Ex-diplomata russo isento de processo por roubo de segredos comerciais da SoftBank

Os promotores de Tóquio decidiram quinta-feira não indiciar um ex-diplomata russo por alegações de que ele havia obtido ilegalmente segredos comerciais da SoftBank Corp.

Anton Kalinin, 52 anos, ex-vice-representante comercial russo no Japão, deixou o país para a Rússia em fevereiro, embora a polícia japonesa tenha apresentado um pedido ao Ministério das Relações Exteriores da Embaixada da Rússia para fazê-lo se entregar.

A decisão de quinta-feira foi tomada depois que a polícia encaminhou o caso aos promotores, suspeitando que Kalinin convenceu Yutaka Araki, um ex-funcionário da maior operadora de telefonia móvel do Japão, a adquirir informações proprietárias, como manuais para estações base de celulares em um restaurante na área de Tóquio em novembro de 2018.

Araki, 48, que foi indiciado por violar a lei de prevenção de concorrência desleal, admitiu a acusação em uma audiência de seu julgamento em junho.

Os promotores buscaram uma pena de prisão de dois anos e uma multa de 1 milhão de ienes (US $ 9.300) por Araki, e a decisão está prevista para ser entregue em 9 de julho.

Fonte: Mainichi // Créditos da imagem: Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments