Resgate dos EUA: O que há no estímulo de US $ 2 trilhões?

Enquanto os Estados Unidos lutam para conter a pandemia de coronavírus, o país também está lutando em outra frente de batalha: a ameaça de uma crise econômica. Com grande parte do país sob alguma forma de bloqueio, sua economia parou. À medida que as empresas fecham uma após a outra, um número recorde de americanos já solicitou benefícios de desemprego.

Para ajudar a combater a devastação econômica infligida pela pandemia, o presidente Donald Trump assinou um pacote de ajuda de US $ 2 trilhões em 27 de março. É maior que o PIB da Itália e é o maior pacote de estímulo federal da história.

O projeto de lei foi aprovado no Senado e na Câmara dos Deputados quase por unanimidade. A rara ação bipartidária sublinhou o quão seriamente os legisladores republicanos e democratas estão levando a pandemia global que congelou a economia do país e abalou seu sistema médico.

Aqui está um resumo do que está no pacote de US $ 2 trilhões:

  • US$ 533 Bilhões: Auxílio ás grandes empresas

O projeto de lei cria um fundo que oferece empréstimos a empresas, estados e cidades. Seria supervisionado por um inspetor geral e por um conselho de supervisão do congresso.

As empresas que utilizam o fundo teriam que reter pelo menos 90% de seus funcionários até o final de setembro e enfrentar outras restrições sobre como gastam o dinheiro.

  • US$ 377 Bilhões: Perdão aos pequenos negócios

Empréstimos para empresas com menos de 500 funcionários podem ser parcialmente perdoados se forem usados para salários, aluguel, juros de hipotecas e custos de serviços públicos. O projeto também inclui subsídios de emergência para pequenas empresas.

  • US$280 Bilhões: Cortes e atrasos nos impostos

Isso inclui uma variedade de medidas, como crédito tributário reembolsável de 50% da folha de pagamento para empresas afetadas pelo coronavírus, para incentivar a retenção de funcionários.

Os empregadores também poderão adiar o pagamento desses impostos, se necessário.

  • US$ 290 Bilhões: Concessões

Pagamentos diretos de até US $ 1.200 cada para milhões de americanos, com pagamentos adicionais de US $ 500 por criança.

Os pagamentos seriam eliminados para aqueles que ganham mais de US $ 75.000 por ano. Aqueles que ganham mais de US $ 99.000 não seriam elegíveis.

  • US$ 260 Bilhões: Auxílio Desemprego

Os pagamentos para trabalhadores desempregados aumentariam em US $ 600 por semana. Trabalhadores demitidos receberiam esses pagamentos por até quatro meses. Os benefícios regulares, que normalmente acabam após seis meses na maioria dos estados, seriam estendidos por mais 13 semanas.

Trabalhadores independentes, contratados independentes e aqueles que normalmente não se qualificam para benefícios de desemprego seriam elegíveis.

O governo também compensaria parcialmente os salários dos trabalhadores cujas horas são reduzidas, em um esforço para incentivar os empregadores a evitar demissões.

  • US$ 180 Bilhões: Investimentos na saúde

O projeto fornece mais financiamento para hospitais, centros de saúde e agências relacionadas à saúde, como os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA.

  • US$ 150 Bilhões: Dinheiro para os estados

O dinheiro ajudará os estados a equilibrar seus orçamentos, que devem despencar à medida que as receitas tributárias caem com o fechamento das empresas.

  • US$ 213 Bilhões: Escolas, alimentos, segurança

Outras medidas incluem aumento do financiamento para cupons de alimentos, serviços familiares, moradia, ajuda em desastres e educação.


Economistas dizem que os pagamentos diretos são uma das maneiras mais eficazes de gerar atividade econômica, porque as pessoas que recebem o dinheiro tendem a gastá-lo rapidamente. Mas a chave aqui é a velocidade.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, disse que quer que os cheques sejam liberados no início de abril – apenas algumas semanas a partir de 27 de março, o dia em que o presidente Trump assinou o pacote de estímulo.

Especialistas dizem que é provável que seja uma questão de meses, não semanas, antes que esses pagamentos cheguem.

Fonte: Comitê do orçamento federal/ Comitês do congresso/ Reuters

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments