Japão criará app para detectar cartões de residência falsos

O governo japonês desenvolverá um aplicativo de smartphone para identificar cartões de residência forjados para estrangeiros, na tentativa de reprimir as violações das leis de vistos, disseram autoridades do governo.

O aplicativo, destinado a potenciais empregadores de trabalhadores estrangeiros, lerá os dados armazenados nos chips IC incorporados nos cartões e confirmará se os dados correspondem às informações listadas nos cartões, como nome e status residencial.

O governo pretende introduzir o aplicativo até o final de 2020, disseram as autoridades.

O número de residentes estrangeiros vem aumentando a cada ano, atingindo cerca de 2,83 milhões no final de junho do ano passado, ante cerca de 2,03 milhões no final de 2012, segundo a Agência de Serviços de Imigração.

O número de prisões resultantes da posse ou uso de cartões de residência falsificados também aumentou, chegando a 620 em 2018, um aumento de 1,6 vezes em relação ao ano anterior, segundo a polícia.

Os cartões de residência listam informações dos titulares, incluindo nomes, datas de nascimento, nacionalidade, status residencial e período de estadia.

Os cartões de residência forjados costumam ser usados ​​para conseguir outros empregos além daqueles permitidos pelo tipo de visto ou para permanecer no país além do período permitido. Em alguns casos, eles são usados ​​para assinar contratos de empréstimo à habitação.

Embora o holograma na superfície dos cartões tenha sido falsificado, até agora não houve nenhum caso de falsificação de chips IC, informou a agência.

O aplicativo previsto permitiria a leitura do chip IC de um cartão de residência apenas segurando um smartphone sobre o cartão. O governo destinou cerca de 130 milhões de ienes em seu orçamento extra para o atual ano fiscal para custos de desenvolvimento.

A agência já divulgou as especificações dos dispositivos para ler dados nos chips de IC dos cartões, mas poucas empresas introduziram dispositivos de digitalização devido à dificuldade de desenvolvê-los por conta própria.

A agência espera que empresas de médio e pequeno porte utilizem o novo aplicativo ao contratar trabalhadores estrangeiros.

Espera-se que mais estrangeiros morem no Japão sob um novo sistema de vistos lançado em abril do ano passado para lidar com a falta de mão-de-obra.

O governo espera que 345.150 estrangeiros adquiram um status de residente recém-criado que conceda o direito de trabalhar em 14 setores, como construção, agricultura e assistência de enfermagem, por até cinco anos.

Fonte: Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments