Indústria alimentar do Japão enfrentam queda na demanda e escassez de mão-de-obra

As indústrias de alimentos e agricultura do país enfrentam quedas significativas na demanda e escassez de mão-de-obra devido à pandemia do COVID-19, informou um relatório do governo na terça-feira.

De acordo com o Relatório Anual fiscal de 2019 sobre Alimentos, Agricultura e Áreas Rurais no Japão, o setor agrícola foi atingido por uma queda na demanda por produtos como ingredientes da merenda escolar depois que o governo fechou as instalações da escola para impedir a propagação do novo coronavírus.

Os preços de flores e plantas ornamentais também caíram, já que muitos eventos foram cancelados em meio à pandemia, enquanto as restrições de viagens do governo em resposta ao vírus impediram a entrada de estagiários estrangeiros no Japão, resultando em uma escassez de mão de obra no setor, segundo o informe oficial. disse.

Para ajudar os agricultores, o governo os ajudou a encontrar rotas de vendas alternativas e arcar com os custos de transporte associados, de acordo com o relatório.

O governo também elevou o teto dos empréstimos concedidos por credores afiliados ao estado a agricultores e pescadores para ajudar a mantê-los nos negócios.

Além disso, o relatório alertou que o risco de febre suína africana entrar no Japão estava se tornando muito alto e que o governo estava tomando medidas preventivas.

Uma emenda aprovada em março para fortalecer as medidas preventivas nas fronteiras, a fim de bloquear a doença altamente contagiosa, foi observada no relatório.

A peste suína africana pode prejudicar a produtividade da indústria pecuária do país por um longo período de tempo e ameaçar um suprimento estável de produtos à base de carne se ela se espalhar pelo país, acrescentou o relatório.

Fonte: Kyodo // Créditos da imagem: Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments