Grupo de estudantes em Fukushima promovem conscientização sobre questões LGBT no município

Em um dia de fevereiro, cerca de 10 pessoas se reuniram para uma discussão organizada por estudantes da Universidade de Fukushima na cidade para aumentar a conscientização sobre questões LGBT.

“Vamos criar um mundo onde todos possam se expressar e serem aceitos por quem são”, disse um dos estudantes.

“Precisamos aumentar a conscientização sobre a importância da diversidade na sociedade, inclusive em municípios e empresas”, disse outro participante.

Muitos em Fukushima estão reconhecendo a necessidade de uma compreensão mais profunda das lutas que as pessoas LGBT enfrentam e criando uma sociedade inclusiva, levando alguns grupos a sediar eventos e desfiles semelhantes.

A Prefeitura de Fukushima, enquanto isso, eliminou a necessidade de preencher o gênero nos formulários de inscrição para os exames pré-escolares do ensino fundamental e médio a partir desta primavera. Mas especialistas e advogados dizem que precisa fazer mais para garantir os direitos LGBT.

O grupo de estudantes que organizou a discussão, que foi lançado em setembro do ano passado e compreende quatro estudantes da Universidade de Fukushima e da Universidade de Medicina de Fukushima, realiza uma reunião entre os estudantes todos os meses para discutir os problemas que as pessoas LGBT enfrentam.

“Espero continuar as atividades para conscientizar as pessoas”, disse Daiki Nagase, 23 anos, que lidera o grupo.

A Universidade de Fukushima também está fazendo sua parte para acomodar as necessidades dos estudantes LGBT e membros do corpo docente. Em um questionário realizado com cerca de 2.500 estudantes no ano passado, 0,6% dos entrevistados disseram que seu sexo não era masculino nem feminino.

Vendo o resultado, a universidade transformou os sinais de 16 banheiros para pessoas com deficiência em “daredemo toire”, ou banheiros destinados a todas as pessoas.

A universidade também criou um grupo de trabalho com o objetivo de criar uma diretriz LGBT nesta primavera.

“Esperamos criar o melhor ambiente possível com base nas vozes de cada um dos estudantes”, disse um funcionário da universidade.

Outro grupo em Fukushima está planejando uma parada em 17 de maio, perto da Estação de Fukushima, para conscientizar sobre questões LGBT – a primeira na prefeitura. Participantes dentro e fora da prefeitura desfilarão pelas ruas com bandeiras do arco-íris.

“Quero criar mais oportunidades em que as pessoas possam expressar sua individualidade”, disse Yukako Hirose, 23 anos, líder do organizador.

O organizador publicará detalhes do desfile em sua conta do Twitter.

Fonte: Japan Times // Créditos da imagem: Japan Times/FUKUSHIMA MINPO


Leandro Ferreira | Connection Japan ®

Editor "jornalista", analista de sistema, webmaster, programador, "nerd". Amo animes, as vezes jogo League of Legends . Luto, pelo meu amado Pai, que Deus o tenha e abençoe a todos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.