Oriente Médio reporta mais de 60 mil casos de coronavírus, diz OMS

Os governos do Oriente Médio precisam agir rapidamente para limitar a disseminação do coronavírus, depois que os casos aumentaram para quase 60.000, quase o dobro de seu nível uma semana antes, informou a Organização Mundial da Saúde na quinta-feira.

“Novos casos foram relatados em alguns dos países mais vulneráveis com sistemas de saúde frágeis”, disse Ahmed Al-Mandhari, diretor da OMS para a região do Mediterrâneo Oriental, que inclui Paquistão, Afeganistão, Somália e Djibuti, além de estados do Oriente Médio.

“Mesmo em países com sistemas de saúde mais fortes, vimos um aumento preocupante no número de casos e mortes relatados”, disse ele em comunicado.

Fora do Irã, que registrou pouco mais de 50.000 casos, os números confirmados de coronavírus foram relativamente baixos no Oriente Médio em comparação à Europa, Estados Unidos e Ásia.

Mas as autoridades de saúde temem que os casos de doenças respiratórias altamente contagiosas causadas pelo vírus sejam subnotificados e que muitos países com governos e sistemas de saúde fracos e corroídos pelo conflito tenham dificuldade em lidar com isso.

“Não posso enfatizar suficientemente a urgência da situação”, disse Mandhari. “O crescente número de casos mostra que a transmissão está ocorrendo rapidamente nos níveis local e comunitário”.

“Ainda temos uma janela de oportunidade, mas essa janela está se fechando lentamente dia a dia”, acrescentou.

Fonte: Guardian // Créditos da imagem: Ebrahim Noroozi/AP

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments