Japão investe 1,78 bilhões de ienes para promover o saquê

O Japão destinou um total combinado de 1,78 bilhão de ienes (US $ 16 milhões) no orçamento do estado para impulsionar a promoção de saquê e outras bebidas alcoólicas fabricadas no Japão no exterior, especialmente quando o país sediar as Olimpíadas e Paraolimpíadas deste ano.

O total – dos quais 1,31 bilhão de ienes está no orçamento para o ano fiscal de 2020 a partir de abril e o restante no orçamento suplementar para o atual ano fiscal de março – é sete vezes maior que os gastos semelhantes no orçamento inicial de 2019.

Como parte desses esforços, o governo está se preparando para montar um escritório na Agência Nacional de Impostos em julho para ajudar melhor as empresas a exportar saquê e fabricar vinho e cerveja no mercado interno, de acordo com um funcionário da agência.

O escritório, com 18 funcionários na Divisão de Imposto e Indústria de Bebidas da agência, se unirá à Organização de Comércio Exterior do Japão para promover e fortalecer a marca de saquê e outras bebidas alcoólicas fabricadas no Japão.

“O novo escritório ajudará as empresas a exportar bebidas alcoólicas, entendendo suas necessidades e transmitindo informações relevantes, como rotas de vendas, compradores estrangeiros e outras questões”, disse Yui Nagahara, vice-diretor da divisão.

O escritório também terá a tarefa de negociar com colegas estrangeiros sobre a redução de impostos sobre bebidas alcoólicas.

Nagahara, que lida com questões relacionadas à exportação de bebidas alcoólicas japonesas para o exterior, disse que os 470 milhões de ienes no orçamento extra fiscal de 2019 serão atribuídos ao Instituto Nacional de Pesquisa para Fabricação de Cerveja para o desenvolvimento de novos produtos que combinam gostos no exterior.

Outras iniciativas incluem o lançamento de estandes no Japão durante as Olimpíadas de Tóquio e Paraolimpíadas, onde visitantes estrangeiros podem experimentar. Os locais incluirão aeroportos e o centro de mídia do evento.

Outra medida prevista é a promoção de passeios pelas fábricas de saquê como atração para visitantes estrangeiros, um projeto que envolveria cervejarias locais, operadores turísticos e empresas de transporte público.

A agência também planeja intensificar a promoção do “awamori”, um espírito destilado à base de arroz, como parte da revitalização da economia de Okinawa, no sudoeste do Japão.

Com a demanda pela culinária japonesa aumentando globalmente, o país exportou 25.747 quilolitros de saquê em 2018, um aumento de 9,6% em relação ao ano anterior e atingindo um recorde pelo nono ano consecutivo, segundo dados do governo.

Em valor, as exportações de saquê totalizaram 22,2 bilhões de ienes em 2018. Os Estados Unidos lideraram o ranking com importações no valor de 6,3 bilhões de ienes, seguidos por Hong Kong, China e Coréia do Sul.

Fonte: Kyodo

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments