Shizuoka registra 1 caso de coronavírus: Total no Japão sobe para 938

Shizuoka – A província de Shizuoka registrou seu primeiro caso de coronavírus nesta sexta-feira (28) e o número de contágios no Japão subiu para 933, informou a emissora NHK.

Um homem com idade entre 60 e 69 anos foi diagnosticado com o novo vírus covid-19 quase 10 dias depois de ter deixado o navio de cruzeiro Diamond Princess, que ficou de quarentena no porto de Yokohama (Kanagawa).

O homem, que mora na cidade de Shizuoka (capital da província), testou negativo quando saiu do navio e até então não tinha nenhum sintoma da doença. Ele ficou em casa a maior parte do tempo, saindo algumas vezes para fazer compras, de acordo com as autoridades locais.

Outros 27 passageiros do cruzeiro moram na província de Shizuoka e estão sendo monitorados pelo Ministério da Saúde.

Dois passageiros também foram diagnosticados com covid-19 depois de terem voltado para casa em Tokushima e Tochigi.

Sem contar os passageiros, as autoridades de Shizuoka descartaram mais de 90 casos suspeitos de coronavírus desde 22 de janeiro até agora. Todos foram examinados, mas os resultados deram negativo, com exceção do primeiro contágio registrado na província.

Quase mil passageiros do navio que testaram negativo e não apresentaram sintomas da doença durante o período de quarentena foram liberados sem restrições e puderam voltar para casa utilizando transportes públicos.

O Diamond Princess ficou de quarentena por 14 dias, entre 5 e 19 de fevereiro, com 3.700 passageiros e tripulantes. Destes, 705 foram diagnosticados com coronavírus.

Cerca de 20 hospitais na província de Shizuoka têm estrutura adequada e segura para receber pacientes com coronavírus e alguns deles estão tratando de passageiros que testaram positivo no navio, mas o governo não deu mais detalhes, segundo a NHK.

NÚMEROS DO CORONAVÍRUS NO JAPÃO

(atualização em 28 de fevereiro, às 21h30).

705 infectados (japoneses e estrangeiros) no navio de cruzeiro Diamond Princess, que ficou em quarentena no porto de Yokohama (Kanagawa).

9 funcionários do governo infectados no navio.

14 infectados entre os 700 japoneses repatriadas da China.

66 infectados em Hokkaido (incluem duas crianças de uma mesma escola primária).

36 infectados em Tóquio (incluindo seis taxistas, um médico e o filho dele e uma enfermeira) relacionadas a uma festa de confraternização.

28 infectados em Aichi (incluem casal de Nagoia que esteve no Havaí, três amigos da região de Owari e 10 pessoas de Nagoia).

22 infectados em Kanagawa (incluem uma enfermeira e três pacientes relacionados ao hospital Sagamihara Chuo).

13 infectados em Wakayama (incluem 10 pessoas relacionadas ao hospital Saiseikai Arida, sendo dois médicos, a esposa e o filho de um dos médicos, três pacientes e três familiares de um dos pacientes).

13 infectados em Chiba (incluindo uma professora).

6 casos em Ishikawa.

5 casos em Kumamoto.

3 infectados em Okinawa (incluem dois taxistas).

2 infectados em Quioto.

2 casos em Fukuoka.

2 casos em Nagano.

2 casos em Gifu.

4 casos em Osaka.

1 infectado em Mie.

1 caso em Nara (motorista de ônibus).

1 caso em Saitama.

1 caso em Tochigi.

1 caso em Tokushima.

1 caso em Shizuoka.

938 casos no total, incluindo 11 mortes (uma mulher de Kanagawa, dois pacientes de Hokkaido, um homem de Tóquio, um de Wakayama e seis passageiros do navio). Cerca de 50 infectados estão em estado grave.

Excluindo os passageiros e tripulantes do navio, 37 pacientes se recuperaram e receberam alta hospitalar, segundo a emissora NHK.

Fonte: www.alternativa.co.jp

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments