ptzh-CNenfritjakoruesvi

Atletas de MMA das regiões Norte e Nordeste vencem Shooto Brasil 108 no Rio de Janeiro

Criado em 1985, o Shooto é classificado como ‘o pai do MMA japonês’ e já foi considerado o “Pride dos leves”, além de ter revelado grandes nomes das artes marciais mistas para o mundo. Já estabelecido em países como os EUA, Finlândia, Austrália, Holanda, Noruega, Alemanha e Inglaterra, entre outros, o evento chegou ao Brasil em 2003.
Agora, novamente, a franquia mais antiga da modalidade na era moderna está de volta ao nosso país.

O Shooto Brasil 108 foi realizado com um rígido protocolo de prevenção contra a Covid-19. As regras foram elaboradas junto com a Comissão Atlética Brasileira de MMA ( CABMMA ). Todos os atletas envolvidos no evento foram testados com teste rápido no dia da luta e local da pesagem.
O evento aconteceu no sábado ( 26.jul.2021 ) e teve lugar na Upper Arena, Rio de Janeiro-RJ.

O ‘card’ foi composto por 26 lutas de MMA, sendo 22 desafios masculinos e 04 femininos. Destaque para alguns dos atletas das regiões Norte e Nordeste do país que venceram as suas lutas naquela que é uma das mais importantes promoções da América Latina.

Entre estes, citamos o lutador do Amapá, Juscelino Pantoja, que fez a sua segunda luta no Shooto Brasil.
O confronto, realizado na categoria dos pesos moscas ( +57 kg no Shooto ) durou apenas 1 minutos e 48 segundos. Como havia prometido o amapaense nocauteou no primeiro round o sergipano Erick “Iguana” Gomes e conquistou sua segunda vitória na organização.
Com 100% de aproveitamento na modalidade, Pantoja escalou para 2-0, enquanto Erik desceu para 1-1.

-“Obrigado a todos que torceram por mim. Agradeço a Deus por mais uma vitória e promessa cumprida, mais um nocaute ”.-discursou, após a vitória.

Não custa lembrar que, em sua estreia pela franquia, em novembro do ano passado, o lutador nocauteou o amazonense, Anthony “Boika” aos 4m49s do 1º round, no Shooto Brasil 104.

Já entre as mulheres que adentraram ao octógono do Shooto Brasil 108 destacamos a atleta de Valencia-BA, Flordinice Muniz, lutadora de boxe e Jiu-Jítsu, que já havia conquistado um cinturão de MMA no DM Fight 2, em março deste ano, também no Rio de Janeiro.
Ela venceu a experiente sergipana Anne Karoline, também conhecida como “Karol Mutante”, por decisão dividida dos juízes após três rounds.
Com o resultado, Flordinice subiu para 2-0, enquanto sua adversária caiu para 7-9.

Após a vitória, a atleta valenciana vibrou muito agradecendo todo o apoio que teve e os torcedores da sua cidade comemoraram em suas redes sociais.

-“Não sabe o que é perder no MMA”.-destacou o narrador do evento, após o anúncio do segundo êxito da lutadora nesse seu início de carreira.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 26/07/2021
_
Legenda : Juscelino Pantoja na ocasião da sua vitoriosa estréia no Shooto Brasil 104.
Foto acima : ( Cortesia | Créditos : ( C ) Marcel Fagundes | ( C ) Shooto Brasil | Divulgação ).

Legenda : Flordinice Muniz, Campeã Nacional de MMA no estado do Rio de Janeiro.
Foto abaixo : ( Cortesia | Créditos : ( C ) DM Fight | Divulgação ).

WhatsApp Image 2021 03 15 at 10.31.28 1 699x430 1 c37b6

 

Confira os resultados do “Road FC 058” realizado sábado na Coréia do Sul

O evento sul-coreano, ‘Road FC’, retornou após 18 meses na noite do último sábado, 03 de julho de 2021, no Changwon Gymnasium, em Changwon, a nona cidade mais populosa da Coréia do Sul.

Como anunciamos anteriormente, o destaque da programação foi mesmo o ‘co-main event’ ( e portanto, “evento co-principal” ) do ‘card’, em que Kim Jae-Hoon, de 31 anos, encarou Geum Gwang-San, em uma luta no melhor estilo ‘Freak Show’.

Uma curiosidade acerca desse ‘bizarro’ confronto é que Kim Jae-Hoon foi classificado como um “ex-membro” da Yakuza ( máfia japonesa ) pela mídia especializada internacional, enquanto seu adversário, Geum Gwang-San, é um ator que resolveu virar lutador e fazer a sua estréia no MMA aos 45 anos de idade.

O primeiro entrou na luta com uma vantagem de peso de 45 kg, tendo utilizado cada grama para conquistar a vitória e enquanto “ex-mafioso” foi forçado à usar um ‘rash guard’ para cobrir suas tatuagens da Yakuza. Não custa lembrar que em alguns países da Ásia é proibido usar tatuagens e o evento foi transmitido também para esses lugares.

Na luta propriamente dita, ambos os lutadores atacaram as pernas desde o seu início. Uma vez que esse processo terminou, foi Kim quem empurrou para frente e acertou alguns socos. Após uma batalha no “clinch”, Geum foi jogado ao longo da grade ( do ‘cage’ ) e, já no chão, foi atingido por uma miríade de socos do ‘ground and pound’. Como Geum não esboçava nenhuma reação, o árbitro interrompeu a luta para preservar a integridade física do atleta. O “ex-membro” da Yakuza foi declarado vencedor após nocautear seu adversário aos 2 minutos e 06 segundos do primeiro round.

Kim ( 1-4 ) caiu no chão em lágrimas ao obter sua primeira vitória profissional em sua quinta tentativa, enquanto Geum ( 0-1 ) perde em sua estreia no MMA.

Já no ‘main event’ ( e portanto “evento principal” ) deste “Road FC 058” vimos In Su Hwang se tornar o novo campeão dos médios após nocautear Il Hak Oh aos 34 segundos do segundo round. Com o cinturão de campeão Hwang ( 6-1 ) conseguiu o sexto nocaute de sua carreira em sua cidade natal. Oh ( 4-1 ), por outro lado, perdeu pela primeira vez.

Outra luta do ‘card’ que merece destaque foi a que marcou o retorno de Hae Jin Park, eliminado há quase dois anos no “Road FC 055” enquanto lutava pelo título dos penas. Desta feita, o especialista em Jiu-Jítsu levou o seu adversário, Doo Seok Oh, para o solo e o finalizou com uma “leglock” com apenas 59 segundos de luta. Park voltou às vitórias e subiu para 8-1, enquanto seu oponente caiu para 3-6.

Em luta de abertura do evento principal, o altamente elogiado prospecto do peso leve Si Won Park ( 6-0 ) derrotou Tae Sung Kim ( 4-1 ) por nocaute com apenas 1 minuto e 16 segundos do primeiro round.

Confira os resultados do “Road FC 058” que incluem :

Road FC 058
03 de Julho de 2021
Changwon Gymnasiun
Changwon, Coreia do Sul

Em Su Hwang venceu Il Hak Oh por “TKO” ( socos ) aos 0:34 do segundo round
Kim Jae-Hoon venceu Geum Gwang-San por “TKO” ( socos ) aos 2:06 do primeiro round
Won Jun Choi venceu Dong Hwan Lim por finalização ( estrangulamento ) aos 3:01 do primeiro round
Hae Jin Park venceu Doo Seok Oh por finalização ( “leglock” ) aos 0:59 do primeiro round
Si Won Park venceu Tae Sung Kim por nocaute ( soco ) aos 1:16 do primeiro round
Ji Yong Yang venceu Jung Hyun Lee por decisão unânime após dois rounds
Jin Park venceu Sung Soo Lee por decisão unânime após dois rounds
Sergei Choi venceu Jovem Han Kim por decisão unânime após dois rounds
Woo Jae Kim venceu Dong Soo Seo por “TKO” ( socos ) aos 1:45 do segundo round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 07/07/2021
_
Legenda : O “ex-mafioso” Kim Jae-Hoon finalmente venceu no MMA profissional.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Road FC | Divulgação ).

Legenda : Kim Jae-Hoon usou sua vantagem de peso para nocautear Geum Gwang-San.
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Road FC | Divulgação ).

202217211 4327081490683657 1079959281141767232 n 274c9

João Batista Yoshimura vence revanche no “Deep 102 Impact” e é o novo campeão dos médios

Lançado em 8 de janeiro de 2001 por Shigeru Saeki, o “DEEP Impact” é um dos eventos de MMA mais tradicionais do Japão e um dos mais importantes do mundo.
No domingo, 4 de julho de 2021, foi realizado o “DEEP 102 Impact”, no Korakuen Hall, em Tóquio, capital do Japão.
O ‘card’ marcava a comemoração de 20° aniversário da franquia e as lutas contaram com transmissão ‘ao vivo’ por ‘Pay-Per-View’ à partir das 17:45 ( horário local ) para os clientes que não puderam comparecer ao local devido ao novo coronavírus. Ainda assim, todos os lugares disponibilizados pelos organizadores no ginásio foram esgotados.

A luta mais aguardada desse ‘card’ para nós brasileiros foi a disputa do título dos médios ( 83,85kg ) do “DEEP” entre o nosso compatriota João Batista Yoshimura e o japonês Tatsuya Mizuno. Não por acaso, o duelo foi o ‘co-main event’ ( e portanto, “evento co-principal” ) da programação.

João Batista Yoshimura fez sua estreia no “DEEP” em 2004. Embora tenha ficado afastado do jogo de 2010 à 2015, ele retornou às competições em setembro de 2020, quando participou do “HEAT 47”. Na ocasião, ele venceu Go Hishinuma por “TKO” ( nocaute técnico ) com um ‘gancho’ de esquerda aos 1:13 do primeiro round.

Tatsuya Mizuno, por outro lado, é um lutador veterano, originário do Judô, que fez sua estreia no MMA profissional em 2006. Em 2008, ele lutou com atletas de calibre mundial como Mirko ‘Cro Cop’ Filipović, Melvin Manhoef e Gegard Mousasi no “DREAM”, e em fevereiro de 2018, ele conquistou o título dos médios do “DEEP” ao derrotar Taisuke Okuno.

Os atletas já tinham se enfrentado anteriormente, em luta que não era válida pelo título, no “DEEP 98 IMPACT”, em novembro do ano passado, quando Yoshimura venceu por “TKO / KO” aos 4:44 do segundo round.

Nesta revanche, Mizuno inicia o primeiro round trabalhando na ‘trocação’. Batista contra-ataca. Mizuno recomeça com seus golpes, mas escorrega e é atacado por Yoshimura com socos do ‘Ground and Pound’. No entanto, o árbitro interrompe e a luta volta em pé. Mizuno desfere socos e chutes em Yoshimura, que novamente contra-ataca. A luta segue até o término do período inicial.

Já no segundo round, Mizuno desfere um chute frontal de direita na barriga de Batista. Na sequência, Batista intensifica os seus ataques com “ganchos” de esquerda e direita e avança. Mizuno cai ao ser atingido por um “gancho” de esquerda e é castigado por socos do ‘Ground and Pound’ até que o árbitro interrompe a luta para preservar a integridade física do atleta. João Batista Yoshimura vence por nocaute aos 32 segundos do segundo round, destrona Mizuno e se torna o novo campeão dos médios do “DEEP”. Com a conquista, ele também entrou para história do esporte.

Depois da luta, Yoshimura dedicou a vitória para sua esposa e filhos, seu mentor Danilo Zanolini e sua equipe.

-“Obrigado por terem vindo. Iniciei nas artes marciais aos 12 anos e no começo me tornei um campeão de Karatê em São Paulo. Vim com meu Pai do Brasil para o Japão para me tornar um campeão em vez de um trabalhador de escritório. Mãe, Pai, eu fui campeão. E para meus filhos. Obrigado, Sr. Danilo. Obrigado Sr. Saeki. Eu quero disputar uma luta pelo título de campeão até 77 kg também.”-disse Yoshimura, mostrando que pretende conquistar novos títulos.

Já no ‘main event’ ( e portanto “evento principal” ) deste “DEEP 102 Impact”, tivemos uma outra luta válida por uma disputa de título, no caso, da categoria peso pena. A luta também era uma revanche e, desta feita, Juntaro Ushiku vingou-se da derrota sofrida para Daisuke Nakamura, em fevereiro passado, vencendo-o por decisão dividida, após três rounds.

Para detalhes adicionais sobre o “DEEP 102 Impact”, bem como os resultados completos do show do último domingo e informações sobre os próximos eventos, favor acessar o site oficial da franquia : http://www.deep2001.com/

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 05/07/2021
_
Legenda : João Batista Yoshimura conquistou o cinturão de campeão da categoria peso médio do “DEEP”.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : ( Créditos | Cortesia : Acervo Pessoal João Batista Yoshimura | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

Legenda : João Batista Yoshimura entrou para a história do esporte ao conquistar o título de um dos eventos mais importantes do mundo.
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Gong Martial Arts | ( C ) Deep Impact | Divulgação ).

Intagram: instagram.com/coach_jonh_slugger/

image 1625399078 87d15

 

 

O “Rizin 29” realizou torneios de MMA e Kickboxing no último domingo no Japão

No domingo, ( 27 de junho de 2021 ), o Rizin Fighting Federation retornou às suas atividades com o “Rizin 29”. O ‘card’ trouxe consigo a segunda metade do torneio eliminatório de 16 homens na categoria de peso galo.
O “Rizin 29” também incluiu o ‘RIZIN KICK’, um torneio de Kickboxing de uma noite, realizando a rodada semifinal no início da programação, guardando então a final para o ‘slot’ do evento principal.
Desta vez, as lutas tiveram lugar na cidade de Osaka, também no Japão.
As “cerimônias de abertura” começaram às 12h30 no horário da costa leste dos Estados Unidos e Canadá. Os fãs norte-americanos puderam assistir o evento ‘ao vivo’ via transmissão por ‘Pay-Per-View’ no ‘LiveNow’.

Do lado do MMA, o GP peso galo continuou, como dito anteriormente. Destaque para a participação do brasileiro Alan Yamaniha ( 18-8 ). O lutador paulista encarou o japonês Kazuma Kuramoto ( 8-2 ), quase nocauteando-o com socos por diversas vezes ainda no primeiro round.
Já no segundo período da luta, Yamaniha quase chegou à finalizar Kazuma com uma guilhotina. Mas, à partir daí, Kuramoto começou à pressionar o brasileiro. Este último, apesar do esforço feito anteriormente, usou de sua experiência no MMA para administrar a vantagem que construiu nos dois primeiros rounds e conseguiu vencer sua primeira luta no Rizin. Com a vitória, Yamaniha avança rumo às quartas de final do GP peso galo.

Todas as outras três lutas do torneio foram para a decisão dos juízes. Takafumi Otsuka ( 29-18 ) venceu Hiroki Yamashita ( 8-9 ) enquanto Kenta Takizawa ( 12-7 ) obteve uma vitória polêmica sobre Masakazu Imanari ( 38-20 ).
Já Yuto Hokamura, nativo de Osaka, venceu o estreante na promoção, Kuya Ito, de maneira unânime.
Com a vitória, Hokamura melhorou para 14-9-2 e soma agora duas vitórias em suas três lutas pela franquia, enquanto Ito caiu para 10-9-1, mas conquistou vários fãs graças à sua atuação.

No torneio de Kickboxing batizado de ‘RIZIN KICK One Night Tournament’ vimos quatro lutadores da categoria de peso galo disputando um cinturão simbólico da organização.
Esse GP foi vencido por Taiju Shiratori. Para tanto, ele passou por Chikai Iimura na semifinal e indo para a luta decisiva com o popular Koji Tanaka, conhecido pelo público local como “Kouzi”.

A luta foi explosiva, principalmente no último round, com ambos os atletas partindo para cima e dando tudo de si, em busca do nocaute definitivo. Shiratori, que já havia aplicado um “knockdown” no primeiro round, dominou grande parte do combate e acabou vencendo por decisão unânime dos juízes.

No dia seguinte à luta, Koji Tanaka falou sobre os seus sentimentos em um vídeo divulgado em seu canal no YouTube, o “Koji Channel”.Ele falou que precisou se submeter à uma cirurgia devido à um osso fraturado próximo ao seu olho direito e revelou que foi diretamente se desculpar à Genji Umeno, seu adversário na semifinal.
Ele também descartou uma possível aposentadoria em mensagem direcionada aos seus fãs.
Genji Umeno, por sua vez, também deseja fazer mais uma batalha com o popular lutador. Será que uma segunda luta entre Koji e Umeno será realizada?

Por agora, fique com os resultados do “Rizin 29” que incluem :

Rizin 29
27 de Junho de 2021
Maruzen Intec Arena Osaka
Osaka, Japão

Kickboxing: Taiju Shiratori venceu Koji Tanaka por decisão unânime
MMA: Yuto Hokamura venceu Kuya Ito por decisão unânime
MMA: Takafumi Otsuka venceu Hiroki Yamashita por decisão unânime
MMA: Kenta Takizawa venceu Masakazu Imanari por decisão unânime
MMA: Alan Yamaniha venceu Kazuma Kuramoto por decisão unânime
MMA: Yusuke Yachi venceu Yuki Kawana por decisão unânime
MMA: Rikuto Shirakawa venceu Jin Aoi por decisão unânime
Kickboxing: Taiju Shiratori venceu Ryo Takahashi por “TKO” ( socos ) aos 1:37 do primeiro round
Kickboxing: Koji Tanaka vs. Genji Umeno terminou em “No Contest”
Kickboxing: Yoshinari Nadaka venceu Chikai Iimura por “TKO” ( lesão no nariz ) aos 3:00 do primeiro round
Kickboxing: Seiki Ueyama venceu Josei Izumi por “TKO” ( três “knockdowns” ) aos 0:55 do segundo round 
Kickboxing: Yuma Yamahata vs. Kiyoto Takahashi terminou em empate ( majoritário )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 28/06/2021

_
Legenda : Taiju Shiratori e Koji Tanaka fizeram a final do RIZIN KICK ‘One Night Tournament’, torneio de Kickboxing do Rizin FF.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : @RIZINFF | Divulgação ).

Legenda : Haverá uma nova luta entre Koji Tanaka e Genji Umeno no Rizin?
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia : @RIZINFF | Divulgação ).

image 1624876454 23b66

Veja os resultados do “Grachan 48” realizado no último domingo no Japão

O “Grachan 48” foi realizado no domingo, ( 20 de junho de 2021 ). O ‘cage’ foi montado no Ota Ward Industrial Plaza ( PIO ), em Tóquio, capital do Japão. Como de costume, o Sr. Hiroyuki Iwasaki, ( CEO da G Global Co., Ltd. ), nos proporcionou um ‘card’ composto por excelentes lutas de MMA.

O ‘main event’ ( e portanto “evento principal” ) deste ‘Grachan 48’, foi uma luta entre Ryuta Sakurai e Hiroki Nagaoka, dois experientes lutadores japoneses de MMA, válida pelo título dos médios da franquia.

Ryuta Sakurai é um veterano de 48 anos que já lutou pelo Shooto, DEEP e Pride FC, além do próprio ‘Grachan’, entre outras promoções de MMA. Ele é conhecido pela alcunha de “Mr. DEEP” desde quando conquistou o título dos médios daquela franquia e por causa das batalhas ferozes que ocorreram. Ryuta também já unificou os títulos dos torneios ‘Grachan’ e “Gladiator”.

Hiroki Nagaoka, por outro lado, também é um veterano que fez 40 anos de idade agora em 2021. Ele acumula participações no DEEP, Pancrase e Demolition, além de ter conquistado o título de campeão da categoria de peso meio médio do DXFC. Em dezembro do ano passado, ele venceu o ‘ex-lutador’ do UFC, Will Chop.

Logo no primeiro round, Sakurai é derrubado após desferir um chute frontal. Nagaoka golpeia com punhos e cotovelos, mas Sakurai - mesmo por baixo - tenta finalizar com um triângulo e varia para uma “chave-de-braço”, tentando uma vitória o mais rápido possível. Contudo, Nagaoka escapa puxando seu braço para, em seguida, segurar Sakurai com firmeza.

Já no segundo período da luta, Nagaoka derrubou Sakurai e novamente o segurou no solo. Sakurai tenta escapar e se levanta, mas não mostra muita eficiência no contra-ataque, como consistência na montada e quando estava preso às costas de Nagaoka.

No terceiro e último round, Sakurai foi novamente derrubado após tentar contra-atacar seu adversário com um soco. Pouco antes do término do tempo estipulado, Sakurai assumiu a posição de montada e ainda tentou um triângulo de braço, mas o tempo acabou. Nagaoka, que tomou a iniciativa no chão do começo ao fim, ganhou por decisão unânime ( 28-29 x 3 ).
Com o resultado, Nagaoka avançou para 29-22, enquanto Sakurai caiu para 27-26.

Já no ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) vimos o bom duelo entre Daryl Lokoku, lutador de MMA do Congo que atualmente mora no Japão e Junpei Sasakawa, atleta consagrado no Judô e que também compete no MMA desde 2015.

O primeiro round tem início com Daryl pressionando e Sasakawa lutando para manter a distância. Daryl desfere ‘ganchos’ de esquerda e direita que balançam Sasakawa. O japonês cai e não consegue devolver o ataque.

O segundo round é quase uma repetição do primeiro, com Daryl constantemente pressionando e perseguindo Sasakawa com socos. Sasakawa se defende com firmeza, mas Daryl, que manteve o ritmo, acaba vencendo por decisão unânime dos juízes.
Assim sendo, o ‘registro’ de Daryl sobe para 11-6, enquanto Sasakawa desce para 6-5.

Confira os resultados do “Grachan 48” que incluem :

Grachan 48
20 de Junho de 2021
Ota Ward Industrial Plaza ( PIO )
Ota, Tóquio, Japão

Hiroki Nagaoka venceu Ryuta Sakurai por decisão unânime após três rounds ( título dos médios )
Daryl Lokoku venceu Junpei Sasakawa por decisão unânime após dois rounds
Katsushi Kojima venceu Shun Murata por decisão majoritária após dois rounds
Kengo Fujimura venceu Angelo Shinohara por decisão unânime após dois rounds
Kentaro Wada venceu Hidekazu Asakura por “TKO” ( interrupção do árbitro ) aos 1:07 do segundo round
Tetsuyuki Yoshida e Takumi Miyauchi terminou em empate majoritário após dois rounds
Tomoya Tanaka venceu Mahiro Miyoshi com uma finalização por “hell hook” aos 2:40 do primeiro round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 22/06/2021
_
Legenda : Hiroki Nagaoka comemorando a vitória com a sua família.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Grachan MMA | ( C ) G Global Co., Ltd. | (C) Gong Martial Arts | Divulgação ).

Legenda : Hiroki Nagaoka venceu Ryuta Sakurai no ‘main event’ do “Grachan 48”.
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Nob Yasumura | ( C ) Grachan MMA | (C) G Global Co., Ltd. | Divulgação ).

Sakurai vs Nagaoka 400x266 66661

 

Confira os resultados do Deep Jewels 33 realizado domingo no Japão

Na tarde de domingo, 20 de junho de 2021, o Deep Jewels 33 teve lugar no New Pier Hall, em Minato, Tóquio, capital do Japão. O evento foi ao ar ‘ao vivo’ às 23h, no horário do leste ( EUA ), via “Pay-Per-View”. Nobuyuki Sakakibara, o CEO do Rizin FF, estava presente, prestigiando as lutas.

O Deep Jewels é o maior show de MMA feminino do continente asiático na atualidade e o seu 33º evento foi marcado pela disputa do Grand Prix da categoria peso átomo, brilhantemente vencido por Saori Oshima - uma jovem atleta de 26 anos - que passou pela sul-coreana Si Woo Park e pela japonesa Hikaru Aono no mesmo ‘card’, se tornando assim, a nova campeã até 47,6kg da promoção, além de faturar o prêmio de 1 milhão de ienes.

No round inicial da última luta do ‘card’, Oshima acertou na esquerda e na direita, e tentou derrubar Hikaru Aono, que também procurou levar a luta para o chão continuamente. Mas esta se viu forçada à defender-se de várias tentativas de finalização durante o processo. Oshima ainda conseguiu “raspar” e tentou usar a guilhotina para estrangular a sua adversária.

Já no início do segundo período da luta de dois rounds, Aono conseguiu consolidar uma queda, mas Oshima parecia mais ‘escorregadia’ no chão, sendo capaz de “raspar” e tentar usar uma Kimura para finalizar. Ela manteve a primeira posição até o gongo sinalizar o término deste segundo round e deixando uma decisão fácil para os juízes.

A decisão foi 5-0 ( 20-17 × 2, 20-18 × 3 ), e Oshima - que conquistou o seu segundo título no Deep Jewels - melhorou para 6-2 enquanto Aono caiu para 8-5.
Na coletiva de imprensa após a luta, a nova campeã prometeu voltar ao ‘cage’ e fazer o seu melhor para manter os seus títulos. Ela também disse que aceitaria um convite do Rizin FF para lutar.

No início da programação do Deep Jewels 33, vimos as semifinalistas que foram derrotadas neste Grand Prix. Park ( 5-3 ) foi finalizada por Oshima, enquanto Mizuki Oshiro ( 2-4 ) foi finalizada por Aono.

Já Seika Izawa ( 3-0 ) finalizou Miki Motono ( 5-3 ) no primeiro round para se tornar a nova campeã da categoria peso palha do Deep Jewels.

Confira os resultados do “Deep Jewels 33” que incluem :

Deep Jewels 33
20 de Junho de 2021
New Pier Hall
Minato, Tóquio, Japão

Saori Oshima venceu Hikaru Aono por decisão unânime ( venceu o Grand Prix peso átomo )
Seika Izawa venceu Miki Motono por finalização ( “arm-bar” ) aos 3:32 do primeiro round ( conquistou o título da categoria peso palha )
Yukari Nabe venceu Mika Arai por decisão unânime
Namiko Kawabata venceu Shoko Fujita por decisão unânime
Eru Takebayashi venceu Otoha Nagao por decisão unânime
Yuko venceu Sayaka Hishinuma por “TKO” ( socos ) aos 1:31 do segundo round
Hikaru Aono venceu Mizuki Oshiro por finalização ( “arm-bar” ) aos 1:39 do primeiro round
Saori Oshima venceu Si Woo Park por finalização ( “arm-bar” ) aos 2:28 do primeiro round

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 21/06/2021
_
Legenda : Saori Oshima venceu o “Grand Prix peso átomo” do Deep Jewels.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | (C) Gong Martial Arts | Divulgação ).

Legenda : A nova campeã, Saori Oshima, com o seu marido, Yuma Oshima, e suas filhas gêmeas.
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Jewels | ( C ) Deep Impact | (C) Gong Martial Arts | Divulgação ).

eye catch 1624170589 dce9a

 

Entrevista com Dinaldson Silva sobre Hugo Lira e TV Ring Torres - Vale Tudo MMA ( Vídeo )

Entrevista com Dinaldson Silva ao renomado canal do YouTube : ‘Padial Jiu-Jítsu’.
Dinaldson, conhecido como “Dolinha”, é responsável pelo resgate do trabalho de Hugo Lira, que fez muito pela promoção de lutas de Vale Tudo na Paraíba e Nordeste do Brasil.
Ele foi entrevistado pelo próprio Sandro Padial e pelo Historiador Fábio Quio Takao.

Veja os resultados do Rizin 28 realizado neste domingo no Japão

As artes marciais mistas retornaram ao histórico Tokyo Dome pela primeira vez em quase 20 anos na madrugada do domingo ( 13 de junho de 2021 ) com uma edição do Rizin Fighting Federation, maior evento de MMA do Japão na atualidade. Mas apesar do estádio ter capacidade para comportar entre 55 a 70 mil espectadores, o Rizin 28 só obteve autorização para receber um público de 10 mil pessoas e ainda assim com rigorosas medidas de segurança, incluindo o uso de máscaras e distanciamento social, entre outras. Tudo isso devido ao estado de emergência imposto pelo governo do país.

O ‘main event’ ( ou “evento principal” ) deste ‘card’ foi uma luta na categoria peso pena entre o brasileiro Kleber Koike Erbst, ex-campeão do KSW, e o popular japonês Mikuru Asakura.
Koike havia prometido apagar Asakura antes da luta e cumpriu a promessa no segundo round, quando acertou uma série de golpes no “clinch” e puxou para a guarda, encaixando o triângulo para sufocar Asakura, que ficou inconsciente.
Com o resultado, Koike subiu para 28-5 enquanto Asakura caiu para 14-3.

No ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) vimos um desafio especial, ou seja, uma luta com ‘regras personalizadas’, em que o invicto “astro” japonês de 22 anos, Tenshin Nasukawa, encarou três oponentes, um à cada rodada, na seguinte ordem : Koki Osaki, Hiroya Kawabe e Hideo Tokoro.
As regras eram similares às do boxe, mas com o acréscimo do soco “superman” ( ou ‘superman punch’, se preferir ) e também do soco rodado.
Tenshin fez um bom - e duro - primeiro round com Osaki, e chegou a derrubar Hiroya com um soco na costela já no segundo período, indo para o último expediente com o veterano do MMA, Hideo Tokoro, fazendo-o ‘balançar’ várias vezes, mas sem conseguir o nocaute.
Após a luta, o empate foi oficialmente anunciado.

Já o brasileiro Roberto Satoshi e o lutador do Azerbaijão, Tofiq Musayev, disputaram o cinturão inaugural do peso leve da promoção. Musayev, campeão do GP dos leves do Rizin em 2019, conseguiu impedir a primeira tentativa de queda de Satoshi, mas o paulista - que é especialista em Brazilian Jiu-Jítsu - não desistiu e, apesar de terminar por baixo na segunda tentativa, encaixou um triângulo e forçou Musayev à bater, se tornando assim o primeiro campeão linear na categoria de peso pela organização nipônica.

O Rizin 28 também contou com uma parte das lutas da rodada de abertura do Grande Prêmio do Rizin na categoria peso galo. O torneio conta com a participação de 16 homens e neste ‘card’ vimos o ex-campeão Kai Asakura vencer Shooto Watanabe com socos do ‘Ground and Pound’, enquanto Naoki Inoue venceu Shintaro Ishiwatari após nocauteá-lo com “um tiro de meta”.

Outros dois participantes do GP dos galos, Hiromasa Ougikubo e Yuki Motoya também seguiram em frente no torneio após vencerem por decisão Takeshi Kasugai e Ryo Okada, respectivamente.

Confira os resultados do “Rizin 28” que incluem :

Rizin 28
13 de Junho de 2021
Tokyo Dome
Bunkyo, Tóquio, Japão

 

Kleber Koike venceu Mikuru Asakura com uma finalização por estrangulamento ( triângulo ) aos 1:49 do segundo round
Tenshin Nasukawa x Koki Osaki, Hiroya Kawabe e Hideo Tokoro - Empate
Roberto Satoshi venceu Tofiq Musayev com uma finalização por estrangulamento ( triângulo ) aos 1:12 do primeiro round
Kai Asakura venceu Shooto Watanabe por “TKO” aos 3:22 do primeiro round [ rodada de abertura do GP dos galos ]Naoki Inoue venceu Shintaro Ishiwatari por nocaute aos 2:01 do primeiro round [ rodada de abertura do GP dos galos ]Hiromasa Ougikubo venceu Takeshi Kasugai por decisão unânime [ rodada de abertura do GP dos galos ]Yuki Motoya venceu Ryo Okada por decisão unânime [ rodada de abertura do GP dos galos ]Yutaka Saito venceu Vugar Karamov por decisão dividida
Shoma Shibisai venceu Tsuyoshi Sudario com uma finalização por estrangulamento ( “mata-leão” ) aos 1:39 do terceiro round
Satoshi Yamasu venceu Noah Bey por decisão dividida

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 13/06/2021
_
Legenda : Kleber Koike venceu em sua primeira luta principal contra uma “estrela” do Rizin.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : @RIZINFF | Divulgação ).

Legenda : Roberto Satoshi se tornou o primeiro campeão linear peso leve do Rizin.
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia : @RIZINFF | Divulgação ).

image 1623580708 e01a3

 

Chang Min Yoon vence Jia Wen Ma por finalização no ONE: “Full Blast - Parte II”

O ONE Championship: “Full Blast - Parte II” aconteceu na sexta-feira ( 11 de junho ), à noite, no Singapore Indoor Stadium, em Singapura. O evento foi transmitido nos EUA com atraso no “ B / R Live ” ( horário do leste ).
O ‘card’ de quatro lutas contou com duas lutas de artes marciais mistas, uma luta de Muay Thai e uma luta de Kickboxing.

No ‘main event’ ( ou “evento principal” ) da programação, Mongkolpetch Petchyindee ( Tailândia ) enfrentou Elias Mahmoudi ( França ) em uma disputa de Muay Thai.
Mongkolpetch entrou na luta com três vitórias em suas três participações dentro do ‘cage’ do ONE. Ele não lutava há quase um ano, quando venceu Sok Thy no ONE: “No Surrender 3”.
Seu adversário na última noite, Mahmoudi, é o quarto no ranking do peso mosca de Muay Thai. Ele já lutou no Japão no K-1 World GP ( em 2016 e 2017 ). Sua última luta foi no ONE: “Mark Of Greatness”, no final de 2019, quando venceu Lerdsila Chumpairtour.

Após três rounds de muita ‘trocação’, Mongkolpetch ( que manteve o fluxo total no último período ), acabou vencendo por decisão majoritária.

Já o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) trouxe Tsogookhuu Amarsanaa, um lutador da Mongólia que treina no Jackson Wink MMA, nos Estados Unidos. O mongol deu as boas-vindas ao invicto Ben Wilhelm, ( 4-0 ), atleta da Gracie Technics que havia finalizado todos os seus oponentes na carreira até aqui.

Amarsanaa também venceu a sua luta por decisão dos juízes após três rounds, naquela que foi a primeira exibição difícil de Wilhelm. O havaiano experimentou a derrota pela primeira vez e caiu para 4-1. Já Amarsanaa mostrou que pode causar problemas para qualquer um na divisão de peso leve e também melhorou tecnicamente durante o seu hiato. Seu recorde agora é de 6-2.

Em outro duelo de MMA da noite, vimos Jia Wen Ma ( China ) enfrentar Chang Min Yoon ( Coréia do Sul ) em uma luta na categoria de peso pena.
O sul-coreano vinha de quatro vitórias consecutivas e manteve esse ‘recorde’ com uma finalização rápida no primeiro round. Yoon fez uso de um arremesso de quadril enfático no início da luta para deixar Ma de costas. Ele logo encaixou o seu braço esquerdo sob o queixo do seu oponente. Não ficou claro se o lutador chinês realmente “bateu” em sinal de desistência, mas com o estrangulamento “mata-leão” cada vez mais apertado, o árbitro decidiu encerrar a luta.
O ‘registro’ de Ma cai para 6-4, enquanto Yoon sobe para 5-1.

No desafio de Kickboxing, Taiki Naito, ex-campeão japonês de “Shoot Boxing” no peso super galo ( 55 kg ) e que já acumula participações no ONE, encarou o lutador de Sanshou, Wenfeng Wang, cujo ‘recorde’ é de 41 vitórias, 8 derrotas e 1 empate.
O atleta do Japão acabou vencendo o chinês por decisão majoritária após três rounds.

O próximo evento do ONE Championship está programado para o dia 9 de julho. No entanto, com o governo de Singapura decidido à aliviar suas últimas restrições relacionadas ao coronavírus à qualquer momento, poderíamos ver o show do ONE: “Empower” remarcado para antes disso.

Por agora fique com os resultados do ONE: “Full Blast - Parte II” que incluem :

ONE: “Full Blast - Parte II”
11 de Junho de 2021
Singapore Indoor Stadium
Kaalang, Singapura

Muay Thai: Mongkolpetch Petchyindee venceu Elias Mahmoudi por decisão majoritária dos juízes
MMA: Tsogookhuu Amarsanaa venceu Ben Wilhelm por decisão unânime
MMA: Chang Min Yoon venceu Jia Wen Ma por finalização com estrangulamento ( mata-leão ) aos 1:46 do primeiro round
Kickboxing: Taiki Naito venceu Wenfeng Wang por decisão unânime

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 12/06/2021
_
Legenda : Chang Min Yoon venceu Jia Wen Ma com um “mata-leão”.
Foto acima : ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Divulgação ).

Legenda : Chang Min Yoon comemorando a vitória sobre Jia Wen Ma.
Foto abaixo : ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Divulgação ).

Yoon Chang Min Ma Jia Wen FULL BLAST II 1920X1278 1 1536x1022 154ee

Fique por dentro das novidades em torno dos Jogos Olímpicos de Tóquio

O comitê organizador dos “Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020” negou que os patrocinadores japoneses tenham pedido o adiamento das competições para o período de setembro a outubro, de acordo com o jornal Financial Times.

A reportagem também informou que a decisão de permitir os espectadores nas Olimpíadas só seria tomada até o último momento possível, provavelmente em 24 de junho.

Por outro lado, cerca de 80 por cento dos atletas qualificados para as “Olimpíadas de Tóquio” já foram vacinados e o Comitê Olímpico Japonês também busca mais doações de vacinas para tornar os Jogos o mais seguros possível.

A ‘terra do Sol Nascente’ também estaria considerando vacinar cerca de 70.000 voluntários para a ‘maior festa do esporte mundial’. O plano, inclusive, já foi divulgado pela ministra olímpica Tamayo Marukawa.

Ainda como parte das medidas preventivas, os membros da mídia do exterior que entrarem no Japão poderão ser monitorados por “GPS” para garantir que eles sigam as regras que serão explicitadas na terceira edição dos chamados “Playbooks” no final deste mês, segundo o CEO da “Tokyo 2020”, Toshiro Muto.

Em meio à tantas outras novidades surgidas em torno dos Jogos na última semana, destacamos uma em especial para a comunidade das artes marciais mistas. A “lenda-viva” do MMA, Kazushi Sakuraba, de 51 anos, foi homenageada no Japão com o direito de carregar a tocha olímpica em seu país. A cerimônia fez parte dos preparativos para a realização das Olimpíadas. O evento está programado para ter início no dia 23 de julho, com o encerramento marcado para o dia 8 de agosto.

Sakuraba ficou mundialmente famoso por suas performances no ringue do extinto evento japonês Pride. Entre os seus combates mais lembrados, citamos as suas quatro vitórias sobre representantes da família Gracie: Royler, Royce, Renzo e Ryan.

O feito rendeu ao ídolo japonês o apelido de ‘Gracie Hunter’ (‘Caçador de Gracie’). Ao todo em sua carreira no MMA profissional, Sakuraba acumulou 26 vitórias, sendo 19 por finalização, 17 derrotas, um empate e dois ‘no contests’ (sem resultado).

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 11/06/2021
_
Legenda : Lendário lutador de MMA, Kazushi Sakuraba carregou a tocha Olímpica no Japão.
Foto : ( Créditos | Cortesia : Acervo Pessoal Kazushi Sakuraba | Reprodução e Divulgação Instagram ).

 

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« September 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

FreeCurrencyRates.com

Visitantes online

Advertising area




Contador de visitas

0.png3.png7.png8.png5.png4.png9.png
Hoje:414
Ontem:516
Últimos 7 dias:414
Mês:53987
Total:378549

Conectados simultaneamente

2
Online

20-09-21

Parceiros

Go to top