Milhares participam do maior protesto em Bangkok desde o golpe de 2014

Milhares de pessoas participaram do maior protesto em Bancoque desde o golpe de 2014, depois que as autoridades tailandesas baniram um partido de oposição ao governo do ex-militar Prayuth Chan-ocha.

A manifestação, convocada um dia antes pelo líder do partido Future Forward, Thanathorn Juangroongruangkit, um bilionário de 41 anos, era uma reminiscência dos protestos de rua que assolaram Bangkok nas últimas duas décadas de política turbulenta.

Não havia sinal de presença policial importante ou tentativas de bloquear a maior manifestação desde que Prayuth tomou o poder em 2014 em nome do fim da violência nas ruas.

“Isso é apenas o começo”, disse Thanathorn às multidões, que se espalharam por passarelas e escadas próximas ao MBK Center, no coração do distrito comercial e de negócios de Bancoque.

“Hoje é uma demonstração de força para que no futuro outros possam se juntar a nós. Estamos aqui hoje apenas como teste. Prayuth, não tenha medo ainda. O verdadeiro é no próximo mês.

Thanathorn emergiu como o oponente mais franco do governo liderado por Prayuth, 65 anos, desde uma eleição em março que a oposição disse ter sido manipulada para favorecer o exército.

O painel eleitoral da Tailândia pediu ao tribunal constitucional que dissolva o partido Future Forward, acusando-o de infringir leis que governam os partidos políticos ao aceitar empréstimos multimilionários de Thanathorn.

No mês passado, o tribunal constitucional considerou Thanathorn culpado de deter ações de uma empresa de mídia na data em que sua candidatura foi registrada para a eleição, desqualificando-o como membro do parlamento. Thanathorn está contestando a decisão.

No protesto, os manifestantes gritaram: “Viva a democracia, a ditadura saia.”

Thanathorn assinou um acordo com seis partidos em uma aliança da oposição para pressionar por mudanças na constituição, que foi elaborada pela junta antes das eleições. Ele também ganhou o apoio dos partidos ao protesto.

Entre esses partidos estava Pheu Thai, que conquistou o maior número de cadeiras na Câmara dos Deputados, com 500 lugares, mas teve um perfil mais baixo em desafiar o governo do que o Future Forward, que ficou em terceiro na eleição.

Palang Pracharat, o partido pró-militar formado no ano passado por membros do gabinete da junta, ficou em segundo lugar. Prayuth disse a repórteres na sexta-feira que não é apropriado organizar uma manifestação no final do ano.

Fonte: Guardian

Imagem destaque: Narong Sangnak/EPA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.