Número de deslizamentos de terra no Japão aumentaram em 50% durante a última década

Uma média de quase 1.500 deslizamentos de terra abalou o Japão todos os anos durante a década passada, marcando um aumento de quase 50%, de acordo com um relatório do governo endossado pelo Gabinete na sexta-feira.

A tendência refletiu o aumento das chuvas torrenciais devido ao aquecimento global, disse o Livro Branco sobre terra, infraestrutura e transporte, que pedia restrições ao uso de terras em risco e realocando os moradores para áreas mais seguras.

O número médio de deslizamentos de terra por ano foi de 1.006 entre 2000 e 2009, mas saltou 46,7% para 1.476 entre 2010 e 2019. Isso se compara a 1.027 entre 1990 e 1999.

As chuvas de 50 milímetros ou mais por hora na última década foram registradas 1,4 vezes mais frequentemente do que entre 1976 e 1985.

Esta foto mostra operações de busca e salvamento em andamento no local de um deslizamento de terra causado pelo tufão Hagibis em Tomioka, leste do Japão. (Créditos: Kyodo)

Em 2018, o Japão foi atingido por um recorde de 3.459 deslizamentos de terra, desencadeados por chuvas torrenciais no oeste do Japão e um grande terremoto em Hokkaido, norte do Japão. No ano passado, o tufão Hagibis e outras chuvas torrenciais provocaram 1.996 deslizamentos de terra.

O Japão fez neste mês medidas legais para restringir as restrições ao desenvolvimento de áreas da zona vermelha, onde a vida dos moradores correm maior risco em caso de deslizamentos de terra, e para introduzir um sistema para os governos municipais oferecerem realocação, segundo o relatório.

Ele acrescentou que o Japão tentará reduzir os danos causados ​​pelas inundações, melhorando os aterros, criando instalações de armazenamento de água subterrânea e promovendo a evacuação em áreas-chave.

Fonte: Mainichi/Kyodo // Créditos da imagem: Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments