“Vistos de trabalho negados”: 308 empresas foram afetadas pela nova decisão de Donald Trump

Pelo menos 308 empresas japonesas e mais de 1.400 funcionários baseados nos Estados Unidos foram afetados pela decisão do presidente dos EUA, Donald Trump, de interromper a emissão de certos vistos de trabalho até o final deste ano, mostrou uma pesquisa realizada pela agência japonesa de promoção comercial.

Na pesquisa de 961 empresas japonesas conduzida pela Organização de Comércio Exterior do Japão de 26 de junho a quarta-feira, 35% das empresas responderam que suas operações haviam sido afetadas de alguma forma, com 13% dizendo que o impacto foi sério.

As respostas refletem as rigorosas medidas de imigração de Trump, que visam garantir que os trabalhadores americanos sejam os primeiros a conseguir empregos em meio a uma maior taxa de desemprego no país, na sequência do novo surto de coronavírus.

Trump, que está se candidatando à reeleição nas eleições presidenciais de novembro, assinou uma ordem executiva em abril para coibir a imigração para os Estados Unidos, levando a uma suspensão de 60 dias na emissão de cartões de residentes permanentes, conhecidos como cartões verdes.

No mês passado, o governo dos EUA estendeu a pausa na emissão de green cards até o final de dezembro e também expandiu a medida para incluir alguns vistos de trabalho.

A medida desencadeou críticas de empresas americanas de TI como Apple e Google, que empregam talentos de alto calibre em todo o mundo.

Hiroaki Nakanishi, presidente da Federação Empresarial do Japão conhecida como Keidanren, também pediu aos governos dos dois países que tomem medidas para evitar interrupções nas operações das empresas japonesas.

Entre as questões citadas pelas empresas japonesas na pesquisa estavam transferências de pessoal congeladas e falta de pessoal nos departamentos de pesquisa e desenvolvimento.

Fonte: Mainichi // Créditos da imagem: Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments