Volvo disse que cortará 4.100 empregos mundialmente

A fabricante sueca de caminhões Volvo, uma das maiores do mundo, disse que reduzirá 4.100 empregos de colarinho branco, enquanto a pandemia do Covid-19 continua devastando as economias em todo o mundo.

A empresa disse que a pandemia e as medidas para conter a propagação do vírus “levaram a uma situação de mercado impactando severamente nossa indústria”.

“Espera-se que os efeitos sejam uma demanda menor no futuro e precisamos continuar ajustando nossa organização de acordo”, afirmou Martin Lundstedt, executivo-chefe do Grupo Volvo, em comunicado. A empresa disse em abril que reduziu o número de funcionários em quase 5.000 no primeiro trimestre, para pouco menos de 100.000.

Dos 4.100 cortes de empregos anunciados na terça-feira, cerca de 15% serão compostos por consultores e serão realizados no segundo semestre de 2020. Cerca de 1.250 dos cargos estarão na Suécia.

A Volvo, que também possui marcas como Renault Trucks e UD Trucks, disse que a necessidade de “reduções de pessoal teria sido maior sem vários pacotes de apoio governamental, permitindo demissões a curto prazo e outras medidas semelhantes”.

Em abril, o grupo informou que havia sido severamente impactado pela pandemia no primeiro trimestre do ano.

As operações chinesas começaram a ser afetadas em fevereiro e em todo o mundo o grupo foi atingido em meados de março, quando a “cadeia global de suprimentos foi interrompida e a produção interrompida na maior parte das operações”. Em 2019, o Grupo Volvo entregou 232.769 caminhões.

Fonte: Guardian // Créditos da imagem: Dibyangshu Sarkar/AFP/Getty Images

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments