Emissões de gases de efeito estufa do Japão atinge recorde em 2018

As emissões de gases de efeito estufa do Japão no ano fiscal de 2018 foram as mais baixas já registradas, auxiliadas por um inverno quente, o aumento da produção de usinas nucleares e pela redução do consumo de energia doméstica, mostraram dados preliminares do Ministério do Meio Ambiente na sexta-feira.

No entanto, o ministério reconheceu que ainda tem um longo caminho a percorrer para alcançar sua meta de um corte de 26% em relação aos níveis do ano fiscal de 2013 até o ano 2030, estabelecido no acordo climático de Paris e que são necessários mais esforços para conter as emissões.

Apesar de as emissões de gases de efeito estufa terem diminuído pelo quinto ano consecutivo, a queda no ano fiscal encerrado em março passado foi apenas 11,8% superior ao nível fiscal de 2013.

As emissões marcaram um declínio de 3,6% em relação ao ano fiscal de 2017 e totalizou o equivalente a 1,24 bilhão toneladas de dióxido de carbono. A baixa anterior desde que o governo iniciou registros no ano fiscal de 1990 ocorreu no ano fiscal de 2009 com 1,25 bilhão de toneladas de dióxido de carbono.

A redução na produção de usinas usando combustível fóssil também foi o resultado da duplicação da geração de energia nuclear em relação ao nível fiscal de 2017.

As emissões de gases de efeito estufa das famílias caíram cerca de 10%, com maior uso de eletrodomésticos que economizam energia e menor uso de sistemas de aquecimento devido ao inverno quente.

Por outro lado, o aumento do uso de eletrodomésticos fez com que as emissões de hidrofluorcarbonetos e gases similares aumentassem 9,4% no ano fiscal de 2018.

Uma lei entrará em vigor no ano fiscal de 2020 para restringir o controle sobre o descarte de equipamentos usando hidrofluorcarbonetos.

Fonte: Kyodo

Imagem: REUTERS/Issei Kato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.