ptzh-CNenfritjakoruesvi

Hiroto Kyoguchi defenderá seu título mundial de boxe em novembro no Japão

O pugilista japonês Hiroto Kyoguchi, campeão mundial pela World Boxing Association ( WBA ) nas categorias dos pesos leves e mosca, anunciou em uma conferência de imprensa na sua academia que colocará o seu título dos moscas em jogo no dia 3 de novembro, em luta que será realizada no Intex Osaka, na cidade de Osaka.
 
A luta - que marcará a primeira disputa de um título mundial masculino de boxe a ser realizada no país desde o início da pandemia - será transmitida ‘ao vivo’ no canal de Kyoguchi no YouTube.
 
Esta é uma nova tentativa de Kyoguchi, que também é “YouTuber” e atualmente possui 120.000 inscritos em seu canal. Embora não tenham sido divulgados detalhes sobre a visualização, para torná-la rentável, além de anunciar no programa, está sendo considerada uma função que permitirá ao telespectador enviar dinheiro como uma moeda com a função de ‘chat’ enquanto assiste.
 
Além disso, o Intex Osaka espera receber até 2.000 fãs no dia da luta, ou seja, metade da capacidade da arena, com assentos escalonados para que os espectadores não fiquem sentados um ao lado do outro ou imediatamente na frente ou atrás uns dos outros. Assim sendo, a promoção seguirá todos os protocolos que um grande evento nestas circunstâncias exige.
 
Kyoguchi, que estava programado para fazer uma defesa do título em maio e teve a sua luta cancelada devido à pandemia, agora fará sua terceira defesa de título contra o desafiante e 11º colocado no “ranking” do WBA, Thanongsak Simsri.
 
Tanomsak ( atleta de 20 anos ), que participou da conferência de forma remota, também é um campeão dos pesos leves e mosca na Tailândia e é um forte e invicto lutador que já venceu 14 lutas profissionais ( 12 “KO” ).
 
Não se sabe quando Thanongsak chegará ao Japão, mas os promotores disseram que já tinham uma logística para esse propósito e, caso o lutador tailandês não consiga entrar no país a tempo, já há um oponente substituto e que estará disponível no dia do evento.
 
Não custa lembrar que Kyoguchi, de 26 anos, também está invicto como profissional e assim como seu adversário acumula um ‘recorde’ de 14-0 ( sendo 09 “KO” ).
 
Kyoguchi também já cruzou a ‘barreira’ do boxe e tem colaborado com Nobuyuki Sakakibara e Miki Asakura, representantes do RIZIN, maior show de MMA do Japão na atualidade. O pugilista admite que ganhou reconhecimento principalmente no mundo das artes marciais, e que tem recebido mais atenção da mídia geral do que antes, principalmente devido ao seu trabalho como “YouTuber”.
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/09/2020
_
Foto : Hiroto Kyoguchi defenderá seu título de campeão do peso mosca da WBA diante do tailandês Thanongsak Simsri, na cidade de Osaka. ( Cortesia | Créditos : ( C ) Naoki Fukuda | ( C ) Ring TV | Divulgação ).

Takeru Segawa em ação nos próximos ‘cards’ do K-1 World Grand Prix Japan 2020 em setembro e novembro

O K-1 Japan Group anunciou que o aguardado evento do K-1 World Grand Prix Japan 2020 será realizado no Fukuoka International Center, em Fukuoka, no dia 3 de novembro ( terça-feira ). 
O ‘card’ ainda está em andamento com mais lutas a serem adicionadas em breve, mas com as restrições de viagens atuais, parece improvável que haja qualquer lutador baseado fora do Japão em ação.
 
Contudo, uma parte interessante do programa já está acertada. 
Estará no ‘card’ a primeira mulher campeã na categoria peso mosca do K-1, Kana, que enfrentará Kotomi, a “estrela” do Krush ( promoção afiliada ao K-1 ).
 
No ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) teremos a presença de Sina Karimian, um lutador iraniano e campeão do K-1 na categoria “cruiserweight”, que lutará com K-Jee em uma luta que não será válida por disputa de título. Este será o segundo confronto entre eles, sendo que Karimian venceu K-Jee por decisão dos jurados em 2018.
 
Já o ‘main event’ ( ou “evento principal” ) trará Takeru Segawa defendendo o título dos penas contra Leona Pettas.
 
Takeru está fora de ação desde março, quando nocauteou o lutador tailandês Petchdam Petchkiatpetch no segundo assalto do “K’Festa.3”, evento que foi realizado na Saitama Super Arena. 
Já Leona Pettas, por sua vez, é o atual campeão dos penas do Krush e vem de uma vitória por decisão sobre Tatsuya Oiwa, quando defendeu o seu título em junho.
 
Antes disso, porém, Takeru Segawa participará de outra edição do K-1 World Grand Prix Japan 2020 em 22 de setembro, show que terá lugar no 1st Stadium Edion Arena Osaka, em Osaka. Na ocasião, ele fará uma luta de exibição contra Saiga Kizaemon. 
Nesse mesmo ‘card’, Rukiya Anpo e Hideaki Yamazaki disputarão o título de campeão da categoria até 65 kg.
 
 
K-1 World Grand Prix Japan 2020
22 de setembro de 2020
Edion Arena Osaka
Osaka, Japão
 
 
Takeru Segawa vs Kizaemon Saiga
Rukiya Anpo vs Hideaki Yamazaki
Yuki Egawa vs Tatsuya Tsubakihara
Koya Urabe vs Yuto Shinohara
Mio Tsumura vs Miho Takanashi
Hiromi Wajima vs Raseasing Weerasakreck
Fukashi Mizutani vs Jin Hirayama
Hisaki Kato vs Hitoshi Sugimoto
Shuji Kawarada vs Seiya Ueda
Tetsu vs Narufumi Nishimoto
Kensei Kondo vs Taito
Yuto Kuroda vs Hiroki Mitsui
Naoki Takahashi vs Ryota Ishida
Kaito Yamawaki vs Riki
Rioya Nasu vs Takumi Nagai
Tsubasa Yamawaki vs Yuki Toyota
 
 
K-1 World Grand Prix Japan 2020
3 de novembro de 2020
Fukuoka International Center
Fukuoka, Japão
 
 
Takeru Segawa vs Leona Pettas
Sina Karimian vs K-Jee
Kana vs Katomi
Hirotaka Asahisa vs Tatsuya Oiwa
Masahiro Yamamoto vs Nariai Satoru
Make Yamada vs Yu
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 08/09/2020
_
Foto acima : Takeru Segawa e Kizaemon Saiga farão uma luta de exibição em setembro. ( Cortesia | Créditos : ( C ) K-1 Japan Group | ( C ) M- 1 Mídia Esportiva | Divulgação ).
 
Abaixo : O campeão Takeru Segawa e o desafiante Leona Pettas lutarão pelo título dos penas em novembro. ( Cortesia | Créditos : ( C ) K-1 Japan Group | ( C ) M- 1 Mídia Esportiva | Divulgação ).
118167745 2668922473372696 4429349089258603526 n 0615d

Resultados e comentários do evento “REBELS.65” realizado domingo no Japão

Tradicional promoção de Kickboxing e Muay Thai da ‘terra do Sol Nascente’, o REBELS está de volta.

Após ser anunciado durante uma conferência de imprensa em 18 de fevereiro - quando estava programado para ser realizado em 24 de abril - e posteriormente adiado para 10 de maio, o “REBELS.65” finalmente aconteceu no Domingo, 30 de agosto. A competição teve lugar no Korakuen Hall, em Tóquio, capital do Japão.Uma das lutas mais aguardadas desse ‘card’ foi sem dúvida o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) em que estava em jogo o título feminino do REBELS na categoria até 46 kg, disputado pelas atletas Rina ‘Panchan’ Okamoto ( 26 anos - 45,95 kg - 1,64 cm ) e Misaki Morita ( 24 anos - 45, 90 kg - 1, 56 cm ) sob as regras REBELS-BLACK ( sem cotoveladas ). 

A disputa entre ambas movimentou a mídia especializada japonesa e até mesmo a mídia geral, como o Yahoo.Classificada pelos repórteres japoneses com uma “linda Kickboxer”, Rina Okamoto ou simplesmente Rina ‘Panchan’, tem um cartel de 7 vitórias ( 1 KO ) e estreou  profissionalmente no Kickboxing durante o Pancrase : “REBELS Ring 1”, em fevereiro de 2019. De lá para cá, ela lutou em eventos como o K.O CLIMAX , KNOCK OUT, SOUL IN THE RING CLIMAX e o próprio REBELS, permanecendo invicta.Já Misaki Morita ostenta um ‘record’ profissional composto por 21 lutas, 14 vitórias ( 2 KO ), 6 derrotas e 1 empate, de acordo com o site oficial do REBELS. Ela estreou profissionalmente em 2016 e suas conquistas incluem o título mini mosca do 18º J-Girls, Vice-campeã do 19º Shoot Boxing Girls S-Cup e finalista da competição feminina S-cup World Tournament Best 4.As atletas alternaram bons momentos na luta do dia 30 de agosto, mas Rina ‘Panchan’ ( STRUGGLE ) acabou vencendo Misaki Morita ( TEAM FOREST ) por decisão dos jurados, que anunciaram o placar ( 30-29, 30-28, 30-28 ), após os três rounds de três minutos cada.

Como prova da sua popularidade, Misaki recebeu inúmeros comentários de encorajamento dos fãs em sua conta no Twitter após a luta. A atleta, originária do Shoot Boxing, prometeu seguir adiante nas competições de artes marciais e disse que na próxima vez que ela subir ao ringue mostrará toda a sua evolução, ao estilo “Billing Rush”.Quanto à Rina ‘Panchan’ - já famosa no Japão por seu trabalho como uma “You Tuber” desde que lançou o “Pan Channel” em maio deste ano - também prometeu seguir adiante em sua carreira nas artes marciais, prometendo fazer novas lutas no REBELS, mas não escondeu que seu principal objetivo é lutar no RISE ( show de Kickboxing promovido pelo Sr. Takashi Ito, e principal concorrente do K-1 no Japão. Não confundir com o “RIZIN”, promovido por Nobuyuki Sakakibara ).Quem também estava feliz da vida após a competição era o Sr. Tsuneji Mori, o criador do Mangá “Genesis Taiga”, que forneceu um bônus de 200.000 de ienes para a luta entre ‘Panchan’ e Misaki.
Como um grande fã de REBELS & KNOCK OUT, o Sr. Tsuneji Mori disse que os produtores do REBELS deveriam realizar um grande torneio feminino ( com lutadoras atraentes ) em um futuro próximo.
Ele se comprometeu em dar um grande bônus para a vencedora da competição e acrescentou que não está preocupado porque este é realmente um grande negócio e também há um efeito publicitário.Como todos podem perceber, parece que está havendo uma interação cada vez maior entre o universo dos Mangá e Animês e as competições de artes marciais no Japão.

Confira os resultados do “REBELS.65” que incluem :

REBELS.65

30 de agosto de 2020
Korakuen Hall
Bunkyo, Tóquio, Japão

Kickboxing : Bazooka Koki venceu Keisuke Niwa por decisão unânime.
Kickboxing : Rina Okamoto venceu Misaki Morita por decisão unânime.
Muay Thai : Yusei Shirahata venceu Takumi Hamada por decisão unânime.
Muay Thai : Ryusei venceu Yuki Chiba por KO / TKO ( regras de três “Knockdowns” ), R1.
Kickboxing : Erika❤️ venceu Koto Hiraoka por decisão unânime.
Kickboxing : Tsukino Yamagami venceu Kiho Noriho por decisão majoritária.
Muay Thai : Masahiro Onoda venceu Daisuke Ibi por KO / TKO ( gancho de esquerda ), R1.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 03/09/2020

_

Foto acima : A luta entre Rina ‘Panchan’ e Misaki Morita foi uma das principais atrações do ‘card’. ( Créditos | Cortesia : ( C ) REBELS(レベルス)| Divulgação ).

Abaixo : Durante a pesagem, as atletas exibiram o cinturão de campeã da categoria feminina até 46 kg que esteve em disputa no “REBELS.65”. ( Créditos | Cortesia : ( C ) REBELS(レベルス)| Divulgação ).

image 1598688489 383c1

Souris Manfredi torna-se a primeira mulher campeã mundial de Lethwei no WLC 12 : “Hideout Battle”

Na sexta-feira, 28 de agosto, o World Lethwei Championship ( WLC ) promoveu a edição batizada de “Hideout Battle”. O ‘card’ - que teve lugar em Yangon, Mianmar ( Birmânia ) - foi o primeiro após um hiato de seis meses.
 
Para quem não sabe, o Lethwei é considerado por muitos como o esporte de combate mais brutal do mundo, pois os competidores lutam sem luvas e são permitidos socos e chutes, assim como cotoveladas, joelhadas e cabeçadas, além de uma variedade de quedas.
 
Lethwei é um esporte nativo de Mianmar e o WLC é a principal promoção da modalidade no mundo. Os shows da franquia costumam ser transmitidos no UFC Fight Pass até porque o WLC deverá fazer a sua estreia nos Estados Unidos em 5 de novembro deste ano.
 
Outras estreias internacionais do show deverão incluir países como a Tailândia e o Camboja.
 
Enquanto isso, o WLC 12: “Hideout Battle” como um todo apresentou uma noite divertida de lutas insanamente brutais. Foram nocautes, lutas disputadas e muito mais.
 
No ‘main event’ ( ou “evento principal” ), a lutadora Souris Manfredi, da França, fez história como a primeira mulher a se tornar campeã mundial de Lethwei ao derrotar a espanhola Maisha Katz por nocaute técnico.
 
Manfredi foi eficaz em seus socos diretos que consistentemente romperam a guarda de Katz. No final do quarto round, o árbitro parou a luta, concedendo a vitória à lutadora francesa por nocaute técnico e o título mundial de Lethwei feminino na categoria peso galo.
 
No ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ), So Mi Ong Luktupfah,  de Mianmar, e Artur Te, do Uzbequistão, proporcionaram um verdadeiro espetáculo em que So Mi Ong Luktupfah acabou vencendo por decisão dividida. Os dois atletas alternaram bons momentos durante toda a luta com incrível precisão e capacidade atlética. Então Mi Ong Luktupfah conseguiu levar Artur Te várias vezes ao knock down e provou ser merecedor de uma vitória por decisão dividida.
 
Lembrando que existe uma diferença entre ‘knock out’  e  ‘knock down’.
 
Confira os resultados oficiais do WLC 12: “Hideout Battle”, abaixo :
 
WLC 12: “Hideout Battle”
28 de agosto de 2020
Yangon, Mianmar
 
Souris Manfredi venceu Maisha Katz por TKO ( interrupção do árbitro, aos 3:00 do quarto round )
So Mi Ong Luktupfah venceu Artur Te por decisão dividida
Kristof Kirsch venceu Gligor Stojanov por decisão unânime
Nabil Anane venceu Vi Phoe Khwar por decisão unânime
Sherzod Kabutov venceu Nakha por decisão unânime
Omar Mahir venceu Tophik Abdullaev por KO ( aos 1:24 do primeiro round )
Myagmasuren Borkhuu venceu Nur Muhammad por KO (  aos 2:20 do quarto round  )
 
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 01/09/2020
_
Foto : Francesa venceu no WLC 12: “Hideout Battle” para se tornar a primeira campeã mundial de Lethwei na categoria peso galo. ( Cortesia | Créditos : ( C ) World Lethwei Championship | ( C ) Mandalay Export | Divulgação ).
 

Brasileira se torna a nova campeã mundial de Muay Thai no ONE Championship : ‘A New Breed’

O ONE Championship encerrou o mês de agosto com mais um evento ocorrendo em Bangkok, capital da Tailândia. A edição batizada de ONE : ‘A New Breed’ foi realizada na sexta-feira - dia 28 de agosto - e a noite foi de total felicidade para o Brasil, pois o nosso país agora tem uma nova campeã mundial.
Depois de dominar os três rounds, Allycia Hellen Rodrigues - cearense da cidade de Caucaia - destronou a estrela tailandesa Stamp Fairtex e se tornou a nova campeã do peso átomo ( até 52 kg ) de Muay Thai do ONE Championship.
 
A brasileira, que possui um cartel profissional de 30 vitórias e cinco derrotas, foi a lutadora mais potente da noite, e seu uso agressivo de “teeps”, seus grandes socos diretos e cotoveladas foram o suficiente para impressionar os juízes e lhe dar o cinturão com a vitória por decisão da maioria.
 
O resultado foi um grande choque para Stamp Fairtex, pois ela perdeu seu segundo título mundial em seis meses. Após ter perdido seu cinturão de kickboxing na categoria do peso átomo em fevereiro para Janet Todd, agora ela perdeu seu título de Muay Thai do peso átomo para Allycia Rodrigues.
 
Mas nem tudo foram más notícias para Stamp, até porque a sua carreira no MMA ainda está avançando. Ela mantêm um registro de 5-0 como lutadora de MMA, e está sendo amplamente anunciada como uma futura desafiante para a campeã de MMA do ONE no peso átomo Angela Lee.
 
Quanto à Allycia Rodrigues, por sua vez, ela provavelmente deverá fazer lutas futuramente com nomes como Janet Todd ( campeã do Glory que assinou com o ONE ), Wondergirl Fairtex, Anne Line Hogstad e Alma Juniku, além de, claro, uma revanche com Stamp Fairtex.
 
No evento co-principal do ONE : ‘A New Breed’, Kulabdam Sor. Jor. Piek Uthai enfrentou Rodlek PK.Saenchai Muaythaigym na tão aguardada final do torneio bantamweight ( peso galo ) de Muay Thai do ONE Championship. A série se desenrolou ao longo dos últimos poucos ‘cards’, e o vencedor teria o direito de enfrentar o campeão Nong-O Gaiyanghadao pelo título. 
Rodlek PK Saenchaimuaythaigym ( 5-1 ) venceu Kulabdam Sor.Jor.Piek-U-Thai ( 2-2-0 ) por decisão unânime.
 
Em um dos badalados confrontos de MMA da noite, Denice Zamboanga elevou seu recorde para 8-0 com uma vitória por finalização no primeiro round sobre Watsyapinya Kaewkhong ( 0-1-0 ).
 
Seu irmão mais velho, Drex Zamboanga ( 9-5-0 ), veterano do Shooto e do URCC, iniciou sua carreira no ONE com uma vitória por estrangulamento sobre Detchadin Sorsirisuphathin ( 8-6-0 ) nos últimos segundos do segundo round.
 
A noite começou com mais um clássico “striker” x “grappler” - duelos que fazem o gosto dos fãs de MMA desde os primórdios do esporte - com Yodkaikaew Fairtex ( 6-2-1 ) vencendo Alex Schild ( 5-4-0 ) por nocaute técnico no terceiro round.
 
ONE: “A New Breed”
28 de agosto de 2020
Impact Arena
Bangkok, Tailândia
 
Muay Thai : Allycia Hellen Rodrigues derrotou Stamp Fairtex por decisão majoritária ( Campeonato Mundial de Muay Thai Peso Átomo )
Muay Thai : Rodlek PK.Saenchai Muaythaigym derrotou Kulabdam Sor. Jor. Piek Uthai por decisão unânime ( Final do Torneio de Muay Thai Peso Galo )
MMA ( peso átomo ) : Denice Zamboanga derrotou Watsapinya Kaewkhong por finalização ( Keylock ) aos 1:28 do primeiro round
Muay Thai ( peso palha ) : Wondergirl Fairtex derrotou KC Carlos por nocaute técnico aos 1:06 do segundo round
MMA ( peso mosca ) : Drex Zamboanga derrotou Detchadin Sornsirisuphathin por finalização ( mata-leão ) aos 4:58 do segundo round
Muay Thai ( peso mosca ) : Sok Thy derrotou Ding Huang por nocaute aos 2:52 do primeiro round
MMA ( peso mosca ) : Yodkaikaew “Y2K” Fairtex derrotou Alex Schild por nocaute técnico aos 1:21 do terceiro round
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 29/08/2020
_
Foto acima : Momento da consagração da cearense Allycia Hellen Rodrigues em Bangkok, Tailândia. ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Divulgação ).
 
Abaixo : Allycia Rodrigues derrotou Stamp Fairtex para se tornar a nova campeã mundial de Muay Thai na categoria peso átomo do ONE Championship. ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Divulgação ).
RodriguesONE 1 61680

Full Metal Dojo - Confira os resultados e destaques do melhor show de MMA no estilo “freak show” do ano

O Full Metal Dojo, tradicional promoção de MMA da Tailândia criada por Jon Nutt - um homem que nunca acorda pela manhã - voltou à cena com uma edição realizada em parceria com o CamSoda - site pornô especializado em “camgirls” ( mulheres que se exibem nuas em vídeo ) - que fazia a sua segunda incursão no MMA após o CamSoda Legends ( show realizado em 2018 e que teve como destaque Ricco Rodriguez e Charles Bennett, entre outros ).
O evento do Full Metal Dojo aconteceu no sábado, 22 de agosto, às 22hs e teve lugar no Insanity Nightclub, em Bangkok, capital da Tailândia.
 
À frente do Full Metal Dojo desde a sua edição inaugural em 7 de junho de 2014, Jon Nutt - uma figura curiosa do mundo do MMA - resolveu apelidar o torneio de “Fight Circus” ( Circo da Luta ), devido à nova parceria com o site de “streaming” e ao conjunto de regras ( ou ausência destas ), uma vez que cada luta em destaque contou com uma regra específica e o show teve de tudo : luta de dois contra um, duelo entre homem e mulher, disputas na categoria absoluto ( envolvendo atletas de diferentes categorias de peso ) e até mesmo lutas sem luvas, o que aproximou esta edição do antigo formato de ‘Vale Tudo’.
 
Bangkok é um lugar adequado para lutas nesse formato, pois é “a cidade onde os sonhos dos melhores boxeadores são realizados” e, não custa lembrar, que há alguns limites para as “regras originais de MMA de Bangkok”, que são uma mistura daquelas adotadas pelo UFC e pelo extinto PRIDE.
 
Além disso, os organizadores do Full Metal Dojo trabalharam com o governo tailandês para permitir que os convidados ‘VIP’ participassem em mesas socialmente distantes umas das outras.
 
É digno de nota citar que 100 por cento da receita obtida através da interação com os fãs foi destinada ao enfrentamento do novo coronavírus. Os espectadores também foram convidados a doar diretamente para o CDC, ou Centers for Disease Control and Prevention ( Centros de Controle e Prevenção de Doenças ), uma agência que trabalha na proteção da saúde pública e da segurança da população.
 
O site do CamSoda também permitia que os espectadores dessem ‘gorjetas’ para seus lutadores favoritos no ‘card’.
 
Em um dos confrontos menos controversos da programação tivemos uma disputa de ‘grappling’ ( ou “luta agarrada” ) entre um homem e uma mulher - a mulher venceu por finalização ( mata-leão ).
 
Na luta feminina de Lethwei ( Muay Thai sem luvas, valendo cabeçadas ) Po Chissakan venceu Nattarat Prempida por decisão, após três rounds de uma autêntica ‘briga legalizada’.
 
Como dito anteriormente, vários combates apostavam na falta de um limite de peso, com um lutador significantemente mais pesado que seu adversário. Em um destes, um lutador de Muay Thai peso galo enfrentou um boxeador peso pesado em uma luta nas chamadas “Regras de Trinity”. Estas são compostas por diferentes conjuntos de regras por round. O primeiro round são as regras do boxe, o segundo são as regras do Muay Thai e o terceiro são as regras do MMA.
Foi quando o peso galo do Muay Thai Chitnuphong Sommuttiram venceu o boxeador peso pesado Tang Mo com um chute no rosto já no segundo round ( regras de Muay Thai ).
 
O brasileiro Fabiano Hawthorne também participou de uma luta com regras diferenciadas para cada round, à semelhança do confronto anterior. No primeiro, só Boxe, no segundo Muay Thai e no terceiro MMA com regras do PRIDE - incluindo o famoso tiro de meta ( chute na cabeça do adversário caído )  e regras do UFC - com cotoveladas na cabeça. A diferença é que a luta do brasileiro foi realizada sem luvas e ainda valendo cabeçadas.
Ele derrotou Kyoken Tampiyanan com um nocaute, graças a uma cotovelada certeira na cabeça.
 
Em outra luta com esse conjunto de regras, Steven “Panda” Banks venceu Sam Cassidy por pontos, após os três rounds.
 
Para nos trazer à memória os famosos confrontos envolvendo Kyokushin vs. Muay Thai realizados no Japão no século passado, um carateca e um lutador de Muay Thai se enfrentaram em um duelo onde os atletas não podiam usar as mãos, apenas as pernas e a cabeça. Essas regras são chamadas por alguns de ‘regras de briga de galos humana’. Resultado : o carateca praticamente desmontou o adversário com seus chutes e saiu vencedor.
 
Mas o ponto alto da programação foi sem dúvida a luta que envolveu dois pequenos irmãos - que lutam no peso palha ( pesam cerca de 50kg ) - contra um ucraniano competidor de MMA que costuma lutar na divisão dos pesos médios ( 84kg ).
O lutador maior sucumbiu aos atletas menores, sendo finalizado com um mata-leão.
Lembrando que esta edição do evento havia sido batizada de “Fight Circus”, o promotor Jon Nutt resolver atender ao público e concedeu uma revanche imediata dessa luta de 2 contra 1 e os atletas decidiram - literalmente – lutar outra vez, sendo que o lutador da categoria peso médio foi novamente derrotado, desta feita por “TKO” ( 20 socos sem resposta ).
 
Como premiação, o Full Metal Dojo concedeu espadas ou machados de ouro ao vencedor, enquanto os perdedores receberam um “bong” ( artefato usado para fumo de tabaco e outras substâncias, e descrito pelo anfitrião do evento como um “vaso” ) - ou ornamentos de vidro decorativos, o que não parece nada bom para se dar em um país com leis seriamente rígidas sobre a maconha.
 
Seguem agora os resultados ( créditos à Cory Braiterman ), que serão atualizados à medida que forem enviados pelos promotores do Full Metal Dojo : “Fight Circus”, evento já consagrado como o melhor show de MMA no estilo “freak show” do ano ( até o Fight Circus 2, pelo menos ).
 
Full Metal Dojo : “Fight Circus”
22 de agosto de 2020
Insanity Nightclub
Bangkok, Tailândia
 
MMA ( Regras de Trinity ) : Steven Banks venceu Sam Cassidy por decisão
MMA absoluto : Hidetaka Arato  venceu Daniel Dorrer por decisão
2 contra 1 : Bank & No Money venceram Mikhail Vetrila com um mata-leão. Também venceram a revanche imediata por TKO ( 20 socos sem resposta )
Regras de Trinity : Fabiano Hawthorne venceu Kyoken Tampiyanan por KO ( cotovelo )
Regras de Trinity : Chitnuphong Sommuttiram ( Muay Thai ) venceu Tang Mo ( Boxe ) por TKO ( chute na cabeça )
Grappling : mulher venceu homem por finalização ( mata-leão )
Lethwei ( luta feminina ) : Po Chissakan venceu Nattarat Prempida por decisão
kickfight ( Karatê vs. Muay Thai ) :  lutador de Karatê venceu lutador de Muay Thai por TKO ( chute )
MMA absoluto : Ali Mohammed venceu Ryan Donnelly por decisão
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 27/08/2020
-
Foto acima : O Full Metal Dojo : “Fight Circus” e o site CamSoda anunciaram que iriam “trazer um show de horrores para você” e que as lutas estaria “oscilando na ilegalidade”. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Full Metal Dojo | ( C ) CamSoda | Divulgação ).
 
Abaixo : Ali Mohammed venceu Ryan Donnelly em luta de MMA na categoria absoluta ( sem limite de peso ). ( Créditos | Cortesia : ( C ) Full Metal Dojo | ( C ) CamSoda | Divulgação ).
117595261 3438324666225219 8797735889915490096 o 3a01d

Daisuke Watanabe vence a final do Torneio peso pena de 30º aniversário do ‘Hajime no Ippo’

No sábado, dia 22 de agosto de 2020, o Korakuen Hall, “lugar sagrado” para as artes marciais no Japão, recebeu um torneio profissional de Boxe para pugilistas classe A organizado pela Dangan Boxing como parte do 30º aniversário da série de mangá e anime ‘Hajime no Ippo’ ( “Primeiros Passos” ) na Weekly Shonen Magazine ( Kodansha ).

A competição batizada de “Hajime no Ippo 30th Anniversary Featherweight Tournament” ( Torneio peso pena de 30º aniversário do ‘Hajime no Ippo’ ) foi patrocinada pela Morikawa Jouji e tinha como objetivo promover o esporte do boxe para um público mais jovem e para comemorar o 30º aniversário da famosa série de mangá. O vencedor do torneio recebeu um prêmio de 1 milhão de ienes, e como premiação suplementar, obteve o direito de aparecer na série ‘Hajime no Ippo’, obra do mestre George Morikawa.

O evento foi realizado em um ambiente único. Embora o show fosse no Korakuen Hall, o local misturava fãs em número reduzido e recortes de papelão de personagens do ‘Hajime No Ippo’, em uma tentativa de preencher o local e forçar o distanciamento social. Isso deu ao evento uma aparência estranha, mas que gostamos, e que queremos ver replicada no futuro, dado como isso realmente fez o distanciamento social funcionar, algo que falhou em alguns shows recentes de artes marciais mistas ( MMA ) e Kickboxing no Korakuen Hall.

Embora ao longo das competições anteriores houvessem 3 boxeadores estrangeiros ( da China, Coréia do Sul e Filipinas ) e 4 boxeadores do Japão participando, este ‘card’ contou com apenas 4 lutas, com 7 ‘knockdowns’ em todas e foi brilhante, com bastante ação do início ao fim.

Na luta final do “Hajime no Ippo 30º anniversáry Tournament” e portanto ‘main event’ ( ou “evento principal” ) da competição, vimos o ótimo duelo entre os pugilistas Daisuke Watanabe ( 11-4-2,6 ) e Shingo Kusano ( 13-9-1, 5 ). Morikawa e Yamada Takeshi, do JB gym, comentaram a luta que contou com transmissão ‘ao vivo’ pelo serviço de assinatura do “Boxing Raise”.

No primeiro round, Kusano começou forte, acertando golpes retos de esquerda e direita. O lutador Watanbe queria encurtar a distância, tendo sucesso no terceiro assalto. No quinto round, Watanbe levou Kusano “à lona” com um direto de direita. Os dois resistiram até o final do oitavo round, cansados. Watanbe venceu por decisão ( Julgamento 3-0 * 76-75, 77-74, 78-73 ) e após a luta comentou que tem a  esperança de ter uma chance pelo título no próximo ano.

O boxeador Watanbe levou para casa o prêmio de um milhão de ienes e conquistou o direito de aparecer no mangá ‘Hajime no Ippo’ como personagem.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 24/08/2020

_

Foto acima : Daisuke Watanabe recebeu o prêmio de 1 milhão de ienes e o direito de aparecer na série de mangá ‘Hajime no Ippo’. ( Créditos | Cortesia : AP Daisuke Watanabe | ( C ) Dangan Boxing | ( C ) Morikawa Jouji | ( C ) Hajime no Ippo | Divulgação ).

Abaixo : O ‘pôster’ de divulgação do “Hajime no Ippo 30th Anniversary Featherweight Tournament”. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Dangan Boxing | ( C ) Morikawa Jouji | ( C ) Hajime no Ippo | Divulgação ).

117720518 3253342238086821 3819731150414621681 n 5ca25

Shinya Aoki lutará no “Road to ONE 3rd : Tokyo Fight Night” dia 10 de setembro no Japão

Após o sucesso do “Road to ONE: 2nd”, realizada dia 17 de abril, em cooperação com o ONE Championship, Abema TV, TRIBE TOKYO MMA e Sustain, agora o “Road to ONE 3rd : Tokyo Fight Night” está marcado para 10 de setembro.

O evento terá lugar no Shibuya O-East, em Tóquio, capital do Japão, e o ‘card’ contará com alguns grandes nomes da ‘terra do Sol Nascente’. Além disso, ‘kickboxers’ japoneses que desejam participar do ONE Super Series também estarão presentes.

No ‘main event’ ( ou “evento principal” ), Shinya Aoki,  coroado por duas vezes como o “rei do peso leve” do ONE Championship, lutará com Kimihiro Eto. Aoki assinou pela promoção em 2012 e é indiscutivelmente ‘a cara do MMA asiático’.

Aoki perdeu seu título no ano passado quando foi vencido ainda no round inicial de sua luta com Christian Lee em uma reviravolta impressionante. Mas, na sequência, ele se recuperou e venceu o ex-campeão dos penas, Honório Banário, no show btizado de ONE : “Century” - Parte II.

Enquanto Aoki ( 44-9-0-1 ) é uma das ‘estrelas’ mais reconhecidas na região, Eto ( 17-5-2 ) fez seu nome no ONE Warrior Series. O lutador de 31 anos vem de uma vitória por finalização sobre Amir Khan no ONE: ‘King of the Jungle’.

Apesar de ser seis anos mais velho que Eto, é Aoki - como ex-campeão do ONE, Dream, Shooto e WAMMA - o grande favorito contra um adversário que nunca conquistou um título em sua carreira de MMA.

Já o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) apresentará dois ex-campeões do peso palha do ONE. Yoshitaka Naito ( 15-3 ), que estará voltando sedento por novas vitórias, após seu último triunfo por decisão e terá que encarar Yosuke Saruta ( 20-9-3 ), que também venceu sua última luta.

Naito está atualmente em segundo lugar na categoria, enquanto Saruta está em primeiro. Ambos os homens estão 1-1 em lutas contra o atual campeão do peso palha, Joshua Pacio, sendo que o vencedor ficará na “pole position” para uma luta válida por essa “trilogia”. Logicamente, o vencedor também lutará pelo título.

Apesar de apenas duas lutas terem sido confirmadas até agora, o ‘card’ contará com um total de 6 a 7 lutas, de acordo com o que foi divulgado na coletiva de imprensa realizada na sede da Abema TV, na segunda-feira, dia 17 de agosto. No início da coletiva, Hideyuki Hata, presidente do ONE JAPAN, agradeceu ao Sr. Yuji Kitano, Produtor Geral da Abema TV, por apoiar o evento.

Além de ser transmitido pela Abema TV no Japão, o “Road to ONE 3rd : Tokyo Fight Night” também estará disponível para visualização ‘online’ em diversas regiões por todo o mundo.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 19/08/2020

_

Foto : Shinya Aoki é ex-campeão do ONE, Dream, Shooto e WAMMA.  ( Créditos | Cortesia : ( C ) Abema TV | ( C ) ONE Championship | Divulgação ).

MMA, Muay Thai e kickboxing - Resultados e destaques do ONE Championship ‘No Surrender II’

O ONE Championship voltou à ação na sexta-feira, 14 de agosto, com o ONE: ‘No Surrender II’, um ‘card’ híbrido com lutas de MMA, Muay Thai e kickboxing que ocorreu na Impact Arena em Bangkok, a movimentada capital da Tailândia.

Apesar disso, o evento foi realizado à “portas fechadas”, ou seja, “sem público”. Mas mesmo assim, a programação foi “ao ar” ( televisionado ) na maior parte do continente asiático, e também nos EUA, Canadá e em outras partes do mundo, que puderam assistir as lutas ‘ao vivo’ e gratuitamente no Youtube e através do aplicativo ONE Super.

O ‘main event’ ou “evento principal” contou com a primeira das duas semifinais do ONE Bantamweight Muay Thai Tournament.

O ex-desafiante ao título mundial do ONE, Saemapetch Fairtex derrotou o compatriota veterano Rodlek PK.Saenchai Muaythaigym por decisão majoritária, após três rounds de uma luta onde se viu poderosos golpes de cotovelos de Saemapetch respondidos à altura por Rodlek, que - por sua vez - mostrava o seu melhor para igualar a intensidade de seu adversário mais jovem. Os dois atletas tailandeses estão agora empatados em 2-2 em suas carreiras.

Em uma luta de kickboxing do ONE Super Series, o ‘contender’ da categoria peso galo, Mehdi Zatout, da Argélia, teve um desempenho abrangente, superando Leo Pinto, da França, durante os nove minutos de ação em que os lutadores alternaram bons momentos. No final, os três juízes marcaram a luta a favor de Zatout, que venceu por decisão unânime.

Decidido à colocar sua carreira “de volta nos trilhos”, o lutador japonês de 40 anos, Akihiro “Superjap” Fujisawa, nocauteou o especialista em Muay Thai, Pongsiri “The Smiling Assassin” Mitsatit em um das duas lutas de MMA da noite.

O atleta da terra do Sol Nascente - e vencedor do contrato do ONE Warrior Series - nocauteou o tailandês com um gancho de esquerda no final do primeiro round.

Já a estrela em ascensão do peso pena, Sorgraw Petchyindee Academy, provou ser demais para o seu oponente, Pongsiri PK.Saenchaimuaythaigym, e lutou o suficiente para vencê-lo em luta de Muay Thai, embora que por decisão dividida dos juízes.

Em outra das lutas de artes marciais mistas da programação, o tailandês peso mosca, Yodkaikaew “Y2K” Fairtex, teve uma estreia impressionante no ONE, obtendo um nocaute sobre John Shink, do Reino Unido. Yodkaikaew Fairtex foi derrubado várias vezes, mas Shink nunca conseguiu garantir o controle quando no chão. Ao voltar em pé, Yodkaikaew aumentou a pressão e conseguiu acertar um gancho de esquerda devastador que fez seu adversário cambalear em direção às cordas. Na sequência, outra esquerda do tailandês abalou Shink de vez, forçando o árbitro à interromper a luta.

Na luta de abertura, Fahdi Khaled, da Tunísia, teve uma atuação dominante contra Huang Ding, da China, em luta na categoria peso mosca, válida pelo ONE Super Series Muay Thai. Fahdi pressionou o seu adversário por todo o tempo e impediu o atleta chinês de entrar no ritmo da luta, chegando assim à vitória por decisão unânime.

ONE: “No Surrender II”

14 de agosto de 2020

Impact Arena

Bangcoc, Tailândia

Muay Thai : Saemapetch Fairtex venceu Rodlek PKSaenchaigym por decisão ( unânime )

Kickboxing : Mehdi Zatout venceu. Leo Pinto por decisão ( unânime )

MMA : Akihiro Fujisawa venceu Pongsiri Mitsatit por KO ( socos ) aos 4:55 do primeiro round

Muay Thai: Sorgraw PetchyindeeAcademy venceu Pongsiri PKSaenchaigym por decisão ( dividida )

MMA  : Yodkaikaew Fairtex venceu John Shink por KO ( socos ) aos 1:11 do segundo round

Muay Thai: Huang Ding venceu Fahdi Khaled por decisão ( unânime )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 17/08/2020

_

Foto : O veterano atleta de MMA, Akihiro “Superjap” Fujisawa, voltou à vencer na modalidade e representou o Japão, desta feita, na Tailândia. ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Divulgação ).

Paige VanZant não renova com o UFC e assina para lutar em evento de boxe ‘sem luvas’

Depois de terminar seu contrato com o UFC, Paige VanZant - estrela do MMA de 26 anos - optou por assinar com a maior promoção de boxe ‘sem luvas’ ou “Bare Knuckle Boxing” do mundo na atualidade.

A notícia foi divulgada em primeira mão pelo consagrado jornalista Ariel Helwani, da “ESPN americana” e confirmada por sites especializados como o “MMA Fighting” e o “Fight Bananas”, entre outros.

Após sofrer uma derrota para a brasileira Amanda Ribas na ‘Ilha da Luta’ ( UFC 251, na Ilha Yas ), no mês passado, a americana concluiu o seu contrato com o Ultimate Fighting Championship e chegou à recursar uma oferta do Bellator MMA - promoção de propriedade da ViacomCBS - preferindo assinar com o Bare Knuckle Fighting Championship ( BKFC ), show de boxe ‘sem luvas’, cujo presidente é David Feldman.

O que pesou na decisão de Paige, segundo o que vem sendo reportado pela mídia norte-americana, é que a negociação ultrapassou a marca de US$ 1 milhão de dólares, além de outros ganhos atrelados. O valor é bem superior ao que VanZant ganhava no UFC.

O contrato milionário com a promoção baseada na Filadélfia prevê que a americana faça a sua estreia no boxe ‘sem luvas’ ainda esse ano, provavelmente em novembro.

O ‘cartel’ de Paige no MMA é composto por oito vitórias e cinco derrotas, enquanto dentro do UFC foram cinco vitórias e quatro derrotas. Ela competiu no octógono como peso palha e peso mosca.

Não custa lembrar que a atual campeã da categoria feminina do BKFC, Bec Rawlings, já perdeu para VanZant por nocaute no UFC, ainda em 2016.

Curiosamente, já faz algum tempo que VanZant virou celebridade nos EUA e agora ela poderá elevar o esporte do “Bare Knuckle Boxing” à um novo patamar.
Quem pode assistir ao reality show de dança “Dancing With the Stars” - equivalente aqui no Brasil ao ‘dança dos famosos’ - sabe do seu poder junto ao público na terra do Tio Sam.

Outra prova de sua popularidade é o número de seus seguidores no Instagram ( 2.7 milhões ), mais do que Gina Carano ( 1.1 milhão ), atriz de cinema e ex-lutadora de MMA, com muito prestígio naquele país.
Por falar nisso, Paige sempre comentava que ganhava mais dinheiro com suas postagens no Instagram do que lutando no UFC ( e com certeza devia ser verdade ) ...

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 13/08/2020
_
Foto : A americana assinou um contrato milionário com o Bare Knuckle Fighting Championship, evento presidido por David Feldman. ( Créditos | Cortesia : Acervo pessoal Paige VanZant | ( C ) Bare Knuckle Fighting Championship | Divulgação ).

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« October 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
        1 2 3
4 5 6 7 8 9 10
11 12 13 14 15 16 17
18 19 20 21 22 23 24
25 26 27 28 29 30 31

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png4.png0.png5.png6.png9.png4.png
Hoje:511
Ontem:1139
Últimos 7 dias:5730
Mês:22048
Total:405694

Conectados simultaneamente

24
Online

23-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top