“Racismo é a pandemia da América”: George Clooney comenta sobre o assassinato de George Floyd

George Clooney pediu uma “mudança sistemática” da aplicação da lei, justiça criminal e liderança política nos EUA, em um ensaio reagindo à crise desencadeada pela morte de George Floyd pelos policiais de Minneapolis na semana passada. Ao escrever para o Daily Beast, Clooney disse que é necessária uma ação urgente para combater a “pandemia” do racismo no país.

“Há pouca dúvida de que George Floyd foi assassinado”, escreveu Clooney. “Vimos quando ele deu seu último suspiro nas mãos de quatro policiais.” Ele elogiou a “reação desafiadora” de milhões de pessoas em todo o mundo que participam das manifestações.

“Não sabemos quando esses protestos desaparecerão. Esperamos e rezamos para que ninguém mais seja morto. Mas também sabemos que muito pouco mudará. A raiva e a frustração que vemos surgindo mais uma vez em nossas ruas são apenas um lembrete de quão pouco crescemos como país devido ao nosso pecado original de escravidão.

“Esta é a nossa pandemia. Ele infecta todos nós e, em 400 anos, ainda precisamos encontrar uma vacina”.

Clooney, 59, terminou com um chamado ao povo para remover Donald Trump do cargo nas próximas eleições presidenciais.

“Precisamos de formuladores de políticas e políticos que reflitam a justiça básica para todos os seus cidadãos igualmente. Não líderes que alimentam ódio e violência como se a ideia de atirar em saqueadores pudesse ser algo menos do que um apito racial de cachorro.

“E só há uma maneira neste país de trazer mudanças duradouras: votar”.

Fonte: Guardian // Créditos da imagem: Tolga Akmen/AFP/Getty Images

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments