Professor japonês libertado após detenção na China

Um acadêmico japonês detido em Pequim desde setembro foi libertado e retornou ao país na sexta-feira, em uma medida que deve ajudar a pavimentar o caminho para uma visita de estado do presidente chinês Xi Jinping no próximo ano, disseram autoridades do governo.

O japonês de 40 anos, professor da Universidade de Hokkaido, foi detido pelas autoridades chinesas por suspeita de violar a lei chinesa, com a mídia japonesa dizendo que se acredita ter sido acusado de espionagem.

Ele voltou ao Japão e está de boa saúde, disse o secretário-geral do gabinete, Yoshihide Suga, em entrevista coletiva.

O ministro das Relações Exteriores, Toshimitsu Motegi, se recusou a fornecer detalhes sobre por que o homem foi detido, citando a natureza sensível da questão, mas disse que ele e o primeiro-ministro Shinzo Abe estavam “firmemente” pedindo a libertação do homem.

“Gostaríamos de dar as boas-vindas ao presidente Xi como convidado do estado na próxima primavera em um bom ambiente e cuidar dos assuntos um por um”, acrescentou.

A mídia japonesa informou que 13 civis japoneses foram detidos na China por suspeita de envolvimento em atividades de espionagem desde 2015.

Fonte: Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.