3 presos por supostamente sequestrar aluna no oeste do Japão

Um homem e duas mulheres foram presas em 16 de janeiro por supostamente sequestrar uma garota do ensino médio, que desapareceu de um hospital na província de Nara, no oeste do Japão, no início de janeiro e foi encontrada na província de Osaka uma semana depois.

A irmã mais velha da estudante, Eri Kodama, 21 anos, moradora desempregada de Higashiosaka, província de Osaka, está entre os três presos. Ela e outros dois – Ren Ishikawa, 24 anos, residente desempregado da mesma cidade, e Akira Hayashi, 30 anos, da cidade de Wakayama, também no oeste do Japão – são acusados ​​de sequestrar um menor.

Os três são suspeitos de sequestrar aluna do primeiro ano do ensino médio em um carro alugado perto de um hospital em Katsuragi, província de Nara, entre 9h45 e 10h10 de 9 de janeiro. Todos os suspeitos admitiram as alegações contra eles, de acordo com a polícia da prefeitura.

A menina de 16 anos desapareceu depois de visitar o hospital, acompanhada por uma mulher e uma amiga em 9 de janeiro. Ela então teria dito a elas que iria ao banheiro e não voltou. Pouco antes disso, ela aparentemente entregou uma carta à amiga, que afirmou efetivamente que sairia e encontraria sua própria felicidade.

Por volta das 9:40 da manhã de 16 de janeiro, Hayashi chamou a polícia, dizendo: “Nós levamos a menina sob nossos cuidados”. Oficiais da delegacia de Takada da polícia da província de Nara subseqüentemente a encontraram na residência de Kodama em Higashiosaka e a levaram sob custódia protetora no mesmo dia.

A polícia suspeita que a jovem de 16 anos tenha deixado o hospital sozinha e ligou para Kodama e outros. A menina foi citada como dizendo à polícia: “Eu estava cansada da minha vida atual”.

Fonte: Mainichi

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments