Brasil ultrapassa marca de 40.000 mortes por covid-19, SP anuncia parceria com a China

O Brasil se aproxima das 40.000 mortes pelo novo coronavírus. Com 1.274 casos registrados pelo Ministério da Saúde na noite de quarta-feira, o país já tem 39.680 óbitos provocados pela covid-10.

O total de infectados é de 772.416, acréscimo de 32.913 nas últimas 24 horas. No Rio de Janeiro, Assembleia Legislativa autorizou a abertura de processo de impeachment contra Wilson Witzel (PSC). O mandatário se viu envolvido em uma investigação de corrupção. Em nota, ele se disse “tranquilo sobre minha inocência”.

O presidente Jair Bolsonaro anunciou a recriação do Ministério das Comunicações, que será comandado pelo deputado Fabipo Faria (PSD-RN), genro do empresário Silvio Santos, cuja emissora, o SBT, tem manifestado apoio às políticas do Planalto. Nos EUA as taxas de desemprego devem se manter em 5% até 2022.

SP anuncia parceria com a China para testar e produzir vacina contra a Covid-19

O Governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quinta-feira um acordo com um laboratório chinês para a testagem em fase final de uma vacina para o coronavírus. De acordo com ele, a expectativa é de que ela esteja disponível em junho do próximo ano, caso os resultados dos estudos sejam satisfatórios.

O acordo com o laboratório Sinovac Biotec permite, de acordo com ele, a transferência de tecnologia para a produção em larga escala da vacina no país. Ou seja, o Instituto Butantan, ligado ao Governo de SP, poderá, se constatada a validade da imunização, produzi-la diretamente no Brasil para a distribuição gratuita no SUS.

Para isso, o Brasil autoriza o teste em voluntários humanos. Segundo o governador, os testes começam em três semanas, com 9.000 pessoas. “É uma das vacinas em desenvolvimento em estágio mais desenolvidos do mundo”, afirma Dimas Covas, diretor do Butantan. A vacina em teste não contém vírus vivo, apenas fragmentos dele.

Esta é a terceira fase clínica do estudo com a vacina, que já passou por dois testes anteriores na China. A primeira fase da vacina contou com 144 voluntários chineses e, a segunda, com 600, que ainda estão sendo acompanhados na China. Ela contará com a mesma tecnologia de desenvolvimento que o Butantan já utiliza para a realização da vacina da dengue, o que facilitará a produção.

Inicialmente, afirma Covas, a vacina poderá vir da China, que já terá produção em grande escala. Em um segundo momento, será desenvolvida e distribuída pelo Butantan, também em larga escala.

A vacina da Sinovac Biotec, conhecida como Coronavac, é uma das dezno mundo que estão em estágio de testes clínicos mais avançados. Há ao menos 100 pesquisas sendo realizadas para o desenvolvimento de um antídoto para o vírus.   

O Governo federal já havia anunciado também uma parceria com cientistas da Universidade de Oxford para a testagem de uma outra vacina no Brasil, que também poderá estar pronta em um ano, caso funcione. O Brasil se tornou um dos epicentros da doença e, por isso, tem ampla circulação do vírus, o que é útil para os estudos.

SP chega a 10.145 mortes por covid-19

Na coletiva em que anunciou a nova parceria com a China para a produção de vacina, o Governo de São Paulo também atualizou os números da doença no Estado. São Paulo chegou a 162.520 casos e 10.145 óbitos. Houve um crescimento de 3,8% em 24 horas no registro de infectados e 2,8% no de mortes. A taxa de ocupação nas UTIs no Estado é de 69,4% e, na Grande SP, de 77%. Há ainda 5.211 pessoas com a suspeita ou a confirmação da doença internadas nas UTIs do Estado, além de 8.085 em enfermarias.

Nesta quarta-feira, primeiro dia de abertura do comércio na capital paulista, o isolamento ficou na taxa de 48%. No Estado, em 46%.

Fonte: Carta Capital/G1/El País // Créditos da imagem: Adriano Machado/Reuters

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments