Shooto Brasil ‘Solidariedade’ marca retorno das competições de MMA ao Rio de Janeiro

Shooto é o evento brasileiro que mais revela atletas para o MMA mundial. O Shooto Brasil “Solidariedade” será realizada dia 26 de julho, na Upper Arena. ( Créditos | Cortesia : ( C )Shooto Brasil | Divulgação ).

Criado em 1985, o Shooto é ‘o pai do MMA japonês’ e já foi considerado o “Pride dos leves”, além de ter revelado grandes nomes das artes marciais mistas para o mundo. Já estabelecido em países como os EUA, Finlândia, Austrália, Holanda, Noruega, Alemanha e Inglaterra, entre outros, o evento chegou ao Brasil em 2003.

Agora, a franquia mais antiga da modalidade na era moderna está de volta ao nosso país. O Shooto Brasil ‘Solidariedade’ está programado para o domingo, dia 26 de julho, na Upper Arena, Rio de Janeiro. Ainda sem a presença do público, as lutas serão disputadas a partir das 20h00, com transmissão pelo Canal Combate.

Vale ressaltar que antes, durante e depois do evento, atletas e comissão técnica passarão por um rígido protocolo de segurança, em função da pandemia de Coronavírus ( COVID-19 ).

Por meio de comunicado nas redes sociais, a organização do evento confirmou a realização de 10 lutas.

Na luta principal, Thiago “Manchinha” enfrenta o campeão dos leves ( até 70kg ), Fabrício “Negão”, pelo cinturão da categoria.

Fabrício “Negão” Martins ( 14-3-0 ) deixou o Piauí e se mudou para Varginha, no Sul de Minas Gerais, em 2018. Ele deixou a casa onde morava com os avós em Teresina para tentar a vida como profissional no MMA treinando na academia Ribas Family.

Já Thiago “Manchinha” Silva (17-8-1 ) está invicto em solo brasileiro desde 2015 – com derrotas apenas no Leste Europeu -, ele acumula cinturões do Shooto Brasil e do Juiz de Fora Fight.

No ‘co-main event’, Rangel “Anaconda” de Sá ( 9-10 ) e Ary “No Mercy” Santos ( 16-7 ) disputam o título dos super-leves ( até 75,3kg ).

Victor Romero ( 9-3-0 ) e Wendel Almeida ( 1-0 ), dois lutadores vindos do estado do Acre, também lutarão no ‘card’ principal do evento. O primeiro, 38 anos, vai encarar Adercino “Marmita” de Jesus ( 9-3 ) no peso casado de 80 kg, na antepenúltima luta do ‘card’. O segundo sobe ao octógono um pouco antes para o combate contra Luiz Felipe “Selvagem” Oliveira ( 2-1-0 ) no peso casado de 68 kg.

Na luta feminina da noite, Karen ‘Fênix’ Thalita ( 2-2 ) irá encarar a atleta Valeska ‘Tina Black’ Machado da Silva ( 7-2 ), pela categoria peso palha feminino ( 52 kg ).

Veja como está o ‘card’ do Shooto Brasil “Solidariedade” até o momento :

Shooto Brasil “Solidariedade”
26 de julho de 2020
Upper Arena
Rio de Janeiro-RJ

Peso leve (até 70kg): Fabrício “Negão” x Thiago “Manchinha” – Luta pelo cinturão
Peso Super-leve (até 75,3kg): Rangel “Anaconda” x Ary Santos – Luta pelo cinturão
Peso combinado (até 80kg): Adercino “Marmita” x Victor Romero
Peso combinado (até 68kg): Wendel Almeida × Luis Felipe “Selvagem”
Peso combinado (até 62,5kg): Cleiver Fernandes x Pedro “The Rock” Martins
Peso Galo (até 61,2kg): Victor “Bulldoguinho” x Wilherson Jackson
Peso combinado (até 73kg): Diego Barcelos × Leandro “Mun-Ra”
Peso combinado (até 59,5kg): Luiz Filipe Lopes x Renan de Oliveira
Peso Pena (até 65,8kg): Keweny Leão x “Mirrado”
Peso palha feminino (até 52kg): Valeska “Tina Black” Machado da Silva x Karen “Fenix” Thalita

( *o ‘card’ é sujeito à alterações )

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 09/07/2020

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments