ptzh-CNenfritjakoruesvi

Gladiator 13 retornará em 7 de fevereiro ( domingo ) em Osaka, Japão

A promoção japonesa de MMA, Gladiator Fighting Championship, retornará em 07 de fevereiro com mais um ‘card’ ( Gladiator 013 ) que contará com três lutas pelo título. 
 
Na luta principal, o experiente veterano do UFC, Shunichi Shimizu, lutará com Takeya Takemoto pelo cinturão da categoria peso pluma.
 
Takemoto ( 11-6-1 ) está vindo de uma seqüência de três vitórias consecutivas. Ele conquistou o cinturão ao vencer Shuichi Kanda, no Gladiator 12, em fevereiro do ano passado.
 
Por sua vez, Shimizu ( 34-23-11 ) também conquistou a vitória no Gladiator 12. Entre seus adversários na carreira figuram nomes como Mark Striegl , Soo Chul Kim, Yosuke Saruta , Kyung Ho Kang e Motonobu Tezuka.
 
Também defendendo o título pela primeira vez estará o campeão dos penas Munehiro Fujita ( 9-9-2 ), que enfrentará Akira Haraguchi ( 4-2 ). O campeão volta após uma ausência de quase três anos.
 
O título provisório dos leves estará em jogo na luta em que Yutaka Ueda ( 12-7-1 ) desafiará Shinji Sasaki ( 18-12-3 ). Este último está afastado desde 2018, enquanto o primeiro teve três lutas no ano passado, vencendo duas delas.
 
Como parte dos esforços para conter a pandemia do novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ), responsável pela doença Covid-19, os organizadores estarão enviando um ‘kit de testes’ para cada academia e equipe duas vezes antes do torneio. A medida faz parte dos esforços para prevenir a infecção, exigindo relatórios dos resultados dos testes “10 dias antes” e novamente “um dia antes” da competição.
 
Ainda como parte desse processo o evento poderá vir à ser realizado sem a presença de público.
 
Gladiator 013
07 de fevereiro de 2021
Toyonaka
Osaka, Japão
 
Takeya Takemoto (c) vs. Shunichi Shimizu ( título peso galo )
Munehiro Fujita (c) vs. Akira Haraguchi ( título peso pena )
Yutaka Ueda vs. Shinji Sasaki ( título provisório peso leve )
Masayuki Watanabe vs. Kengo Fujita
Takeshi Kunito vs. Taiki Hamasaki ( peso pena )
Yuki Uejima vs. Yuto Aragaki ( peso galo )
Takuho Ishida x Kazuhito Suzuki ( peso médio )
Kazumasa Tsubouchi x Arata Ueki ( peso mosca )
Sora Enmei vs. Yuki Ueda ( peso pena )
Icho Tomon vs. Ureta Chestel ( peso mosca )
Nakatsuka Nobuyoshi vs. Masashi Kimura ( peso mosca )
 
( *o ‘card’ é sujeito à alterações )
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 28/01/2021
_
Foto : O ‘flyer’ de divulgação do Gladiator 013. ( C ) Gladiator FC | Divulgação ).
 

Brasília - DF sediou o retorno do WGP Kickboxing no último sábado

No sábado, 23 de janeiro, tivemos o retorno em grande estilo do WGP Kickboxing, em sua primeira edição regional, em Brasília-DF. A promoção voltou à ativa depois de mais de um ano de inatividade por conta da pandemia do Covid-19.
 
O WGP Brasília foi realizado seguindo todos os protocolos e medidas de segurança para prevenção contra o novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ),  responsável pela doença Covid-19. Também não foram comercializados ou distribuídos ingressos, uma vez que não seria permitida a presença de qualquer tipo de público.
 
O evento na capital nacional foi viabilizado através de emenda parlamentar do Deputado Distrital Martins Machado, destinada à Secretaria de Esportes e Lazer do Distrito Federal. O Deputado Martins tem apoiado constantemente, não somente ações de desenvolvimento do esporte Kickboxing, mas também de muitos outros esportes. 
Também não podemos esquecer de citar o apoio do Deputado Júlio César Ribeiro.
 
O maior show de ‘trocação’ do Brasil na atualidade foi novamente realizado pela CBKB, com chancela internacional da WAKO Pró e contou com a transmissão ‘ao vivo’ dos canais Bandsports, Combate e Fox. 
 
Esta edição do WGP na capital federal reuniu, além de atletas “rodados”, novos valores do Kickboxing brasileiro, notadamente do DF, que tem se destacado muito no cenário competitivo a modalidade.
 
O ‘card’ coroou dois novos campeões dos torneios eliminatórios do WGP, que tiveram que vencer duas lutas na noite ( cada ). André Martins ( até 71,8kg ) e Júlio Assunção ( até 64,5kg ), que venceram ( nas finais ) Geova Sabino e Mateus Pereira, respectivamente.
Assim sendo, o primeiro levou para casa o título de campeão do GP dos meio médios ( até 71,8kg ), enquanto Assunção, o grande prospecto da região centro-oeste do Brasil, tornou-se campeão do GP dos super leves ( até 64,5kg ).
 
Nas ‘Special Fights’ o duelo entre Guilherme Monteiro e Wellington Mourão foi muito intenso, com bons momentos para os dois lados. Ao final dos três rounds, melhor para Guilherme, que obteve a vitória por decisão unânime em uma das melhores lutas da noite.
 
Entre os lutadores da categoria peso pesado, Guilherme Julio fez bonito ao dominar e mostrar muito preparo físico para vencer João Pedro Simão por decisão unânime.
 
Já Rafael Andrade foi superior a Bruno dos Santos em boa parte da luta e levou a vitória por decisão dividida.
 
O evento contou ainda com outras cinco lutas no “Undercard” ou ‘card’ preliminar, com destaque para o triunfo de Reginaldo Brito por nocaute diante de Yuri Pereira.
 
WGP Kickboxing Brasília
Sábado, 23 de janeiro de 2021
Brasília-DF, Brasil
 
CARD PRINCIPAL:
Andre Martins venceu Geova Sabino por nocaute aos 2m45s do R3
Julio Assunção venceu Mateus Pereira por decisão unânime
Guilherme Monteiro venceu Wellington Mourão por decisão unânime
Guilherme Julio venceu João Pedro Simão por decisão unânime
Rafael Andrade venceu Bruno dos Santos por decisão dividida
Geova Sabino venceu Jeremias Henrique por decisão dividida
André Martins venceu Elder Dias por nocaute aos 2m30s do R2
Mateus Pereira venceu Meijy Portela por decisão unânime
Julio Assunção venceu João Pedro Moreira por decisão unânime
 
CARD PRELIMINAR
Reginaldo Brito venceu Yuri Pereira por nocaute
Lucas Silva venceu Celso Ribeiro por pontos
Rony Henrique venceu Pedro Victor por pontos
Hiago Pereira venceu Rômulo Araújo por pontos
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 26/01/2021
_
Foto acima : André Martins foi um dos destaques do WGP Brasília. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Honney Pereira | ( C ) WGP Kickboxing | ( C ) CBKB | ( C ) WAKO Pró | Divulgação ).
 
Abaixo : O ‘flyer’ de divulgação do WGP Brasília ( WGP BSB ) realizado em 23 de janeiro. ( Créditos | Cortesia : ( C ) WGP Kickboxing | ( C ) CBKB | ( C ) WAKO Pró | Divulgação ).
 
5a1a95d4c420210112043034 99704
 

Veja os resultados e destaques do ONE : “Unbreakable” realizado em Singapura

O ONE Championship iniciou a sua programação de 2021 na sexta-feira ( 22 de janeiro ) retornando para a sua base no Singapore Indoor Stadium, em Singapura, local do ONE Championship: “Unbreakable”. 
O evento foi transmitido ‘ao vivo’ no aplicativo do ONE e no canal da franquia no YouTube. 
Além disso, a promoção seguiu todas as recomendações dos órgãos de saúde.
 
No ‘headliner’ da noite tivemos uma disputa pelo título de Kickboxing na categoria peso galo do ONE, onde Alaverdi Ramazanov enfrentou Capitan Petchyindee Academy. 
 
O primeiro round foi uma ‘blitz’ de ambos os lados, mas foi a pressão para a frente de Petchyindee que trouxe problemas para Ramazanov. Esses problemas aumentaram no segundo round, com a “estrela tailandesa” cravando caneladas nas pernas e no corpo do russo repetidamente. Eventualmente, com Ramazanov contra o ‘cage’, Capitan desferiu um “gancho” de direita no corpo e um direto de direita na cabeça para colocar o campeão no chão e levar o seu cinturão para casa aos 1:56 do segundo round.
 
Para aqueles que buscam a sua “dose” de ‘adrenalina’ nas artes marciais mistas, o ‘card’ trouxe a “lenda japonesa” das finalizações, Shinya Aoki, diante do ex-campeão dos médios do Legacy Fighting Alliance, James Nakashima. 
Aoki machucou Nakashima com um golpe direto na cabeça. Com os dois lutadores no ‘clinch’, Aoki também usou alguns “underhooks” para castigar Nakashima. Na sequência, Aoki pegou as costas do seu adversário. Uma vez “mochilado”, foi uma questão de segundos para Nakashima tornar-se mais uma vítima do homem que quebrou o ‘recorde’ de maior número de finalizações na história de ONE, que agora é de 46-9, enquanto Nakashima cai para 12-2. 
Após a luta, Aoki estava em lágrimas.
 
Por sua vez, Gadzhimurad Abdulaev não perdeu tempo em sua luta com o ex-campeão dos meio médios do ONE, Zebaztian Kadestam, ao pegar as costas e aplicar um mata-leão, melhorando o seu “cartel” como profissional para 6-0.
 
Em outra disputa de MMA da noite, a chinesa Meng Bo garantiu uma vitória por decisão unânime sobre a brasileira Samara Santos. Bo demonstrou boa “trocação” e exibiu suas habilidades na luta “agarrada” com um arremesso de quadril já no segundo round. No término da luta, Bo dominava, castigando a sua adversária da montada. Seu ‘recorde’ agora é de 17-5, enquanto Samara cai para 11-8-1.
 
Já o filipino Lito Adiwang iniciou o primeiro round de sua luta desferindo alguns chutes poderosos nas pernas e no corpo ex-campeão do Deep, Namiki Kawahara. Ele também mostrou excelente defesa de queda quando o japonês optou por tentar derrubá-lo. Ele definiu a luta ao seu favor com um soco já no segundo round.
 
ONE Championship : “Unbreakable”
Sexta-feira, 22 de janeiro de 2021
Singapore Indoor Stadium
Kaalang, Singapura
 
Kickboxing: Capitan Petchyindee Academy venceu Alaverdi Ramazanov por nocaute aos 1:56 do segundo round - título dos galos
MMA : Shinya Aoki venceu James Nakashima por finalização ( mata-leão ) aos 3:41 do primeiro round
Kickboxing: Rade Opačić venceu Bruno Susano por “TKO” aos 1:11 do segundo round
MMA : Gadjimurad Abdulaev venceu Zebaztian Kadestam por finalização ( mata-leão ) aos 2:09 do primeiro round
MMA : Bo Meng venceu Samara Santos por decisão unânime
MMA : Lito Adiwang venceu Namiki Kawahara por nocaute aos 2:02 do segundo round
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 24/01/2021
_
Foto acima : A chinesa Meng Bo voltou à vencer no evento. ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Divulgação ).
 
Abaixo : O evento seguiu todas as recomendações dos órgãos de saúde. No flagrante, Meng Bo e a brasileira Samara Santos. ( Créditos | Cortesia : ( C ) ONE Championship | Divulgação ).
 
image 1611318539 137bb

Nova promoção de MMA The Beast Championship estreia na Coréia do Sul

As mulheres não são estranhas à discriminação no local de trabalho - mesmo que este seja um octógono de artes marciais mistas. País onde a discriminação de gênero no ‘cage’ é notória, a Coréia do Sul lançará uma nova promoção de MMA em 27 de fevereiro.
 
Trata-se do The Beast Championship 1 ( TBC 1 ), show que terá transmissão “ao vivo” no YouTube.
 
A promoção pretende dar a sua contribuição no combate à discriminação de gênero - dentro e fora dos ‘cages’ e octógonos - ao escalar a luta entre as atletas da categoria feminina Yerin Hong e Inyeong Choi. 
 
Yerin Hong ( 2-1 no MMA ) é uma veterana na promoção japonesa Pancrase e vem de recente vitória contra Kyo Lin Kim no evento local Zeus FC 5. Ela está em 12º lugar entre 45 mulheres ativas no MMA da Coreia do Sul ( peso por peso ).
 
Já a sua adversária Inyeong Choi fará a sua estreia no MMA Profissional. A luta será na categoria peso palha. Não por acaso, a luta será o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) do ‘card’.
 
Também entre as mulheres, Eun Bi Cho ( 0-3-0 ) lutará com Kyo Lin Kim ( 1-3-0 ).
 
Gostaríamos de destacar ainda a participação do veterano do UFC Will Chope ( 38-17 ) que enfrentará Min Hyuk Lee ( 5-2 ) em uma luta na categoria peso leve.
 
Outra luta digna de destaque será entre os pesos pesados Myung Hwan Kim ( 2-1-0 no MMA profissional e 5-1 no MMA amador ) e Seung Jun Lee ( 1-2-0 no MMA profissional e 2-2 no MMA amador). 
Os dois lutadores atravessam momentos distintos na carreira. 
Kim vem de vitória sobre Jung Kyun Kim no Angel’s Heroes 3, que teve lugar em Gangnam, na Coréia do Sul , enquanto Lee amarga uma derrota sofrida para Dzhambulat Dzutsev no MFP: Governor’s Cup, realizado em Vladivostok, na Rússia.
 
O ‘main event’ ( ou “evento principal” ) do TBC 1 será um duelo entre o invicto Chang Ho Lee ( 6-0 )-que lutou apenas uma vez em 2020 e conquistou vitória por decisão sobre Sung Joo Hwang no Zeus FC 3- e Joo Hwan Kim ( 6-2 ), vindo de uma recente vitória sobre o  invicto  lutador tailandês Saharat Khongsawat no ONE Warrior Series 9. Kim irá descer uma divisão para esta luta na categoria peso mosca.
 
The Beast Championship 1 
27 de fevereiro de 2021
TBA, Coréia do Sul
 
Chang Ho Lee x Joo Hwan Kim
Yerin Hong x Inyeong Choi
Myung Hwan Kim x Seung Jun Lee 
Brennan Cleveland x Chul Ahn 
Hyo Je Cho x Sang Min Park 
Min Hyuk Lee x Will Chope 
Eun Bi Cho x Kyo Lin Kim 
Tareyoon Kang x Myeungju Lee 
Chan Jung Park x Harang Choi 
 
( *o ‘card’ é sujeito à alterações )
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 20/01/2021
_
Foto : Yerin Hong enfrenta Innyeong Choi no The Beast Championship 1 em 27 de fevereiro. ( Cortesia | Créditos : ( C ) The Beast Championship | Divulgação ). 
 

Fontes anônimas fazem sérias alegações acerca do ONE Championship

Recentemente alguns lutadores e funcionários do ONE Championship manifestaram as suas preocupações sobre a promoção asiática, que se apresenta como o lar da ‘disciplina’ e da ‘honra’.
 
Sob a condição de sigilo - por medo de retaliação por parte da organização, devido as dificuldades de seus dirigentes em aceitar críticas - tais fontes fizeram sérias alegações reportadas pelo jornalista Victor Rodriguez, no conceituado site especializado em MMA Bloody Elbow.
 
Na citada matéria, é revelado que o ONE Championship tem trazido lutadores de uma equipe chamada Egypt Top Team - de Nasr City, no Cairo - para que possam ser adversários de atletas que o evento quer promover ( prática para “engordar” o cartel de lutadores ). Os atletas desta academia fizeram 23 lutas no ONE, com 22 derrotas e apenas 1 vitória. Há inclusive relatos de um lutador que nunca competiu no MMA em sua vida, não teve treinamento nenhum e foi colocado em uma luta de destaque no ONE, recebendo uma bolsa de $ 750 dólares, com apenas um ‘cornerman’ permitido. 
O técnico do lutador simplesmente informou que se as coisas ficassem difíceis, ele poderia simplesmente “bater”. É bom citar que o atleta tinha uma carreira promissora no kickboxing em seu país natal, mas infelizmente nenhum conhecimento claro do que era artes marciais mistas.
 
Apesar da falta de experiência do lutador, o ONE Championship assinou um contrato longo com o mesmo, mas no momento em que a matéria foi escrita, o lutador em questão ainda não tinha certeza se o contrato de exclusividade que ele havia assinado ainda seria válido ou não.
 
O único lutador do Egypt Top Team à ganhar uma vitória no ‘cage’ do ONE foi Hisham Hiba ( 1-1 no ONE ), em 2014. O outro lutador notável dessa equipe é Sherif Mohamed, que fez 0-4 - as maiores perdas do time.
 
Ainda segundo o Bloody Elbow, outras duas fontes anônimas - um lutador e seu “gestor” - alegaram uma forte tendência de favorecimento para os lutadores nos países onde o ONE está mais interessado em expandir os seus negócios. Assim sendo, atletas de países como Egito e Índia foram trazidos com muito pouca experiência e / ou preparação, apenas para serem dados à estes lutadores, significativamente mais talentosos. À medida que esses lutadores perdem, eles recebem mais que seus companheiros de equipe, alegam as mesmas fontes. Por outro lado, há atletas que costumam ter muita dificuldade para negociar salários, independentemente de sua progressão, popularidade ou posição no ‘card’.
 
-“Eles queriam que os atletas encerassem as suas carreiras no ONE e não pudessem assinar com qualquer outra promoção.”- disse o lutador anônimo.
 
A prática da “construção do cartel de lutadores” não é estranha à outras grandes organizações de MMA e, no caso particular do ONE, os atletas são levados à acreditar que isso ajudaria à chamar a atenção em seus países de origem, além de alavancar o esporte naquelas regiões.
 
Em contrapartida, lutadores supostamente mais favorecidos pelo ONE recebem enormes valores mensais variados, além das bolsas por suas lutas, de acordo com outra fonte.
 
Fundador e CEO do ONE Championship Chatri Sityodtong saiu em defesa dos seus negócios :
 
-“Celebramos valores de integridade, humildade, honra, respeito, coragem, disciplina e compaixão. Mostramos heróis que inspiram e unem países e contam suas histórias de triunfos impossíveis sobre probabilidades improváveis.”-defende-se Chatri, refutando as alegações de que mantêm um bom ‘marketing’ fraudulento.
 
A relação do ONE com o Evolve - fundados e atualmente presididos por Chatri - é notória, uma vez que o ONE tem campeões conectados à Evolve, academia que é uma das mais impressionantes da Ásia e que - segundo alguns - seria o único negócio lucrativo de Chatri em Singapura.
 
Já segundo outros, é difícil ouvir falar sobre ( ONE e Evolve ) na mídia local, porque eles têm controle sobre a maior parte da mídia asiática.
 
Apesar das alegações de favorecimento de lutadores e de alguns atletas selecionados ‘em folha de pagamento’, não há dúvida de que a Evolve tem alguns atletas incríveis que foram campeões dentro ou fora do ONE e, em alguns casos, ambos.
 
Encerramos este artigo afirmando que o nosso compromisso é com a informação e que, prática comum ou não, os atletas concordam em lutar porque querem. O ONE Championship não obriga ninguém à nada. Essa é a nossa opinião final sobre o assunto.
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 12/01/2021
_
Foto : Angela Lee, campeã do ONE e seu irmão Christian Lee, ambos atletas da Evolve. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Stev Bonhage | ( C ) ONE Championship | ( C ) Getty Images | Divulgação ).

Confira o ‘card’ de 20º aniversário do Deep 100 Impact em 21 de fevereiro no Japão

O Deep 100 Impact está marcado para o dia 21 de fevereiro no TDC Hall, em Bunkyo, Tóquio, Japão. O evento servirá como uma celebração do 20º aniversário daquela que é uma das mais tradicionais promoções de MMA da ‘terra do Sol Nascente’. O show inaugural da franquia aconteceu em 2001 com Royler Gracie enfrentando Takehiro Murahama no evento principal.
 
O evento acontecerá diante de um público limitado ‘ao vivo’, embora as restrições possam ficar mais rígidas, se a situação da Covid-19 no Japão continuar à piorar.
 
O ‘main event’ ( e portanto “evento principal” ) será uma luta entre Satoru Kitaoka e Juri Ohara.
Satoru Kitaoka ( 42-21-10 ) é um dos lutadores mais experientes da categoria. O veterano de 40 anos não experimenta a vitória há dois anos e vem de derrotas em suas últimas quatro lutas.
Por sua vez, Juri Ohara ( 27-18-3 ) vem de vitórias consecutivas no Deep 95 e no Rizin 22. Ele lutou pelo título dos leves da promoção duas vezes, mas foi derrotado por Koji Takeda nas duas ocasiões.
 
Já o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) nos trará Yuki Motoya contra Shoji Maruyama.
Motoya ( 26-9-0-1 ) foi finalizado por Naoki Inoue no primeiro round de sua luta no show de ‘réveillon’ do Rizin, franquia pela qual ele tem feito aparições regulares nos últimos anos. Motoya também é detentor de títulos pelo Deep.
Maruyama ( 18-13-1 ) também vem de derrota em um ‘card’ do Rizin, embora não tão recente. O ex-“Rei do Pancrase” na categoria peso leve foi derrotado por Kai Asakura no Rizin 24.
 
Esse ‘card’ comemorativo do Deep também trará uma luta na categoria absoluto ( ou seja, sem limite de peso ) entre Hideki Sekine ( 8-5 ) contra Seigo Mizuguchi ( 14-18 ).
 
Em outras lutas da programação, o astro do Muay Thai Shunsuke Miyabi fará a sua estreia no MMA contra Hiroya ( 4-6-1 ), enquanto Kosuke Terashima ( 16-16-5 ) enfrentará Shuhei Higashi ( 12-5-1 ).
 
Destaque para a luta feminina na categoria peso mosca, em que Shizuka Sugiyama ( 19-6-0-1 ), que vem de uma seqüência de três vitórias consecutivas - sendo a última sobre Mika Arai no Deep Jewels 29 - enfrentará Aoi Kuriyama ( 2-1 ), atleta que vem de uma vitória por decisão sobre Yuko Oya no Deep Jewels 30. Kuriyama fez a sua estreia profissional no MMA em 2009 e todas as suas três lutas foram à distância. 
 
O campeão peso pena da promoção, Juntaro Ushiku ( 18-7-1 ), também estará em ação no Deep 100 Impact, mas não colocará seu título em jogo. Ele irá encarar o lutador de 40 anos Daisuke Nakamura ( 29-19-1 ), um ex-campeão dos leves do Deep que, assim como o seu oponente, vem de uma vitória no Deep 97.
 
Ainda no peso pena, Daiki Hata ( 20-13-6 ) terá pela frente Kouya Kanda ( 6-3 ).
 
Os duelos entre Rikiya Matsuzawa x Sho Sekihara,  Daichi Abe x Gota Yamashita, Tomohiro Adaniya x Takashi Matsuba, Yusuke Hatakeyama x Ayumu Yamamoto, Taisei Nishitani x Yuto Inoue e Rei Tsuruya x Tatsuki Okano completam a programação composta por um total de 14 lutas de MMA.
 
Deep 100 Impact
21 de fevereiro de 2021
TDC Hall
Bunkyo, Tóquio, Japão
 
Satoru Kitaoka x Juri Ohara 
Yuki Motoya x Shoji Maruyama 
Hideki Sekine x Seigo Mizuguchi 
Shunsuke Miyabi x Hiroya 
Kosuke Terashima x Shuhei Higashi 
Shizuka Sugiyama x Aoi Kuriyama 
Juntaro Ushiku x Daisuke Nakamura 
Daiki Hata x Kouya Kanda 
Rikiya Matsuzawa x Sho Sekihara 
Daichi Abe x Gota Yamashita 
Tomohiro Adaniya x Takashi Matsuba
Yusuke Hatakeyama x Ayumu Yamamoto 
Taisei Nishitani x Yuto Inoue 
Rei Tsuruya x Tatsuki Okano
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 11/01/2021
_
Foto : O veterano de 40 anos Satoru Kitaoka é um dos pioneiros do MMA no Japão. Ele estará em ação no Deep 100 Impact. ( Créditos | Cortesia : ( C ) Deep Impact | (C) Gong Fighting  | Divulgação ).

Resumimos o calendário da temporada 2021 de torneios de MMA e Kickboxing no Japão

Alguns sites especializados em artes marciais no geral tem uma página de programação de torneios, mas nem todas as promoções estão listadas. Geralmente apenas os maiores eventos estão inclusos, e as franquias menores acabam ficando de fora.
 
Aproveitando que muitos promotores no Japão já anunciaram a sua programação anual para 2021 resolvemos fazer um resumo dos torneios de cada promotor no ano que agora se inicia. Tentaremos atualizar a lista assim que houver anúncios adicionais e estes com certeza serão muitos. 
Como exemplo, citamos a organização Pancrase, que ainda não divulgou o seu calendário de competições para esta temporada.
 
As informações serão principalmente sobre as competições de MMA, Kickboxing e Telecatch ( ou Puroresu ), modalidades que são verdadeiras febre na ‘terra do Sol Nascente’.
 
Uma curiosidade é que o Korakuen Hall, templo sagrado das artes marciais no Japão, voltará à ser o principal palco dos torneios de MMA no país em 2021.
 
Aproveitamos para lembrá-los que algumas competições poderão ser adiadas ou até mesmo canceladas, devido à pandemia do novo coronavírus, em alguns casos. Além do que, este calendário está sujeito à alterações, por outros motivos, alheios ao nosso conhecimento.
 
Ainda assim, recomendamos manter esse calendário sempre à mão, como uma espécie de guia de torneios nesse ano, que promete muitos eventos de porrada no país classificado como a “capital mundial das artes marciais”.
 
JANEIRO :
04/01 (seg) ACF [Osaka City Konohana Ward Ikkyu Hall]
10/01 (Dom) Japan Kick [Korakuen Hall]
11/01 (feriado) REBELS [Shinjuku Face] 01/17
17/01 (Dom) INNOVATION [Convex Okayama]
17/01 (Dom) RISE [Shinjuku Face]
23/01 (Sáb) Krush [Korakuen Hall]
24/01 (Dom) K-1 [Yoyogi Stadium Daiichi Gymnasium] * Adiado
24/01 (Dom) WARDOG [Osaka Pavilhão Mundial]
30/01 (Sáb) RISE [Korakuen Hall]
31/01 (Dom) Minerva [Texpia Osaka]
31/01 (Dom) DEEP ☆ KICK [Texpia Osaka]
31/01 (Dom) MA Kick [Korakuen Hall]
31/01 (Dom) Shooto [New Pier Hall]
 
FEVEREIRO :
07/02 (Dom) GLADIATOR [Osaka 176box]
07/02 (Dom) Shoot Boxing [Korakuen Hall]
12/02 (Sex) NJKF [Korakuen Hall]
13/02 (Sáb) Krush [GEN Sports Palace]
14/02 (Dom) Kyushu Pro Kick Boxing [Fukuoka]
20/02 (Sáb) NKB [Korakuen Hall]
21/02 (Dom) DEEP [TDC Hall]
21/02 (Dom) NJKF [Centro Distrital de Sumiyoshi da cidade de Osaka]
23/02 (Terça) RISE [Korakuen Hall]
24/02 (Quarta) NO KICK NO LIFE [Shibuya TSUTAYA O-EAST]
27/02 (Sáb) Krush [Korakuen Hall]
28/02 (Dom) MEGA2021 [Tokyo Dome]
28/02 (Dom) REBELS [Korakuen Hall]
28/02 (Dom) RISE [Yokohama Arena]
 
MARÇO :
07/03 (Dom) DEEP JEWELS [Korakuen Hall]
13/03 (Sáb) KNOCK OUT [Korakuen Hall]
14/03 (Dom) KROSS × OVER [Saitama Ikos Ueo]
14/03 (Dom) RIZIN [Tokyo Dome]
20/03 (Sáb) Shooto [Korakuen Hall]
21/03 (Dom) Bigbang [Korakuen Hall]
21/03 (Dom) K-1 [Tokyo Garden Theatre]
27/03 (Sáb) KNOCK OUT [Shinjuku Face]
27/03 (Sáb) Krush [Korakuen Hall]
28/03 (Dom) RISE [Korakuen Hall]
28/03 (Dom) Japan Kick [Shinjuku Face]
 
ABRIL :
11/04 (Dom) BOM [Yokohama Osanbashi Hall]
17/04 (Sáb) RISE [Korakuen Hall]
23/04 (Sex) Krush [Korakuen Hall]
24/04 (Sáb) NKB [Korakuen Hall]
25/04 (Dom) KNOCK OUT [Korakuen Hall]
 
MAIO :
02/05 (Dom) NKB [Centro de Cidadãos do Distrito Joto de Osaka]
09/05 (Dom) Japan Kick [Korakuen Hall]
16/05 (Dom) Shooto [Korakuen Hall]
23/05 (Dom) RISE [Korakuen Hall]
28/05 (Sex) KNOCK OUT [Korakuen Hall]
30/05 (Dom) BOM [Shinjuku Face]
30/05 (Dom) Krush [Korakuen Hall]
 
JUNHO :
06/06 (Dom) KROSS × OVER [Shinjuku Face]
06/06 (Dom) NJKF [Osaka City Sumiyoshi Ward Center]
06/06 (Dom) RISE [Across Fukuoka]
06/12 (Sáb) KNOCK OUT [Shinjuku Face]
13/06 (Dom) Japan Kick [Chiba Prefeitura de Ichihara Seaside Gymnasium]
18/06 (Sex) RISE [Korakuen Hall]
19/06 (Sáb) NKB [Korakuen Hall]
20/06 (Dom) Shooto [ Melparc Hall OSAKA ]
25/06 (sexta) Krush [Korakuen Hall]
27/06 (Domingo) NJKF [ Korakuen Hall]
 
JULHO :
04/07 (Dom) BOM [Yokohama Osanbashi Hall]
17/07 (Sáb) RISE [Korakuen Hall]
18/07 (Dom) KNOCK OUT [Korakuen Hall]
24/07 (Sáb) Krush [Korakuen Hall]
25/07 (Dom) Shooto [Korakuen Hall]
 
AGOSTO :
08/08 (Dom) BOM [Shinjuku Face]
21/08 (Sáb) Krush [Korakuen Hall]
22/08 (Dom) KNOCK OUT [Shinjuku Face]
22/08 (Dom) Japan Kick [Korakuen Hall]
29/08 (Dom) Bigbang [Korakuen Hall]
 
SETEMBRO :
12/09 (Dom) RISE [Korakuen Hall]
19/09 (Dom) NJKF [Korakuen Hall]
20/09 (Dom) Shooto [Korakuen Hall]
24/09 (Sex) Krush [Korakuen Hall]
25/09 (Sáb) KNOCK OUT [Korakuen Hall]
26/09 (Dom) BOM [Ota Ward General Gymnasium]
 
OUTUBRO :
16/10 (sáb) NKB [Korakuen Hall]
22/10 (sex) RISE [Korakuen Hall]
29/10 (sex) KNOCK OUT [Korakuen Hall]
31/10 (Dom) Krush [Korakuen Hall]
Bigbang ( entre os meses de outubro e novembro ) [TDC Hall]
 
NOVEMBRO :
07/11 (Dom) BOM [Yokohama Osanbashi Hall]
07/11 (Dom) NJKF [Korakuen Hall]
20/11 (Sáb) Krush [Korakuen Hall]
21/11 (Dom) Japan Kick [Korakuen Hall]
23/11 (feriado) Shooto [Korakuen Hall]
28/11 (Dom) KNOCK OUT [Korakuen Hall]
11 / ( data à definir ) Shooto [Osaka]
 
DEZEMBRO :
11/12 (Sáb) NKB [Korakuen Hall]
12/12 (Dom) RISE [Korakuen Hall]
18/12 (Sáb) Krush [Korakuen Hall]
26/12 (Dom) Bigbang [Korakuen Hall]
12 / ( data à definir ) KNOCK OUT [ TBD]
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 10/01/2021
_
Foto : O Korakuen Hall, templo sagrado das artes marciais no Japão, voltará à ser o principal palco dos torneios de MMA no país em 2021. ( Cortesia | Créditos : (C) RISE | (C) Connection Japan | Divulgação ).

Show de MMA Angel’s FC 15 será realizado dia 26 de fevereiro na capital da Coréia do Sul

O Angel’s Fighting Championship ( AFC ) é a primeira promoção de lutas de MMA à fazer doações de caridade em todo o mundo - ajudando pequenas crianças doentes ( sejam estas portadoras de doenças comuns ou incuráveis e raras ) e suas famílias, além de pagar os custos de cirurgias e tratamentos com as receitas e doações coletadas em cada luta - e promovendo várias atividades com essa finalidade.
 
Além disso, sua missão é - também - promover o desenvolvimento das artes marciais mistas na Coréia do Sul e desenvolver conteúdo esportivo para a família, projetando os seus lutadores para outros eventos de MMA ao redor do mundo.
 
Desta forma, o sistema operacional do AFC é composto por lutadores, empresários e artistas, tornando-se uma combinação eficaz para o entretenimento esportivo e a caridade.
 
A novidade agora é que o próximo ‘card’ do AFC será realizado no dia 26 de fevereiro, em Seul, capital da Coréia do Sul.
 
Apesar de ter sido anunciado pela mídia local que - “assim sendo, o primeiro grande torneio de MMA na Ásia ( excluindo o Oriente Médio ) deste ano será mesmo o ONE Championship, em Singapura, na sexta-feira, dia 22 de janeiro” - não custa lembrar que alguns pequenos eventos de MMA já foram realizados nessa primeira semana de janeiro no Japão e em outros países do continente asiático, além do que outros shows menores ainda estão por vir antes da data estipulada para o próximo AFC.
 
Voltando à falar do AFC 15, o evento está marcado para o Sindorim Techno Mart Grand Ballroom. Atualmente há apenas uma luta na programação e esta trará uma disputa válida pelo título dos médios.
 
O experiente veterano Jae Young Kim ( 25-13-0-2 ) enfrentará o inexperiente Jong Hwan Lee ( 1-1 ). O primeiro já é o atual detentor do título provisório da categoria.
 
Por sua vez, Lee retorna às competições de MMA após dois anos de ausência. Ele obteve a única vitória de sua carreira no Road FC 48, em 2018, e não luta desde então.
 
O ‘card’ oficial completo será anunciado em breve. As lutas terão transmissão simultânea “ao vivo” na Angel Sport TV e Naver Sports TV.
 
O sr. Park Ho Jun, representante do AFC, revelou que os planos para 2021 consistem na realização de quatro competições, incluindo a realização do primeiro show da franquia no Vietnam.
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/01/2021
_
Foto : Além do torneio em Seul, a franquia também planeja realizar uma edição no Vietnam. ( Cortesia | Créditos : (C) AFC official | (C) Angel’s FC | Divulgação ).

Confira os resultados do Hoost Cup Kings Nagoya 8 realizado no final de semana no Japão

No domingo ( 27 de dezembro de 2020 ), foi realizado o Hoost Cup Kings Nagoya 8: Nagoya Champion Carnival, evento que teve lugar no Nagoya Congress Center, em Nagoya, Aichi, Japão. 
 
A competição de Kickboxing já é tradicional na ‘terra do Sol Nascente’ e tem convidado lutadores estrangeiros todos os anos, incluindo brasileiros, mas desta vez foi realizada apenas para lutadores residentes no país, devido à pandemia do novo coronavírus ( Sars-Cov-2 ), o vírus responsável pela doença Covid-19. Assim sendo, o torneio foi realizado com medidas completas contra as novas infecções por coronavírus no local. Na cerimônia de abertura, além da saudação do Sr. Tatsuharu Doi, foi projetado um vídeo em um telão com uma mensagem em japonês do Sr. Ernesto Hoost, ex-campeão do K-1 e idealizador da competição.
 
No ‘main event’ ( ou “evento principal” ) do ‘card’, o japonês Shunsuke Oishi empatou com o tailandês Chachai Maki, após cinco rounds de uma luta de Muay Thai bastante técnica.
 
Originalmente, essa deveria ter sido uma disputa válida pelo título da ISKA mantido por Oishi, mas as negociações foram difíceis. Ainda assim, ficou decidido que seria uma luta sancionada com Chachai, um ex-‘contender’ do Lumpiny Stadium ( na Tailândia ), e lutador baseado em Nagoya.
 
Após o confronto, quando foi anunciado oficialmente o empate, os lutadores sorriram e se abraçaram, talvez pelo brilho de Chachai, que sorria do começo ao fim, pois o clima também foi divertido, apesar desta ter sido uma luta séria.
 
Já o ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) nos trouxe uma luta de Kickboxing válida como uma revanche entre P. Sor.Amnuaysirichoke e Junpei Hisai, que haviam travado uma batalha feroz há dois meses. 
 
P. Sor.Amnuaysirichoke, também conhecido como o “assassino japonês” e que já havia conquistado o segundo lugar no ‘Hall da Fama’ no Muay Thai do Lumpiny Stadium, acabou vencendo o japonês por decisão dos juízes por 3-0 ( 30-26 / 30-26 / 30-25 ) na batalha que foi concretizada como o retorno do título da categoria até 60 kg, devido à uma lesão de longa duração do ex-campeão Heihachi Nakajima.
 
Não custa lembrar que apesar de acumular duas derrotas para o seu rival, Junpei Hisai ainda é campeão da categoria de peso super pena do JAPAN KICK INNOVATION.
 
Os resultados do “Hoost Cup Kings Nagoya 8: Nagoya Champion Carnival” incluem :
 
Hoost Cup Kings Nagoya 8: Nagoya Champion Carnival
27 de dezembro de 2020
Nagoya Congress Center 
Nagoya, Aichi, Japão
 
Shunsuke Oishi empatou com Chachai Maki após cinco rounds ( Muay Thai ) 
P. Sor.Amnuaysirichoke venceu Junpei Hisai por decisão unânime após três rounds ( Kickboxing )
Sho Ogawa venceu Kenta Yamada por decisão unânime após três rounds ( Kickboxing )
Shingo Yamato venceu Yuki Masui por decisão unânime após três rounds ( Muay Thai )
HΛL venceu Gentaro Kai por KO / TKO ( gancho de direita ) após dois rounds ( Muay Thai )
Shun Okubo vs Ryuta Asaoka N/A ( Kickboxing )
Masashi Yamato venceu Toshiyuki Ohara por decisão majoritária após três rounds ( Muay Thai )
Yosuke Yamato venceu Masaya Jaki por decisão unânime após três rounds ( Muay Thai )
Takako Mizoguchi venceu Mayumi Aoki por decisão unânime após três rounds ( Kickboxing )
Hiro Yamato venceu Daisuke por KO / TKO ( gancho de direita ) aos 1:38 do primeiro round ( Muay Thai )
Yukinari Takiguchi venceu Riku Yoshida por KO / TKO ( joelhada no corpo ) aos 1:39 do primeiro round ( Kickboxing )
Ryuichi Nakano venceu Masanari por decisão unânime após três rounds ( Kickboxing )
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 30/12/2020
_
Foto : O torneio foi realizado com medidas completas contra as novas infecções por coronavírus no local. ( Cortesia | Créditos : ( C ) HOOST CUP | Divulgação ).
 

Confira os resultados do Tribe Tokyo Fight 9 realizado no final de semana em Osaka

Na mesma noite em que aconteceu o torneio profissional do Shooto, em Osaka - competição que foi realizada em duas partes - o Sr. Ryo Chonan, representante do TRIBE TOKYO MMA, obteve uma licença de promotor do Professional Shooto MMA.
 
Assim sendo, o Tribe Tokyo Fight 9 ( TTF 9 ) teve lugar no mesmo Hotel Mielparque, em Osaka, naquele domingo ( 20 de dezembro ), com três confrontos ( do 6º ao 8º duelo do ‘card’ principal ) sendo realizados como “luta oficial do Shooto”, no qual os titulares de licenças profissionais da franquia do Shooto lutaram entre si.
 
No ‘main event’ ( ou “evento principal” ) desse TTF 9, Ryoji Kudo ( 10-01 ) obteve a sua quarta vitória nesse ano de 2020, ao passar por Derricott Yamamoto ( 9-7 ), em revanche da luta que fizeram no Shooto: Gig Tokyo 26, em outubro de 2018. Naquela ocasião, Yamamoto havia se sagrado vencedor, por decisão.
Mas desta vez, Kudo não deixou nas mãos dos juízes. Ele parou seu oponente com golpes no final do round inicial ( 4:28 ), vencendo-o por “KO/TKO” .
 
O ‘co-main event’ ( ou “evento co-principal” ) viu uma luta na categoria de peso meio médio, em que Takuya Nagata ( 9-3 ) se recuperou de sua derrota por finalização no ONE Warrior Series 8. Ele derrotou Tateo Iida ( 8-5 ) com uma vitória difícil por decisão após três rounds.
 
Joji Goto ( 11-4-1 ) foi outro vencedor desse ‘card’. O peso pena parou Kenta Hattori (4-3-1) por nocaute ainda no round inicial.
 
Já Kouki Nakagawa ( 6-0-0-1 ) manteve o seu ‘recorde’  profissional perfeito. Ele passou por Yu Karino do Tribe Tokyo (2-1) com uma vitória por decisão majoritária.
 
Os resultados do “Tribe Tokyo Fight 9” incluem :
 
Tribe Tokyo Fight 9
20 de dezembro de 2020
Osaka Mielparque Hall
Osaka, Japan
 
Ryoji Kudo venceu Derricott Yamamoto por KO/TKO aos 4:28 do primeiro round
Takuya Nagata venceu Tateo Iida por decisão unânime 
Joji Goto venceu Kenta Hattori por nocaute aos 3:06 do primeiro round
Takanori Takahashi venceu Yohei Nada por decisão unânime
Naoki Ueda venceu Daichi Nishimura por decisão dividida
Taiga Iwasaki venceu Masanori Kato por KO aos
4:04 do segundo round 
Kouki Nakagawa venceu Yu Karino por decisão majoritária
Hiroki Otani venceu Go Utsunomiya por decisão majoritária
 
*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 24/12/2020
_
Foto :  Kudo venceu Yamamoto na revanche do torneio de outubro de 2018. Naquela ocasião, a luta foi realizada em um ringue de cordas. ( Cortesia | Créditos : ( C ) Professional Shooto Japan | ( C ) TRIBE TOKYO FIGHT | ( C ) TTF MMA | Divulgação ).
 

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« September 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
    1 2 3 4 5
6 7 8 9 10 11 12
13 14 15 16 17 18 19
20 21 22 23 24 25 26
27 28 29 30      

FreeCurrencyRates.com

Visitantes online

Advertising area




Contador de visitas

0.png3.png7.png8.png0.png7.png4.png
Hoje:455
Ontem:689
Últimos 7 dias:5351
Mês:53512
Total:378074

Conectados simultaneamente

2
Online

19-09-21

Parceiros

Go to top