Coronavírus provavelmente é de origem animal, diz OMS

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse na terça-feira que todas as evidências disponíveis sugerem que o novo coronavírus se originou em animais na China no final do ano passado e não foi manipulado ou produzido em laboratório.

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse na semana passada que seu governo estava tentando determinar se o vírus emanava de um laboratório na cidade central chinesa de Wuhan, onde a pandemia de coronavírus surgiu em dezembro.

“Todas as evidências disponíveis sugerem que o vírus tem origem animal e não é manipulado ou construído em laboratório ou em outro lugar”, disse a porta-voz da OMS, Fadela Chaib, em entrevista coletiva em Genebra. “É provável, provavelmente, que o vírus seja de origem animal.”

Não estava claro, acrescentou Chaib, como o vírus havia ultrapassado a barreira das espécies para os seres humanos, mas “certamente” havia um hospedeiro animal intermediário. “Provavelmente tem seu reservatório ecológico nos morcegos, mas como o vírus veio dos morcegos para os seres humanos ainda está para ser visto e descoberto.”

Ela não respondeu a uma solicitação para esclarecer se era possível que o vírus tivesse escapado inadvertidamente de um laboratório. O Instituto de Virologia de Wuhan rejeitou os rumores de que sintetizou o vírus ou permitiu que ele escapasse.

Chaib, questionado sobre o impacto da decisão de Trump na semana passada de suspender o financiamento da agência das Nações Unidas sobre o tratamento da pandemia de coronavírus, disse: “Ainda estamos avaliando a situação sobre o anúncio do presidente Trump … e avaliaremos a situação e trabalharemos com nossos parceiros para preencher quaisquer lacunas. “

“É muito importante continuar o que estamos fazendo não apenas pelo COVID, mas por muitos, muitos, muitos outros programas de saúde”, acrescentou ela, referindo-se à ação contra a poliomielite, o HIV e a malária, entre outras doenças.

Ela disse que a OMS foi 81% financiada pelos próximos dois anos até o final de março, referindo-se ao seu orçamento bienal de US $ 4,8 bilhões. Os Estados Unidos são o maior doador da agência com sede em Genebra. Outros grandes colaboradores são a Fundação Gates e a Grã-Bretanha.

Fonte: Reuters // Créditos da imagem: REUTERS/Denis Balibouse

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments