ptzh-CNenfritjakoruesvi

Items filtered by date: Segunda, 01 Março 2021

Atualmente, Macau é uma das regiões administrativas especiais da República Popular da China,  sendo a outra de Hong Kong.
Anteriormente, Macau foi colonizada e administrada por Portugal durante mais de 400 anos e é considerada o primeiro entreposto, bem como a última colônia europeia na Ásia.

Por tudo isso, o português falado em Macau sofreu muita influência dos povos nativos, mas a tal influência não é bem percebida na fala quotidiana, sendo assim muito semelhante ao português europeu.
O português é co-oficial, juntamente com o cantonês.

O território - que é um local efervescente para a prática das artes marciais - já possui um novo evento que se firma a cada ano e que poderá ser incluído oficialmente no calendário desportivo e cultural local.

Estamos falando do Encontro de Mestres de Wushu ( Kung Fu ) que já parte para a sua 3ª edição e será realizado nos dias 2 à 5 de Agosto, em Macau.

Este ano o 3.º Encontro de Mestres de Wushu ( Kung Fu ) no território contará com atletas e mestres de 26 países ou regiões diferentes para participarem em competições e demonstrações.

Alguns dos principais estilos das artes marciais chinesas se farão representados.
Do vigor elegante do Shaolin Quan ( como também é conhecido o Wushu de Shaolin ), à eficácia letal do Wing Chun de Hong Kong – estilo condensado pelo célebre Yip Man, que teve em Bruce Lee o seu discípulo mais afamado – passando pela suavidade coreográfica do Tai Chi Ch’uan, haverão demonstrações dos vários estilos, pela mão de alguns dos mais conceituados mestres da atualidade.

Concebido inicialmente para resgatar a memória de um acontecimento que ficou célebre em Macau nos anos 50 – o Encontro entre os Mestres de Wushu, Ng e Chan – essa é mais uma razão pela qual o novo evento deverá ser incluído no calendário desportivo e cultural do território.
Além de congregar os melhores praticantes das mais variadas vertentes do Kung Fu , o evento também  promove  a cultura ancestral junto aos moradores do território e turistas, conscientizando-os para a prática do esporte e os seus benefícios.

Assim sendo, o 3.º Encontro de Mestres de Wushu ( Kung Fu ) é um evento diversificado que envolve três grandes modalidades, além das exibições de Wushu tradicional, está também previsto o Festival Wushu de Verão e o campeonato de Taolu ( formas ), sem esquecer das competições Sanda ( uma versão chinesa do Kickboxing ) e danças do dragão e do leão ( comuns em dias de celebração ).

Nas modalidades de Taolu e Sanda, vão participar equipes da Malásia, Singapura, Foshan, Zhongshan, Anhui, Yangchun e de Macau.
Já para participarem na atividade das Danças do Dragão e do Leão se farão presentes as equipes da China, Hong Kong, Malásia, Singapuira, Indonésia, Tailândia, Filipinas, Birmânia, Vietename e Macau.
No evento também vão estar presentes vários especialistas de renome, nomeadamente Zhu Tancai, herdeiro da décima geração de Taijiquan – estilo Chen e um dos “quatro Grandes Mestres”, La Bin, Zhu Xianghua, e o campeão nacional de Taijiquan estilo Wu, Liu Wei. Macau vai-se fazer representar pelos mestres Lei Man Iam, Lam Hong Sang, Leong Sio Nam e Hoi Io Kong.

-“O Wushu é muito rico, tem vários estilos, praticantes jovens ou mais experientes e o nosso intuito - tal qual nos anos anteriores -  é ter uma combinação de características desportivas, turísticas e culturais (…) para transmitir a cultura ancestral chinesa”. Declarou Pun Weng Kun, presidente do Instituto do Desporto ( ID ).

Este ano a iniciativa também está repleta de novidades.
Uma destas é a parceria com a IBF que permitirá a inclusão do campeonato denominado “2018 IBF Silk Road Champions Tournament”, sancionado pela Federação Internacional de Boxe das regiões pertencentes ao projeto “Uma Faixa, Uma Rota”.
O projeto “Uma Faixa, Uma Rota” permitirá a possibilidades de cooperação entre a China e Portugal dentro do contexto da iniciativa.

O orçamento para a realização de uma competição desse porte gira em torno de 18 milhões de patacas ( A pataca de Macau ou pataca macaense é a moeda oficial de Macau ).

O evento, à semelhança das últimas duas edições, terá uma parada com todas as equipes, em zonas emblemáticas do território.
Com inicio no  Largo de São Paulo, passando pelo Ruínas de São Paulo e terminando na praça do Tap Seac.

A iniciativa é organizada em conjunto pelo Instituto do Desporto e a Associação Geral de Wushu de Macau, com a colaboração da Direção dos Serviços de Turismo, do Instituto Cultural e do Fundo das Indústrias Culturais.

*Contributed by Senior GPG Writer, Oriosvaldo Costa, “Mr Kung Fu.”

Sobre o Autor : Oriosvaldo Costa é cronista esportivo, apaixonado por artes marciais. Pratica Kung Fu desde 1990 e compete no MMA desde 1998.

_

Foto acima : As lutas de Sanda serão uma atração à parte no evento. A modalidade é consagrada no MMA graças à nomes como Muslim Salikhov. O russo é conhecido como “King Of Kung Fu” ( Cortesia : M-1 Global / sherdog.com ).

Abaixo : O ‘poster’  de divulgação da 3ª edição do Encontro de Mestres de Wushu  ( Cortesia : Turismo de Macau Media ).

37863553 2220567707972796 4988514238386405376 n

O Alasca (em inglês Alaska e em russo Аляска) é um dos 50 estado dos EUA, tendo sido um dos últimos elevados à tal categoria e tornando-se o 49º estado americano.

O nome Alasca provém da palavra Alakshak, que significa “grande terra” ou “grande península” em aleúte, um idioma esquimo-aleutiano falado em partes do seu território. Essa palavra foi depois traduzida em russo como Аляска para acabar na língua inglesa.

Por décadas, os Estados Unidos pouco se importaram com o Alasca, até que a região foi comprada dos Russos, por 7,2 milhões de dólares, graças à descoberta de diversas grandes reservas de ouro, entre outros motivos históricos.

Relativamente isolado do restante do país, o Alasca também é o estado mais escassamente povoado dos Estados Unidos, com uma densidade populacional de 0,42 hab/km², a menor entre todos os 50 estados norte-americanos. Tem menos habitantes do que qualquer estado, com exceção de Wyoming, Dakota do Norte e Vermont.

Se fosse um país independente, o Alasca seria o 17° maior país do mundo em extensão territorial.

Mas, apesar da distância relativamente grande que separa a gigantesca península dos principais centros do MMA pelo mundo, a modalidade experimenta um crescente desenvolvimento na região que é famosa mundialmente pelo seu “estereótipo” de possuir ( apenas )  um clima polar.

O principal evento de Artes Marciais Mistas do Alasca na atualidade é o Alaska Fighting Championship ( AFC ).

Fundado em julho de 2004, o AFC 1 apresentava uma noite cheia de ação com os veteranos do UFC Jeremy Horn e Rich Franklin. Posteriormente a franquia também apresentou outros lutadores já famosos pelo mundo, tais como  Mike Martelle, conhecido como “O Bibliotecário da Matemática”.

O AFC também já percorreu um longo caminho no cultivo de seus próprios lutadores profissionais, alguns dos quais lutaram posteriormente no UFC. 

A reputação de homens e mulheres durões do Alasca  atraiu a atenção global e em ação muito parecida com os dias da descoberta do ouro por lá. O  AFC minou muitos concorrentes corajosos das fileiras de homens e mulheres do Alasca em seu ‘cage’ , agora apontado como a “Última Fronteira” também no MMA.

O AFC também tem transmissão pelo UFC Fight Pass que também adquiriu os direitos de toda a biblioteca de lutas do AFC. O acordo fechado prevê a transmissão ‘ao vivo’ dos futuros ‘cards’ de lutas do AFC na plataforma de ‘streaming’ digital do UFC.

Não por acaso, O UFC Fight Pass é ( segundo alguns ), o futuro da liga de Dana White e, por extensão, de algumas outras organizações de artes marciais mistas pelo mundo, e à cada dia que passa fica ainda maior, melhor e mais diversificado.

Assim sendo, um acordo com o UFC FIGHT PASS permite que os lutadores de tais shows mostrem seu talento para milhões de pessoas em todo o planeta.

Foi por isso que muitas das franquias do esporte venderam os direitos de toda a sua biblioteca de lutas para dar às pessoas a oportunidade de acessar seus eventos anteriores e acompanhar as próximas edições ( no caso daquelas que continuam em atividade ).

Estas organizações de MMA incluem UFC, Strikeforce, PRIDE FC, WEC, Affliction, EliteXC, Titan FC, WFA, Invicta FC, Pancrase, King of the Cage, Cage Rage, Extreme Challenge, XFO, UCMMA, Hook N Shoot, TKO, King of the Cage, IVC, IMMAF, Shooto Brazil, Tuff-N-Uff , EFN, GLORY, EBI, e logicamente, o AFC.

O UFC Fight Pass também transmite ao vivo uma série de eventos, incluindo Pancrase, Invicta FC e Titan FC, entre outros.

Quanto ao Alaska Fighting Championship ( AFC ), o show andou divulgando recentemente  o seu calendário para as temporadas 2018 / 2019 :

AFC 141 ( 19 de setembro de 2018 ), AFC 142 ( 17 de outubro de 2018  ), AFC 143 ( 28 de novembro de 2018  ), AFC 144 ( 16 de janeiro de 2019 ), AFC 145 ( 13 de fevereiro de 2019  ), AFC 146 ( 27 de março de 2019 ),  AFC 147 ( 17 de abril de 2019  ) e AFC 148 ( 22 de maio de 2019 ).

Nesse mês de julho a franquia completa 14 anos de existência e demonstra que ainda tem muito folego para as temporadas vindouras, sempre hospedando seus eventos de MMA em seu estado de origem, é claro.

A novidade fica por conta da nova casa do show, o Alaska Airlines Center, que à partir de agora irá receber o ‘cage’ do AFC.

O Alaska Airlines Center é uma arena multiuso de 5.000 lugares em Anchorage , no Alasca . Localizado no campus da Universidade do Alasca Anchorage ( UAA ) e adjacente ao Providence Alaska Medical Center (  PAMC ).  A arena teve sua inauguração em 5 de setembro de 2014.

O Alaska Fighting Championship ( AFC ) também já revelou lutadores para a série Tuesday Night Contender de Dana White,tais como Maurice  Mitchell, que deverá participar do sétimo episódio da série.

*Escrito por: Oriosvaldo Costa  |   24/07/2018.

Foto acima :  O esporte que mais cresce no mundo já chegou até mesmo à região do planeta famosa pelo fenômeno óptico conhecido como “aurora polar” ou  “aurora boreal” ( Cortesia : Divulgação ).

Abaixo : “Alaska e as pessoas aqui são incríveis !!!” Postou Dana White em sua conta no Instagram ( Foto : Cortesia AFC Media ).

12241213 10153864318284411 8676109000237109697 n

Para que o MMA chegasse ao patamar em que se encontra hoje, sendo classificado como o esporte que mais cresce no mundo, a modalidade teve que travar inúmeras batalhas até à consagração definitiva.
Neste artigo, vou relatar apenas uma de inúmeras delas.

O Ano de 2001 terminava de maneira amarga para os amantes do MMA, quando a modalidade ainda era conhecida como “Vale Tudo”.
A então prefeita da cidade de São Paulo, Marta Suplicy ( PT-SP ), havia acabado de sancionar a lei n.º 13.233/01 - à  pedido do  Vereador autor da mesma, diga-se de passagem  - a qual  proibia a realização de eventos conhecidos como lutas de “Vale Tudo”, naquela que é a terceira maior cidade do planeta.

O Vereador Arselino Tatto ( PT-SP ) considerava tais competições como um péssimo exemplo para a juventude, uma barbárie e uma modalidade degradante.
As emissoras de TV, logicamente, exploraram o tema, como sempre, de maneira sensacionalista e em horário nobre, contribuindo para a desinformação dos brasileiros quanto ao profissionalismo do verdadeiro esporte.

Debates acalorados vieram na sequência em emissoras como Record e Rede TV, sendo que a indignação maior dos defensores das lutas se dava pelo fato do Vereador não ter ouvido sequer um lutador para escrever o seu projeto de lei.
Mesmo alguns dos poucos veículos da mídia especializada em MMA que existiam naqueles idos anos, como a revista Tatame, já temiam pelo futuro do esporte, que poderia estar ameaçado aqui no Brasil, uma vez que outros detratores da modalidade poderiam planejar algo semelhante, inspirados pela sanção da lei na cidade de São Paulo.

Nesse período, os poucos promotores de eventos que haviam migraram para o litoral paulista para poderem continuar promovendo as lutas. Os que ficaram nas cidades próximas à capital mudaram o nome da modalidade para “Grappunch” ou ainda  “Luta Real”, como forma de evitar futuras complicações.
Houve até mesmo quem promovesse as lutas sob uma franquia de Pro Wrestling ( também conhecido como Tele Catch ou Luta Livre ) vide a popularidade que esta outra modalidade sempre usufruiu das autoridades paulistas e estas não se preocupariam com a ‘excessiva’  violência dos eventos.

Mas após os sucessivos esforços da comunidade do MMA e encontros para debates no gabinete do Vereador Arselino Tatto, este acabou cedendo e finalmente tratou de propor um readequamento da lei municipal 13.233/01.

Foi então que o Vereador redigiu o PL 01-025 de 24/04/2002, que foi aprovado pela Comissão de Educação, Cultura e Esportes, em 27/03/2003 e publicado no Diário Oficial da Cidade de São Paulo no dia 28/06/2003.

O Vereador Arselino Tatto, passava assim de “carrasco do Vale Tudo” à incentivador das regras internacionais de lutas, tais como as regras profissionais unificadas do MMA, que vigoram atualmente.

Para quem não sabe, o Vereador Arselino Tatto está em seu 8º mandato parlamentar e também é membro da Mesa Diretora da Câmara Municipal, ocupando o cargo de primeiro secretário e membro da Comissão de Educação, Cultura e Esportes e, a cada ano, se consolida como um vereador a serviço do povo, consagrando uma carreira política que se iniciou em 1988, ano em que disputou sua primeira candidatura.

Mas me causa profunda indignação o fato de que nenhuma revista ou site da mídia dita especializada em MMA e artes marciais ( à época ) tenha sequer reportado a liberação da modalidade e, mais importante,  pelo próprio Vereador.
Eu mesmo fiquei confuso quando os eventos modernos de MMA começaram à ser promovidos por lá.
Espero com este artigo fazer a minha parte e ajudar à corrigir uma injustiça histórica.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa

_


Foto : O Vereador Arselino Tatto ( PT-SP ) passou de “carrasco do Vale Tudo” à incentivador das regras modernas de MMA. O petista é o mais antigo ‘inquilino’ do Legislativo de São Paulo ( Cortesia : Divulgação ).

O UFC anunciou à poucos dias que planeja fazer a expansão da franquia do seu UFC Gym e irá iniciar as suas atividades no Japão em 2019.
“Estamos muito felizes em anunciar a inclusão do Japão na família UFC Gym”, disse o presidente Adam Sedlack. “A paixão global por esportes, entretenimento e condicionamento físico é forte no Japão e acreditamos que esse mercado será perfeito para nossa filosofia TRAIN DIFFERENT®”.

O anúncio acontece apenas poucas semanas depois do UFC anunciar uma expansão semelhante em Cingapura, com um total de 15 ginásios do UFC planejados para lá.
Atualmente, existem aproximadamente 150 academias do UFC em todo o mundo, incluindo países como as Filipinas, Vietnã, Índia, Austrália, EUA, Canadá, México, Chile, Inglaterra, Irlanda, Omã, Emirados Árabes Unidos e Bahrein.

As academias da franquia UFC Gym seguem cursos e critérios específicos desenvolvidos por meio de programas, sistemas e técnicas avaliadas pelo UFC. Além do MMA, também são oferecidas aulas de diversas artes marciais – como kickboxing, muay thai e boxe, além de aulas distintas de ginástica funcional,  atividades aeróbicas, trabalhos de desenvolvimento muscular e até mesmo cursos de dança – .
Uma vez que a franquia mantêm o intuito de ser inclusiva, eles oferecem opções para todas as idades e promovem um estilo de vida saudável.

Além disso, a equipe do UFC Gym aspira incutir confiança em seus alunos para que eles possam realizar seus objetivos dentro e fora do octógono.
Se alguém está procurando treinar como um campeão e aprender uma nova habilidade, ou apenas deseja manter-se em forma fisicamente, o UFC Gym é a academia ideal e segura, onde o cliente poderá atingir suas metas e treinar de forma diferente.

Por se tratar de uma franquia, qualquer pessoa interessada no ramo de fitness tem a oportunidade de ‘possuir’ e operar uma academia do UFC.
À medida que a franquia se expande para o Japão, será interessante ver se os atuais proprietários de academias ou líderes de equipes aproveitam a oportunidade para se tornarem detentores da marca na “terra do Sol Nascente”.

Para informações sobre o negócio de franquias do UFC Gym, entre em contato pelo e-mail : e visite o  UFCGymFranchise.com .
Para mais informações sobre o UFC Gym no Japão, visite o site  UFCGYM.jp .
Lá é possível juntar-se à indústria de fitness de US $ 26 bilhões e tornar-se parte da comunidade de franquias do UFC Gym.

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa

_

Foto : O UFC Gym promete se expandir na “terra do Sol Nascente” em 2019 ( Cortesia : UFC Gym Media ).

O próximo dia 29 de Julho marcará a comemoração do ‘Dia do MMA’ nos Campos Gerais. A região do sul do Brasil abriga a organização de MMA mais antiga do país, o Paulão Fight, que também é o 4º evento mais antigo do mundo ainda em atividade, dividindo o ranking com os poderosos Shooto, Pancrase e UFC, nessa ordem.

As comemorações terão lugar na Praça Zenidim ( também conhecida como a Praça do MMA ), na cidade de Ponta Grossa, no interior do estado do Paraná. A cidade, que está  situada a 100 quilômetros da capital Curitiba, é a 1ª cidade do Brasil e da América do Sul a ter uma praça em homenagem à lutadores de MMA.

A praça fica na região do Jardim Conceição, em Ponta Grossa, mais precisamente na Rua Rosa Zenidim Bueno, que fica na confluência da Avenida Bispo Dom Geraldo Pelanda com a Rua Dimas Rudek Potoski.

O espaço que abriga vários projetos sociais também é usado para os treinos da Seleção Pontagrossense de MMA , cujos atletas participam das maiores ligas nacionais e internacionais do esporte.

Já o “ Dia do MMA ”  foi instituído pela Lei nº 11.934, de 23/09/2014 no âmbito do município Ponta Grossa passando a constar no calendário oficial da cidade como um evento esportivo, educacional, social e cultural, a ser comemorado, anualmente, no dia 29 de julho.
Ponta grossa se firmou assim como a 3ª cidade do país a incluir o dia municipal do MMA em seu calendário oficial.

O “ Dia do MMA ”  também é dedicado à realização do Paulão Fight  como reconhecimento aos esforços do idealizador do evento e também lutador Paulão ‘ Imperador dos campos Gerais ’ Bueno, por todos a sua trajetória de vida em prol do esporte, além de ter criado e sustentado toda a sua família nesses 24 anos de lutas de MMA em Ponta Grossa e em várias cidades do estado do Paraná.

A única família em ação no MMA atual deve comparecer em peso ao evento Paulão Fight 24 anos -29 De Julho -Dia Do MMA.
Esse próximo evento em  Ponta Grossa poderá ter no card o lutador mais jovem do mundo a levantar uma bandeira nacional em outro pais, no MMA profissional.
O filho de Paulão, Ranieri Rex Zenidim Bueno, com apenas 22 anos de idade, campeão nos 4 países do Mercosul , estará em ação no evento de MMA mais antigo do Brasil, defendendo nossa Seleção Pontagrossense De MMA.
‘Rani Rex’ também mantêm o  recorde de uma das finalizações mais rápidas do mundo do MMA em apenas 14 segundos.

Outro nome bastante aguardado é Rickson ‘The King’ Zenidim Bueno que, com apenas 19 anos de idade, já acumula a experiência de 5 anos de carreira como lutador profissional de MMA.
O  jovem “Rei dos Campos Gerais”  tentará manter-se invicto e conquistar seu quarto cinturão internacional na modalidade.
Ele é um dos melhores pesos galos da América do Sul.

Já o jovem Riran “Taz” Zenidim irá fazer a sua estreia no MMA profissional.
Após ter vencido o argentino Eduardo “Pitbull” no Kickboxing internacional durante a 12ª etapa do CPG MMA, ele irá conceder uma revanche ao seu último adversário nesse novo e aguardado ‘desafio das três fronteiras’ que promete incendiar a divisão dos 57 Kgs no MMA Sul-Americano.
Riran  “Taz”  tem  mais de 50 lutas na carreira, entre Boxe, Muay Thai, Jiu-Jitsu  e outras modalidades.

A participação do caçula da família, Raykon “The Last” Zenidim ainda é passível de confirmação.

Além dos seus filhos, Paulão ‘ Imperador ’ Bueno ( que irá completar 42 anos no dia do evento )  também poderá lutar, mas à exemplo do seu filho Raykon, ele ainda busca um adversário para enfrentá-lo na competição.
Paulão venceu 10 das suas últimas 12 lutas e está em atividade desde a época do antigo Vale Tudo.
Seu cartel é composto por mais de 100 lutas, embora somente 34 destas ( 24 vitórias ) estejam registradas no  site norte-americano “Sherdog”.
Ele também é um dos melhores pesos meio médios do Brasil e aparece entre os 23 melhores lutadores do peso na América Latina, segundo outro conceituado site, o “Tapology”.

Confira a programação do Paulão Fight 24 anos que será composta por várias atividades :

*8 HORAS-CAFÉ DA MANHÃ COM VÁRIOS MESTRES ,CAMPEÕES DA SELEÇÃO PONTAGROSSENSE DE MMA E CONVIDADOS
*12 HORAS-ALMOÇO COM MESTRES, ALUNOS, PATROCINADORES, AUTORIDADES E PESSOAS QUE PRESTIGIAM A SELEÇÃO PONTAGROSSENSE DE MMA.
*16 HORAS-DESFILE DE EQUIPES DE VÁRIAS ARTES MARCIAIS DA CIDADE DE PONTA GROSSA , REGIÃO DOS CAMPOS GERAIS E DO BRASIL.
*16:30 HORAS-APRESENTAÇÕES E UM AULÃO DE MMA COM VÁRIOS MESTRES DE VÁRIAS ARTES MARCIAIS, GRATUÍTO A TODA COMUNIDADE.
*17 HORAS-COMEÇA OS COMBATES- MUAY THAI-BOXE-QUEDAS(JUDOSEMKIMONO)-KICKBOXING-JIUJITSU-SUBMISSION E MMA
*20 HORAS- SOLENIDADE DE ENCERRAMENTO DOS 24 ANOS DE PAULÃO FIGHT NO BRASIL.
APOIO:
FEPALRI-FEDERAÇÃO PARANAENSE DE LUTAS DE RINGUE À 15 ANOS FORMENTANDO O ESPORTE E AS ARTES MARCIAIS EM PONTA GROSSA E NO PARANÁ.
ORGANIZAÇÃO- FAMÍLIA ZENIDIM

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa

_

Foto acima :  Paulo ‘ Imperador ’ Bueno comemora a vitória sobre  Ivan ‘ Batman ’ no Áspera FC 55, ano passado. O atleta busca super lutas de veteranos nos maiores eventos do mundo.  ( Cortesia : Arquivo pessoal Paulão Bueno ).

Abaixo :  Riran “Taz” Zenidim fará a sua estréia no MMA profissional em revanche com o argentino Eduardo “Pitbull” à quem já venceu no Kickboxing internacional ( Cortesia : Divulgação ).

RIRANTAZAAA

Na sexta-feira, 6 de julho, o Shoot Boxing realizou o Shoot Boxing-Girls S-Cup 2018 ( torneio mundial ) que contava com um torneio feminino de 48 quilos, no Tokyo Dome City Hall em Tóquio, no Japão.

O Shoot Boxing também é conhecido no Japão como  “Standing Vale Tudo” ( Vale Tudo em pé ), pois  não é permitido lutar no chão, mas em cima são válidos socos, chutes, joelhadas, cotoveladas, quedas e submissões ( Chokeholds, Arm- locks e Wristilocks também são permitidos em pé  ).

No evento principal da noite, a campeã mundial de Shoot Boxing e também lutadora de Rizin FF, Rena Kubota ( 7-1-0  ) , lutou com a brasileira Elaine Leal ( 5-7-0 ) sob as regras do MMA, semelhantes à do evento de Nobuyuki Sakakibara.

O duelo em peso casado em até 50 quilos, foi muito disputado durante os três rounds de cinco minutos cada e levantou o público em Tóquio.
Rena acabou vencendo por decisão unânime dos juízes após o término do confronto.

Na outra luta especial de MMA inserida na programação desse Shoot Boxing-Girls S-Cup 2018 a japonesa Mina Sakurai ( 1-0 ) venceu a tailandesa Sumanthar Beankham ( 0-1 ) por TKO ( punches ) aos dois minutos e vinte e sete segundos do primeiro round.

No mesmo ‘card’ , Jleana Valentino precisou vencer três lutas na noite para levar para casa o título do Shoot Boxing S-Cup na categoria de 48 quilos.

Para ver a luta entre a estrela japonesa Rena Kubota e a paulista radicada em Belo Horizonte-MG Elaine “Pantera” acesse o ‘link’ abaixo ( copie e cole no seu navegador ) :

Shootboxing S Cup Girls 2018 - Rena Kubota x Elaine Pantera



Ou assine a programação ‘on line’ do Shoot Boxing por uma taxa mensal de 777 ienes ( com acesso ilimitado ) para assisitir as próximas transmissões ao vivo e também relembrar os grandes clássicos do passado desse torneio que já existe há 33 anos.
https://shootboxing.org/moviecomplex/

Mais sobre o Shoot Boxing :

O Shoot Boxing (ボクシング シュート) é um  esporte de combate que permite chutes, socos, joelhadas, quedas e finalizações em pé. Foi fundado por César Takeshi ( atual presidente ), a partir do kickboxing  e cultiva uma espiritualidade à ser mostrada para o mundo como um “Bushido”, um espírito de luta originário do Japão, e por respeito ao antigos Samurais os seus participantes não atacam os oponentes “caídos” no solo.

Shoot Boxing é também um esporte com compromisso com a civilidade e espírito saudável e que pode ser treinado, não somente por lutadores profissionais, mas também por adolescentes infratores, como crianças em evasão escolar, e até mesmo por jovens garotas, que vão transmitir para o mundo o espírito da modalidade.

Apesar disso, alguns lutadores de MMA começaram treinando Shoot Boxing, como Hayato Sakurai.

O Shootboxing também chamou a atenção de alguns lutadores que se tornaram famosos em outras modalidades, como Jens Pulver.
Muitas estrelas do K-1 World MAX também começaram no Shootboxing ou lutaram Shootboxing no passado, incluindo Andy Souwer, Albert Kraus, Hayato e também Buakaw Por. Pramuk e Davey Abdullah, entre outros.
O primeiro evento de shootboxing ocorreu em 1 de setembro de 1985.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa

_

Foto acima : O ‘pôster’  da 10ª edição feminina do Shoot Boxing destacava o retorno de Rena Kubota à competição ( Cortesia : Focus Fight media ).

Abaixo :  A brasileira encarou Rena Kubota, campeã mundial de Shoot Boxing e estrela de MMA no Rizin FF ( Cortesia : Arquivo pessoal Elaine Leal  ).

36878579 1412271305541750 7414962239964184576 n

Um nome que não pode ser omitido quando se fala da evolução na prática das artes marciais e lutas de contato em geral no nosso país é o do Grão Mestre Evilázio Feitoza.
Um dos principais nomes da I.S.K.A. ( International Sport Kickboxing Association ), o Grão Mestre Evilázio mudou-se para os EUA onde montou uma bem estruturada academia em New York ( Long Island, Suffolk County ).
Atualmente seu nome já se tornou uma referência de sucesso no Brasil e demais países da América do Sul, Europa, Oriente Médio e Ásia, onde é sempre requisitado por suas credenciais.

Competente treinador, Feitoza ( que também é um faixa preta 8º Dan de Kickboxing e 14° Khan de Muay Thai entre outras graduações em diferentes artes  marciais ), já descobriu e lançou vários lutadores para as competições de alto nível em todo o mundo, entre estes Thiago “Pitbull” Alves, (atualmente lutador do UFC), Paulo Guerreiro e Andrezinho Nogueira, além de já ter já ter trabalhando com atletas de alto rendimento e competidores do porte de Jorge Patino “Macaco”, “The Pedro”, James Adler, Ricardo Freire, Gabriel Napão e Assuério Silva, entre outros.

Recentemente, Feitoza recebeu uma simpática homenagem, que lhe foi prestada por um atleta do seu círculo de amizades.

Estamos falando de Fernando Fernandes, um ex -campeão mundial, europeu, ibérico e português de Kickboxing, que lançou há pouco mais de um ano o seu livro autobiográfico “Ser Campeão - No ringue como na vida”, tendo dedicado um capítulo ao Grão Mestre Evilázio, uma vez que a amizade entre ambos já dura algumas décadas, além da capacidade técnica e profissional do cearense radicado nos EUA.

O primeiro contato entre ambos deu-se no início da década de 90, por ocasião de uma viagem de Feitoza para Portugal, de onde trouxe  a representação da I.S.K.A.  para o nosso país, após um estágio intensivo, técnico e tático na academia do campeão português.
Na ocasião, o Grão Mestre Evilázio também  foi notícia em vários jornais portugueses, como o ‘Correio da Manhã’, a ‘Gazeta dos Desportos’ e o ‘Sporting’, com o teor de relatar aos lusitanos a estadia do campeão brasileiro em Portugal e o intercâmbio, a partir daí, que se firmaria com o Brasil.

Quanto à Fernando Fernandes o seu  ‘curriculum’ fala por si. Como atleta amador ele foi campeão nacional de Kickboxing em 1990 e 1991 e campeão europeu. Como profissional, foi campeão nacional em 1992, 1993 e 1994, campeão europeu em 1991 e 1993, e Intercontinental e campeão mundial em 1994, sempre na categoria de – 76 kg, este último título conquistado num combate realizado na Nave de Alvalade.
Ao todo, Fernandes fez 123 lutas, com 84 vitórias das quais 19 por KO, 34 derrotas e 5 empates.

No livro “Ser Campeão - No ringue como na vida”, há também um capítulo dedicado ao 1° Torneio Intercontinental I.S.K.A.  no Brasil promovido pelo Grão Mestre Evilázio Feitoza  no dia 30 de Outubro de 1994, nas dependências do Ginásio do Pacaembú, em São Paulo-SP.
Naquela oportunidade, Fernando Fernandes conquistou brilhantemente o título intercontinental diante do brasileiro José Ricardo Freire ( 6 vezes campeão brasileiro de Contato Total e campeão sul-americano de um torneio aberto de artes marciais realizado na Argentina ), por KO a 1 minuto e 10 segundos do 2° round.

No ano seguinte, mais precisamente no dia 24 de Junho, Evilázio promoveria o 1° Open Brasil de Kickboxing Estilo Livre, na Danceteria Toco, em São Paulo.
O torneio se tornou um marco na história das lutas de contato no Brasil por projetar nacionalmente feras do porte de Wanderley Silva, José “Pelé” Landy John’s ( ambos da Chute Boxe –PR ), Ebenezer Fontes Braga ( Boxe Thai-RJ ), James Adler ( do Maranhão ), Pablo Rex ( Rio de Janeiro ) e José Wilson Xavier ( do Rio Grande do Norte, mas lutando por São Paulo ) ao lado de outros já consagrados à época, como Isaul Marcos Soares “Torrão” ( São Paulo ), Rafael Cordeiro ( Chute Boxe ) e Sérgio Cunha ( também da Chute Boxe ), todos atraídos pela premiação de R$ 3.500,00 de bolsas distribuídas para o vencedor da cada categoria de peso.

Desta feita, o campeão português Fernando Fernandes ( que lutou com cidadania brasileira ) perdeu por pontos para “Pelé”, que posteriormente consagraria a equipe Chute Boxe nas competições de MMA.

O leitor poderá se inteirar dos detalhes dos confrontos de Fernando, bem como das curiosidades dos bastidores, além da bela homenagem prestada ao Grão Mestre Evilázio Feitoza, ao adquirir esta obra literária, cujas informações disponibilizaremos abaixo.

Ainda sobre o lançamento do seu livro autobiográfico, Fernandes - que também ostenta a graduação de 5º Dan ( faixa preta ) e treinador de 4º grau - assim se manifestou :
– “É um projeto que estava na minha mente há 20 anos. É um livro que relata a dedicação e o trabalho necessários para todos os atletas poderem derrubar barreiras. Graças a esta direção, onde todos se mostraram interessados em colaborar, o sonho que estava guardado nasceu”. – Declarou Fernando Fernandes, que é um dos símbolos do Sporting Clube de Portugal, sendo também um dos atletas e treinadores com maior longevidade no clube verde e branco, para o qual entrou com 25 anos.

O Sporting Clube de Portugal é um dos “Três Grandes” clubes de Futebol de Portugal, eclético e multi-desportivo, fundado a 1 de julho de 1906, com sede em Lisboa, no Complexo Alvalade XXI.
Fernandes é o grande responsável pela escola de formação de Kickboxing no Sporting, autêntica fábrica de campeões nessa modalidade.

O livro “Ser Campeão - No ringue como na vida” foi lançado oficialmente em 12 de janeiro de 2017 no Museu Sporting, com a presença do Conselho Diretivo do SCP, Instituto Português do Desporto e Juventude e Federação Portuguesa de Kickboxing e MuayThai, além de muitos sócios e amigos do Kickboxing.

O livro já está à venda na  Loja Verde  nos formatos impresso e  ‘on line’ e pode ser adquirido através da mesma ou também através de plataformas como a Kombat Press, sites como o http://kickboxingscp.com ou ainda na Fan Page do livro no Facebook.

P.S.: À pedidos - O livro “Ser Campeão - No ringue como na vida”, também pode ser adquirido pelo ‘link’ abaixo ( copie e cole no seu navegador ) :

https://www.fnac.pt/mp9430806/Ser-campeao-no-ringue-como-na-vida-Livro

*Fonte / Créditos : Colaborador Oriosvaldo Costa

_

Foto acima : O Grão Mestre Evilázio Feitoza é sempre requisitado para seminários em vários países, uma vez que seu nome já se tornou uma referência de sucesso em todo o mundo ( Cortesia : Arquivo pessoal Evilázio Feitoza ).

Abaixo :  Fernando Fernandes lançou há pouco mais de um ano o seu livro autobiográfico “Ser Campeão - No ringue como na vida” ( Cortesia :  Loja Verde ).

19554898 327294151065706 4575537581746976014 n

Após ter promovido mais de 50 edições aqui no Brasil (  59 eventos, segundo os conceituados sites  Sherdog e Tapology ) o Aspera FC deverá retomar a promoção de shows no mercado nacional de MMA muito em breve.

Outra novidade é que, depois de meses de negociação, Marcelo Brigadeiro, Presidente e CEO do Aspera FC, vendeu uma participação da organização para um forte grupo de investidores asiáticos e com o novo aporte financeiro que recebeu acaba de lançar o Aspera Fighting Championship Asia, que contará com a realização shows mensais por todo o continente asiático.

Essa nova empreitada se dará em conjunto por Marcelo Brigadeiro, Ferdie Munsayac, Rizvan Ali e equipe na Ásia.

Marcelo Brigadeiro também foi contratado pela MTK Global, uma das maiores agências esportivas do mundo, e está à frente do departamento de MMA da mesma, denominado MTK Global MMA.

Assim sendo, ele teve que organizar toda a operação da empresa, uma vez que esta conta com 8 escritórios espalhados por todo o mundo e mais de 200 atletas. Lutadores dos mais variados países para serem gerenciados, o gerou uma enorme demanda de atividades. Além de orientar  os treinos dos seus atletas na Astra Fight Team e acompanhar lutadores em shows do porte do UFC e Pancrase MMA.

Reorganizar todas as suas funções não foi fácil, mas as agora o polêmico cartola está de volta ao segmento de promoção de eventos de MMA e fazendo uso da linguagem que lhe granjeou um número enorme de seguidores em suas redes sociais ( além do seu canal no youtube, onde expõe sua opinião sobre os mais variados temas ), já dispara a sua artilharia contra os seus adversários, bem ao seu estilo :

— “Nós vamos botar para ‘foder’ no mercado nacional muito em breve. Quando eu estou quieto, estou preparando o esporro !!!
Não aprenderam ainda, caralho ???
Alguns idiotas ainda especularam sobre o fim da organização, mas agora estamos de volta ao Brasil e também iniciaremos a promoção do Aspera FC por todo o continente asiático.” – Esbravejou o dirigente, em sua conta pessoal no Facebook.

A estréia do Aspera Fighting Championship Asia será no dia 26 de Agosto no Mega Dance Center, em Angeles City, Pampanga, nas Filipinas.
Esse show inaugural deverá contar com estrelas locais do Pinoy MMA enfrentando lutadores estrangeiros.

Quanto à data da volta da franquia para o Brasil, ainda não foi anunciada. Porém a próxima edição nacional também deverá acontecer muito em breve.

*Colaborador Oriosvaldo Costa

_

Foto : O ‘flyer’ de divulgação do primeiro show do Aspera Fighting Championship Asia distribuído por Marcelo Brigadeiro em suas redes sociais. ( Cortesia : Divulgação ).

As artes marciais chinesas estão novamente na “cartilha” de treinamento dos competidores de MMA graças à vitória de Weili Zhang, a primeira lutadora originária do Kung Fu à conquistar um cinturão do UFC.
Contudo, o Kung Fu sempre contou com representantes no Ultimate desde o seu início.

Praticante de Kung Fu Shaolin ( estilo dos cinco animais ), Aikido e Tae Kwon Do, Jason DeLucia se testou em lutas ‘não autorizadas’ na “área de Chinatown” de sua cidade natal, Boston, no estado de Massachusetts, nos EUA.
O jovem também já estava familiarizado com o “Gracie Challenge” uma vez que já havia lutado ( e perdido ) para Royce Gracie apenas um ano antes do UFC 1, na Academia Gracie, em Torrance, Califórnia.

Na sequência, Jason fez a sua estreia como profissional das artes marciais mistas diante de Trent Jenkins, naquela que foi a primeira luta da edição inaugural do UFC ( na realidade, uma luta alternativa antes do torneio ) em 12 de novembro de 1993.
DeLucia atacou primeiro com chutes e depois derrubou Jenkins para vencer com um mata-leão.
Ele retornaria ao octógono novamente no UFC 2: No Way Out ( 11 de março de 1994 ), quando venceu Scott Baker com socos e teve a chance de fazer a revanche que tanto buscava com Royce, mas acabou batendo em um belíssimo arm-lock aplicado pelo brasileiro.

Foi ainda no UFC 2 que DeLucia conheceu Ken Shamrock e aceitou o convite para fazer parte do Lion’s Den, a primeira equipe norte-americana de MMA, onde treinou por dois anos.
A experiência serviria de ‘trampolim’ para DeLucia competir no Pancrase, onde ele teve a maior parte de suas lutas profissionais de MMA.

Entre os seus oponentes do Pancrase estavam Yuki Kondo, Masakatsu Funaki, Takaku Fuke, Matt Hume, Minoru Suzuki, Bas Rutten, Thomas Puckett, Chris Lytle, Manabu Yamada, Ryushi Yanagisawa, Kazuo Takahashi, Osami Shibuya, Ikuhisa Minowa, e Katsuhisa Fuji, entre outros.
Inclusive, a sua vitória sobre Masakatsu Funaki em 1994 foi considerada uma das “10 performances mais surpreendentes da história do MMA” segundo o conceituado ‘bleacher report’.

A última aparição de DeLucia no UFC ocorreu durante o UFC 23: Ultimate Japan 2 ( 1999 ). Ele lutou com Joe Slick, e perdeu rapidamente devido à uma lesão horrível em sua perna. Já recuperado, DeLucia lutou no Pancrase apenas cinco meses depois contra Bob Stines, perdendo por nocaute técnico.

As duas últimas lutas de DeLucia no MMA aconteceram nos eventos Cage Rage, no Reino Unido, e na World Fighting League, nos EUA, onde ele lutou com Fabio Piamonte e Lance Everson, respectivamente.

Após construir um cartel de 33 vitórias, 21 derrotas e 1 empate no MMA, DeLucia continuou trabalhando como instrutor de artes marciais e tornou-se líder do time Aikidog.

Ainda digna de nota é a sua histórica rivalidade com Bas Rutten, por sinal, a maior de toda a sua carreira.
O representante do Kung Fu perdeu as três lutas que fez com o holandês.
Anos depois da última luta, DeLucia e Rutten iniciaram uma longa discussão ‘on line’ e expuseram os seus problemas nos fóruns de debates do Sherdog.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/09/2019
_
Foto : Jason DeLucia ( com o traje característico dos praticantes de Kung Fu ) ao lado de Sean D. na conferência de imprensa do UFC 2. ( Cortesia : Acervo pessoal Jason DeLucia | MMA museum | WOW | SEG | Zuffa LLC. | WME-IMG | UFC media ).

Nota de esclarecimento pública

Website gratuito, não cobrança os nossos leitores ou visitantes, o único objetivo e a divulgação da informação e notícias reais, todos os créditos são de suas respectivas fontes e autores.

Em conformidade com as Leis:

Em conformidade com Artigo 46, I da Lei 9610/98 Brasil - Artigo 46, I da Lei 9610/98 e Lei nº 5.250 de 9 de fevereiro de 1967 - Lei 2083/53 | Lei nº 2.083 de 12 de novembro de 1953.

Para maiores informações e suporte jurídico consulte nosso advogado colaborador: Raphael Guilherme da Silva - OAB/SP Sob o Nº 316.914.

Caso discorde de algum artigo removeremos o mesmo de imediatamente e nós desculpamos de forma publica mediante uma retratação conforme a Lei se assim for solicitado.

Desde já muito obrigado.

Este portal de notícias e uma iniciativa de um Grupo de colaboradores voluntários sobre registro no Japão -目標新聞 (コネクション・ジャパン). - connectionjapan.com .

E é mantido pelos seus voluntários e colaboradores a fim de permitir que a colônia de Brasileiros possa ter acesso a essas informações de forma gratuita e a todos os demais visitantes que assim desejarem acessa nosso website.

Algumas observações na Lei n.º 9.610/98.

Uso de obra autoral para fins de estudo ou crítica;

Uso de obra autoral para exposição de um produto (por exemplo: uma loja de porta-retratos que expõe um porta-retrato contendo uma foto);

Uso de obra autoral para fim privado (se você compartihar com alguém, já não é mais uso privado!);

E outras previstas na Lei n.º 9.610/98.

« March 2021 »
Mon Tue Wed Thu Fri Sat Sun
1 2 3 4 5 6 7
8 9 10 11 12 13 14
15 16 17 18 19 20 21
22 23 24 25 26 27 28
29 30 31        

FreeCurrencyRates.com

 

Contador de visitas

0.png3.png9.png8.png9.png4.png1.png
Hoje:130
Ontem:966
Últimos 7 dias:7117
Mês:15295
Total:398941

Conectados simultaneamente

17
Online

17-10-21

Visitantes online

Parceiros

Go to top