FTC invade 4 empresas por fraude em Tóquio

Na quarta-feira, a Comissão de Comércio Justo invadiu quatro empresas por supostamente fraudar licitações para contratos de fornecimento de medicamentos encomendados por um órgão vinculado ao governo.

Os alvos das investigações obrigatórias foram os atacadistas Alfresa Corp., Mediceo Corp. e Toho Pharmaceutical Co., com sede em Tóquio, e também a Suzuken Co., de Nagoya. O órgão antitruste deve apresentar queixa criminal contra as quatro empresas.

Os quatro supostamente violaram a lei antimonopólio em junho de 2018, prefixando vencedores de concursos para contratos de fornecimento de medicamentos éticos para uso em 57 hospitais administrados pela Organização Comunitária de Saúde do Japão, informaram fontes.

A organização fez pedidos de dois anos de suprimentos de 8.000 produtos para os 57 hospitais. As quatro empresas receberam pedidos no valor de 74 bilhões de ienes no total, segundo as fontes.

A FTC julgou suas práticas maliciosas porque os produtos estão relacionados ao interesse público, acrescentaram as fontes.

As investigações obrigatórias foram as primeiras desde dezembro de 2017, quando a FTC invadiu quatro prestadores de serviços gerais sobre licitações para o projeto de trem de alta velocidade de levitação magnética da Central Japan Railway Co. Chuo Shinkansen.

O mercado japonês de medicamentos éticos é de cerca de 9 trilhões de ienes, com a maioria deles vendida por atacadistas. As quatro empresas juntas detêm 90% do mercado.

Fonte: Jiji Press


Leandro Ferreira | Connection Japan ®

Editor "jornalista", analista de sistema, webmaster, programador, "nerd". Amo animes, as vezes jogo League of Legends . Luto, pelo meu amado Pai, que Deus o tenha e abençoe a todos nós.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.