ptzh-CNenfritjakoruesvi

Items filtered by date: Terça, 29 Junho 2021

BRASÍLIA – A Precisa Medicamentos, empresa que negocia a vacina indiana Covaxin, recebeu R$ 66 mil da MDC Vacinas, clínica privada de Porto Alegre (RS), como pagamento adiantado pelo envio de doses do imunizante.

O valor total dos produtos contratados era de R$ 660 mil. A entrega, porém, nunca aconteceu porque a lei não permite a venda de vacinas pelo mercado privado e a vacina indiana ainda não tem aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

No dia 18 de junho, o Tribunal de Justiça de São Paulo decidiu acatar o pedido da clínica gaúcha e determinou o bloqueio das contas da Precisa. A representante brasileira do laboratório indiano Bharat Biontech chegou a pedir que o processo na Justiça ficasse em sigilo, o que foi negado pelo TJ-SP.

Como mostrou o Estadão, em janeiro, a Precisa assinou um contrato com Associação Brasileira de Clínicas Privadas (ABCVAC) para que a iniciativa privada pudesse imunizar contra o coronavírus com o produto da Índia.

O contrato era de 5 milhões de doses e previa cinco faixas de preços, que variavam de acordo com a quantidade adquirida. Caso todas as doses tivessem sido vendidas ao preço mínimo, a Precisa receberia US$ 163,55 milhões (ou R$ 804,666 milhões na cotação atual do dólar, de R$ 4,92). Nas compras acima de 100 mil doses, o preço unitário é o menor possível e cada uma sairia por US$ 32,71 (R$ 160,93 ). A menor quantidade possível de ser adquirida (2 mil a 7,2 mil doses), cada imunizante ficaria a US$ 40,78 (R$ 200,63). O contrato não estabelece o valor pelo qual as clínicas venderiam cada dose a seus clientes.

O acordo também prevê que as clínicas que fechassem negócio com a Precisa poderiam requerer seu dinheiro de volta caso a Covaxin não obtivesse autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) até 15 de abril. Caso que acontece com a cliente de Porto Alegre.

Até agora, porém, a agência concedeu apenas uma autorização excepcional para a importação de parte das doses compradas pelo Ministério da Saúde. A Precisa apresentou nesta terça-feira, 29, um novo pedido para uso emergencial do imunizante no País. Em um revés para a empresa intermediadora, o governo federal decidiu suspender o contrato em que receberia 20 milhões de doses da Covaxin. A decisão aconteceu com base em suspeitas de corrupção no processo.

Em depoimento à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid na sexta-feira, 25, Luis Ricardo Fernandes Miranda, chefe do setor de importação do Ministério da Saúde, afirmou ter sofrido pressão de superiores para acelerar a compra do imunizante indiano. O servidor apontou uma tentativa de pagamento antecipado e, ao lado do irmão, o deputado Luis Miranda (DEM-DF), se reuniu com Bolsonaro em março para apontar indícios de corrupção no acordo.

Na ocasião, segundo o deputado, o presidente atribuiu as suspeitas a “mais um rolo” do deputado Ricardo Barros (Progressistas-PR), ex-ministro da pasta e atual líder do governo na Câmara.

Ainda segundo Miranda, Bolsonaro disse que acionaria a Polícia Federal para investigar o caso, mas nenhuma investigação foi aberta na época.

Fonte: O Estado de S.Paulo.

Published in Política

Por: jornª | Angelica Hayassaka - Mokuhyou Shinbun ®

IMG 1532 c1b94

Hoje vamos contar uma história de um campeão no campo de futebol e na vida, com 13 anos de idade Igor Yan da Silva ,brasileiro natural de Itu - SP, com seu grande esforço e dedicação vem sendo destaque nos campos de futebol do Japão, seus pais Michelle Cristina da Silva Ribeiro e André Kiochi Ribeiro são os grandes incentivadores e nos concedem seus arquivos e sua história.

Igor chegou ao Japão com sua família em março de 2012 na época com 7 anos de idade,surpreendeu a todos pela rápida adaptação com o idioma pois até então nunca teve contato com a cultura japonesa.

Foi matriculado na Escola do ensino fundamental AYANO ( Ayano Elementary School) na província de Shiga na cidade de Koka, logo nos primeiros meses de escola entrou para o time de futebol da escola, paixão que vem desde o Brasil quando jogava na rua da casa dos avós em Itu -SP, onde nasceu e passou os primeiros anos de sua infância nessa época jogou na escolinha do Vasco da Gama . No Japão, jogando pelo time da escola, era visível seu desempenho pois sua velocidade, dribles e gols começaram a chamar a atenção, que o destacava acima da média de outras crianças.
(abaixo algumas imagens da época que jogava no time da escola).

IMG 1553 ca91a

Com 12 anos de idade, começou a jogar nas categorias de base do Kyoto Purple Sanga, na época despertou também o interesse de uma grande empresa que cuida da carreira de atletas.
Hoje essa empresa direcionam e administram junto com os pais os passos dele nessa trajetória.
( abaixo algumas imagens da época que jogou no Kyoto Sanga).

Com 13 anos de idade começou a jogar pelo Mio Biwako Shiga, equipe no qual atua até hoje e é um dos destaques do clube na categoria.
(Abaixo algumas imagens atuando pelo clube atual).

Abaixo Igor com o pai e os empresários brasileiros que cuidam de sua carreira.

Atualmente Igor concilia a rotina de estudos e treinos! O calendário do clube é bem apertado , por isso o dia a dia é puxado , porém isso é algo que ele faz com amor , pois seu sonho é se tornar um atleta profissional
Os pais o apoiam muito pois sem esse estímulo , nada disso seria possível , além é claro do talento que Deus lhe concedeu e a dedicação  diária abdicando de muitas coisas!

Apesar de uma rotina diária entre estudos e treinos e jogos serem bem rigorosos e pelo tempo que precisa dedicar a ambos,
Igor concilia a rotina de estudos e treinos pois o calendário do clube é bem apertado.

IMG 1552 7635c

Igor vem se esforçando  apesar da pouca idade com a consciência da importância de seu futuro profissional, porém isso é algo que ele faz com amor ,porque tem um grande sonho de tornar jogador em liga japonesa J-League e defender no futuro a seleção japonesa profissional já que tem todos os quesitos para tamanha realização.

Os pais do Igor Michele e André perceberam o talento do filho e declara de que forma é possível uma criança estrangeira ter uma oportunidade de desenvolver seu talento no esporte.

“Falando especificamente do futebol, se os pais perceberem que a criança tem talento para o esporte o primeiro passo é matricular em uma escola japonesa, toda escola tem um time que é registrado na JFA a partir de então e que começam a jogar e surgir as oportunidades, estudando na escola japonesa aprende o idioma japonês será possível a comunicação com os treinadores e a criança vai crescer no ambiente e para se formar um atleta e importante começar pelo escola primária começando a jogar pelo time da escola e com esse desenvolvimento e que vão surgir as oportunidades o incentivo dos pais e a dedicação para levar as crianças treino aos jogos nos finais de semana, abdicar do tempo para levar e acompanhar durante todo o tempo que a criança for dependente, o Igor agora já consegue ir de trem sozinho mas os quatro anos entre os oito aos doze anos, durante a semana a mãe acompanhava nos treinos que era longe de sua casa e no final de semana o pai levava aos jogos durante todo o tempo os pais tinham que estar presente para acompanhar toda a fase de desenvolvimento”.

Igor e um atleta que vem ao longo dos anos se dedicando ao esporte e ressalta a importância de todo seu esforço ao declarar para outros jovens assim como ele:

“O fundamental é fazer o que você gosta e correr atrás para realizar os seus sonhos, essa é principal motivo para ter forças e vencer as dificuldades”.

Galeria de fotos

De toda a equipe Mokuhyou Shinbun e Connection Japan, nossos agradecimentos a família e aos País de Igor que nos compartilhou essa incrível e emocionante história de suas vidas. Nosso muito obrigado.

"Caso queira nos conta a sua história também, entre em contato."

Fonte: jornª | Angelica Hayassaka - Mokuhyou Shinbun ®

Published in Esportes

BRASÍLIA – O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), resiste a prorrogar de imediato por mais três meses a CPI da Covid. Pacheco avalia consultar os líderes de partidos na Casa para decidir sobre o adiamento do fim da CPI, que investiga ações e omissões do governo do presidente Jair Bolsonaro na pandemia do coronavírus.

Senadores que defendem a continuidade da comissão não descartam um novo apelo para que o Supremo Tribunal Federal (STF) obrigue o Senado a prorrogar a CPI, caso Pacheco cause dificuldades. “Essa análise deve ser feita ao final do prazo de 90 dias da Comissão Parlamentar de Inquérito. E, por certo, será feita nessa ocasião”, disse Pacheco durante a sessão plenária ontem. Até terça-feira, o pedido tinha 34 das 27 assinaturas necessárias pela prorrogação.

Na segunda-feira, o vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP), apresentou um requerimento solicitando que os trabalhos da CPI continuem por três meses. Se não houver recesso, cenário mais provável, a comissão acaba em 26 de julho.

A prorrogação ocorre no momento em que a CPI segue uma nova linha de investigação, que apura uma suspeita de corrupção para a compra de vacinas, incluindo a Covaxin. Segundo o deputado Luis Miranda e o irmão dele, o servidor do Ministério da Saúde Luis Ricardo Fernandes Miranda, o presidente Jair Bolsonaro foi alertado sobre problemas no contrato.

“Já estão coletadas todas as assinaturas para a prorrogação dos nossos trabalhos. Já adentramos em uma nova fase da investigação. As fases que ficaram para trás restam comprovadas por depoimentos, por informações, por confissões, e nós estamos também, paralelamente, fazendo a transferência dos sigilos e detalhando a problemática que esta CPI reúne”, disse o relator da comissão, senador Renan Calheiros (MDB-AL).

Para que o prazo da CPI seja prorrogado por mais três meses, Pacheco precisa ler o requerimento em uma sessão do plenário do Senado, assim como fez na instalação do colegiado. O governo pode agir para retirar as assinaturas antes da leitura do documento no plenário, barrando a prorrogação da CPI.

Em abril, o presidente do Senado só autorizou o funcionamento da comissão após ser obrigado por decisão do Supremo. Pacheco tem manifestado insatisfação com o governo, mas mantém a porta aberta para interlocução. Na semana passada, por exemplo, ele criticou o veto de Bolsonaro ao projeto que aumenta a área de atuação da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene) em Minas Gerais e afirmou que o Ministério da Economia tem “insensibilidade social”.

Fonte: O Estado de S.Paulo.

Published in Política

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« June 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30        

FreeCurrencyRates.com

Visitantes online

Advertising area




Contador de visitas

0.png3.png7.png7.png3.png0.png9.png
Hoje:379
Ontem:793
Últimos 7 dias:4586
Mês:52747
Total:377309

Conectados simultaneamente

1
Online

18-09-21

Parceiros

Go to top