Em um mês, China registra aumento de 50% em viagens interurbanas

As cidades mais populosas da China registraram um aumento nos viajantes de saída, turistas e excursionistas em 1º de maio, primeiro dia de um longo fim de semana de férias, liderado por Wuhan, epicentro da epidemia de coronavírus que atingiu o país pela primeira vez no ano passado.

O número de pessoas que viajaram para fora de suas cidades de origem saltou quase 50% no início do fim de semana do Dia do Trabalho, em comparação com o primeiro dia do feriado da Varredura de Tumbas, em 4 de abril, segundo cálculos da Reuters sobre dados do gigante chinês da Internet Baidu Inc.

O aumento nas viagens de ida e volta durante o feriado de cinco dias, um dos períodos de maior turismo da China a cada ano, ajudaria a elevar os setores de viagens e hospitalidade que foram duramente atingidos pela interrupção da pandemia de coronavírus.

O aumento do turismo foi liderado pelo aumento de viajantes de Wuhan, Pequim, Dalian, Tianjin e Jinan, com a China diminuindo as restrições de viagens e relaxando as regras de quarentena em meio a casos cada vez menores do coronavírus.

Centenas de pontos turísticos também foram reabertos, incluindo a Cidade Proibida em Pequim, enquanto as autoridades tentavam reviver e reparar as economias locais.
O país registrou mais de 23 milhões de turistas domésticos em 1º de maio, segundo o Ministério da Cultura e Turismo da China.

O departamento de turismo de Hubei disse que seus 22 locais turísticos reabertos receberam 109.664 visitantes em 1º de maio, uma queda de 87% em relação a um ano atrás, enquanto a receita do turismo caiu 95%, para 6,79 milhões de yuans (US $ 961.729).

Fonte: Guardian/Baidu/Reuters // Créditos da imagem: Alex Plavevski/EPA

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments