Tóquio suspende alerta, mas registra 25 novos casos

Vinte e cinco pessoas em Tóquio foram infectadas com o novo coronavírus em 12 de junho, informou um o governo metropolitano de Tóquio.

Os novos casos marcam o 12º dia consecutivo em que o número de infecções em Tóquio ficou acima de 10.

Na quinta-feira, o governo de Tóquio registrou 22 novas infecções, em comparação com 18 no dia anterior. Dos 22, seis estavam conectados a boates e estabelecimentos de entretenimento semelhantes, enquanto 10 tinham rotas de transmissão não identificadas.

O número total de novos casos confirmados durante o alerta de Tóquio era de 165, com 59 infecções relacionadas aos estabelecimentos.

Os números de aumentos diários na capital caíram para apenas dois, pouco antes do estado de emergência ser levantado em 25 de maio, mas novos casos aumentaram para dois dígitos desde junho.

Fim do Alerta

O governo metropolitano de Tóquio encerrou na quinta-feira seu alerta sobre um possível aumento no número de infecções por coronavírus na capital, aproximando-se de uma retomada completa das atividades econômicas e sociais da capital.

Além do “alerta de Tóquio”, que a governadora Yuriko Koike emitiu em 2 de junho, o governo metropolitano diminuiu ainda mais as restrições às atividades comerciais em Tóquio, meia-noite de quinta-feira.

A próxima fase de flexibilização das restrições de negócios permite que as caixas de karaokê, centros de fliperama e salões de pachinko sejam reabertos, bem como restaurantes e pubs para operar mais horas.

“Quase terminamos de solicitar que as empresas suspendam seus negócios. Estamos entrando em uma nova etapa em que podemos realizar totalmente atividades econômicas e sociais”, afirmou Koike.

“Precisamos tomar medidas antivírus apropriadas para nos preparar para uma possível segunda onda de infecções”, acrescentou.

Terceira Fase

Koike anunciou o fim do aviso e a transição para a terceira fase, pois o número de novos casos diários e rotas de transmissão não identificadas em Tóquio permaneceu estável e abaixo de suas condições numéricas para levantar o aviso.

A capital também seria capaz de garantir provisões suficientes em instalações médicas, de acordo com o governo de Tóquio.

Discotecas e estabelecimentos de entretenimento similares, que não estão incluídos na terceira fase, poderão reabrir a partir de 19 de junho.

O governo metropolitano também retirará pedidos para encurtar o horário de operação de todos os restaurantes no mesmo dia.

Tóquio, com uma população de cerca de 14 milhões de habitantes, estabeleceu um plano de três etapas para aliviar as restrições de vírus, com museus, escolas e instalações esportivas sem bancada de espectadores reabertos na primeira fase, após o levantamento no final de maio de um estado de emergência.

Apenas um dia antes do alerta ser emitido, Tóquio passou para a segunda fase, permitindo que a maioria das instalações, como cinemas e academias de esportes, reabrisse.

Fonte: Mainichi // Créditos da imagem: Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments