Desemprego na União Européia atinge menor valor desde 2008

O desemprego na zona do euro de 19 países caiu para a menor taxa desde julho de 2008, embora o crescimento esteja diminuindo diante de eventos como a guerra comercial EUA-China e a incerteza relacionada à saída da Grã-Bretanha da União Europeia.

A agência de estatísticas da União Européia, Eurostat, disse na sexta-feira que a taxa de desemprego no bloco caiu em outubro para 7,5%, ante 7,6% no mês anterior. Durante o mês, o número de pessoas sem trabalho caiu para 12.33 milhões.

O desemprego tem caído constantemente na zona do euro nos últimos anos, à medida que a região se recupera de uma crise financeira e os temores sobre o futuro da Grécia no euro diminuíram.

As disparidades entre os países permanecem, embora não sejam tão grandes quanto eram durante a crise de dívida da região. Enquanto o desemprego permaneceu super-baixo na Alemanha, em 3,1%, diminuiu acentuadamente nos últimos anos na Espanha e na Grécia. Ambos estavam lutando com taxas de desemprego de mais de 25% em um ponto. Agora, as taxas de desemprego são de 14,2% e 16,7%, respectivamente.

Os formuladores de políticas do Banco Central Europeu esperavam que as quedas sustentadas do desemprego aumentassem os salários, aumentando a inflação. Isso não aconteceu como o esperado e a inflação tem sido teimosamente abaixo da meta do BCE de pouco menos de 2% por grandes períodos nos últimos anos.

Fonte: The Associated Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.