que também é bom na “trocação” e nocauteou o japonês Satoru Kitaoka, que tem nada menos que 70 lutas na carreira. Invicto nas oito lutas que fez como profissional, Satoshi definiu a luta no segundo round. Satoshi continua invicto por 8-0 e foi bastante emotivo em sua entrevista pós-luta, afirmando o quanto ele era fã do Pride FC.

Os outros dois brasileiros no ‘card’ de MMA, Luiz Killer e Christiano Frohlich, sofreram derrotas por decisão unânime dos juízes, para Mikuru Asakura e Karl Albrektsson, respectivamente.

Na outra luta do “card” de kickboxing do evento ( que contou com apenas dois confrontos sob estas regras ), Thalisson Ferreira venceu Taiga Kawabe por nocaute técnico no segundo round.

RIZIN 15
15 de abril de 2019
Yokohama Arena
Yokohama, Japão

‘card’ de MMA:
Jiří Procházka derrotou Muhammed Lawal por TKO (socos) - Round 3, 3:00 - para conquistar o título inaugural do meio-pesado
Kyoji Horiguchi derrotou Ben Nguyen por TKO (socos) - Round 1, 2:53 - luta catchweight 9 peso combinado ) 132-libra
Roberto de Souza derrotou Satoru Kitaoka por TKO (socos) - Round 2, 3:57
Karl Albrektsson derrotou Christiano Frohlich por decisão unânime
Rena Kubota derrotou Samantha Jean-François por decisão unânime
Mikuru Asakura derrotou Luiz Gustavo por decisão unânime
Kana Watanabe derrotou Justyna Haba por decisão unânime
Damien Brown derrotou Koji Takeda por decisão unânime
Manel Kape derrotou Seiichiro Ito por TKO (socos) - Round 2, 2:59
Kanako Murata derrotou Saray Orozco por finalização ( estrangulamento )  - Round 2, 2:12

‘card’ de Kickboxing:
Tenshin Nasukawa derrotou Fritz Biagtan por nocaute técnico no R3
Thallisson Ferreira derrotou Taiga Kawabe por nocaute técnico ( três knockdowns ), round 2, 2:33

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/04/2019
_

Foto : Tenshin Nasukawa continua invicto com um cartel de 30 à 0 no Kickboxing. ( Crédito: RIZIN FF ).

Após vencer no DEEP 88 Impact, Victor Henry deseja lutar no UFC ou Rizin

O veterano do MMA japonês, Victor “La Mangosta” Henry ( 17-4 ), conquistou o título do peso-galo depois de uma guerra de três rounds contra o atual campeão Yuki Motoya ( 23-6-1 ) no DEEP 88 Impact, tradicional show de MMA da Terra do Sol Nascente.

Henry, um membro da comunidade de MMA do Japão ( JMMA ), já competiu por empresas como Pancrase, DEEP, Grandslam MMA além de outras franquias famosas ao redor do mundo, tais como Rage In The Cage, King Of The Cage e RCC, entre outras. O lutador que estreou em sua carreira no MMA lutando no Tuff-N-Uff ( como amador ), também competiu no Quintet ( o show de ‘Grappling’ promovido por Kazushi Sakuraba ) recentemente.

Um Wrestler do estado norte-americano da Califórnia, Henry conquistou sua chance de disputar o cinturão do DEEP após uma vitória decisiva sobre Takafumi Otsuka no DEEP 85 Impact em agosto passado.

Após a vitória sobre Yuki Motoya no show realizado no Korakuen Hall, em Tóquio, na noite de sábado, ficou claro porque Henry poderá ser contratado pelos maiores eventos de MMA muito em breve.
Não custa lembrar que Motoya, um veterano do DEEP, também já venceu algumas lutas no Rizin.

Na luta de sábado propriamente dita, Henry castigou Motoya com duros golpes após um início de round no qual parecia não estar se encontrando na partida.

Quando o segundo round começou, Henry atingiu Motoya com um forte chute que o jogou na grade do ‘cage’. O americano, em seguida, serviu-se de um ataque de “ground and pound”, mas o veterano japonês resistiu ao castigo e sobreviveu até o término do round.

Foi uma história completamente diferente no terceiro round depois de Motoya manter Henry no chão e trabalhar buscando a finalização. O japonês terminou o round punindo com alguns bons ataques quando Henry foi literalmente “salvo pelo gongo”.
Após os três rounds completos, os juízes deram a vitória para Henry, que agora contabiliza uma sequência de cinco vitórias seguidas.

-“Eu estou pronto para lutar nas ‘grandes ligas’, pode ser UFC ou RIZIN.”-disse henry, após a vitória.

O evento ‘co-principal’ ( ‘co-main event’ ) do DEEP 88 Impact viu Roque Martinez ( 13-4-2 ) defender seu cinturão na categoria de peso aberto ( DEEP Megaton Champion ) pela primeira vez contra Ryo Sakai ( 8-9 ).
O veterano do JMMA Haruo Ochi ( 19-7-2 ) também defendeu seu título no peso palha contra Namiki Kawahara ( 5-1-2-1 ) vencendo por decisão unânime dos juízes.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 11/03/2019
_

Foto : Victor Henry comemora sua vitória no tradicional show de MMA do Japão ao lado de Josh Barnett. ( Cortesia : Divulgação DEEP Impact ).

Vítor Belfort desafia Wanderlei Silva para nova luta, mas em qual evento : Bellator, ONE ou Rizin ?

Bellator, ONE Championship ou Rizin FF ? Enquanto faz mistério sobre qual será a sua nova casa, Vítor Belfort prefere tornar público qual é o possível adversário em seu retorno ao MMA : o antigo rival Wanderlei Silva, a quem propôs um novo duelo através das redes sociais.

-“Esta é a sapatilha com a qual eu nocauteei Wanderlei Silva. Deslize para ver o vídeo da luta.
Ouvi dizer que ele quer outra luta, isso é verdade?
Em breve vou entrar em contato com uma proposta. Mas antes tenho que cuidar de um outro negócio. Por favor, fique saudável que em breve meu time entrará em contato.” -escreveu o carioca em seu Instagram, ao mesmo tempo em que demonstra preocupação pela saúde de Wanderlei.

O clamor de Belfort se justifica. Recentemente, o presidente do Bellator, Scott Coker, revelou que só pretende autorizar Wanderlei a lutar pela franquia caso o atleta passe por exames detalhados e profundos em um hospital americano e, consequentemente, seja liberado para exercer suas atividades.

Wanderlei Silva já havia admitido anteriormente a possibilidade de carregar sintomas de Encefalopatia Traumática Crônica ( ETC ), tipo de doença neurodegenerativa e chegou à declarar que possuía oito dos dez sintomas que diagnosticam concussão cerebral.

Mas agora rumores nos bastidores dão conta que Silva poderia tentar romper o seu contrato com a promoção de Scott Coker para fazer essa luta com Vítor no ONE Championship. O confronto seria usado para sedimentar a organização, que visa expandir sua marca ao redor do planeta e romper a barreira do continente asiático já neste ano.

No caso do Japão, o público local certamente iria prestigiar essa revanche Vítor vs. Wanderlei, uma vez que ambos brilharam no extinto Pride FC.
Também é importante lembrar que o Rizin FF tem o intuito de promover eventos que agradem o grande público, pois são estes fãs que pagam ingressos no ginásio e dão audiência às emissoras de TV´s que exibem os shows de MMA.

Por outro lado, a questão financeira certamente poderá influenciar Belfort à optar mesmo pelo Bellator, levando em conta que a vice-líder do mercado mundial de MMA tem alguma estabilidade por conta da gigante Viacom, proprietária da promoção.

Nesse caso, é grande a possibilidade de um novo duelo com Wanderlei ‘ficar apenas no papel’, pois seria arriscado sacrificar a saúde do “Cachorro Louco”, segundo a opinião das autoridades do Bellator, pelo menos até o momento.

Toda essa onda de rumores teve início nas redes sociais desde quarta-feira, quando foi criada uma grande expectativa em torno do nome de Vítor Belfort.
O ex-campeão da categoria dos meio-pesados ( até 93kg ) do UFC posou ao lado de Chatri Sityodtong, CEO do ONE Championship e desde então especula-se que ele poderá ser contrato pelo evento asiático, quando a maioria já esperava que o faixa preta de Carlson Gracie assinasse com o Bellator.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/02/2019
_

Foto acima : Vítor Belfort ao lado de Scott Coker no The Forum, em Inglewood, Califórnia, EUA, durante o Bellator 214. ( Cortesia : Acervo pessoal Vítor Belfort ).

Abaixo : Vítor publicou uma foto com o calçado que utilizou na luta contra Wanderlei e desafiou o curitibano. ( Crédito: Reprodução | Instagram: Vítor Belfort ).

64833cda00178a1c4704c5670380122b e3e70

RIZIN 15 confirmado para 21 de Abril em Yokohama

Após boatos dando conta que “poderia vir à falir”, a promoção RIZIN FF anunciou que o seu próximo show, o RIZIN 15, está programado para ser realizado no dia 21 de abril, em Yokohama.
Aparentemente valerá a pena manter o RIZN ‘vivo’, porque este tem uma marca melhor no Japão e na Coréia do que o próprio UFC e os fãs do Ultimate podem “azedar” na Ásia.

O Presidente da franquia - Nobuyuki Sakakibara - já teria traçado provisoriamente o cronograma dos seis eventos ( potencialmente oito ) para esse ano no Japão.
Os shows agendados para 2019 devem acontecer nos meses de Abril ( Yokohama ), Julho ( Saitama Arena ), Agosto ( Nagoya Gymnasium ), Outubro ( Osaka ou Fukuoka ) e as datas já confirmadas para as tradicionais edições de fim de ano, nos dias 29 e 31 de Dezembro, ambas na Saitama Arena, devido ao grande sucesso do ‘réveillon’ passado.

Além disso, o dirigente também mencionou que gostaria de co-promover um evento com o Bellator em outro lugar, talvez no Havaí, uma vez que o RIZIN já tem o costume de trabalhar com o DEEP, o Pancrase e o próprio Bellator, além de outros shows em lutas de promoção cruzada.
Soma-se à isso a informação que eles ( RIZIN ) planejam se tornar mais agressivos no mercado internacional este ano.

A promoção também anunciou hoje como parte da conferência de imprensa que quatro lutas já estão confirmadas para esse próximo show do dia 21 de Abril.

Entre essas destacamos a revanche da primeira luta pelo campeonato meio-pesado no RIZIN World Grand Prix 2015 entre Muhammed Lawal e Jiri Prochazka, quando Prochazka perdeu para “King Mo” no primeiro round. Essa foi a única derrota de Prochazka  em suas últimas 13 lutas e ambos estão ansiosos por um novo confronto.

Um confronto entre o ex-peso-mosca do UFC Ulka Sasaki e Kai Asakura também está agendado para a categoria peso-galo, enquanto o irmão de Kai, Mikuru Asakura, enfrentará Luiz Gustavo em luta de peso combinado ou ‘catchweight’.

Depois de conquistar o cinturão do RIZIN na véspera de Ano Novo, Kyoji Horiguchi retornará diante do ex-peso-mosca do UFC Ben Nguyen, que foi demitido da organização de Dana White em dezembro do ano passado.

Os fãs ‘hardcore’ estão comentando que Horiguchi vs Nguyen será um duelo incrível, mesmo que Horiguchi ( vindo da maior luta da sua carreira, até aqui ) esteja enfrentando alguém com duas derrotas consecutivas ( quando eles deveriam ter Nguyen tentando se recuperar primeiro ), mas é isso que o público japonês quer ver, “Super lutas”, o que é típico do RIZIN.
O evento promete.

O ‘card’ do RIZIN 15 inclui até o momento :

Kyoji Horiguchi vs Ben Nguyen - peso-leve ( 132lbs )
Jiri Prochazka vs Muhammad “King Mo” Lawal - meio-pesado ( 205lbs ) (C)
Kai Asakura vs Ulka Sasaki - peso galo ( 135lbs )
Mikuru Asakura vs Luis Gustavo - catchweight ( 149lbs )
Koji Takeda vs TBA - leve ( 155lbs )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 31/1/2019
_

Foto acima : Kyoji Horiguchi enfrentará o ex-UFC Nguyen depois de conquistar o cinturão do RIZIN na véspera de Ano Novo ( cortesia : divulgação RIZIN ).

Abaixo : Nobuyuki Sakakibara  após a conferência de imprensa  que anunciou o RIZIN 15 para o dia 21 de Abril ( Foto | créditos: @RIZINFF ).

P ytWxuN 400x400 30108

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png6.png0.png7.png3.png
Hoje:890
Ontem:1139
Últimos 7 dias:6109
Mês:22427
Total:406073

Conectados simultaneamente

28
Online

23-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top