Kobe marca o 25° aniversário do Grande terremoto de Hanshin

A cidade de Kobe, no oeste do Japão, e seus arredores, na sexta-feira, marcaram o 25º aniversário do terremoto de magnitude 7,3 que matou 6.434 pessoas.

Moradores locais e famílias das vítimas realizaram um momento de silêncio às 5:46 da manhã, momento em que o Grande Terremoto de Hanshin atingiu a cidade portuária na província de Hyogo e áreas vizinhas em 17 de janeiro de 1995.

Em um evento memorial realizado em Higashi Yuenchi, um parque em Kobe, a cidade mais afetada pelo desastre, as pessoas acenderam cerca de 5.000 lanternas de bambu alinhadas para formar “1.17”, a data do desastre.

As pessoas rezam em um parque em Kobe em 17 de janeiro de 2020, o 25º aniversário do grande terremoto que atingiu a cidade ocidental do Japão e seus arredores, matando mais de 6.000 pessoas. Foto: Kyodo

“Quando fecho os olhos, ouço a voz de minha mãe dizendo: ‘Continue, Yocchan'”, disse Yoshihiro Ueno, 47 anos, que perdeu sua mãe, Michiko, de 47 anos.

Em Tóquio, o secretário-chefe do gabinete, Yoshihide Suga, ofereceu condolências às vítimas e disse que o governo tomará todas as medidas contra desastres.

“Ao passar a experiência e as lições, daremos o máximo de nós para proteger a vida das pessoas e seus bens e criar uma sociedade na qual todos possam viver se sentindo seguros”, disse o principal porta-voz do governo.

Um quarto de século desde o terremoto, Kobe enfrenta o desafio de transmitir a memória e o conhecimento da catástrofe para as gerações futuras.

“À medida que o número de moradores que não sofreram o desastre aumentar, enfrentaremos o desafio de passar para a próxima geração”, disse o prefeito de Kobe, Kizo Hisamoto.

Entre as 13.800 autoridades do governo da cidade de Kobe em abril do ano passado, 59% ingressaram no governo local após o desastre, segundo a cidade.

“O interesse no desastre está diminuindo 25 anos depois”, disse Naoyoshi Shiromoto, 74, depois de acender 105 velas em um parque representando as vítimas na área.

“É um esforço modesto, mas gostaríamos de continuar realizando esses eventos”, afirmou.

No início desta semana, cerca de 60 membros do clube de beisebol da escola Shinko Gakuen ajudaram na preparação do evento memorial em Higashi Yuenchi.

“Nossa geração não sofreu o desastre do terremoto, mas continuaremos a fazer o possível por pessoas que perderam seus entes queridos e sofreram”, disse Toshiki Kawamura, capitão de 17 anos da equipe.

O príncipe herdeiro Fumihito e sua esposa, a princesa Kiko, participaram de uma cerimônia comemorativa realizada pelo governo da prefeitura de Hyogo e outras entidades em um salão público.

Fonte: Mainichi/Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments