Airbnb se une ao COI para fornecer acomodação para os Jogos Olímpicos

A empresa de aluguel de casas por curto prazo Airbnb Inc se juntou às fileiras dos principais patrocinadores dos Jogos Olímpicos com um contrato de nove anos para ajudar a fornecer acomodações para o maior evento esportivo do mundo e reduzir o custo para as cidades-sede.

O Airbnb disse na segunda-feira que a parceria com o Comitê Olímpico Internacional (COI) ocorrerá desde os jogos de Tóquio no próximo ano até 2028 e abrangerá cinco eventos das Olimpíadas e Paraolimpíadas. Os detalhes financeiros não foram divulgados.

Esse período incluirá os Jogos de verão em Paris em 2024 e Los Angeles em 2028, bem como as Olimpíadas de inverno em Pequim em 2022 e uma centrada em Milão quatro anos depois.

A medida, que leva o Airbnb a se juntar a outros grandes patrocinadores, como Coca-Cola, Panasonic, Samsung, Alibaba, Visa e Toyota, destaca o rápido crescimento da empresa para se tornar um dos principais concorrentes em aluguel de quartos.

Atualmente, a empresa está reformulando as políticas para melhorar a confiança após um tiroteio em massa em uma propriedade na Califórnia no mês passado.

O presidente do COI, Thomas Bach, disse que a parceria não substituirá a tradicional vila olímpica onde os atletas ficam, mas será baseada em uma garantia de acomodação para visitantes, famílias de atletas e oficiais.

O COI exige que as cidades candidatas garantam 40.000 quartos, e Bach disse que ajudaria as cidades-sede a economizar e tornar os jogos mais viáveis ​​e sustentáveis.

“Agora, essas cidades podem aproveitar o potencial do Airbnb e não precisam prometer construir novos hotéis ou acomodações. Elas podem se referir ao número de hosts que o Airbnb está oferecendo”, disse ele à Reuters.

Paris e Los Angeles já têm muitos hotéis e comunidades anfitriãs Airbnb bem desenvolvidas.

Mas o COI espera que o acordo ajude os residentes locais a aproveitar mais os benefícios de sediar as Olimpíadas e a reduzir a resistência que viu várias cidades desistirem do processo de licitação dos Jogos nos últimos anos.

Os moradores locais fizeram protestos nos últimos jogos do verão no Rio de Janeiro por causa do custo de sediar o evento quando o Brasil estava em recessão.

O co-fundador do Airbnb, Joe Gebbia, disse esperar que a parceria ajude a deixar um “legado positivo para atletas e comunidades anfitriãs”, além de proporcionar benefícios para a empresa, como a reserva integrada de acomodações com a compra de ingressos online.

Fonte: Reuters

0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments