Confira os resultados da 21ª edição do Circuito Nordestino de K-1 & Boxe em Mauriti-CE

O pernambucano Matheus Yuri foi um dos destaques da 21ª edição do Circuito Nordestino de K-1 & Boxe em Mauriti-CE. ( Créditos | Cortesia : Assessoria de imprensa do evento | Eliane Barreto ).

Foi realizada no dia 16 de Novembro de 2019, a 21ª edição do Circuito Nordestino, a mais tradicional competição de “lutas em pé” do Nordeste, que desta vez aconteceu no formato de um evento misto com as modalidades de K-1 ( Kickboxing ) e Boxe.
As lutas tiveram lugar na quadra do Proares, na cidade de Mauriti, no interior do estado do Ceará.

Localizada ao redor dos municípios limítrofes dos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco, a cidade já havia recebido uma etapa anterior da competição em Julho de 2017.
Participaram da competição lutadores dos estados do Ceará, Paraíba e Pernambuco.

Aconteceram alguns grandes combates na modalidade K-1 ( Kickboxing ) entre os lutadores dos estados que se fizeram representados.

Entre estes, destacamos as lutas de Jeibson ( PB ) que venceu Rodolfo ( CE ) por nocaute e Vandeilson ( CE ) que venceu Wallison ( PE ), por pontos.

No ‘co-main event’ ( luta co-principal da noite ), tivemos um duelo feminino eletrizante entre as atletas Samia Lyno ( CE ) x Alana ( PE ), válido pelo título nordestino de K-1 pelo CIAM – Conselho Internacional de Artes Marciais.

O combate ocorreu de forma intensa durante os três rounds entre as atletas Samya e Alana, sendo que a arbitragem não chegou à uma conclusão e daria um empate, mas foi solicitado um round extra para desempatar a luta. Após a disputa do round extra, a vitória foi para atleta do Ceará, Samia Lyno.

Já o ‘main event’ ( luta principal ), foi uma disputa de Boxe profissional válida pelo título nordestino de Boxe do peso-leve da IBFed – Intercontinental Boxing Federation, entre os atletas Ravi de Moraes ( CE ) e Matheus Yuri ( PE ).

O combate entre os estreantes na carreira profissional de Boxe tinha uma previsão de 10 rounds, porém, no final do 3º round, o atleta Ravi lesionou-se no braço direito e a luta foi encerrada, uma vez que o lutador do Ceará não poderia seguir em frente e o árbitro central deu a vitória técnica “RTD” para Matheus Yuri, que defenderá seu título em 2020.

A luta foi registrada no site da IBFed – Intercontinental Boxing Federation, e em duas outras fontes de registros, vistas até nos EUA, com destaque para o fightstat.com.

O confronto deu início à uma nova fase no Boxe profissional brasileiro que aos poucos sairá apenas da visão olímpica que impera atualmente, e passará, no futuro, à trabalhar com excelentes cifras na disputa de títulos nacionais e internacionais.

As perspectivas também são boas para o Circuito Nordestino de K-1 daqui para a frente, uma vez uma vez que essa edição marcou o início de uma parceria com a Prefeitura do Município de Mauriti.

Para o próximo ano, serão promovidas novas etapas do “maior evento de ‘trocação’ do Nordeste” abrangendo cidades próximas da região do Cariri ( Juazeiro do Norte, Crato e Barbalha ). Também já foi confirmado o retorno do evento à cidade de Recife, capital do estado de Pernambuco.

Todas as lutas do ‘card’ desta 21ª edição do Circuito Nordestino de K-1 foram transmitidas ‘ao vivo’ pela TV Cariri, através do Canal 178 para os clientes da Brisanet.

*Texto do colaborador Oriosvaldo Costa. | Escrito em 26/12/2019

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.