Agência alerta contra produtos que prometem prevenção ao novo coronavírus

A CAA-Agência Nacional do Consumidor publicou 2 posts relacionados ao novo coronavírus. 

Um deles é sobre a proibição de revenda de máscaras a preços superiores ao normal, a partir de 15 deste mês. Independente se é empresa ou pessoa física, o governo proibiu por causa da especulação em torno do produto. Os que persistirem serão punidos, com prisão ou pagamento de multa. 

O outro é um alerta aos consumidores sobre diversos produtos que prometem proteção ou prevenção contra o novo coronavírus. 

Ela encontrou 46 produtos de 30 empresas, com vendas na web, no período de 25 de fevereiro a 6 deste mês, desde alimentícios a eletrônicos. Entre eles há chá de dandelion, ou dente de leão, cuja empresa promete combater o vírus, mas não há fundamento, segundo a agência.

“Através dos íons negativos mata o coronavírus”, promete um fabricante de purificador de ar, ou um fabricante de natto indicando que o “peptídeo contido nesse alimento destrói a membrana de bactérias causadoras de pneumonia”.

As características do novo coronavírus não foram esclarecidas e os testes em instalações privadas não são possíveis, portanto, as indicações de efeitos preventivos carecem de objetividade e racionalidade no momento. 

A agência pediu aos vendedores dos produtos para melhorar seus rótulos e para os operadores dos sites para verificar se produtos similares foram listados.

O responsável pela agência disse “não há nenhum produto que tenha base para seu efeito preventivo no momento. Ao invés de se deixar levar por esses rótulos pedimos que lave bem as mãos e tome outras medidas corretas”.

Fonte: CAA/Asahi // Créditos da imagem: CAA-Agência Nacional do Consumidor

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments