简体中文 - English - 日本語 - 한국어 - Português - Español

Ex-funcionário da SoftBank indiciado por vazar informações na Rússia

Um ex-funcionário da SoftBank Corp. foi indiciado nesta sexta-feira em Tóquio por acusar ilegalmente a aquisição de segredos da empresa, disseram os promotores, em violação à lei de prevenção da concorrência injusta do Japão.

Yutaka Araki, 48, supostamente obteve as informações de um servidor de computador no SoftBank em 18 de fevereiro do ano passado e forneceu as informações proprietárias da grande operadora de telefonia móvel a um diplomata russo no Japão.

Araki, que foi preso em janeiro, admitiu ter recebido dinheiro em troca das informações que mantinha nos dispositivos de armazenamento de dados, disseram os investigadores.

A polícia solicitou através do Ministério das Relações Exteriores que a Embaixada da Rússia apresente Anton Kalnin, o segundo oficial mais alto da Representação Comercial da Federação Russa no Japão, e outro oficial que eles suspeitem estarem envolvidos no roubo.

No entanto, Kalnin partiu para a Rússia na segunda-feira, enquanto o outro oficial havia retornado à Rússia em 2017.

A SoftBank, uma unidade do SoftBank Group Corp., disse que as informações vazadas eram “de baixa confidencialidade” e estavam relacionadas a manuais para estações base de telefones celulares e outras instalações de comunicação. A empresa demitiu Araki em dezembro.

Fonte: Mainichi // Créditos da imagem: Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments