Japão proíbe a entrada de estrangeiros de 73 países

O Japão disse quarta-feira que negará a entrada de estrangeiros que viajam de um total de 73 países e regiões, ou cerca de um terço do mundo, expandindo sua proibição para incluir as Américas e a África devido ao aumento contínuo de infecções globais por coronavírus.

Falando em uma reunião de uma força-tarefa do governo sobre a resposta do país ao coronavírus, o primeiro-ministro Shinzo Abe disse que a nova proibição será imposta a partir de sexta-feira. A medida estará em vigor no momento, disse o governo.

Os estrangeiros que estiverem nessas partes do mundo dentro de 14 dias após sua chegada ao Japão terão sua entrada recusada.

Aqueles com status de residência permanente e seus cônjuges – mesmo que sejam japoneses – também estarão sujeitos à medida se tentarem retornar ao Japão de qualquer um dos países e regiões listados a partir de sexta-feira.

“Decidimos fortalecer nossas medidas de controle de fronteiras, devido a aumentos explosivos de infecções no exterior, principalmente na Europa e nos Estados Unidos”, disse Abe na reunião.

Austrália, Grã-Bretanha, Brasil, Canadá, Nova Zelândia, Taiwan, Marrocos e Estados Unidos estão entre os 49 países e regiões recém-adicionados, juntamente com a maior parte da Europa e muitos países da Associação das Nações do Sudeste Asiático.

O Japão também ampliará sua proibição para toda a China e Coreia do Sul a partir de áreas selecionadas de seus dois vizinhos asiáticos atingidos pelo novo surto de coronavírus na última intensificação dos controles nas fronteiras.

De sexta até o final de abril, todos os viajantes serão solicitados a se auto-colocar em quarentena e a evitar o transporte público por 14 dias.

Todos os repatriados japoneses serão convidados a passar por testes de vírus, disse o governo, um estado adotado em resposta a um aumento nos casos importados.

O Ministério das Relações Exteriores já havia aumentado seu comunicado de viagem para o Nível 3 para os 49 países e regiões na terça-feira, o que significa que todas as viagens devem ser evitadas.

Estrangeiros de países europeus como França e Itália, que estão sob bloqueio e Irã, já foram impedidos de entrar no Japão.

O ministério suspenderá os vistos emitidos em todas as suas embaixadas e consulados localizados em países que não são cobertos pela proibição de entrada, bem como todas as isenções de visto. Essa medida também entrará em vigor a partir de sexta-feira até o final do mês.

A pandemia de coronavírus levou a proibições e restrições de viagens em todo o mundo, diminuindo a atividade econômica. O número total de infecções em todo o mundo superou 860.000, de acordo com uma contagem da Universidade Johns Hopkins. O Japão informou mais de 3.000, incluindo cerca de 700 do Diamond Princess, um navio de cruzeiro que estava em quarentena.

Após recentes ganhos acentuados de infecções em Tóquio e em outras áreas urbanas, o Japão está se esforçando para evitar um aumento explosivo de infecções que levaria Abe a declarar um estado de emergência.

O primeiro-ministro foi criticado por sua lenta resposta inicial ao surto viral que começou na cidade de Wuhan, no centro da China, no final do ano passado.

Fonte: Mainichi // Créditos da imagem: Kyodo


Leandro Ferreira | Connection Japan ®

Editor "jornalista", analista de sistema, webmaster, programador, "nerd". Amo animes, as vezes jogo League of Legends . Luto, pelo meu amado Pai, que Deus o tenha e abençoe a todos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.